Ministro Henrique Alves defende dados mais qualificados para o turismo

turismo_henrique

O ministério do Turismo debate uma nova metodologia de pesquisa com o objetivo de gerar uma base de dados comuns para estudos sobre o turismo internacional. A iniciativa faz parte de um conjunto de ações voltadas para aperfeiçoar os métodos de coleta, armazenamento e disseminação de estatísticas sobre a atividade turística no país.

A nova metodologia vai apurar o fluxo e o gasto do visitante estrangeiro em território nacional. “A renovação das pesquisas de turismo no país é fundamental para mensurar a real contribuição desta atividade para a economia brasileira”, defende o ministro Henrique Eduardo Alves.

A iniciativa deve impulsionar o sistema de informações econômicas e sociais do país, além de avançar no compromisso de harmonizar as pesquisas dos países do projeto Conesul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile). Hoje o turismo funciona como uma tábua de salvação para economias em desaceleração em vários países.

A implantação do plano reforça a necessidade de ampliar a cooperação com entidades estratégicas na produção de dados estatísticos, como o IBGE, o Banco Central e a Polícia Federal, instituições que compõem o grupo executivo criado com o objetivo de definir e executar ações do Sistema Nacional de Estatísticas de Turismo e a elaboração da Conta Satélite de Turismo no Brasil.

Administrador