Caso Dimas: conversas entre jogador e jovem que morreu são reveladas

Livia e Dimas trocavam mensagens há cerca de um mês

A Polícia Civil segue investigando a morte da jovem Lívia de 19 anos,  que faleceu na noite da última terça-feira (30), após se encontrar com o jogador do sub-20 do Corinthians Dimas Cândido de Oliveira Filho, no Tatuapé, em São Paulo.

No último domingo, os programas Fantástico e Domingo Espetacular divulgaram algumas mensagens trocadas entre os jovens, inclusive, as últimas mensagens entre eles.

Na maioria das mensagens, Dimas e Lívia conversavam normalmente sobre coisas do cotidiano. No dia 22 de janeiro, a troca de mensagens mostra que os dois estavam Neo Química Arena, na partida entre Corinthians e Novorizontino, pela semifinal da Copinha, mas não se encontraram.

“Eu tenho medo do metrô fechar. Mas eu já tô indo embora. O metrô tá lotado. Lotado de corintiano, no caso”, disse Lívia Gabrielle.

“Claro que tá lotado de corintiano. Aqui é Corinthians. Vai, Corinthians”, respondeu Dimas.

A reportagem aponta que Dimas tinha passagem comprada para viajar para João Pessoa-PB, onde nasceu e iria passar férias. O jogador sairia de São Paulo às 23h15 do dia 30 de janeiro, mesma data em que se encontrou com Lívia.

Nas mensagens, os jovens combinam os detalhes do encontro, e dão indícios de que haveria relação sexual.

“Vou falar com a minha mãe. Ela vai deixar. Esse horário, sim”, disse Lívia.

O atleta escreveu: “Eu não gosto de transar sem camisinha”. A jovem respondeu: “Eu também não”.

“Pronto. Tô pronta. Quer que eu vá agora ou daqui a pouco?”, perguntou Lívia antes do encontro.

Dimas responde: “Daqui a pouco”. E, já às 18h06, ela avisou: “Tô chegando, amor”.

Esta foi a última mensagem enviada de Lívia para Dimas.

Entenda o caso
A jovem Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, morreu na noite da última terça-feira (30), após ter relações sexuais com o jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, do sub-20 do Corinthians.

Lívia estava no apartamento do atacante de 18 anos, quando foi levada ao pronto-socorro do Tatuapé, na zona leste de São Paulo, depois que o jogador acionou o Samu. Ela apresentava forte sangramento nas partes íntimas, sofreu quatro paradas cardiorrespiratórias e acabou falecendo, informou o tenente da Polícia Militar, Lucas Sarri.

Dimas compareceu ao 30º DP, da Polícia Civil, no Tatuapé, para prestar esclarecimentos. “Ele foi trazido para o 30° Distrito Policial para maiores esclarecimentos. O que temos é isso. O local está preservado para perícia”, disse o 1° tenente Sarri.

Em depoimento à polícia, o jogador afirmou que conversava há alguns meses com a jovem pelas redes sociais, que nunca tinham se visto pessoalmente e que aquele tinha sido o primeiro encontro dos dois. Dimas também afirmou que, durante a relação sexual, a jovem desmaiou e, então, ele ligou para o Samu e prestou o socorro.

Fonte: IG Esporte

Administrador