Prefeito Fernando Cunha prestigia formatura do projeto Segundo Tempo na Marinha

Na manhã desta quarta-feira (06), o prefeito Fernando Cunha acompanhou ao lado do Capitão de Corveta, Ricardo Bittencourt da Silva, Comandante da Estação da Marinha, mais uma cerimônia de formatura do projeto Segundo Tempo, que contou com a presença de 65 alunos das escolas municipais de Macaíba.

A solenidade aconteceu na Estação Radiogoniométrica da Marinha, às margens da BR-304, divisa entre Parnamirim e Macaíba. Na oportunidade, foram entregues certificados para monitores e alunos que se destacaram ao longo do ano de 2017.

“Desde 2013, nós temos percebido que a convivência escolar dos nossos alunos da Escola João Faustino (escola de Macaíba que faz parte do projeto) tem melhorado significativamente. O empenho que a Marinha faz durante as aulas de português e matemática vem favorecer a aprendizagem. Hoje, para nossa alegria, fomos informados de que serão criadas mais 50 vagas para o nosso município no ano de 2018.”, explicou Glória Bezerra, coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Macaíba.

“Esse projeto educa nossos filhos. A gente sabe que eles estão em segurança, no lugar de tá na rua fazendo coisas erradas, estão aqui aprendendo o que é bom, né! Meu filho gosta muito.”, relatou em depoimento a senhora Marilene Faustino, mãe do aluno Ivan Cassiano, que participa há dois anos do projeto Segundo Tempo, fruto de parceria entre Marinha do Brasil e Prefeitura de Macaíba.

Sobre o projeto Segundo Tempo

Há cinco anos, o projeto Segundo Tempo, uma parceria entre a Marinha do Brasil e a Prefeitura de Macaíba, está proporcionando uma formação social digna para centenas de crianças e adolescentes do município.

No projeto, durante todo o ano, os alunos realizam atividades esportivas como futebol, futsal e, principalmente, aulas de reforços nas disciplinas de matemática e português.

Firmada em 2013, no que depender do prefeito Fernando Cunha, a parceria continuará em 2018 com a participação ainda maior de alunos macaibenses. Os alunos participam em regime de contraturno, ou seja, quem estuda de manhã realiza as atividades do projeto durante a tarde, e vice-versa.

Assecom

Administrador