UFRN: Um novo olhar para a administração pública

Foto: Cícero Oliveira – Agecom/UFRN

Por Jefferson Rocha

Em uma sociedade desigual como a nossa, sendo o Brasil o 9º país mais desigual do mundo, de acordo com o Banco Mundial, onde mais de 6,5% da população vive na extrema pobreza (IBGE/2019), a educação e a melhoria da gestão pública, são essenciais para construir uma sociedade mais justa, com menos desigualdades. Percebendo essa realidade, professores do Departamento de Administração Pública e Gestão Social (DAPGS), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA/UFRN), decidiram elaborar a proposta do primeiro Bacharelado em Administração Pública, na modalidade presencial, no Rio Grande do Norte.

A graduação foi pensada a partir do conceito de que a gestão pública deve prezar, por meio de seus instrumentos, a promoção do bem estar da sociedade conciliando os diferentes interesses, orientando-se pelos valores de igualdade, justiça social e equidade, sem descuidar dos valores da eficiência, eficácia e efetividade. O curso foi aprovado no último dia 23 de fevereiro pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe/UFRN), e ofertará 40 vagas em única entrada anual no turno noturno, com ingresso através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação, com primeiro ingresso já no semestre 2021.1.

O novo curso traz uma proposta pedagógica inovadora, ligada aos problemas públicos das realidades local e nacional e será de responsabilidade do CCSA/UFRN, com estrutura para salas de aulas, biblioteca, laboratórios e espaços de atendimento aos alunos e professores, além de contar com a parceria de outros seis departamentos acadêmicos da Universidade. Os docentes também têm experiência nas áreas que envolvem o curso, inclusive, ligados, em sua maioria, ao Programa de Pós-graduação em Gestão Pública (PPGP/UFRN), que há mais de 10 anos promove a formação, em nível de Mestrado, de gestores públicos de inúmeras instituições de todo o Brasil.

Para o professor Fábio Resende, coordenador do curso, a importância da oferta da nova graduação na área de Administração Pública é imensurável por proporcionar ganhos coletivos para toda a sociedade: “Está cada vez mais claro que, para enfrentar os problemas da desigualdade e todos os outros que nos assolam enquanto sociedade, nós precisamos de uma boa administração pública em todas as esferas de governo, e nosso curso vem contribuir diretamente na gestão, na assessoria das organizações públicas, da administração pública direta, indireta, para estatais, organizações da sociedade civil em geral”.

O curso é organizado em 3.000 horas/aula distribuídas em quatro eixos formativos: Formação Básica em Humanidades e Conhecimento Científico; Formação Profissional em funções gerenciais e áreas funcionais; Formação Profissional em Planejamento Governamental, Finanças Públicas, Controle e Inovação no Setor Público; e Formação Profissional em Relações Estado e Sociedade Civil – com tempo médio de integralização estipulado em 8 semestres.

Matéria na íntegra 

Administrador