UFRN amplia número de bolsas de iniciação científica e tecnológica

Foto: Anastácia Vaz

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) ampliou o número de bolsas concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Segundo a Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), o aumento de bolsas em chamadas de iniciação científica e tecnológica corresponde a mais que o triplo da média nacional.

No Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), houve uma evolução de 393 para 450 bolsas, o que representa um incremento de 14,5% e corresponde a mais que o triplo da ampliação de bolsas em âmbito nacional (4%). Na perspectiva da pró-reitora adjunta de Pesquisa, Elaine Gavioli, esse resultado premia o trabalho realizado pelo setor e por todos os pesquisadores da instituição nos últimos anos.

No edital do Programa Institucional de Iniciação Científica no Ensino Médio (PIBIC-EM), a UFRN manteve as 80 bolsas; no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-Af), conseguiu seis bolsas; e no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) está com 20 bolsas.

Programas do CNPq

O PIBIC disponibilizará um total de 26 mil bolsas de iniciação científica (IC). No PIBIC-EM, o apoio será de 5.600 bolsas de iniciação científica júnior (ICJ). O PIBIC-Af ofertará 800 bolsas de iniciação científica (IC) e, no PIBITI, serão 3.100 bolsas. Confira os resultados no portal do CNPq.

Administrador