Os moradores que residem no Bairro Campinas exigem que obras inacabadas sejam concluídas, a primeira que vamos citar é a do sistema de esgoto que estava sendo executada pela CAERN(Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte), o projeto inicial era de sanear 100% Macaíba, que contemplava os bairros do Monte Líbano, Centro, Alto da Raiz, Campo das Mangueiras, sendo que boa parte das Campinas e Caranguejo, em 2010 o projeto já tinha sido implantado em 82% da cidade.

Bairro campinas

 A conclusão só iria sair quando o ministério das cidades libera- se verba para conclusão das obras, que estava orçada em 10 milhões de reais. De 2010 até hoje não foi feito mais nada em relação a conclusão do saneamento do Bairro Campinas.

Outra reivindicação é que seja colocado  asfalto nas principais ruas do bairro, em 2010 a prefeitura asfaltou uns 500 metros, só que essa  rua que foi asfaltada ela não até apenas 500 metros de distância, a obra ficou inacabada desde 2010 e até hoje não se tem previsão de conclusão.

Bairro Campinas

A deputada federal Sandra Rosado, poderá ser a candidata do PSB de Vilma, para disputar a prefeitura de Mossoró, caso sua filha a deputada estadual Larissa Rosado, seja mesmo condenada pelo TSE. Ontem a noite, a parlamentar já iniciou conversações com o seu suplente, o ex vereador de Natal, Adenúbio Melo, que obteve cerca de 74 mil votos nas eleições de 2010. Adenúbio, é o presidente estadual do PSC/RN, e tem forte liderança no seguimento evangélico em todo estado, que em mossoró unidos, podem até definir uma eleição municipal.

 Blog do Salatiel de Souza

Aldemar Freire – editor de Política da Tribuna do Norte
Sara Vasconcelos  – repórter

Após conseguir suspender a ação do TRE que determinou o afastamento do cargo, a governadora Rosalba Ciarlini se mostra mais confiante e diz que, embora tenha recebido com surpresa a notícia, a situação já está superada. Sobre o processo político em Mossoró, e com a cassação da prefeita Cláudia Regina e a deputada Larissa Rosada,  Ciarlini afirma que acompanhará de perto o desfecho. “Com certeza, não ficarei fora de qualquer decisão que seja necessário tomar”, afirmou. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, a governadora Rosalba Ciarlini evitou comentar sobre o índice de rejeição e nominar as  “forças ocultas”.

Foto: Alex Régis

z

Veja alguns trechos da entrevista:

Na semana passada, o TRE decidiu pelo seu afastamento do cargo. Depois, o TSE suspendeu a cassação. Como a senhora recebeu a notícia naquele momento e como está conduzindo o governo diante deste processo? Isso tem atrapalhado na condução da administração?

Fiquei surpresa [com a decisão do TRE], por ser algo inacreditável. Não havia nada que levasse, de acordo com os advogados que acompanham a ação, àquele tipo de resultado. Mas isso já passou, já foi reposto. No entanto, não houve nenhuma solução de continuidade. Pelo contrário, permaneci com as atividades normais, antes mesmo que fosse publicado o acórdão, o Supremo desse o veredicto.

Há um aspecto no processo ainda em aberto: o da inelegibilidade. A senhora pretende continuar discutindo?

Com a decisão que foi posta foi retirada as duas questões, tanto a perda de mandato, quanto a inelegibilidade. Mas eu tenho tranquilidade. Sei que tenho governado com rigor , no caminho da honestidade, da transparência, com dificuldades, sim, mas combatendo a corrupção. Então, não tenho o que temer.

A senhora afirmou que há “forças ocultas agindo contra o RN”. A quem especificamente se referiu? Estão agindo agora próximo ao pleito eleitoral ou durante toda a gestão? Algum aliado que deixou a aliança…

Se as forças são ocultas, são ocultas. É uma expressão. Mas um exemplo dessa ação pode ser ilustrado com a Arena das Dunas. Diziam que não sairia e ficará pronta antes do prazo e com o mesmo valor estimado do início da obra. Sem atrasos. O aeroporto é outro caso, os acessos sendo feitos e saindo matéria nacional dizendo que será um aeroporto-ilha. E temos vários outros projetos que eram questionados e está em andamento, num trabalho de convivência com a seca, com 700km de adutora e a barragem de Oiticica. Em licitação, temos a de Umarizeira, a duplicação da oferta de água para a adutora Monsenhor expedito, vamos dar ordem de serviço para outra barragem em Caicó. São quase 3 mil barragens subterrâneas em construção. Seremos o primeiro estado, de acordo com a ministra, a realmente universalizar cisternas, cujos recursos para o último lote chegaram agora.

Em pesquisa recente, a senhora teve 7% de aprovação à sua gestão. A senhora acha possível reverter essa rejeição a tempo das eleições?

Eu não vou comentar pesquisas, porque a gente conhece outras. Mas reconheço que existe um desgaste. Porque, infelizmente, hoje o mundo exige tudo de forma imediata e havia uma grande expectativa da população quando eu assumi, porque em Mossoró, em três mandatos, fizemos um trabalho de recuperação e essa marca era muito forte. E como o Estado vinha de uma descrença da educação saúde, segurança, havia a expectativa que tudo acontecesse de uma vez.  Eu encontrei o estado inadimplente e de mãos atadas sem poder fazer nada, era só dificuldade. Não podia fazer um convênio com o governo federal devido as pendências no Cauc. A lei de responsabilidade fiscal não estava sendo respeitada. Tudo levou a tomada de decisões de medidas antipáticas, mas que foram necessárias, como o ajuste fiscal, para retomar a credibilidade para e tomar bilhões, seja por financiamento, PAC, convênios. Retomar obras que estavam paradas. E eu só estou preocupada em que essas obras possam avançar a cada vez mais.

Por César Santos

O bairro Santo Antônio (zona norte de Mossoró) está mais seguro. As pessoas saem às ruas com mais tranquilidade. As crianças voltaram a frequentar a Escola Municipal Raimunda Soares do Couto sem o medo da violência.

O novo cenário não é resultado de medida mirabolante ou de alto investimento em segurança pública, mas sim de ideia simples, porém eficientes. Trata-se da Base Integrada Cidadã (BIC), projeto criado pela gestão municipal e que conta com o apoio da Secretaria de Segurança e da Defesa Social do Estado.

O modelo é inovador, porque a BIC promove a junção das ações repressivas com atividades sociais realizadas ao mesmo tempo.

A Polícia Militar faz o seu trabalho, monitorado por câmeras e reforçado por rondas motorizadas.

Os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), mantidos pela Prefeitura, desenvolvem as ações educativas junto à comunidade devidamente apoiados por outros órgãos instalados no bairro, como Unidade Básica de Saúde (UBS), escolas, centros sociais e a comunidade como um todo, inseridos no programa “Paz e Luz”.

Pouco mais de dois meses de funcionamento da BIC do Santo Antônio, a Polícia Militar registra uma redução considerável no número de ocorrências, principalmente no que concerne a tráfico de drogas (venda e consumo) e homicídios.

Link permanente da imagem incorporada

Foto Sanderson Abreu

Publicação: 21 de Dezembro de 2013 Tribuna do Norte 

O “Protesto dos Pinta” acabou em correria e confusão no Shopping
Midway Mall, no bairro do Tirol, em Natal. Duas mulheres e quatro homens
foram detidos e alguns jovens acabaram agredidos pela Polícia Militar.

De
acordo com a equipe de Relações Públicas da Polícia Militar, cerca de
50 pessoas participavam do protesto. Os manifestantes tentaram entrar no
shopping individualmente e algumas pessoas acabaram sendo impedidas,
então houve tentativa de entrada em grupo. A administração do
estabelecimento acabou fechando algumas portas para tentar conter a
invasão.

A confusão foi tamanha que um policial acabou atropelado
por uma viatura da PM, porém sem gravidade. Muitas pessoas no interior e
no entorno do shopping ficaram assustadas e sem entender o que estava
acontecendo.

Protesto dos Pinta

O
evento é um ato contra a discriminação dos Pinta e clama pelo direito
dos indivíduos entrarem nos shopping centers da cidade. O motivo seria
uma confusão registrada na tarde do sábado
passado (14) em que seguranças do local teriam supostamente impedido a
entrada de algumas pessoas

A manifestação tomou corpo a partir da divulgação do jovem Jordson
Martins pelas redes sociais de que teria sido expulso do shopping pelos
seguranças. A ação desses profissionais seria o desdobramento de outras
ações,  há algumas semanas, quando jovens de torcidas organizadas rivais
teriam promovido baderna na praça de alimentação do estabelecimento.

“Dia
14 fui ao Midway com meus colegas. De repente fui abordado pelos
seguranças. Eles alegaram que eu tinha me envolvido na última confusão.
Cinco seguranças me levaram à força para um corredor onde me
espancaram”, escreveu o rapaz. “Estou fazendo os procedimentos
necessários para defender todos que ali frequentam. Peço a colaboração
de todos”, completou Martins.

A expulsão de Jordson teria
acontecido concomitantemente à proibição do acesso de outras pessoas ao
shopping sem que estas tivessem cometido qualquer ato de vandalismo ou
crime. A divulgação sobre a suposta atitude dos seguranças gerou
comentários raivosos de internautas. “O critério para proibir a entrada
do pessoal era a vestimenta e a cor da pele”, disse uma pessoa nas
redes. A partir daí, uma série de comentários em desfavor da
administração do shopping surgiu.

O caso ganhou mais repercussão
quando o internauta Henrique Barros (Marreco) decidiu propor uma
manifestação. Com o lema “Os pinta (sic) também tem direito de entarr
(sic) no shopping”, o jovem convidou centenas de pessoas para participar
do “Protesto dos pinta” (sic).

Flagramos hoje (21), pela manhã a ambulância do Samu presa no congestionamento da BR 304 em Macaíba, próximo a passarela do vilar. O congestionamento de carros começou na rotatória até o inicio da Reta Tabajara, tudo isso porque recentemente foi colocado um semáforo no cruzamento da BR 304 com a RN 160.
A ambulância ficou presa no congestionamento porque até no acostamento tinha carro, o fato aconteceu as 10:20 da manhã. Vale lembrar que andar no acostamento pode impedir de uma vida ser salva.

O DNIT já tem um projeto de construção de um  viaduto para o cruzamento da BR 304 com a RN 160

Foto Blog do BG

A partir das 15h, o policiamento no entorno do shopping Midway Mall será
reforçado devido à manifestação denominada “Protesto dos Pinta” (sic),
marcada nas redes sociais para este sábado (21), a partir das 17h. O
motivo do protesto seria uma confusão registrada na tarde do sábado
passado (14) em que seguranças do local teriam supostamente impedido a
entrada de algumas pessoas.

De acordo com o comandante do
Policiamento da Capital, coronel Alarico Azevedo, o reforço ocorrerá na
parte externa ao shopping. “Estaremos com policiamento da cavalaria,
motocicletas e efetivo motorizado nas avenidas Salgado Filho, Romualdo
Galvão e Bernardo Vieira para evitar algum tipo de bagunça, atrito entre
pessoas e dano ao patrimônio público e privado”, informou.

Segundo
Alarico Azevedo, a Polícia Militar não tem competência legal para atuar
dentro do Midway Mall, por isso o policiamento será voltado para
atuação nos arredores do shopping. “É um lugar privado de acesso público
e a empresa é quem tem que tomar as cautelas necessárias”, explicou.

Mesmo com a previsão de reforço no patrulhamento ostensivo, o comandante
do policiamento da capital ressaltou que não se fala em brigas ou danos
nas redes. “A informação é que seria um protesto pacífico, um encontro
dentro do Midway”, ponderou.

A manifestação tomou corpo a partir
da divulgação do jovem Jordson Martins pelas redes sociais de que teria
sido expulso do shopping pelos seguranças. A ação desses profissionais
seria o desdobramento de outras ações,  há algumas semanas, quando
jovens de torcidas organizadas rivais teriam promovido baderna na praça
de alimentação do estabelecimento.

“Dia 14 fui ao Midway com meus
colegas. De repente fui abordado pelos seguranças. Eles alegaram que eu
tinha me envolvido na última confusão. Cinco seguranças me levaram à
força para um corredor onde me espancaram”, escreveu o rapaz. “Estou
fazendo os procedimentos necessários para defender todos que ali
frequentam. Peço a colaboração de todos”, completou Martins.

A
expulsão de Jordson teria acontecido concomitantemente à proibição do
acesso de outras pessoas ao shopping sem que estas tivessem cometido
qualquer ato de vandalismo ou crime. A divulgação sobre a suposta
atitude dos seguranças gerou comentários raivosos de internautas. “O
critério para proibir a entrada do pessoal era a vestimenta e a cor da
pele”, disse uma pessoa nas redes. A partir daí, uma série de
comentários em desfavor da administração do shopping surgiu.

O
caso ganhou mais repercussão quando o internauta Henrique Barros
(Marreco) decidiu propor uma manifestação. Com o lema “Os pinta (sic)
também tem direito de entarr (sic) no shopping”, o jovem convidou
centenas de pessoas para participar do “Protesto dos pinta” (sic).

Inicialmente
marcado para o dia 28, a partir das 17h, o evento foi desdobrado em
dois nas redes e remarcado para este sábado, tendo recebido ao todo a
confirmação de 556 pessoas. Não há detalhes de como o grupo pretender
agir.  Tribuna do Norte


                                        Restaurante universitário- EAJ/UFRN

O restaurante universitário faz parte da expansão da Escola Agrícola de Jundiaí, hoje o campus  Macaíba já conta com três cursos de nível superior ,  a EAJ é referência nacional no Programa Nacional
de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), atuando em diversos
municípios, como Natal, Ceará-Mirim, Touros, Macaíba, Mossoró, São
Gonçalo do Amarante, Caicó e Currais Novos.

 Ângela Paiva ( Reitora da UFRN), também fez referência ao crescimento acadêmico da EAJ e
afirmou que a Escola poderá crescer ainda mais com o REUNI 2, mas antes
disso frisou: “o professor Júlio já apresentou proposta para a criação
de um novo curso de graduação”. Ela destacou a participação da Escola
Agrícola no PRONATEC, que hoje já abrange 13 municípios.

Já foram investidos mais de 3 milhões reais na EAJ nos últimos anos, e a escola é referencia,
 pois cresceu muito nos últimos anos, contando com uma
grande estrutura para atender a alunos de todo o estado e com
professores qualificados – dos 90 professores, cerca de 70 têm
doutorado.