Iniciado debate para reativação do Conselho Metropolitano de Natal

ASSECOM/RN – Foto: Demis Roussos

 

O Governo do Rio Grande do Norte iniciou as discussões para retomar o funcionamento do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano de Natal (CDMN) com ações integralizadas ao conjunto de demandas do Estado.

“Precisamos entender e pensar as regiões metropolitanas como localidades interligadas, articuladas. Mas não podemos pensar de forma isolada, pois há outras regiões do Estado com demandas fundamentais”, defendeu a governadora Fátima Bezerra durante reunião na tarde desta sexta-feira (22).

Ela esteve reunida com gestores estaduais e representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para discutir a retomada do conselho a partir da construção de uma agenda com temas que tratem de segurança, saúde, educação, turismo, conectividade e tecnologia. “É um grande desafio dar efetividade e resolutividade ao Conselho. Analisaremos com as prefeituras metropolitanas e entidades representativas da sociedade uma forma de redesenharmos as demandas comuns para o desenvolvimento das regiões”, explicou Fátima.

O secretário adjunto de Planejamento e Finanças, George Câmara, lembrou que a governadora foi uma das criadoras da Região Metropolitana de Natal, durante o mandato de deputada estadual, e que o objetivo agora é elaborar uma pauta propositiva que traga resolutividade dos problemas. “Enquanto governadora ela deve atender a sociedade nas suas funções públicas de interesse comum de maneira compartilhada com os municípios da região metropolitana de Natal, por isso a necessidade da retomada do funcionamento do CDMN. O desafio está em não contribuir para ampliar as desigualdades regionais, mas responder a essa demanda no conjunto do estado”, acrescentou.

A professora Maria Livramento Clementino, da UFRN, disse que a reativação do conselho deve estar alinhada a um plano de desenvolvimento urbano integrado. “A ideia é que não persigamos somente na construção de uma pauta, mas dentro das propostas do governo alguns temas já sejam colocados para discussão na organização. Além da discussão de temas, devemos construir um pacto pela resolutividade dos problemas.”

De acordo com o coordenador da Região Metropolitana de Natal, Jan Varela, o Estado vai traçar um planejamento de articulação para reabrir o conselho e tratar de políticas públicas comuns às 14 cidades que integram a região. “Iremos retomar o conselho ainda neste primeiro semestre. Entendemos que a marca do governo é o diálogo, por isso vamos apresentar aos prefeitos uma sugestão de programa voltado para o desenvolvimento regional dos municípios”, completou.

Administrador