Sindcomércio Macaíba celebra sua primeira Convenção Coletiva de Trabalho

O Sindicato do Comércio Varejista de Macaíba (Sindcomércio Macaíba) celebrou, nesta segunda-feira, dia 02, a primeira Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da instituição, junto ao Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores do Comércio do RN. A assinatura da CCT ocorreu na sede da Fecomércio RN, com a presença do presidente da CDL Macaíba, Izaias Revoredo, do diretor de Relações Institucionais da Federação, Laumir Barrêto, e a equipe da assessoria jurídica da entidade.

O presidente do Sindcomércio Macaíba, Luiz Lacerda, comentou a satisfação em firmar o instrumento jurídico que norteará o relacionamento entre as partes, trazendo benefícios ao empresário e ao trabalhador do comércio. “A Convenção Coletiva do Sindcomércio vai estimular e servir de exemplo para outras cidades que possuem sindicatos. Macaíba precisa crescer e a Convenção Coletiva de Trabalho, que contemple os legítimos anseios dos empresários e trabalhadores, auxilia nesse desenvolvimento. Agradeço ao presidente Eduardo Martins e toda diretoria do Sindicato dos trabalhadores por terem aderido ao processo. É um momento verdadeiramente histórico”, afirmou Luiz Lacerda, presidente do Sindcomércio Macaíba.

O documento rege os procedimentos e define posicionamentos de comum acordo entre os sindicatos patronal e laboral. São determinadas na Convenção Coletiva de Trabalho, entre outros pontos, valores dos pisos salariais e jornada de trabalho e controle, possibilitando também a adesão dos microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte ao Repis, permitindo adotar valores de pisos salariais diferenciados.

“Temos aqui uma nova relação entre o Sindicato do Comércio de Macaíba e os trabalhadores do município, que agora têm, de fato, um representante. Recebemos a pauta do Sindcomércio, que foi analisada e discutida com a mediação da Fecomércio RN, tendo tudo transcorrido de forma tranquila. Esse foi o primeiro passo. Vamos fazer contato com outros sindicatos patronais e celebrar novas convenções, sempre pensando no melhor para os lados envolvidos”, declarou Eduardo Martins, presidente do Sindicato laboral.

Administrador