Arquivo diário: sexta-feira, junho 18, 2021

Polícia realiza buscas por Lázaro em mata de Girassol  — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Agentes da força-tarefa buscam por Lázaro Barbosa, na tarde desta sexta-feira (18), em uma mata entre o distrito de Girassol, em Cocalzinho, e Águas Lindas de Goiás, a menos de 10 km de distância. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele foi visto em um chiqueiro, mas fugiu novamente para vegetação. Um vídeo mostra policiais em ação por terra e com auxílio de helicópteros.

A PRF detalhou à TV Anhanguera que o último ponto que Lázaro foi visto foi no chiqueiro da chácara. De acordo com a corporação, uma equipe que estava num helicóptero o identificou no local.

A intensa movimentação de viaturas da corporação começou por volta das 15h40. O secretário de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), Rodney Miranda, deixou a base de operações dez minutos depois para acompanhar as buscas.

A SSP-GO não confirmou o motivo da intensa movimentação. Há 10 dias, mais de 200 agentes procuram pelo suspeito de matar uma família em Ceilândia.

Uma barreira com policiais foi montada na BR-070, que dá acesso a Águas Lindas de Goiás. Conforme apurou a TV Anhanguera, o suspeito pode estar se deslocando em direção ao município.

Na barreira, todos os veículos estão sendo parados e vistoriados pelos policiais. Estradas de terra da zona rural também estão cercadas pelos agentes na noite desta sexta-feira.

G1 Goiás

Brasília - O Ministério da Saúde promove o Dia D de Vacinação contra a gripe em postos de todo o país. A expectativa é imunizar, até o próximo dia 26, cerca de 90% das 54,2 milhões de pessoas que estão no público-alvo da campanha (Marcello

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

De acordo com dados do RN Mais Vacina, em Macaíba foram vacinadas 16.373 pessoas com a primeira dose contra a covid-19. Imunizados com segunda dose foram 6.307 pessoas, totalizando aplicação de 22.680 doses. O município recebeu 25.333 doses, lembrando que parte dessas sobras são destinadas para segunda dose.

Nota ​

O Governo do Rio Grande do Norte recebe com serenidade a decisão do presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira, de acatar com ressalvas o requerimento de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) apresentado pela bancada de oposição. ​

No despacho de Ezequiel, a CPI poderá ser viabilizada “desde que se observem os limites contidos nos §§ 4º e 5º do art. 70 do regimento Interno da Casa.” ​ Com essa decisão, na prática, restam apenas a apuração de dois itens objeto do requerimento apresentado.

O primeiro diz respeito à aquisição dos respiradores pelo Consórcio Nordeste, fato já sob análise do TCE, com manifestação favorável do Ministério Público de Contas. O parecer do MPTCE isenta o Estado de qualquer irregularidade e reconhece a probidade da atuação estatal no contexto da emergência. ​

O segundo ponto, que trata da edição dos decretos publicados pelo Estado com as medidas sanitárias de combate à pandemia – muito embora a oposição acuse irresponsavelmente de improvisos e ausência de dados que justifiquem a adoção de medidas restritivas – todo ato editado pelo Estado se baseou nas evidências científicas de toda a comunidade internacional, nas recomendações do Comitê de Especialistas e nas determinações da Organização Mundial de Saúde. ​

O Governo do RN reafirma o seu compromisso inegociável com a vida, o respeito à ciência, e o diálogo que imprimiu desde o início com os demais Poderes do Estado e a sociedade.

Jaime Calado pode ser o vice de Fátima para tentar atrair o PL de João Maia

O ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante e atual secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Calado (PROS) declarou durante entrevista para a rádio 98 FM que pretende ser o vice da governadora Fátima Bezerra (PT).

Caso não obtenha êxito, Jaime deve buscar uma vaga na Câmara Federal, vaga no qual sua esposa, a senadora Zenaide Maia, já ocupou durante quatro anos.

Foto: Reprodução

O presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira aceitou o requerimento de abertura da CPI COVID-19 contra as bandalheiras do governo Fátima Bezerra.

Os 12 contratos celebrados pelo governo Fátima Bezerra durante a pandemia serão apurados pela Comissão. Confira a decisão de Ezequiel abaixo:

“Analisando o requerimento, seus anexos e, em especial, a impugnação, é providência constitucional e regimental a instauração da CPI. Com razão a Procuradoria.

Da leitura que fiz, em comunhão com o parecer jurídico, a esta Presidência cabe apenas a averiguação dos três requisitos: quantidade mínima de assinaturas, prazo de funcionamento e fato certo e determinado a ser investigado. Não cabe, portanto, como bem disse a Procuradoria, “a averiguação do mérito da própria investigação, muito menos a antecipação, pelo Presidente, de opinião sobre os fatos a serem apurados”.

Inclusive porque, de acordo com a recente decisão do STF sobre a CPI da Covid-19 que corre no Senado, é direito garantido aos subscritores a instalação da Comissão, sem obstrução por parte de qualquer maioria, muito menos por vontade desta Presidência – desde, é claro, que preenchidos os pressupostos que, no caso, estão presentes, e desde que, também, se observem os limites do objeto a ser investigado já definidos nos §§ 4o e 5o do art. 70 do Regimento Interno desta Casa.

 

Ler mais…

Maconha estava escondida em van abordada pela PRF na BR-304, em Macaíba — Foto: Divulgação/PRF

Foto: Divulgação/PRF

Um homem foi preso no início da tarde desta sexta-feira (18), em Macaíba, por tráfico interestadual de drogas. Ele transportava aproximadamente 50 kg de maconha em uma van que foi abordada por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal no Km 294 da BR-304.

A droga apreendida estava escondida embaixo do assoalho do veículo. Eram vários sacos de maconha prensada. Um cão farejador foi utilizado na ação conjunta da PRF e a polícia penal do RN.

A van teria iniciado a viagem no estado do Piauí e a capital potiguar seria o destino final. O condutor de 46 anos foi preso em flagrante e levado para prestar esclarecimentos na sede da Polícia Federal, em Natal, onde também a droga apreendida.

 G1 RN

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19. Antes de iniciar o depoimento dos especialistas,

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Uma lista com 14 nomes foi apresentada nesta sexta-feira (18) pelo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL). Inicialmente tratadas como testemunhas, agora, elas passam a ser investigadas. Na relação estão o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, os ex-ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Ernesto Araújo (das Relações Exteriores) e o ex-secretário de Comunicação Social da Presidência da República Fabio Wajngarten.

Em entrevista coletiva hoje, Calheiros avaliou que a CPI tem feito sua parte. Segundo ele, os critérios para tornar essas pessoas investigadas é o fato “de elas já terem prestado depoimento à CPI”. No entendimento do relator, a mudança é positiva para a segurança jurídica do próprio investigado. “A partir da declaração dessa condição, ele passa a ter acesso a informações e acesso às provas e indícios que estão sendo juntados na investigação”, afirmou.

Na prática, a mudança permite que os citados constem na lista de indiciados pela comissão, ao fim dos depoimentos, quando uma denúncia deverá ser feita ao Ministério Público. Na condição de investigados, a CPI poderá também aprovar quebra de sigilos e operações de busca e apreensão em endereços ligados a eles.

Veja a lista completa dos investigados:

Marcelo Queiroga (ministro da Saúde);

Eduardo Pazuello (ex-ministro da Saúde);

Ernesto Araújo (ex-ministro de Relações Exteriores);

Fábio Wajngarten (ex-secretário de Comunicação Social);

Mayra Pinheiro (secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde);

Nise Yamaguchi (médica);

Paolo Zanotto (médico);

Carlos Wizard (empresário);

Arthur Weintraub (ex-assessor especial da Presidência da República);

Francieli Fantinato (coordenadora do Programa Nacional de Imunização);

Marcellus Campêlo (ex-secretário de Saúde do Amazonas);

Elcio Franco (ex-secretário executivo do Ministério da Saúde);

Elio Angotti Neto (secretário do Ministério da Saúde);

Luciano Dias Azevedo (médico)

Dos nomes que compõem a lista seis ainda não prestaram depoimento à comissão Francieli, Weintraub, Wizard, Zanotto, Angotti Neto e Luciano Dias Azevedo. Com exceção desse último nome, todos os outros já tiveram pedidos de convocação aprovados.

Depoimentos

Nesta sexta-feira, em uma sessão bastante esvaziada por senadores de oposição, os médicos Francisco Cardoso Alves e Ricardo Ariel Zimerman prestam depoimento. Convidados a depor por senadores governistas, eles iniciaram suas falas defendendo a autonomia dos médicos para aplicar medicamentos, sem comprovação científica, em pacientes de covid-19.

Por causa da posição dos médicos, de defesa ao tratamento precoce, o relator da CPI se recusou a fazer perguntas aos infectologistas e deixou a reunião. “Com todo respeito, mas eu me recuso a fazer qualquer pergunta aos depoentes. Não dá para continuar nesta situação”, disse.

“Dois pesos, duas medidas. Aqui tem médicos. A doutora Natália [Pasternak] não tratou nenhum paciente”, disse o senador sobre a pesquisadora que prestou depoimento na semana passada à CPI. “Não tem o que perguntar porque não te interessa. O tratamento [precoce] que Vossa Excelência e muitos outros negam”, disse o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) ao relator.

O vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues ( Rede-AP), também não está presente na reunião de hoje.

Agência Brasil

Operação do Ministério Público prendeu cinco pessoas e cumpriu mandados de busca na Câmara de Parnamirim. — Foto: MP/Divulgação

Foto: MP/Divulgação

A Operação Dízimo, deflagrada pelo Ministério Público Eleitoral na manhã sexta-feira (18) prendeu dois vereadores e um ex-vereador de Parnamirim, na região metropolitana de Natal, por suspeita de crimes eleitorais. Além deles, também foram detidos um ex-assessor e o presidente de um time de futebol.

Ao todo, a operação cumpriu 5 mandados de prisão temporária e outros 10 de busca e apreensão na cidade. Além de detidos, os vereadores foram afastados dos cargos por seis meses.

Os supostos crimes investigados são falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa

Foram presos:

  • Ítalo de Brito Siqueira, vereador
  • Rhalessa Cledylane Freire dos Santos, vereadora
  • Alex Sandro da Conceição Nunes da Silva, ex-vereador
  • Sandoval Gonçalves de Melo, ex-chefe de gabinete de vereador, presidente do partido Solidariedade no município e presidente do clube de futebol Visão Celeste.
  • Danilo Rodrigues Peixoto de Vasconcelos, diretor do clube de futebol Visão Celeste.

 

Após as prisões, os envolvidos foram levados a um prédio do Ministério Público para prestar depoimento.

Os advogados do vereador Ítalo Siqueira (PSDB) informaram que ainda não tiveram acesso ao processo que culminou com sua prisão temporária. “No entanto, tão logo tomem conhecimento de todos os fatos, tudo será esclarecido com a maior transparência possível, pois acreditamos em Deus, na Justiça e no nosso trabalho”.

 

O município de Macaíba se destaca, mais uma vez, no Rio Grande do Norte, por seguir corretamente as diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN em relação ao cumprimento do ritmo das faixas etárias sem comorbidades a serem vacinadas contra a Covid-19.

No decorrer dos últimos dias, buscando passar à população a sensação de que a vacinação estaria bem avançada, alguns municípios baixaram as faixas etárias de forma precipitada. Porém, nesta sexta (18), essas cidades anunciaram a suspensão da vacinação por falta de doses. Sem o controle de doses que possam receber, a aceleração talvez não seja a decisão correta.

Além de continuar com a vacinação da faixa etária de 50 a 59 anos, Macaíba também foi destaque recentemente por ser um dos poucos municípios do RN a não usar doses 2 em aplicação de dose 1. Também é um dos municípios potiguares que menos registrou perda de doses.

Marcelo Queiroga Vacinação praça da Cruz Vermelha no  Rio de Janeiro

Foto: Reprodução Twitter/Marcelo Queiroga

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24 horas. O resultado, o melhor desde o início da campanha de vacinação, foi divulgado por meio da plataforma Localiza Sus, abastecida com informações repassadas pelos estados.

Até ontem, mais de 60,38 milhões de brasileiros já tinham tomado a primeira dose do imunizante e cerca de 24,03 milhões as duas doses, superando 84,1 milhões de doses aplicadas.

Hoje (18), ao participar, no Rio de Janeiro, da divulgação da situação epidemiológica na capital do estado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse que a marca atingida nesta quinta-feira é uma demonstração da “força” do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nós ontem aplicamos mais 2 milhões de doses de vacinas. Aqueles que ficam questionando o programa de imunização vão quebrar a cara. Não é fácil aplicar 2 milhões de doses de vacinas”, declarou o ministro, após enfatizar a importância da vacinação da população para a superação da pandemia de covid-19.

Óbitos

“O momento ainda inspira cuidados. Houve uma redução do número de mortes desde que assumi o ministério, mas a média móvel de óbitos, em torno de 2 mil, ainda é alta e temos que reduzir. E a esperança para isso são as vacinas”, acrescentou Queiroga, enfatizando que o governo federal já distribuiu cerca de 109,29 milhões de doses de imunizantes a estados e municípios.

Até a noite desta quinta-feira, o Brasil contabilizava 496.004 mortes em decorrência de complicações da covid-19 e 17.702.630 casos confirmados da doença. A causa de outros 3.758 óbitos estava em investigação, enquanto o número de pessoas infectadas que se recuperaram totalizava 16.077.483, ou o correspondente a 90,8% do total de casos confirmados.