UFRN realiza discussão e planejamento das atividades acadêmicas

Em vídeo dirigido à comunidade universitária, o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, fala sobre o planejamento que a instituição de ensino vem desenvolvendo após a suspensão das aulas, que ocorreu como medida preventiva para reduzir o contágio do novo coronavírus. “Nosso trabalho de planejamento na universidade nunca parou”, diz o gestor.

Ainda sem previsão de retorno das aulas do período 2020.1, devido à pandemia da Covid-19, o reitor convidou a comunidade para discutir a questão junto aos Centros e Unidades Acadêmicas Especializadas, tendo em vista a diversidade dos cursos e as necessidades dos estudantes e dos professores.

O gestor disse ainda que, no atual contexto, a discussão e o planejamento das atividades é comum a todas as universidades federais do país e as instituições de ensino iniciaram também a análise sobre experiências piloto de curto prazo, como a oferta de atividades remotas e de forma não obrigatória, ou seja, ocorrendo de maneira voluntária e facultativa.

Leia a mensagem na íntegra:

Mensagem do Reitor à Comunidade Universitária

Completamos recentemente dois meses de suspensão das aulas devido à pandemia do novo coronavírus.  Deste então, este tem sido um cenário dinâmico e pouco previsível.  Mas, nosso trabalho de planejamento na universidade nunca parou. Ao contrário, estamos trabalhando intensamente mesmo que de forma remota.  Claro, que todos nós gostaríamos que esta fase passasse logo e que os nossos campi voltassem a funcionar com aquela presença intensa de pessoas e tantas atividades sendo realizadas.  Cada vez mais recebo mensagens da nossa comunidade que refletem este sentimento.

Provavelmente, a volta às aulas não será somente uma continuidade da interrupção atual. E a diversidade, que é caraterística da universidade, requer que pensemos em soluções também diversas.  Temos uma tradição de construir soluções de forma transparente e participativa. Neste sentido, os diretores de Centros e de Unidades Acadêmicas Especializadas estão realizando discussões nas suas respectivas unidades sobre o futuro das nossas atividades, como uma maneira de ampliar a participação de todos os segmentos que compõem a universidade para que possamos encontrar juntos as nossas soluções.

Esse desafio é comum a todas as universidades federais do país. E nós, reitores, também estamos discutindo soluções  para buscarmos um apoio em nível nacional, tendo em vista que há muitos fatores a serem considerados e avaliados, como a busca por meios para assegurar aos nossos estudantes o acesso a qualquer solução que venha a ser adotada, considerando as necessidades de cada um.

Além deste planejamento, que levará mais tempo de discussão e de construção, muitas universidades iniciaram também experiências de curto prazo, com a oferta de atividades remotas, de forma facultativa, tanto para docentes como para estudantes. Solicitei, portanto, aos pró-reitores de Graduação e de Pós-Graduação que apresentassem iniciativas de mais curto prazo para discussão também na nossa universidade.  Já solicitei à Secretaria de Educação Básica, Técnica e Tecnológica que fizesse o mesmo.  Assim, poderemos avaliar a possibilidade de uma experiência piloto na universidade, enquanto fazemos o nosso planejamento de mais longo prazo.  Pedi aos diretores de centros e de unidades acadêmicas especializadas que levassem igualmente esta discussão para as suas unidades.

Diante dessa realidade, quero convidar a comunidade da UFRN a participar das discussões e do planejamento das nossas atividades. Quero ainda registrar mais uma vez o nosso agradecimento a todas as pessoas – docentes, técnicos e estudantes – que têm desenvolvido atividades de maneira incansável, contribuindo para que a sociedade possa superar este momento.  Este esforço conjunto reforça a missão social da nossa universidade.

Administrador