Macaíba: Único mestrado em Neuroengenharia do Brasil recebe sexta turma de alunos

Na manhã desta última terça-feira (1º), o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN- ELS), uma das unidades do Instituto Santos Dumont recebeu os novos alunos do curso de mestrado em Neuroengenharia desenvolvido na sede do IIN-ELS, em Macaíba.

O mestrado é gratuito e o primeiro e único no Brasil nesta área. O público-alvo são os graduados das áreas de ciências da saúde de engenharias (bacharelado ou licenciatura). As aulas acontecem nas instalações do IIN-ELS em Macaíba. Estudantes de vários estados do país participam dos estudos, dentre eles Santa Catarina, São Paulo, Distrito Federal, Rio Grande do Norte e Bahia.

A Neuroengenharia é uma área de pesquisa interdisciplinar que agrega métodos de neurociência e de engenharia para estudar o funcionamento do sistema nervoso e desenvolver soluções para as limitações e disfunções associadas a ele. O programa de mestrado tem duas linhas de pesquisa: Interface Cérebro-Máquina (ICM) e Neuromodulação.

A psicóloga Mab Abreu, 27, veio de Salvador para realizar o mestrado em Macaíba. Recém-chegada ao local, ela relatou sobre os motivos que a levaram a escolher a área e as impressões sobre o Instituto. “Já estudava bastante neurociência. Fui pesquisar sobre o trabalho do Instituto e vi que, além de formar pessoas, ele tem um trabalho social também. A própria estrutura do Instituto me deu a sensação de que estou no lugar certo e no momento certo. É o lugar ideal para fazer o mestrado que escolhi”, afirmou.

O coordenador de pesquisas do Instituto de Neurociências, Edgard Morya destaca os objetivos do IIN-ELS e a estrutura e os estudos oferecidos aos estudantes. “Nós pretendemos que esse seja um dos melhores cursos em Neuroengenharia do mundo. Temos todos os recursos necessários na nossa área de pesquisa compatível com os melhores laboratórios de pesquisa do mundo. Na realidade, o que temos aqui em Macaíba não temos mais em nenhum lugar”, disse.

Pesquisa com resultados aplicados na sociedade

Em menos de uma década de funcionamento, as pesquisa desenvolvidas no Instituto estão sendo aplicadas na sociedade com resultados positivos, dentre elas a primeira demonstração de interface cérebro-cérebro do mundo em 2013. No estudo, o cérebro de um roedor no Instituto sediado em Natal manteve uma comunicação com o cérebro de outro roedor nos Estados Unidos.

Outros estudos desenvolvidos pelo Instituto em Macaíba também estão causando um grande impacto na ciência, como a pesquisa sobre o tratamento do Mal de Parkinson e o projeto Walk Again (Andar de Novo), que foi iniciado na sede do Instituto no município e teve um de seus resultados apresentado na cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2014, quando um paraplégico realizou o chute inicial do torneio.

O Instituto Santos Dumont realiza projetos em saúde, educação e pesquisa científica em Macaíba. As unidades do Instituto estão localizadas na comunidade de Jundiaí. A Prefeitura mantém a parceria com o Instituto para o desenvolvimento das atividades de saúde e atendimento da população no Centro de Educação e Pesquisa Anita Garibaldi e com as atividades de educação da Escola Alfredo J. Monteverde, que também atende alunos da rede pública municipal. Mais informações sobre o mestrado e as ações do Instituto Santos Dumont podem ser obtidas no site http://www.institutosantosdumont.org.br/.

 Com informações da Assessoria de Comunicação do Instituto Santos Dumont (ISD)

Administrador