Política Arquivo

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Tribuna do Norte publicou pesquisa da Consult nesta terça-feira (03) sobre a disputa eleitoral no Rio Grande do Norte para presidente. A área de abrangência de investigação da pesquisa foi formada pela população do RN. Foram aplicadas 1.700 entrevista, distribuídas nas regiões do Estado. Os resultados estão sujeitos a um erro máximo permissível de 2,3% com confiabilidade de 95%. A realização da etapa de campo foi entre os dias 23 e 26 de julho de 2021.

Cenário para presidente estimulada:

Lula (PT), 42,53%

Bolsonaro (Sem partido), 30,35%

Ciro Gomes (PDT), 7,88%

Sérgio Moro (Sem partido), 2,47%

Mandetta (DEM), 1,24%

João Doria (PSDB), 0,76%

Nenhum 8,88%

Não sabe dizer 5,88%

Carlos Eduardo reaparece no debate público rebatendo Lula e tomando as dores das elites do RN - Blog do Barreto

Tribuna do Norte publicou pesquisa da Consult nesta terça-feira (03) sobre a disputa eleitoral no Rio Grande do Norte para o Senado. A área de abrangência de investigação da pesquisa foi formada pela população do RN. Foram aplicadas 1.700 entrevista, distribuídas nas regiões do Estado. Os resultados estão sujeitos a um erro máximo permissível de 2,3% com confiabilidade de 95%. A realização da etapa de campo foi entre os dias 23 e 26 de julho de 2021.

Cenário Senado estimulada:

Carlos Eduardo (PDT), 31,47%

Rogerio Marinho (Sem partido), 13%

Fabio Faria (PSD), 11,12%

Jean Paul (PT), 5,12%

Nenhum 21,53%

Não sabe 17,76%

A Tribuna do Norte publicou pesquisa da Consult nesta terça-feira (03) sobre a disputa eleitoral no Rio Grande do Norte. A área de abrangência de investigação da pesquisa foi formada pela população do RN. Foram aplicadas 1.700 entrevista, distribuídas nas regiões do Estado. Os resultados estão sujeitos a um erro máximo permissível de 2,3% com confiabilidade de 95%. A realização da etapa de campo foi entre os dias 23 e 26 de julho de 2021.

Estimulada para governo

Cenário I

Fátima Bezerra (PT), 24,24%

Carlos Eduardo (PDT), 18,35%

Styvenson (Podemos), 16,24%

Fabio Faria (PSD), 6,06%

Benes Leocádio (Republicanos), 3,76%

Nenhum 18,76%

Não sabe 12,59%

Cenário II

Fátima Bezerra (PT), 27,06%

Styvenson (Podemos), 20,18%

Álvaro Dias (PSDB), 17,94%

Nenhum 21,71%

Não sabe 13,12%

 

 

Foto: Via Blog Marcos Dantas

O ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) colocou o pé na estrada e esteve em algumas cidades do Seridó. O ex-presidente da Câmara participou neste final de semana do encerramento da Festa de Santana em Caicó. Henrique também participou de um almoço com correligionários em Jardim do Seridó.

Em Caicó, Henrique Alves foi recepcionado pelo ex-prefeito Batata (MDB) e também pelo  vereador Lobão (MDB).

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em entrevista ao Panorama 95 desta sexta-feira (30), na rádio 95 FM de Caicó, o senador Jean Paul Prates (PT) confirmou que, se depender dele, será candidato a reeleição nas eleições de 2022. Jean disse achar precipitado o PT abrir mão de tentar manter uma cadeira no Senado Federal.

“Estou trabalhando para ser candidato do PT ao Senado Federal. Eu jamais abriria mão sozinho, quem faz os movimentos somos todos com o partido, mas eu estou colocado como pré-candidato do PT”.

Na entrevista, mesmo destacando a importância de uma aliança com o MDB, o senador disse que quem se agregar ao projeto com a intenção de disputar uma cadeira do Senado com o apoio do PT vai precisar trazer uma contribuição eleitoral bem mais robusta do que a sua.

“Quem quer estar nesta canoa com Lula e Fátima, imagine quem é que não quer estar numa canoa dessa hoje em dia, para se eleger para o senado, tem que trazer uma contribuição eleitoral, tem que ser um produto eleitoral extremamente mais viável, com mais impedância do que eu tenho tentado ser, e estarei trabalhando pra ser até o final do ano. O MDB tem muitos espaços, não necessariamente a cadeira do senado, tem muitos espaços e é muito bem vindo. Inclusive eu tenho participado dessas conversas”, explicou.

Para o senador, que cumpriu agenda em vários municípios do Seridó nestes últimos dias, é muito cedo para o PT abrir mão da disputa pela cadeira do Senado.

Ler mais…

Pré-candidato ao Governo, o deputado federal Benes Leocádio (Republicanos) cumpre uma intensa agenda no interior.

Em Caicó, na última sexta-feira (30), foi recebido pelo prefeito Dr. Tadeu e outros quatro prefeitos do Seridó: Aníbal (São João do Sabugi), Serginho (Serra Negra do Norte), Jackson (São José do Seridó) e Ivanildinho (Timbaúba dos Batistas), além do vice-prefeito de São João do Sabugi, de vereadores da região e de dirigentes locais do Republicanos.

No Instagram, Benes agradeceu “o apoio e a receptividade de todos”.

Com informações de Heitor Gregório

 

 

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, durante entrevista coletiva à imprensa no Palácio do Planalto

Foto: Alan Santos/PR

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) negou neste sábado que pretenda renunciar ao cargo.

Ele escreveu no Twitter: “Desde 2018 tenho viajado pelo Brasil e muitas pessoas falam que votaram na chapa JB-Mourão por confiar em mim. Em respeito a essas pessoas e a mim mesmo, pois nunca abandonei uma missão, não importam as intercorrências, sigo neste governo até o fim.”

 

Carlos Eduardo on Twitter: "No primeiro dia do Encontro Extraordinário do  PDT no Rio de Janeiro com o presidente do partido, Carlos Lupi e Ciro Gomes.…  https://t.co/OOVrelXKUu"

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, minimizou o encontro que teve com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, visto como uma reunião política com possibilidade de aliança entre os dois.

Questionado pelo blog Tulio Lemos a respeito do encontro entre dois adversários políticos, de ideologias e partidos diferentes, Carlos Eduardo afirmou: Amigos em comum fizeram o encontro. Falamos de política Estadual e Nacional, cada um com seu ponto de vista. PDT aberto ao diálogo.”

Quando Carlos Eduardo fala em “cada um com seu ponto de vista,” é justamente porque ele está no PDT de Ciro Gomes, que bate com força no Governo Federal do qual Fábio Faria é ministro e um dos homens mais próximos ao presidente Bolsonaro.

O blog Tulio Lemos perguntou:

Existe alguma possibilidade de aliança entre Carlos Eduardo e Fábio Faria, deixando a política nacional de lado e fazendo uma aliança puramente estadual. É possível?

Carlos Eduardo: Não avaliamos isso. Cada um tem posicionamento muito claro na política. PDT só discute alianças ou coligações no ano que vem, ano da eleição.

Blog Tulio Lemos: Existe alguma possibilidade de aliança com algum partido que tenha posicionamento diferente da candidatura de Ciro Gomes, em que a questão nacional não esteja como parte principal?

Carlos Eduardo: Essa discussão vai ser interna no PDT no ano que vem. Os diretórios Nacional e Estadual vão trilhar em sintonia para as alianças e coligações. Repito: Só em 2022 vamos discutir alianças e coligações.

Blog do Tulio Lemos

 

O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves e o ministro das Comunicações do Governo Bolsonaro, Fábio Faria, se encontraram na manhã desta sexta-feira (30). Na pauta, as eleições de 2022.

O encontro chamou a atenção principalmente pelo fato de o ex-prefeito ser um grande crítico do trabalho do presidente Jair Bolsonaro, além de ser de um partido que terá um candidato a presidente, que é Ciro Gomes, do PDT.

“Conversa boa sobre política do RN com Carlos Eduardo”, disse o ministro na legenda da foto postada nas redes sociais.

Grande Ponto

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro admitiu, em live nesta quinta-feira (29), que não tem provas para afirmar que haja risco de fraude no sistema atual de urnas eletrônicas – ou que as últimas eleições realizadas no país tenham sido fraudadas.

Bolsonaro convocou veículos de imprensa e usou a emissora pública de televisão para uma transmissão em tempo real na qual, segundo anunciou, seriam mostradas “provas” das fraudes.

A transmissão se estendeu por mais de duas horas e Bolsonaro tratou de diversos temas não relacionados às eleições. Em vez de provas, no entanto, o presidente apresentou uma série de notícias inverídicas e vídeos que já foram desmentidos diversas vezes por órgãos oficiais.

G1

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Nesta quinta-feira (29), foi divulgado o levantamento do Paraná Pesquisas sobre a disputa pela Presidência da República. De acordo com o portal da Jovem Pan, o ex-presidente Lula (PT) lidera em todos os cenários.

Cenário 1
Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – 33,7%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 32,7%
José Luiz Datena (PSL) – 7%
Ciro Gomes (PDT) – 6,8%
João Doria (PSDB) – 3,9%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) – 1,8%
Simone Tebet (MDB) – 0,7%
Rodrigo Pacheco (DEM) – 0,6%
Brancos/Nulos – 9,4%
Não sabem/não responderam – 3,3%

Cenário 2
Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – 33,8%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 32,8%
José Luiz Datena (PSL) – 7%
Ciro Gomes (PDT) – 6,9%
João Doria (PSDB) – 4,3%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) – 2,1%
Brancos/Nulos – 9,8%
Não sabem/não responderam – 3,4%

Cenário 3
Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – 33,9%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 32,8%
Ciro Gomes (PDT) – 7,3%
José Luiz Datena (PSL) – 7,2%
Eduardo Leite (PSDB) – 2,7%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) – 2,6%
Brancos/Nulos – 10%
Não sabem/não responderam – 3,5%

Presidente da Câmara, dep. Arthur Lira PP - AL, concede entrevista

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), declarou nesta quarta-feira (28), em entrevista à imprensa, que espera votar as reformas tributária (PL 2337/21) e política (PEC 125/11) com a volta dos trabalhos após o recesso legislativo, que vai até o dia 31. O presidente da Câmara ainda afirmou que a agenda legislativa inclui a privatização dos serviços postais (PL 591/21) e a reforma administrativa (PEC 32/20), que segundo ele deve entrar na pauta do Plenário até novembro.

Arthur Lira disse que a reforma tributária pode ser votada com “muita tranquilidade”, pois segundo ele o assunto já se encontra bem amadurecido entre os líderes partidários. “A Câmara, com muita tranquilidade, transparência e paciência, deixou o projeto por mais 15 dias do recesso para que sofresse críticas construtivas e recebesse propostas para melhorar o ambiente de negócios com um imposto mais justo”, explicou.

Lira destacou a importância de baixar o Imposto de Renda do setor produtivo. “No Brasil nós temos que nos acostumar com impostos mais justos, pagar mais quem ganha mais”, disse. Ele apontou para a necessidade das reformas e privatizações para ajustar a máquina pública, tornando-a mais simples, mais ágil e mais moderna. “Que o Brasil possa precificar o serviço público, sem retirar de nenhum servidor nenhum direito adquirido.”

Partidos e eleições
O presidente da Câmara negou que a reforma política esteja sendo feita às pressas. “Não tem açodamento. A comissão especial ainda tem muito embate e discussão, o que é normal”, comentou. Arthur Lira avalia que o sistema eleitoral deve manter a previsão de enxugamento do número de partidos. “Ajustes precisam ser feitos. Estamos indo para o caminho de fusões partidárias e extinção de siglas que não alcançarão a cláusula de barreira. Teremos um sistema político mais estável”, prevê.

Arthur Lira ainda destacou a importância de prestigiar o voto para as mulheres, com vagas fixas na Câmara dos Deputados. Ele ainda avalia que o modelo do distritão, que adota as eleições majoritárias para as vagas de deputados federais e estaduais, deve ser decidido apenas no Plenário. “Os presidentes de partido estão pensando de uma forma e os deputados de outra”, observou.

Sobre a proposta de adoção do voto impresso, Arthur Lira declarou que confia na Justiça Eleitoral e lembrou que foi eleito pelo sistema atual das urnas eletrônicas por oito vezes. No entanto, o presidente da Câmara considera possível aumentar o rigor de auditagem das eleições. “Vamos ter eleições limpas e transparentes em outubro do ano que vem. Não tem possibilidade de ruptura política democrática no Brasil”, assegurou.

“Trabalhamos sempre para apaziguar, manter o equilíbrio e fazer com que o Brasil tenha previsibilidade. Não há outra maneira senão eleições limpas e transparentes. qualquer outra maneira não tem apoio institucional do Congresso”, completou Lira.

Fundo Eleitoral e Orçamento
O presidente da Câmara esclareceu que o valor do Fundo para Financiamento da Campanha Eleitoral do ano que vem só será definido com a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), entre novembro e dezembro. Ele observou que uma estimativa, com base no orçamento da Justiça Eleitoral dos últimos anos, aponta que o valor do fundo aumentaria de R$ 2 bilhões para quase R$ 4,4 bilhões, mas não para R$ 5,7 bilhões, como foi divulgado após a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLN 3/21) antes do recesso parlamentar.

Arthur Lira ponderou que as eleições do ano que vem têm mais candidatos do que as eleições municipais e, sem financiamento privado, o financiamento público é necessário. “Se não tiver orçamento, talvez vai vir recursos das milícias e do tráfico”, alertou.

Agência Câmara de Notícias

brasil – Página: 5

Foto: Reprodução

Na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial do município de Macaíba, foi publicada a portaria nº 07.003/2021 que trata sobre o retorno das atividades presenciais da Câmara Municipal de vereadores.

As sessões legislativas, reuniões das comissões e eventuais audiências públicas deverão ocorrer de maneira presencial para os Edis e virtual para a população em geral na plataforma digital da Câmara Municipal de Macaíba.

Possibilidade 

O prefeito Álvaro Dias (PSDB) voltou a deixar no ar a possibilidade de disputar o governo do estado no pleito de 2022. No meio político são poucos que acreditam que  o prefeito irá abrir mão da prefeitura para tentar tirar da governadora Fátima a cadeira do executivo estadual.

Prioridade 

O que Álvaro Dias deve próximo ano ter como prioridade na disputa é o nome do seu filho, Adjuto Dias. Circula no meio político que o atual secretário de Assistencial Social de Natal irá concorrer a deputado estadual, cargo que disputou nas eleições de 2018 mas não obteve a vitória nas urnas.

Tucanos  

Por falar em PSDB, em Macaíba a sigla deverá está dividida entre os deputados Tomba Farias e José Dias. Nas rodas de conversa tem circulado que pessoas ligadas ao grupo do ex-prefeito Fernando Cunha irá apoiar esses nomes.

Festa da padroeira 

Os deputados Kleber Rodrigues  e Hermano Morais  estiveram presentes na festa da padroeira do distrito de Traíras. Hermano compareceu a festa no sábado (24) e Kleber nesta segunda-feira (26). A festa ainda contou com a presença  do prefeito Emídio Júnior, vice-prefeito Netinho França e vereadores.

A maiúsculo 

O deputado estadual Kelps Lima disse durante entrevista que o prefeito de Mossoró deverá ter preferência pelo nome do presidente da Câmara Lawrence Amorim quando for apoiar uma candidatura a deputado federal. Kelps que já declarou que pretende disputar o cargo, deixou claro que entende a situação.

 

 

Presidente da República, Jair Bolsonaro durante audiência com Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República e Senador Ciro Nogueira (PP-PI), Presidente Nacional do PP.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Após reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (27), o senador Ciro Nogueira (PP-PI) confirmou que será o novo chefe da Casa Civil.

Pelas redes sociais, o líder do Centrão disse pedir “proteção de Deus” para cumprir o que classificou como “desafio”.

A reunião com Bolsonaro estava marcada para ontem, mas foi adiada devido a um problema no avião que traria Nogueira do México para o Brasil. Com isso, somente de noite o senador desembarcou em Brasília.