Teleférico é recebido com festa pela população de Santa Cruz, que se consolida como destino turístico nacional

Um divisor de águas que consolidará o turismo religioso do Rio Grande do Norte nos cenários nacional e internacional, os bondinhos e demais equipamentos do teleférico de Santa Cruz foram recebidos com festa pela população daquela cidade pólo da região do Trairi potiguar, onde se localiza o complexo turístico de Santa Rita de Cassia, conhecido em todo o país por ter a maior imagem católica do mundo, com 56 metros de altura. Os maquinário, pesando cerca de 78 toneladas, foram trazidas em carretas que saíram do porto de Salvador, após terem sido embarcados na Suíça. A viagem de Salvador ate Santa Cruz durou 48 horas.

A aquisição do teleférico envolveu uma arrojada licitação internacional e um investimento no valor de cerca de R$ 14 milhões de reais. Após iniciado o processo de montagem, a previsão é de que os bondinhos entre em operação até final de 2021.

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB), idealizador do complexo turístico de Santa Rita de Cássia desde a época em que foi prefeito da cidade, disse que o teleférico, somando-se ao santuário de Santa Rita de Cássia, deverá atrair visitantes de todo o mundo, fortalecendo o turismo e gerando emprego e renda para a população. “Este foi um sonho que hoje se torna realidade. Acredito que o santuário e a implantação do teleférico são os principais projetos em favor do turismo norte-rio-grandenses nos últimos dez anos”, explica o parlamentar. Para Tomba, Santa Cruz deve gratidão a Henrique Alves e José Agripino pelo apoio que deram para a concretização do que chamou “momento histórico”.

Administrador