Morre mulher baleada no rosto no interior do RN; ex-namorado é suspeito do crime e está foragido

Renata Ranyelle Almeida tinha 23 anos e foi morta com um tiro no rosto — Foto: Redes Sociais/Facebook

Do G1 RN – A vendedora Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos, morreu nesta sexta-feira (29), após ficar seis dias internada no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, Oeste potiguar. Renata foi baleada no rosto no sábado da semana passada, dia 23, na loja em que trabalhava, no município de São Miguel. O principal suspeito do crime é o ex-namorado dela, que está foragido.

Para a Polícia Civil, Paulo Roberto da Silva, de 36 anos, teria simulado um assalto com a intenção de matar a mulher. O homicídio foi filmado por uma câmera de segurança do estabelecimento. De acordo com o delegado Cristiano Gouveia, responsável pelo caso, a investigação foi afunilando e novos indícios surgiram apontando o ex-namorado como principal suspeito.

Nas imagens, um homem de capacete atira na vendedora enquanto ela estava no caixa da loja, mesmo sem a moça esboçar qualquer reação. Segundo o delegado, algumas pessoas não queriam depor à polícia com medo do suspeito. Por essa razão, a Polícia Civil solicitou na quarta-feira (27) a prisão preventiva temporária, pra prosseguir as investigações.

O crime

Armado, o homem chegou ao local de moto, entrou na loja sem tirar o capacete e anunciou o assalto. Outras mulheres que estavam no local foram para os fundos do estabelecimento. Ameaçada pelo criminoso, Renata foi em direção ao caixa, retirou a gaveta com dinheiro e colocou em cima da bancada.

Administrador