Rede Estadual de Educação realiza Eleições Gerais nesta sexta-feira (29)

Nesta sexta-feira (29), a Rede Estadual de Educação realiza as Eleições Gerais para os cargos de diretor (a) e vice-diretor (a) para o triênio 2020-2022. Cerca de 581 unidades de ensino estão envolvidas no processo eleitoral. Alunos, professores, equipe gestora e pais de alunos ou responsáveis estão aptos a votar, somando cerca de 250 mil pessoas.

Para esta eleição, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer do RN mobilizou técnicos e gestores do Órgão Central e das 16 Diretorias Regionais de Educação e Cultura com o intuito de preparar as escolas para o momento da escolha. “Trata-se da primeira eleição em que toda a rede será mobilizada. Um desafio novo que, com os esforços de toda a comissão eleitoral, estamos realizando. As escolas que participarão do processo foram acolhidas e tiveram suas dúvidas atendidas. Pelo voto, renovamos nossa crença na democracia em nossas escolas”, frisa a Secretária Adjunta de Educação, Márcia Gurgel. A educadora é presidente da Comissão Eleitoral Central de Gestão Democrática, coletivo responsável por todo o processo eleitoral, regido pela Lei Complementar Nº 585/2016.

Com a eleição deste ano, os gestores ganharão mais um ano para atuarem nas escolas. A partir da posse dos novos diretores, o mandato destes será ampliado de dois para três anos de gestão. De acordo com o vice-presidente da comissão eleitoral, Edmilson Simplício, essa medida permite que os novos gestores possam desenvolver melhor suas atividades. “Cada diretor terá três anos para desenvolver o plano pedagógico de sua escola, permitindo a gestão planejar e executar suas ações com mais tranquilidade. Acreditamos que um período como esse, que pode ser estendido em caso de reeleição, é um bom prazo para que as equipes gestoras apresentem resultados positivos na aprendizagem dos alunos”, destacou.

Em cada escola estão aptos a votar os alunos, professores efetivos, professores temporários com, no mínimo, quatro meses de atuação na escola, equipe técnica da escola, atuais gestores, servidores efetivos da escola e pais ou responsáveis dos estudantes. “Cerca de 70% das equipes gestoras serão renovadas com as eleições gerais”, lembra Edmilson. Os professores que têm sua carga horária cumprida em mais de uma escola poderão votar em cada pleito das respectivas escolas. Os pais que tenham filhos matriculados em distintas escolas, também votarão mais de uma vez, sendo uma votação por escola.

O titular da SEEC, professor Getúlio Marques, comemora o ambiente democrático que as eleições proporcionam às escolas. “Sem dúvidas, teremos uma eleição tranquila e participativa. Cada escola escolherá os gestores que mais se identifiquem com ela, dentro de um processo totalmente democrático. A eleição de gestores é um momento importante para o planejamento estratégico do próximo ano letivo”, argumenta Getúlio Marques.

Posse e formação

O resultado da eleição será conhecido logo após o encerramento das urnas. Os eleitos tomarão posse no dia 11 de dezembro, data que marcará o início do Seminário de Gestão, com duração de dois dias.

Observando o que orienta o Plano Estadual de Educação do RN 2015-2025, a SEEC ofertará aos novos gestores, durante o seminário, espaços para reflexão sobre a organização do trabalho pedagógico e seus respectivos desdobramentos, como aspectos políticos, administrativos, financeiros, pedagógicos, entre outros. “A formação tocará em temas que estão em consonância com os fundamentos e princípios da educação e da gestão escolar. Nosso objetivo é construir concepções a partir do desenvolvimento referencial de fundamentos legais e conceituais que ajudem o trabalho dos novos gestores”, destaca Márcia Gurgel, Secretária Adjunta de Educação do RN.

Administrador