ASSECOM/PMRN

O Governo do Estado está agindo para garantir o cumprimento das medidas sanitárias estipuladas para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) no Rio Grande do Norte, com foco nas ações listadas nos decretos editados desde o mês de março.

As polícias Militar e Civil, sob a coordenação da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), estão atuando em todo o estado para coibir quem está descumprindo as determinações condensadas no Decreto nº 29.583, publicado nesta quinta-feira (2).

O Decreto amplia o poder da PM para fazer abordagens e fiscalizações, como as que já foram realizadas em barreiras sanitárias no interior do estado esta semana. Em termos de abordagem, os militares estão orientando as pessoas que não possuem conhecimento das medidas e os trabalhadores que seguem nas ruas. As que descumprem com conhecimento o isolamento social estão sendo conduzidas à delegacia, como no caso das 23 pessoas detidas na noite do dia 28 de março em uma festa.

Já a Polícia Civil vem conduzindo investigações sobre casos como o do empresário que, durante o período de quarentena por ter contraído o Covid-19, promoveu uma festa em Carnaubais com mais de 20 pessoas e um personal trainer que usou as redes sociais para disseminar informações contra as determinações sanitárias para o isolamento social. Neste caso, a 1ª Delegacia de Polícia de Natal já encaminhou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para o Juizado Especial Criminal da capital por apologia ao crime, prevista no artigo 287 do Código Penal, que prevê uma pena de três a seis meses de detenção.

As pessoas e empresas que forem flagradas descumprindo as determinações do Governo também poderão sofrer uma multa diária de até R$ 50 mil para cada dia, podendo ainda sofrer apreensão, interdição e o emprego de força policial, assim como as responsabilizações civil e penal, pela caracterização de crime contra a saúde pública, tipificado no art. 268 do Código Penal.

As multas mínimas previstas no Decreto nº 29.583 são de R$ 5 mil para pessoas físicas e R$ 25 mil para pessoas jurídicas. Para a aplicação da multa as autoridades policiais registram a infração e enviam os autos para a Procuradoria Geral do Estado, que faz a inscrição na dívida ativa do Estado em caso de não pagamento.

As denúncias devem ser feitas pelo 190.

O Blog do BG pontua questões pertinentes sobre as ações do governo estadual e municipal.

Nos meios médico e de enfermagem, em grupos de whatsApp e nos corredores e salas de hospitais públicos e privados da capital e do interior não se fala noutra coisa.

Enquanto o Governo do Estado convoca um chamamento público emergencial para contratar a implantação de um hospital de campanha no estádio Arena das Dunas, uma arena multiuso, no valor de R$ 37 milhões, estruturas da rede estadual de saúde estão subutilizadas por falta de equipamentos e investimentos. Falta o básico.

O Blog do BG recebeu, de mais de uma fonte do setor médico, informações que relata a seguir e expõe, na opinião destes profissionais e especialistas, um erro estratégico grave tanto para o combate à prevenção à pandemia da Covid-19 quanto para o setor da saúde pós-crise provocada pelo novo coronavírus que está assolando o mundo.

O Governo do Estado dispõe de leitos ociosos na rede pública estadual de saúde. O Hospital da Polícia Militar conta com dez leitos de UTI adulta e outros leitos de UTI infantil. E numa situação de emergência poderia contar com mais 30 leitos no Centro Cirúrgico e no CRO do mesmo hospital.

Os investimentos seriam mínimos e os benefícios permanentes para a população depois de superada a pandemia do novo Coronavírus.

Em vez disso, o governo estadual prefere investir R$ 37 milhões de reais em um hospital de campanha numa arena multiuso, que será erguida do zero.

E será desmontado pós-pandemia.

Até agora nenhuma sinalização quanto ao uso do Hospital da Polícia Militar.

Para muitos médicos, a opção do governo do estadual está sendo comparada a uma piada de mau gosto ou a uma ação de caráter midiático, para chamar a atenção da população via veículos de comunicação e redes sociais.

Do mesmo jeito que o HPM, o Hospital Municipal de Natal e o Hospital Gizelda Trigueiro enfrentam problemas por falta de investimentos.

O Gizelda Triigueiro, especializado no tratamento de doenças infectocontagiosas falta máscaras e demais Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para proteger os seus bravos profissionais. Não tem igualmente condições de fazer um simples eletrocardiograma na UTI e não tem ar condicionado na ala montada às pressas para atender a pacientes com a Covid-19.

Médicos e pessoal de enfermagem trabalhando com o suor pingando da testa.

Há algo também muito grave acontecendo no Hospital Walfredo Gurgel. Segundo relatos médicos, o Centro de Tratamento de Queimados, resultado de anos de luta de muitos profissionais de saúde, está sendo montado. Os pacientes serão transferidos para a área geral do HWG.

Um médico relatou ao Blog do BG que um paciente queimado precisa de espaço e ambiente limpos, climatizados e em boas condições para receber pessoas com queimaduras de 1º, 2º e 3º graus. Ele observa que, mesmo assim, é alto o índice de infecções entre pacientes queimados.

O Centro de Tratamento de Queimados no Hospital Walfredo Gurgel é o único do Rio Grande do Norte e referência na região Nordeste.

Mesmo assim, o Governo do Estado está desmontando o CTQ. Na expressão de outro médico, a desativação será uma “sentença de morte”.

Os médicos alertam que com todos os problemas que poderiam ser resolvidos com investimentos na rede pública de saúde, pelo menos uma coisa a pandemia da Covid-19 trouxe pelo menos uma mudança de cenário: as mortes, antes restritas aos corredores de hospitais como o Walfredo Gurgel, não permanecerão invisíveis, sem chamar a atenção dos veículos de comunicação.

E fica a pergunta que não quer calar: por que milhões de reais serão investidos para instalar hospitais de campanha em um estádio de futebol e em hotel desativado pela prefeitura em vez de serem gastos para equipar a rede estadual de saúde?

O Blog do BG lembra que, em sã consciência, ninguém pode ser contra a instalação de um hospital de campanha em virtude da gravidade da situação. Mas, perguntamos: não seria mais fácil e menos oneroso investir e ampliar de imediato a estrutura existente dos hospitais públicos, deixando um legado permanente para a população para depois da pandemia?

Em contato com diretores de hospitais privados, esses também confirmaram que ainda tem UTI disponível se o Governo do Estado ou Prefeitura precisassem reserva-las para combater o Covid-19.

Em Natal, por exemplo, o prefeito Álvaro Dias está todo dia na mídia falando do hospital de campanha em um hotel desativado na Via Costeira.

Enquanto isso, na rede básica de saúde da capital falta o básico.

Com a palavra, o Governo do Estado e a Prefeitura do Natal.

Do Blog do BG

 

O Blog do Xerife destaca: O Makro Atacadista esclarece que o fechamento da unidade localizada em Natal (RN) integra o movimento de reestruturação da empresa, já anunciado no mês de janeiro de 2020. Com a otimização da rede de lojas, a companhia confirma a continuidade de sua operação no Brasil, exclusivamente no Estado de São Paulo. O Makro estruturou e está comprometido em entregar um amplo plano de reconhecimento e recompensa a todos os funcionários impactados.

A Prefeitura de Macaíba segue com a campanha de vacinação contra a gripe Influenza até o dia 22 de maio de 2020, em todas as Estratégias de Saúde da Família (ESF). O dia 9 de maio, um sábado, será o dia “D” de mobilização nacional da campanha que, nesta primeira fase, conta com mais de 90% dos idosos e todos os profissionais de saúde do município vacinados.

A expectativa é que todos os idosos do município sejam vacinados até o próximo dia 16 de abril, uma quinta-feira. A próxima fase começará nesta data e tem como foco os professores das escolas públicas e privadas; profissionais das forças de segurança e salvamento; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

No dia 9 de maio terá início a terceira fase da campanha, que visa vacinar crianças de seis meses a menores de seis anos de idade; gestantes; puérperas; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; adultos de 55 a 59 anos de idade.

O Ministério da Saúde tomou a decisão de realizar a campanha com um mês de antecedência, que historicamente acontecia em abril, pelo momento que o mundo passa no combate ao novo coronavírus (COVID-19). Com isso, pretende-se proteger a população contra a gripe além de minimizar o impacto sobre os serviços de saúde. Destaca-se que os sintomas desta doença são semelhantes aos do coronavírus e essa antecipação visa reduzir a carga da circulação de Influenza na população.

Sobre o COVID-19, a Prefeitura de Macaíba ressalta que todas as medidas de saúde estão sendo tomadas no âmbito municipal para a prevenção à doença. Neste sentido, conta com a colaboração de todos os cidadãos e cidadãs do município para evitar aglomerações, entre outras medidas preventivas divulgadas amplamente nos meios de comunicação oficiais da administração.

Agência PRF

A Polícia Rodoviária Federal deteve, no final da tarde desta quarta-feira (1º) no km 115 da BR 101, em São José de Mipibu/RN, um homem de 35 anos, passageiro de um ônibus que fazia a linha entre Natal e a cidade de Pedro Velho/RN.
De acordo com a vítima, uma mulher 33 anos, que estava sentada em uma poltrona logo a frente a do acusado, percebeu que o homem estava praticando o ato obsceno de masturbação.

De imediato, ela comunicou o fato ao cobrador do veículo. Este se dirigiu ao suspeito e constatou a denúncia. O homem ainda tentou descer do ônibus, mas foi impedido. Em seguida, o motorista percebeu a presença de viaturas da PRF às margens da rodovia, onde parou e relatou o ocorrido.

Diante das evidências, o passageiro foi detido e encaminhado com a vítima e o cobrador, para a Delegacia de Plantão Zona Sul em Natal/RN onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência.
O crime de praticar ato obsceno em lugar público ou aberto, está previsto no artigo 233 do Código Penal e prevê pena de três meses a um ano de detenção, ou multa.

Assecom/RN

O Governo do Estado vai contratar 888 profissionais para reforçar o sistema de saúde pública do Rio Grande do Norte durante o período de combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A medida envolve a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e trabalhadores do setor administrativo, pelo período de seis meses, ampliando a assistência hospitalar e o processo de abertura de leitos de UCI e UTI planejados para atender pacientes com a Covid-19.

A contratação temporária é amparada no Decreto n º 29.581, publicado na edição de 1º de abril do Diário Oficial do Estado, e no estado de calamidade pública instaurada por conta da pandemia. A medida também é prevista na lei estadual nº10.229/2017. O Governo do Estado separou, por meio do Decreto nº 29.577, um valor de R$ 19 milhões para garantir as contratações e o reforço na saúde do estado. O sistema de recrutamento a ser utilizado foi desenvolvido especificamente para este edital pelo IMD/UFRN – Instituto Metrópole Digital, parceria muito importante para o Governo do Estado.

O decreto prevê que a seleção dos profissionais seja feita por meio de processo seletivo simplificado, em etapa única, de caráter classificatório e eliminatório, por meio da avaliação curricular. Será dada prioridade para os candidatos aprovados e que se encontram em quadro de reserva do concurso público deflagrado pelo Edital nº 001/2018-SEARH-SESAP. Caso as vagas não sejam preenchidas por quem estiver no cadastro de reserva do concurso, serão selecionados de acordo com o tempo de experiência do candidato na função para a qual se inscreveu. Neste 1º de abril o Governo convocou mais 119 profissionais de saúde, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, daquele concurso público para atuar nos hospitais regionais Tarcísio Maia, em Mossoró, e Dr. Mariano Coelho, em Currais Novos.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, o Plano de Contingência tem sido atualizado em função das expectativas de crescimento da epidemia e das tratativas de ampliação da oferta de leitos. “Na região de Mossoró, por exemplo, incorporamos a oferta de leitos por unidades filantrópicas e contratação de leitos privados. E já com previsão de ativação de leitos no Tarcísio Maia e no Hospital Rafael Fernandes. Em Natal, além do Hospital de Campanha no Arena das Dunas, teremos a ativação de leitos no Hospital da Polícia Militar e no João Machado que deverá disponibilizar 48 leitos de enfermaria e 20 UTI’s”, explicou.

Maia lembrou ainda que dos aprovados no último concurso da Sesap, convocados recentemente, cerca de 476 trabalhadores já se apresentaram e estão sendo lotados para suas atividades.

Os candidatos podem tirar dúvidas pelo e-mail recrutamentosesapcovid@gmail.com.

O decreto pode ser visualizado pelo Diário Oficial Aqui 

 

O caminho é o PL, PSB e MDB

Onze vereadores da Câmara Municipal de Macaíba ainda não anunciaram por qual partido irão disputar o pleito deste ano, porém, já circula nas rodas de conversa que a maioria deverá caminhar para o PL do pré-candidato Emídio Júnior e o PSB do pré-candidato Netinho França.

Outro partido que deverá receber pelo menos um vereador é o MDB da ex-prefeita Marília Dias.

Além de estarem de olho na nominata do MDB, um edil teria ficado animado com os votos de legenda que a sigla teve no pleito passado.

RIACHUELO EM AÇÃO: DELEGADO NORMANDO FEITOSA (PSC) CONFIRMA PRÉ ...

Arauto Brasil/Reprodução

Sem mandatários

O grupo do delegado Normando Feitosa entrou na reta final na organização da nominata. O grupo recebeu nos últimos dias nomes de peso que farão a diferença na disputa ao Legislativo.

A nominata do PSC é composta apenas por pessoas que não tem mandato. Mesmo tendo sido procurados por vereadores, o grupo decidiu que a nominata não teria mandatários.

Decisão

A suplente de vereadora Ceyça Lima deverá divulgar até este sábado (04) por qual sigla irá disputar a eleição deste ano. Em contato com o blog, Ceyça Lima disse que vai se reunir com o seu grupo para em breve fazer o anúncio.

24 | julho | 2019 | Macaíba no Ar

Outro suplente que ainda não decidiu por qual partido disputar a eleição foi Jefferson Stanley. O suplente recebeu convite de diversos grupos, mas está analisando três nominatas para decidir qual rumo tomar.

DIÁRIO DE MACAÍBA: Decisão judicial que deu a vitória a Beto ...

Convite

O partido Cidadania  ainda não fechou sua nominata. De acordo com informações de bastidores, a sigla vem forte para a eleição deste ano, pois convidou um construtor para disputar o Legislativo. A sigla é liderada pelo vereador Denilson Gadelha.

A imagem pode conter: 1 pessoa, flor

Comissão provisória 

O grupo Macaíba é Nossa já está devidamente com a comissão provisória do Partido Verde em Macaíba. O anúncio foi feito pelo professor Hailton Mangabeira, um dos lideres do grupo.

 

Agência Brasil – O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na tarde desta quarta-feira (1º), a Medida Provisória (MP) que cria uma renda básica emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa, durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A informação foi confirmada pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira, em uma postagem no Twitter. A medida teve a votação concluída no Senado na segunda-feira (30) e agora será regulamentada por meio de um decreto.

O líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), informou que o texto sancionado por Bolsonaro contém três vetos, que ainda não foram publicizados pela Presidência da República.

A liberação dos recursos também depende da abertura de um crédito extraordinário no Orçamento federal. O pagamento será efetuado ao longo de três meses, com operacionalização pelas redes dos bancos públicos federais: Caixa Econômica Federal, casas lotéricas, Banco do Brasil (BB), Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Nordeste (BNB), após o cruzamento de dados para definir quem tem direito ao benefício.

Pelas regras contidas no projeto de auxílio emergencial aprovado pelo Congresso, os trabalhadores deverão cumprir alguns critérios, em conjunto, para ter direito benefício, como não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou novas medidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia da covid-19, inlcuindo uma MP para ajudar as empresas na manutenção dos empregos. Serão liberados R$ 51 bilhões para complementação salarial, em caso de redução de salário e de jornada de trabalho de funcionários, e R$ 40 bilhões (R$ 34 bilhões do Tesouro e R$ 6 bilhões dos bancos privados) de crédito para financiamento da folha de pagamento. Os detalhes da medida serão informados pelo Ministério da Economia.

Muitos edis (vereadores) estão filiados em seus novos partidos, porém, não houve a divulgação dessas filiações. O motivo? estratégia, para não “afastar” as lideranças de menor potencial eleitoral.

Agência Brasil – O número de mortes e de novos infectados pelo novo coronavírus deu um salto expressivo nesta quarta-feira (1º) no estado do Rio de Janeiro, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). Foram mais cinco óbitos e 124 casos, comparado ao dia anterior.

No total, em todo o estado, 832 pessoas tiveram exame positivo para covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e 28 morreram em decorrência do vírus.

As vítimas mais recentes são três mulheres de São Gonçalo, Rio de Janeiro e Arraial do Cabo, e dois homens, de Rio das Ostras e Rio de Janeiro.  A secretaria ainda investiga outros 49 óbitos que podem ter sido causados pelo novo coronavírus.

Do total de óbitos, 20 foram na capital. Os outros oito foram registrados em Miguel Pereira, Niterói, Petrópolis, Rio Bonito, Volta Redonda, Rio das Ostras, Arraial do Cabo e São Gonçalo, com uma morte em cada.

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira, com o Rio de Janeiro registrando 697 casos, seguido por Niterói, 62; Volta Redonda, 12; São Gonçalo, 11; Nova Iguaçu, 7; Duque de Caxias, 6; Petrópolis, 5, Itaboraí, 4; Belford Roxo, 3; Rio das Ostras, 3; Barra Mansa, 2; Maricá, 2; Resende, 2; Rio Bonito, 2, e São João de Meriti, 2.

Os municípios de Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Campos dos Goytacazes, Guapimirim, Macaé, Mangaratiba, Miguel Pereira, Queimados, São Pedro da Aldeia, Seropédica, Teresópolis e Valença registraram um caso cada.

Além de acessar gráficos com a situação da pandemia no estado, na página www.painel.saude.rj.gov.br, a população também pode tirar dúvidas sobre covid-19 pela central telefônica 160, que funciona gratuitamente 24h por dia, além do site www.coronavirus.rj.gov.br.

No país, o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus subiu para 6.836 nesta quarta-feira, de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de mortes por covid-19 chegou a 241.  em todo o Brasil.

Uma das dificuldades que estão sendo enfrentadas pelos grupos políticos em Macaíba é a composição de mulheres nas nominatas. A grande maioria dos pré-candidatos são homens e a legislação obriga que 30% seja do gênero feminino. Alguns grupos dizem ter os 26 nomes, mas não tem a cota miníma de mulheres, a conta não fecha.

O prazo de filiação partidária para quem pretende disputar a eleição deste ano termina neste sábado (04).

 

Na manhã desta quarta-feira (1), um assaltante foi morto após uma ação criminosa em um mercadinho no Loteamento Veneza, em Macaíba.

De acordo com informações do jornal Patrulha da Cidade, três criminosos anunciaram o assalto no estabelecimento comercial, onde renderam o proprietário e pessoas que estavam no local. Ainda segundo o jornal, um desconhecido presenciou a ação e efetuo um disparo de arma de fogo, atingindo um dos criminosos que veio a óbito no local. Os comparsas reagiram e balearam o dono do mercadinho no abdômen (ele passou por cirurgia e seu estado de saúde é estável).

Em seguida os dois criminosos conseguiram fugir.

Senadinho Macaíba

ISD

Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), do Instituto Santos Dumont (ISD), começou a entregar neste fim de semana o primeiro lote de ‘máscaras-escudo’ que pesquisadores e alunos estão produzindo para doar a hospitais que atendem casos de coronavírus e outros considerados graves no Rio Grande do Norte.

Com a pandemia do chamado Covid-19, a alta demanda por esse tipo de material – considerado essencial para o trabalho dos profissionais da saúde – provocou escassez no mercado.

A linha de produção montada no IIN-ELS envolve pesquisadores e alunos do mestrado em neuroengenharia e vai significar uma produção inicial de 600 máscaras, que deverá ser ampliada.  Pelo menos outras mil são previstas.

Um total de 210 unidades, deste primeiro lote, vai suprir a demanda de quatro hospitais e de uma unidade de pronto-atendimento em Natal, Parnamirim e Macaíba.

As 390 restantes o Instituto afirmou que irá distribuir de acordo com pedidos encaminhados para o e-mail covid19@isd.org.br e avaliação de comissão interna.

A força-tarefa de pesquisadores e alunos IIN-ELS/ISD foi registrada em reportagens da Tribuna do Norte e do portal G1 RN, dois dos principais veículos de comunicação do estado.

Do total de máscaras produzidas até agora, 40 foram divididas entre a UPA Aluízio Alves, principal serviço de urgência e emergência de Macaíba, e o Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, onde inexistia a oferta desses materiais para o trabalho dos profissionais de saúde.

Mais 60 máscaras serão direcionadas a um dos principais serviços de referência para Covid-19 em Natal, o Hospital Giselda Trigueiro.
Outras 60 serão entregues para atendimento de casos de urgência não relacionados ao coronavírus na Maternidade Escola Januário Cicco, principal referência para gravidez de alto risco no estado, e 50 chegaram neste domingo ao Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim – considerado referência para casos de trauma e ortopedia, inclusive em cirurgias de urgência, cujos procedimentos têm alto risco de contaminação para as equipes de saúde.

Pesquisadores vão desenvolver também válvulas e respiradores

A produção inicial foi exclusivamente de máscaras de proteção facial, mas as impressoras já vão começar a trabalhar para criar também válvulas de ventiladores pulmonares usados em pacientes com casos mais graves de falta de ar e dificuldades respiratórias.

Em outra frente, o grupo trabalha em um modelo de respirador mecânico de baixo custo e open source, ou seja, que pode ser replicado por qualquer interessado.

“Esse é o momento de mostrar a força da ciência brasileira, a sua inventividade e capacidade de responder às demandas da sociedade que a financia”, diz o diretor-geral do ISD, Reginaldo Freitas Júnior.

O Instituto Santos Dumont é uma Organização Social financiada pelo Ministério da Educação e engloba, além do IIN-ELS, o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi.

O Centro está funcionando desde a semana passada como pronto-atendimento para grávidas e crianças com suspeita de Covid-19 em Macaíba.

A estratégia foi proposta à Secretaria de Saúde para ajudar a desafogar a UPA do município, onde o movimento aumentou quase 60% em uma semana puxado principalmente por casos considerados não urgentes, de pessoas que não precisavam ter saído de casa.

No caso do Coronavírus, o principal sinal de alerta para procurar atendimento médico é sentir dificuldade respiratória, ou seja, falta de ar.

SERVIÇO
O ISD está levantando doações para ampliar a produção de máscaras e outros equipamentos para o enfrentamento ao Coronavírus. Para a realização do trabalho, são necessários  filamentos de impressora 3D, acetato ou dinheiro, por depósito identificado:

Banco do Brasil

Ag: 4328-1

CC: 224.696-1

Todas os valores recebidos e investimentos realizados serão publicados no site do Instituto.

Após reunião realizada na sede do Palácio Auta de Souza entre feirantes, comerciantes do Mercado Público e de bancas em calçadas foi deliberado pelo Comitê Gestor Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao COVID-19 (Coronavírus), da Prefeitura de Macaíba, o retorno da feira livre, no próximo sábado (04/04).

A feira livre será exclusiva para feirantes residentes em Macaíba, mas para participar é necessário preencher o formulário, que está disponível no site da Prefeitura de Macaíba (https://formulario.macaiba.rn.gov.br) ou através dos telefones listados abaixo.

A realização de atualização cadastral de todos os feirantes, ocupantes de boxes e calçadas, através de telefone, WhatsApp e formulário eletrônico, durante o período de 01 a 02 de Abril de 2020. O comerciante que não atender as determinações não poderá exercer suas atividades.

Entre as recomendações, está o afastamento das bancas, de no mínimo 1,5m, uso de álcool em gel, além de equipamentos de proteção pelos feirantes, entre eles, máscaras e luvas. Será proibida a venda de produtos no chão. Além disso, Não será permitida a comercialização por feirantes classificados como de grupo de risco de acordo com as definições do Ministério da Saúde. Após a deliberação dessas medidas, uma ata foi lida, aprovada e assinada por todos os presentes na reunião desta quarta-feira (01/04).

A Prefeitura de Macaíba alerta que a responsabilidade é de todos e que os moradores de Macaíba devem evitar aglomerações, assim como a presença de idosos está totalmente proibida. A continuidade da feira livre vai depender do comportamento de todos, feirantes e clientes.

Os telefones para contato para os (as) interessados (as) são: 3271-4662 ou 6629 (Infraestrutura), 98116-3411 (Assistência Social), 3271-3393 ou 91802-8891 (CRAS Tavares de Lyra), 3271-6502 ou 6522 ( CRAS Fabrício Pedroza) e 3271-3180 (SEMURB).

Assecom-PMM