Projeto de Parque Tecnológico é apresentado a investidor internacional

 

A perspectiva de instalação do Parque Tecnológico Augusto Severo, na cidade de Macaíba, foi o foco principal de uma exposição realizada para o empresário Karim Khouri na manhã desta segunda-feira, 5, pelo reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, e pela assessora especial para o Parque, Ângela Maria Paiva Cruz.

Na oportunidade, coube à Ângela Maria Paiva Cruz circunstanciar alguns aspectos relativos ao projeto. “Há o apoio do governo do estado, prefeituras de municípios da Grande Natal, que serão afetados diretamente pelo Parque. Trabalhamos com o cronograma focado em, no início de 2021, estarmos com o Parque implantado”, colocou. Ela salientou que a UFRN já detém expertise em governança de Parques Tecnológicos, haja vista capitanear o Parque Metrópole Digital, localizado em Natal e primeiro do Estado.

O reitor reforçou que a Universidade está empenhada na ação e que já há a sinalização do governo do RN para a concepção de incentivos fiscais. Daniel Diniz realçou, por outro lado, que a UFRN tem a consciência de que não fará sozinha o projeto se viabilizar, “apesar de já termos algo concreto, com área definida e planejamento, é necessário que as empresas conheçam e abarquem a ideia.”

Durante a exposição, o diretor do Parque Metrópole Digital, Anderson Cruz, relatou também a experiência da Incubadora Inova Metrópole. “Em cinco anos, 150 empreendimentos receberam suporte da equipe do Inova. Especificamente no que tange ao Parque Metrópole Digital, conseguimos indicadores, em dois anos, que outros parques da região conseguiram em seis. Para termos uma ideia, saltamos de sete para 46 empresas credenciadas neste curto espaço de tempo”, colocou o diretor. Uma das parceiras da iniciativa, a Prefeitura Municipal de Macaíba esteve presente com o prefeito da cidade, Fernando Cunha. Ele destacou o potencial produtivo e econômico da iniciativa. Nesse mesmo tom, Karim Khouri pontuou que, caso as expectativas se confirmem, não apenas a cidade de Macaíba, mas o estado como um todo se beneficiará.

Parque

Previsto para ser instalado em uma infraestrutura da UFRN, em Macaíba, o Parque terá inicialmente vocação em energia, tecnologia da informação e reabilitação em saúde, com ofertas de espaços para as entidades apoiadoras, que incluirão uma incubadora multissetorial de empresas, uma aceleradora gerenciada pelo ISD, a Agência de Inovação (AGIR-UFRN) e um espaço do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS-UFRN). As cooperações em áreas complementares serão associadas ao Parque como células de inovação descentralizadas, de acordo com as vocações econômicas e tecnológicas.

Administrador