Arquivo diário: quinta-feira, junho 10, 2021

Não estamos preparados para flexibilizar', diz prefeito de Natal sobre  medidas de isolamento social | Rio Grande do Norte | G1

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, declarou durante entrevista ao Agora RN que não autorizou ninguém a ventilar seu nome. “Não serei por hipótese alguma candidato ao governo do Estado nas próximas eleições. Para o futuro quando terminar esse mandato não sei. Agora definitivamente não há a menor hipótese de renunciar meu mandato para concorrer ao governo do Estado” finalizou.

O presidente da República,Jair Bolsonaro, discursa durante a solenidade de anúncio do Sistema de Avaliação de Impacto ao Patrimônio e lançamento do Guia Brasileiro de Sinalização Turística.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (10), durante cerimônia no Palácio do Planalto, que pediu ao Ministério da Saúde um parecer para desobrigar o uso de máscara por pessoas que já estejam vacinadas ou que tiveram a covid-19. 

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês sabem quem é. Nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar este símbolo que, obviamente, tem a sua utilidade para quem está infectado”, afirmou o presidente durante solenidade para anúncio de medidas do Ministério do Turismo.

A obrigação do uso de máscara em espaços e ambientes públicos, entre outras medidas sanitárias, é definida em decretos estaduais e municipais, por iniciativa de prefeitos e governadores, conforme decisão vigente do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com epidemiologistas, a população vacinada ou que já teve a doença deve continuar usando máscaras porque, mesmo imunizada, ainda pode transmitir o vírus para outras pessoas. Segundo especialistas, a desobrigação do uso de máscara só seria recomendável quando o país alcançar um número expressivo de pessoas completamente vacinadas.

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia,Previdência Social

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A partir desta quinta-feira (10) começam a valer os novos prazos para concessão de benefícios do INSS. As novas datas foram fruto de acordo da instituição e de outros órgãos do governo federal com o Ministério Público Federal (MPF) e a Defensoria Pública da União (DPU).

De acordo com o presidente do INSS, Leonardo Rolim, o acordo firmado vai ao encontro das ações que a instituição já vem adotando desde 2020 para reduzir o tempo de espera do segurado. “Contratamos servidores temporários; ampliamos as equipes de análise em 22%; ampliamos o número de benefícios concedidos de forma automatizada; realizamos mutirões para os benefícios mais solicitados, como auxílio-maternidade e pensão por morte, entre outras ações”, afirma.

Confira a seguir os novos prazos:

Benefício assistencial à pessoa com deficiência 90 dias
Benefício assistencial ao idoso 90 dias
Aposentadorias, salvo por invalidez 90 dias
Aposentadoria por invalidez comum e acidentária 45 dias
Salário maternidade 30 dias
Pensão por morte 60 dias
Auxílio reclusão 60 dias

Caso os prazos não sejam cumpridos, haverá o pagamento de juros de mora ao segurado, e o pedido será encaminhado para a Central Unificada para o Cumprimento Emergencial que terá um prazo de dez dias para a conclusão da análise.

Dando continuidade a sua agenda em Brasília, o prefeito Emídio Jr se reuniu nesta quinta-feira (10) com o deputado federal Beto Rosado para solicitar máquinas pesadas para o município. Também participaram da reunião o coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) no RN, David Saraiva Leite, e o secretário municipal de Planejamento, Sócrates Vieira.

No sentido de dar celeridade aos trabalhos de recuperação das estradas vicinais, Emídio solicitou a aquisição de máquinas pesadas da construção civil, como uma motoniveladora, também conhecida como patrol. As máquinas devem trazer mais agilidade nas obras, garantindo mais eficiência e precisão.

Atualmente, Macaíba conta apenas com uma máquina patrol na cidade. “No início do nosso mandato, nós pegamos ela quebrada, concertamos e botamos ela para funcionar. Já fizemos mais de 200km de estradas vicinais. Mas ainda tem muito mais a ser feito”, comentou Emídio.

Ainda durante a reunião, o prefeito solicitou ao DNOCS a perfuração de poços tubulares para a zona rural do município. Com o retorno à Macaíba, Emídio deve se reunir novamente com a equipe do DNOCS para formalizar e planejar a construção desses poços. “Eu tenho certeza que os resultados irão surgir, trazendo benefícios para o nosso povo”, concluiu Emídio.

Um adolescente de 17 anos e um jovem de 18 morreram após confronto com a Polícia Militar em Mossoró, no Oeste potiguar.

O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (9) no bairro Santo Antônio.

Segundo a corporação, os dois jovens eram suspeitos de fazer uma série de assaltos na cidade e teriam roubado uma motocicleta na tarde desta quarta-feira (9).

Houve perseguição policial e os suspeitos tentaram se esconder em um matagal no bairro Santo Antônio. Foi quando começou a troca de tiros.

Baleados, os dois foram levados pelos policiais ao Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiram e morreram. Nenhum militar se feriu.

O jovem de 18 anos foi identificado como Antônio Lucas da Silva Alves.

Segundo a PM, a motocicleta roubada foi recuperada e uma arma de fogo com seis munições deflagradas foi apreendida no local.

G1 RN

Foto: Edeilson Morais

A Associação de Moradores da Fazenda Riacho Fundo, situada na comunidade de Curral das Juntas, agora vive uma realidade após a abertura de uma nova estrada vicinal, mediante o trabalho da Secretaria Municipal de Infraestrutura de Macaíba.

São 12 famílias diretamente beneficiadas pela obra que totaliza um trecho de 700 metros de estrada. O secretário municipal de Assuntos de Governo, Edivaldo Emídio, esteve conferindo a conclusão do serviço na tarde desta quarta-feira (09/06), onde conversou com populares que expressaram sua satisfação.

De acordo com o agricultor Jean dos Santos Silva, a nova via ajuda a escoar a produção de mandioca, milho e batata e outros produtos cultivados na localidade, assim como proporciona uma melhor mobilidade em geral para os moradores.

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, planeja comprar da Pfizer 500 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus e doá-las para mais de 90 países. Ao mesmo tempo, ele pede que as democracias do mundo façam sua parte para ajudar a acabar com a pandemia, disse a Casa Branca.

O anúncio da doação de vacinas – a maior já feita por qualquer país – chega depois de Biden se encontrar com presidentes das outras economias avançadas do G7 na Inglaterra.

“O objetivo da doação é salvar vidas e encerrar a pandemia, além de fornecer o fundamento de ações adicionais a serem anunciadas nos próximos dias”, informou a Casa Branca.

A farmacêutica norte-americana Pfizer e sua parceria alemã BioNTech proporcionarão 200 milhões de doses em 2021 e 300 milhões na primeira metade de 2022, que os EUA então distribuirão a 92 países de renda baixa e à União Africana.

As vacinas, que serão produzidas nas instalações norte-americanas da Pfizer, serão disponibilizadas a um preço sem margem de lucro.

“Nossa parceria com o governo dos EUA ajudará a levar centenas de milhões de doses de nossa vacina aos países mais pobres do mundo o mais rapidamente possível”, disse o executivo-chefe da Pfizer, Albert Bourla.

As novas doações se somam às cerca de 80 milhões de doses que Washington já prometeu doar até o fim de junho e aos US$ 2 bilhões contingenciados para o programa Covax, liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi), acrescentou o governo norte-americano..

A Gavi e a OMS saudaram a iniciativa, mas grupos de ativismo antipobreza pediram que se faça mais para aumentar a produção mundial de vacinas.

“Certamente esses 500 milhões de doses de vacina são bem-vindas, já que ajudarão mais de 250 milhões de pessoas, mas isso ainda é uma gota no oceano comparado à necessidade em todo o mundo”, disse Niko Lusiani, que comanda a unidade de vacinas da Oxfam América.

“Precisamos de uma transformação rumo à fabricação de vacina mais distribuída, para que produtores qualificados de todo o mundo possam produzir bilhões a mais de doses de baixo custo em seus próprios termos, sem restrições de propriedade intelectual”, acrescentou Lusiani em comunicado.

Biden apoia a dispensa de direitos de propriedade intelectual de algumas vacinas, mas não existe consenso internacional sobre como proceder.