Marina Silva defende Tabata Amaral; deputada é alvo de críticas por voto na reforma da Previdência

A ex-senadora Marina Silva, fundadora do partido Rede, saiu em defesa da deputada federal Tabata Amaral (PDT/SP). A deputada vem sendo alvo de críticas dentro do próprio partido por ter votado a favor da reforma da Previdência. Um dos principais críticos da deputada é o ex-candidato a presidente Ciro Gomes.

Tabata é uma das lideranças do movimento Acredito. Uma ala da esquerda também tem criticado o posicionamento da parlamentar que vem tendo uma excelente atuação dentro da Câmara Federal.

Leia o que disse a ex-senadora Marina através de sua página no Facebook:

Seja promissor, independente e eu te destruirei pela ousadia de ocupar espaços que tinham donos. Essa parece ser a ameaça suspensa como espada sobre as cabeças de quem busca novos caminhos – ou, como disse o poeta, novas maneiras de caminhar. Aplica-se agora, no contexto da Reforma da Previdência, a alguns entre aqueles parlamentares que votaram contra a orientação de seus partidos e agora estão tendo suas imagens ferrenhamente desconstruídas.

O caso mais visível é o da deputada Tabata Amaral. A jovem e brilhante deputada, com origem numa comunidade pobre e que despontou para o mundo através da educação, foi saudada em verso e prosa após seu primeiro discurso na tribuna da Câmara dos Deputados. Foi novamente elogiada quando enfrentou, com serenidade e competência, o inapto ex-Ministro de Educação Ricardo Velez em uma audiência na Comissão de Educação na Câmara. Mas, quando vota pela aprovação da Reforma da Previdência, é tratada com ódio e desprezo por aqueles que estavam à espreita de uma oportunidade para desqualificar os que não se submetem aos seus exclusivismos políticos e ideológicos. 


Eu não seria solidária à deputada Tabata Amaral se seu voto tivesse sido negociado em troca de vantagens, como tantos fizeram. Mas ela votou por convicção, porque analisou a matéria e formou sua opinião, da qual podemos discordar, mas temos que respeitar. Tabata está sendo atacada mais por ser uma promessa de renovação num ambiente de esclerose política brasileira, uma real alternativa à esquerda tradicional e à direita, cuja polarização tóxica sufoca nosso país. 


Siga em frente, Tabata, com independência. O preço é alto, mas vale a pena ser fiel à sua própria consciência.

Administrador

1 Commente

  1. potiguar

    se essa plaboyzinha estive do lado de cá, ou seja uma simples trabalhadora, ela jamais teria essa convicção. Agora, envaidecida com todo o dinheiro que entra no seu bolso por que se preocupar com aposentadoria?