Polícia prende suspeito de agredir jovem a pedradas em Nova Cruz

Ubiranildo Soares da Silva, de 20 anos, foi preso em casa (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

            (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

G1 RN – Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar no município de Nova Cruz, região Agreste do Rio Grande do Norte, cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um jovem de 20 anos suspeito de agredir com pedras outro jovem, de 21 anos. De acordo com o delegado José Carlos de Oliveira, da Delegacia Regional de Nova Cruz, a vítima sofreu traumatismo craniano e está sem andar desde o dia da agressão.

Segundo José Carlos, os dois envolvidos teriam se desentendido no dia 19 de julho, quando ocorreu o confronto. De acordo com as investigações da polícia, Levi de Souza do Nascimento estaria no meio da rua quando foi atingido por pedras, arremessadas por Ubiranildo Soares da Silva. As pedras atingiram a cabeça da vítima.
Ainda de acordo com o delegado, Ubiranildo foi preso em casa na manhã desta terça-feira (1). O suspeito confessou ter arremessado duas pedras na cabeça da vítima, mas, ainda segundo o delegado, alegou que agiu em legítima defesa.

“De acordo com a versão dele (Ubiranildo), a vítima teria ido ao encontro dele para agredí-lo com uma foice. Não há nenhum indício de que isto tenha acontecido, tanto que o suspeito só parou as agressões porque um sobrinho da vítima entrou no meio dos dois e impediu que ele continuasse”, afirmou o delegado.
Levi Souza do Nascimento sofreu traumatismo craniano e desde o dia da agressão está se locomovendo utilizando uma cadeira de rodas e com dificuldades na fala. Após a agressão, Levi foi conduzido até o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal, onde realizou uma tomografia que acusou afundamento no crânio. Segundo o delegado, o laudo médico ainda não foi entregue à vítima, de forma que não se sabe se os danos são reversíveis.

Administrador