Arquivo diário: quarta-feira, fevereiro 7, 2024

A vítima não identificada até a publicação desta matéria.

Foto: Reprodução

A noite de terça-feira (6) foi marcada pela violência na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. No bairro do Golandim, um homem foi executado com vários tiros na cabeça em via pública. Conforme informado pela Polícia Militar, as causas para o crime são desconhecidas.

O crime ocorreu por volta das 21h na rua Santa Ana. Ainda conforme as informações da PM, a vítima não era conhecida na região. Uma equipe do 16º Batalhão da PM foi acionada até o local e constatou o homicídio. O homem, não identificado até a publicação desta matéria, possuia várias marcas de tiros na região da cabeça.

Os policiais isolaram a área até a chegada do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), que recolheu o corpo. Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito do crime foi preso.

Tribuna do Norte

O empresário do ramo de transporte, Reginaldo Campos, rompeu com o prefeito Emídio Júnior.

Quem ganha um novo aliado é Netinho França, líder da oposição. Nas próximas horas Reginaldo irá dizer o que motivou romper com o prefeito.

 

O cenário político macaibense segue bastante movimentado e nas últimas semanas, alguns nomes foram especulados para composição da chapa da oposição. Netinho França é hoje o principal nome da oposição e deverá encabeçar a chapa que irá enfrentar o prefeito Emídio Júnior. Mesmo sem ter oficializado sua pré-candidatura a prefeito, Netinho França tem sido o nome mais lembrado como capaz de enfrentar Emídio Júnior. O cenário está polarizado, isso é visivelmente notado nas ruas e redes sociais, onde simpatizantes de ambos tem gerado fortes debates.

Nas últimas semanas, no meio político nomes foram especulados numa possível formação de chapa com Netinho França. Entre os nomes citados estavam do ex-candidato a prefeito Delegado Normando Feitosa, a ex-prefeita Marília Dias, o empresário Janssen Motos e a possibilidade que o vice de Netinho França venha a ser um nome novo da política, inclusive o nome do advogado Rinaldo Spinelli foi bastante comentado.

Netinho França segue observando o cenário e preparando seu grupo político para entrar na disputa.

O governo federal anunciou, na noite desta terça-feira (6), o aumento na faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para dois salários mínimos. É o segundo aumento na isenção desde o início deste governo.

O teto de isenção, que estava congelado em R$ 1.903,98 desde 2015, subiu em maio de 2023 para R$ 2.640,00 e agora vai para R$ 2.824,00. “A falta de atualização da tabela, ao longo de tantos anos, fez com que os brasileiros pagassem cada vez mais Imposto de Renda, retirando dinheiro das famílias”, afirmou o Ministério da Fazenda.

Conforme explicou a pasta, o contribuinte com rendimentos de até R$ 2.824,00 mensais será beneficiado com a isenção porque, dessa renda, subtrai-se o desconto simplificado, de R$ 564,80, resultando em uma base cálculo mensal de R$ 2.259,20, ou seja, exatamente o limite máximo da faixa de alíquota zero da nova tabela.

A Medida Provisória nº 1.206/24, com a alteração, foi encaminhada ao Congresso Nacional nesta terça-feira. A MP, no entanto, já está publicada no Diário Oficial e, portanto, já está valendo. No entanto, precisa ser ratificada pelo Congresso Nacional em até 120 dias.

Sindjorn emite nota contra agressão verbal a qual jornalista Ediana Miglia foi vítima. Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (Sindjorn) emitiu uma nota de solidariedade à repórter Ediana Miraglia, que, segundo a entidade, foi agredida durante o exercício da profissão em matéria no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal. O comunicado foi emitido nesta terça-feira 06.

Conforme o Sindjorn, uma mulher agrediu, xingou e proferiu palavrões contra Ediana. Em seguida, a suspeita foi encaminhada à delegacia e liberada. Confira o posicionamento na íntegra:

NOTA DE SOLIDARIEDADE

O Sindicato dos jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte se solidariza com a jornalista da TV Tropical, Ediana Miralha, que foi agredida covardemente no bairro do Alecrim quando estava no exercício profissional, por uma mulher que ainda a ameaçou e também a agrediu com palavrões e xingamentos. A mulher já foi identificada e levada à delegacia, mas pela legislação não ficará presa.

O Sindicato pede à TV Tropical o acompanhamento de perto sobre esse caso, se possível com apoio jurídico, para tomar medidas cabíveis na proteção da profissional quando na realização do exercício legal da profissão. O SINDJORN se coloca à disposição da jornalista.

Por fim, solicita aos órgãos de Segurança Pública o apoio necessário, em caso de ocorrências envolvendo profissionais da imprensa, para a manutenção da ordem, tranquilidade para o profissional, bem como o direito democrático à informação.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte

Agora RN