Saúde Arquivo

Foto: Reprodução/TV Tropical

Uma espera angustiante está tirando a paz de pelo menos duas famílias que estão com parentes internados na Unidade de Pronto Atendimento de Macaíba. Uma recém nascida, e uma idosa aguardam transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva.

Bismarck Ferreira está com a filha, de apenas 18 dias internada na UPA desde o último domingo (19) e aguarda uma vaga de UTI em alguma unidade de saúde do estado. Ele disse que procurou o hospital regional do município mas foi informado que lá não tinha vaga para a filha, já que ela poderia estar com alguma infecção e transmitr para as outras crianças internadas na unidade.

Caso parecido é o da família de Marineide Dantas. Ela está internada na Upa desde a terça-feira (28). De acordo com Cícero da Silva, filho da idosa, ela teve uma paráda cardíaca e um edema pulmonar e precisa de uma vaga de UTI cardiológica. O diretor da UPA de Macaíba, Augostinho Azevedo, confirmou que o estado dela é crítico e é necessário que ela seja transferida o mais rápido possível.

Em relação a recém nacida, o diretor afirma que o estado de saúde dela é preocupante e apesar de ser a primeira da fila para transfêrencia, não exite vaga disponível em nenhuma UTI Neonatal do Rio Grande do Norte.”A UPA não é local de internamento. Se passar mais de 24 horas aqui na unidade a gente já fica preocupado porque existe o risco de ocorrer outras intercorrências”, disse o diretor.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que as pacientes citadas na reportagem estão reguladas pelas Unidades de Pronto Atendimento no sistema da regulação de leitos, aguardando vaga em UTI no perfil de suas necessidades. Disse ainda que está fazendo o possível para que as duas sejam transferidas em breve.

Com informações do Portal da Tropical

UPA de Macaíba é requalificada pelo Ministério da Saúde – Cosems RN

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Região Metropolitana de Natal estão superlotadas e atendendo acima da capacidade. Dois desses exemplos são as UPAs Aluízio Alves, em Macaíba, e a Geraldo Souza, em São José de Mipibu, que nesta quarta-feira (29) registraram grande movimentação.

Além disso, as UPAS sofrem ainda com a escassez de vagas nos hospitais públicos e não conseguem realizar transferências de pacientes (veja mais abaixo o que diz a Secretaria Estadual de Saúde).

Esse é o caso por exemplo da bebê Isabela, que tem menos de 20 dias de vida. Ela está internada na UPA Aluízio Alves, em Macaíba, e precisa ser transferida para uma UTI NeoNatal.

Durante a programação do São João do Povo de Macaíba na zona urbana a ser realizada entre 01º e 09 de julho, a Secretaria Municipal de Saúde irá ter barracas de vacinação tanto no pavilhão de shows instalado na Avenida Mônica Dantas, imediações da Praça Holanda Paz, quanto no entorno do Ginásio Edílson Albuquerque.

O horário de funcionamento para imunização será das 19h até as 00h. É recomendável apresentar documentação pessoal e cartão de vacinas. Também terá uma equipe de pronto atendimento com enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Na oportunidade, serão disponibilizadas vacinas contra Covid-19 e Influenza. A vacinação contra a Covid-19 atenderá populares na faixa etária de 18 anos acima, para os quais serão aplicadas D1, D2 e D3. Já a D4 será destinada para pessoas de 40 anos ou mais. No caso da gripe Influenza, estará disponível vacinação para a população geral.

Assecom-PMM

Na tarde desta quarta (15), o prefeito Emídio Jr. inaugurou uma das mais modernas policlínicas públicas do Rio Grande do Norte no município de Macaíba. A Policlínica Doutor Luiz Faustino da Costa permitirá a oferta de diagnósticos e exames de mais de 20 especialidades médicas para o público em geral como cardiologia, neurologia, ginecologia, mastologia, oftalmologia, fonoaudiologia e endoscopia.

Crianças também poderão ser assistidas por meio de pediatria, neuropediatria e psicologia infantil. No local também serão realizadas pequenas cirurgias para a população macaibense.
Assim, a Policlínica Municipal se constitui em um legado para a cidade de Macaíba.

Além de todas essas especialidades, o espaço dispõe de uma sala de gesso e curativo especial, laboratório e serviços de atendimento nas áreas de psicologia e nutrição.
A obra estava paralisada há vários anos e foi concluída graças ao compromisso com a população macaibense assumido pela atual gestão da Prefeitura, através do prefeito Emídio Jr., quando iniciou o seu mandato em 2021.

A inauguração desse estabelecimento expande significativamente a capacidade de atendimento na rede municipal de saúde macaibese. Fruto de um investimento da ordem de mais de 2 milhões de reais, a unidade recém-inaugurada já passa a funcionar nesta sexta-feira (17).

Além desse grande investimento para conclusão e entrega da Policlínica, a Prefeitura já está planejando construir novas unidades de saúde modelo no município.

Na solenidade, o prefeito Emídio Júnior esteve acompanhado pelo vice-prefeito Netinho França; deputado estadual Kleber Rodrigues, vereadores Denílson Gadelha (presidente da Câmara), Jailson Brito, Zeca da Pesca, Tafarel Freitas, Aroldo da Saúde, Aluízio Silvio, João de Damião, Socorro Nogueira, Érika Emídio, Rita de Cássia, Dadaia Ribeiro e Ismarleide Fernandes; secretários municipais, incluindo a gestora da pasta de Saúde, Roberta Guilhermina; pároco da cidade, Padre Assis; jurista Armando Holanda; familiares do homenageado, respectivamente, Maria Luiza (filha) e Alda Maria (esposa) e lideranças comunitárias.

Com as bênçãos do padre, o prefeito Emídio Júnior reiterou o compromisso de sua gestão para entregar a nova policlínica à população macaibense e exaltou as potencialidades do espaço: “O compromisso nosso é entregar essa Policlínica para que a gente possa dar um atendimento de qualidade e humanizado à nossa população que vai utilizar esse prédio e suas instalações, com mais de 20 especialidades médicas, ultrassonografia, sala de gesso e curativos especiais, e que vai realizar pequenas cirurgias, com toda uma infraestrutura voltada a atender bem. Vai ser um divisor de águas para salvar vidas em nossa cidade”.

A secretária de Saúde, Roberta Guilhermina, expressou: “um espaço novo, climatizado, com nossos profissionais bem treinados e capacitados para recebê-los (referindo-se aos usuários da rede municipal de saúde).”.
“Muito gratificante ver o reconhecimento póstumo do meu pai, que por mais de 30 anos serviu essa população com tanto cuidado e afinco. Só tenho a agradecer e parabenizar à população que vai ter acesso a tantas especialidades, facilitando a vida de todas as pessoas.”, declarou Maria Luiza, filha do médico homenageado que concedeu o nome à Policlínica.

Populares que compareceram à solenidade de inauguração reconheceram e exaltaram a importância do estabelecimento, como é o caso da senhora Odiléia Pereira: “Faz toda a diferença, pois para gente será bom demais. Com certeza, segunda-feira, já vou estar aqui para uma consulta”.

Assecom-PMM

 

Assecom

 

Na tarde da próxima quarta-feira (15), o prefeito Emídio Jr. irá inaugurar uma das mais modernas policlínicas públicas do Rio Grande do Norte no município de Macaíba. Fruto de um investimento da ordem de mais de 2 milhões de reais, a unidade está localizada no conjunto Monte Líbano, região central da cidade, e ofertará diagnósticos e exames de diversas especialidades médicas. Também serão realizadas diversas cirurgias eletivas periodicamente, conforme a demanda da rede local de saúde, algo inédito no município.

A Policlínica Municipal é uma obra significativa aguardada pela população macaibense há mais de uma década, que foi encontrada abandonada pela nova gestão da Prefeitura, apenas com paredes levantadas e espaços inacabados. Serão de mais 20 especialidades médicas, dentre as quais cardiologia, neurologia, ginecologia, mastologia, oftalmologia, fonoaudiologia e endoscopia. Tudo isso com equipamentos de última geração.

Além de todas essas especialidades, o espaço dispõe de uma sala de gesso e curativo especial, laboratório e serviços de atendimento nas áreas de psicologia e nutrição. A retomada da obra que estava paralisada há vários anos foi um compromisso com a saúde da população macaibense assumido pela gestão do prefeito Emídio Jr. quando iniciou o seu mandato em 1º de janeiro de 2021.

A inauguração desse estabelecimento ampliará o atendimento na área da saúde em Macaíba. Além desse grande investimento para conclusão e entrega da Policlínica, a Prefeitura está planejando construir duas novas unidades de saúde modelo em As Marias e no Campo da Santa Cruz.

Serviço: Inauguração da Policlínica Municipal de Macaíba

Local: Rua Sandra Dias, nº 110, vizinho à Escola Municipal Auta de Souza, em frente à sede da EMATER/RN

Data: 15/06/2022

Horário: 16h

 

Reprodução

Na manhã desta sexta-feira (27), o distrito de Canabrava, zona rural de Macaíba, ganhou uma ambulância nova para atender as demandas da comunidade e região. A entrega foi feita pelo prefeito Emídio Júnior e o vice-prefeito Netinho França.

O novo veículo à disposição de região chega para agregar qualidade ao serviço de urgência e emergência no deslocamento dos pacientes, e faz parte de uma série de melhorias no setor de Saúde que a Prefeitura de Macaíba vem efetivando recentemente.

Essa ambulância foi adquirida por meio de recurso de uma emenda parlamentar enviada pelo deputado estadual Ubaldo Fernandes, com um complemento orçamentário da Secretaria Municipal de Saúde, de forma a atender essa recorrente demanda da população canabravense, inclusive logo após sua entrega já foi deslocada para a nossa UPA com uma idosa com mais de 90 anos, residente na comunidade, que necessitou de transporte imediato.

Na noite desta quinta-feira (26), o blog recebeu informações de pacientes sobre a demora no atendimento na Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) de Macaíba. Diante das informações, nossa equipe contactou a direção para saber informações sobre a demanda na unidade. De acordo com informações repassadas, o aumento do número de atendimentos é pelo período de disseminação de arbovirose (período chuvoso).

Muitos pacientes estão chegando com sintomas de dengue, chikungunya, zika e virose, segundo a direção da unidade.

A direção informou também que todas as pessoas que procurarem a unidade serão atendidas.

Senadinho

Exemplo de logística e gerenciamento em termos de estoques de medicamentos na rede pública de Saúde, a Prefeitura de Macaíba atualmente tem mantido um vasto estoque de medicamentos que contempla mais de 95% das demandas das unidades de saúde. Unidades estas que se encontram bem abastecidas, principalmente a farmácia do Centro de Saúde Luiz Antônio Fonseca, popularmente conhecido como Posto da Maré, um dos principais pontos de distribuição do município. Neste mês de maio de 2022, os principais produtos demandados são aqueles para tratamento de doenças como hipertensão, diabetes, analgésicos e anti-inflamatórios e antibióticos.

Para hipertensão, destaque para Losartana, Captopril, Enalapril e Hidroclorotiazida. No caso de diabetes, são os mais requisitados são Metformina e Glibenclamida. Dipirona, Paracetamol, Nimesulida, Ibuprofeno e Diclofenaco de Potássio são os analgésicos e anti-inflamatórios mais dispensados. Com relação aos antibióticos, Amoxicilina, Azitromicina e Cefalexina são os mais solicitados.

Dispensação regular de ácido fólico e sulfato ferroso para gestantes em acompanhamento pré-natal, dispensação de insulina e insumos para aplicação de insulina em pacientes diabéticos insulino-dependentes, fornecimento regular de medicamentos e outros insumos para realização de procedimentos como cateterismo vesical e curativos também são procedimentos cotidianos de destaque na nossa rede.

“Todas as unidades de saúde são atendidas mensalmente conforme demanda apresentada ao almoxarifado. O atendimento é feito conforme cronograma estabelecido e divulgado junto a todas as unidades de saúde, podendo haver necessidade de solicitações antes da data estabelecida, o que é prontamente atendido pelo setor.”, explicou o farmacêutico Bruno. O investimento mensal com aquisição de medicamentos é da ordem de 200 mil reais.

Assecom-PMM

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) constituiu, em caráter consultivo, uma Câmara Técnica Temporária de pesquisa denominada CâmaraPox MCTI, para acompanhar os desdobramentos científicos sobre o vírus monkeypox, conhecido como “varíola dos macacos’.

A medida de vigilância científica, por meio da consulta aos especialistas, é necessária diante dos casos de infecção registrados no Reino Unido, Portugal, Espanha e Estados Unidos em maio de 2022. Segundo a pasta, até o momento, não há registros de casos varíola dos macacos no Brasil.

A medida segue a mesma ideia da formação da RedeVírus MCTI, comitê de especialistas instituído em fevereiro de 2020, antes mesmo de a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar pandemia do coronavírus. O comitê de especialistas presta assessoramento técnico-científico à pasta sobre as estratégias e necessidades na área de ciência, tecnologia e inovação necessárias na área de saúde.

Integram o grupo, até o momento, sete especialistas brasileiros da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Feevale. Os pesquisadores produziram dois informes técnicos sobre a doença, envolvendo as principais formas de contágio e as informações disponíveis sobre os casos registrados em outros países.

Prefeitura de Parnamirim

Reprodução

Um homem tentou agredir uma médica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Nova Esperança, em Parnamirim, na manhã desta terça-feira (17).

Ele estava alterado e a reclamação era de demora no atendimento. Guardas Municipais foram chamados para a ocorrência e levaram o homem à delegacia

Segundo informações, a UPA de Parnamirim está superlotada com pessoas procurando atendimento com suspeita de arboviroses, como dengue, zika e chykungunya.

Blog Gustavo Negreiros

 

 

Na manhã desta terça-feira (10/05), Macaíba foi visitada por uma equipe de profissionais do Projeto FortaleceRAS, que versa sobre o Fortalecimento das Redes de Atenção à Saúde por meio do apoio à implementação das linhas de cuidado de sobrepeso e obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial sistêmica, acidente vascular cerebral e infarto agudo do miocárdio.

Uma das etapas do projeto inclui visitas aos equipamentos de saúde dos municípios da região metropolitana de Natal que fazem parte da VII USARP.  As equipes visitaram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a unidade de saúde Potengi e o Posto da Maré, com representantes da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte (SESAP/RN) e do Hospital do Coração (HCOR), ao qual o Projeto FortaleceRAS é vinculado.

Na ocasião, as equipes foram recepcionadas e acompanhadas por Roberta Guilhermina, secretária municipal de Saúde, Janiere Pereira, coordenadora de Atenção Especializada, Agustinho Azevedo, diretor-geral da UPA, e Cícero Borges, diretor clínico da UPA. Estiveram representando o HCOR, Denila Bueno e Tatiana Yonekura. Já a SESAP foi representada por Cinthia e Aline da VII URSAP.

De acordo com Janiere, o objetivo dessas visitas foi conhecer o fluxo de atendimento da Atenção Primária até a Atenção Especializada para implementação do projeto FortaleceRAS no município, que visa o fortalecimento dessas redes de atenção à saúde. Ou seja: “Ver in loco como são os fluxos, como o paciente é atendido nos serviços, como é feita essa Interação entre os dispositivos de saúde e em que podemos melhorar essa rede de atenção à saúde.”, explicou.

O projeto será desenvolvido de forma colaborativa em oficinas presenciais e/ou virtuais com os atores envolvidos na implementação das linhas de cuidado, a partir dos resultados da revisão sistemática de literatura e do diagnóstico situacional. A execução do plano será acompanhada pela equipe do HCOR. As equipes de saúde dos diferentes níveis de atenção e da gestão serão capacitadas em oficinas presenciais e/ou virtuais.

 

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), confirmou a votação nesta quarta-feira (4) do projeto que estabelece o piso nacional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras (PL 2564/20). Conforme a proposta, o valor mínimo inicial para os enfermeiros será de R$ 4.750, a ser pago pelos serviços de saúde públicos e privados.

Lira anunciou a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC) como relatora da proposta em Plenário. O texto já foi aprovado pelo Senado e, caso seja alterado pela Câmara, retornará para análise dos senadores. Lira explicou que a proposta vem sendo intensamente debatida para encontrar fontes de custeio para o pagamento do piso salarial. Segundo o presidente, a proposta deve ter compromisso com a realidade fiscal do País.

“A pauta dos enfermeiros será amanhã [quarta-feira]. Estamos discutindo a forma de custeio, estamos com uma preocupação com os hospitais filantrópicos e públicos, para não haver demissões. Eu me comprometi a votar e estamos discutindo com empresários, parlamentares, com a Comissão Mista de Orçamento e com todos os conselhos do setor”, disse o presidente.

Agência Câmara de Notícias

Foto: Reprodução

Uma atendente do Samu discutiu por telefone com uma usuária que ligou para o serviço pedindo atendimento de urgência para uma vizinha em Extremoz, município da Grande Natal. A discussão retardou o atendimento à paciente.

Durante a ligação, a socorrista, que é médica, se irrita com o nervosismo da mulher e pede mais detalhes sobre o estado de saúde da paciente, mesmo com a usuária informando repetidas vezes que disse tudo o que sabia.

O caso aconteceu no dia 25 de abril. O áudio da ligação, de aproximadamente 4 minutos, foi obtido pela reportagem do PORTAL DA 98 FM nesta segunda-feira (2).

No telefonema, a usuária explica que uma vizinha de aproximadamente 60 anos – que mora a cerca de 100 metros de sua casa – passou mal e ficou “sem sentidos”. Inicialmente, ela conversa com um atendente que pede mais detalhes e, na ausência de mais explicações, pede para aguardar.

Neste momento, entra a socorrista (médica) pedindo mais explicações. “Boa tarde. O que foi que houve aí em Extremoz?”, diz a atendente.

A usuária volta a dizer que uma vizinha passou mal e que precisa de assistência. A socorrista questiona o motivo de ela estar ligando, já que não está no local. A mulher explica que não há sinal de celular no lugar onde a mulher passou mal.

“Não tem ninguém lá que possa ligar pra gente? A senhora não pode ir até lá? Pra gente liberar socorro adequado, a gente precisa de informações. Passar mal é muito vago. Quando a gente vai ao hospital, a gente precisa ter uma queixa”, disse a médica, notadamente irritada.

A usuária explica que não tem mais informações porque não está no local do acontecimento, mas ressalta que a paciente estava desmaiada no chão e “sem sentidos”.

“Não existe remédio para passar mal. Eu preciso acionar a equipe adequada. A senhora não pode ir até lá, se é a 100 metros de distância?”, afirmou a socorrista.

Diante do desespero da usuária, a médica sobe o tom de voz e afirma: “Pare de falar outras coisas. Responda apenas o que eu estou lhe perguntando, se não eu não vou conseguir…”.

A ligação, neste momento, é interrompida.

Nota da Sesap

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) afirmaram que, no caso citado na reportagem, “não houve negligência no atendimento, ocorreu uma nova ligação posterior no local em que o atendimento foi feito com sucesso e imediatamente”.

O texto complementa que ressaltando que “para o atendimento, o requerente precisa estar próximo à vítima para cumprir com os protocolos, devido aos inúmeros trotes recebidos pelo Samu durante um mesmo dia e garantir assim a assistência adequada”.

A Sesap não informou se vai aplicar nenhuma punição à socorrista.

Fonte: Portal 98 FM

 

Foto: Edeilson Morais

Em virtude da acentuada queda nos índices de contágio pela COVID-19 e, consequentemente, a reduzida procura pelas vacinas contra a pandemia no município de Macaíba, a administração da vacinação passa a ser feita a partir desta segunda-feira (02/05) por meio dos postos de saúde, tanto de áreas urbanas quanto rurais.

Sendo assim, não haverá mais vacinação contra a COVID-19 no ginásio Edílson de Albuquerque. As doses deverão ser aplicadas nos postos de saúde diariamente no horário entre 8h e 13h. Por sua vez, o Centro de Saúde Luiz Antônio Fonseca, mais conhecido como Posto da Maré, também terá vacinação disponível nas terças e quintas, no horário habitual de funcionamento.

De acordo com os novos números registrados no vacinômetro, atualizado hoje, um total de 55.322 macaibenses já foram devidamente imunizados contra a doença. A boa taxa de vacinação alcançada por Macaíba foi fundamental para o controle da pandemia.