Semob avalia hoje impacto da greve dos rodoviários

      Segundo Semob, maioria da frota de ônibus prevista para o feriado religioso entrou em circulação ontem, dia de jogo na Arena
A secretaria municipal de Mobilidade Urbana (Semob) faz hoje, depois de receber o relatório dos 30 fiscais que trabalharam nas ruas de Natal, uma avaliação sobre o impacto da greve do sistema de transporte coletivo no dia santificado de Corpus Christi, no horário anterior e posterior ao jogo Japão x Grécia, penúltimo dos quatros jogos da Copa do  Mundo em Natal.  “Eu não posso aferir, agora,  se os ônibus funcionaram 100%, porque de repente podiam ser retirados no decorrer do dia”, disse ontem o secretário adjunto de Transportes, Clodoaldo Trindade Cabral.
Mas a Semob já trabalha com a hipótese de que a maioria da frota da seis empresas concessionárias do serviço de transporte coletivo entrou em circulação. “Nós temos a informação de que 86% dos ônibus saíram da garagem empresa Conceição”, afirmou Clodoaldo Trindade, que no começo da noite estava na esquina da avenida Prudente de Morais com a rua Miguel Castro, orientando o trabalho dos agentes da Semob em relação aos cadeirantes e outros portadores de deficiência que tentavam se deslocar até o estádio Arena das Dunas.
O guarda de trânsito Tiago Barreto havia dobrado a jornada de trabalho para orientar o trânsito de veículos no entorno do estádio Arena das Dunas, mas por volta das três horas, já estava de pé fiscalizando a saída dos ônibus da empresa Guanabara, que, segundo ele, obedeceu a orientação judicial de colocar 100% dos ônibus em circulação nos dias de jogos da Copa do Mundo em Natal.
Como ontem tratava-se de um feriado, Tiago Barreto confirmou que a frota circulante era de 50% da frota total, conforme a ordem de serviço que ocorre aos domingos, quando também cobra-se a tarifa social no valor de R$ 1,10 (50% da passagem inteira, que custa R$ 2,20 em dias úteis).
Barreto mostrou, no celular, que na quarta-feira (18), um dia útil, 60 ônibus tinham saído da garagem da Guanabara, número que foi a 112 no período das 3 horas até às 9 horas de ontem.
Segundo Barreto, no decorrer do dia tinham “amarelinhos” fiscalizando a frota em circulação em diversos pontos da cidade, como na esquina da avenida Alexandrino de Alencar com a rua Coronel Estevam (antiga avenida 9); no posto da Polícia Militar, na rua Felizardo Moura, na cabeceira da ponte de Igapó e ainda no Via Direta e no Natal Shopping. 
“A gente vai fazer essa fiscalização até a terça-feira (24), no dia do último jogo da Copa”, disse Barreto, em alusão a partida Itália x Uruguai, em plena comemoração do São João. É justamente para esta data que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-21ª Região) agendou o julgamento do dissídio coletivo entre trabalhadores e empresas de ônibus, tendo em vista que não houve acordo na última audiência de conciliação.
A Justiça havia determinado que 90% da frota prevista na ordem de serviço para o dia fosse às ruas, mas o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do RN (Sintro) afirmou que mandaria 100%. Clodoaldo Trindade lembrou que na segunda-feira (16), dia do jogo Estados Unidos 2 x 1 Gana, as empresas começaram o dia rodando 60% dos ônibus, percentual que depois caiu para 50% e desceu para 14% depois da partida. 
“É algo que pode  variar”, analisou ele, a respeito dos dados que foram informados à Justiça do Trabalho. “Por isso, precisamos esperar para dizer realmente se a determinação judicial foi cumprida”, explicou o secretário.
Tribuna do Norte

Administrador