IFRN: Campus Natal-Central realiza primeira colação de grau do curso de Engenharia de Energia

Na última quinta-feira, 18 de fevereiro, o Campus Natal-Central (Cnat) do IFRN realizou a primeira solenidade de Colação de Grau do curso superior de Engenharia de Energia, da Diretoria Acadêmica de Indústria (Diacin), na modalidade virtual. A cerimônia contou com a participação do reitor do IFRN, professor José Arnóbio de Araújo Filho; do pró-reitor de Ensino, Dante Moura; do diretor-geral do CNAT, Jonas Lemos; do diretor de Ensino do Campus, Plácido Neto; do diretor acadêmico da área de Indústria, Gilson Garcia; do patrono da área, Nestor Dantas; e do coordenador do curso de Engenharia de Energia e Paraninfo da turma, Jacques Cousteau Borges.

Por ser uma solenidade de colação individual, ficou a cargo do concluinte participante e primeiro engenheiro formado no IFRN, Ernesto Guevara Leal Manicoba, realizar o juramento solene, o requerimento de concessão de diploma e o discurso do orador, no qual ele evocou sua trajetória de dificuldades socioeconômicas vivenciadas na infância e destacou a importância acadêmica e social que o IFRN desempenhou durante sua permanência na instituição. “Foi esta Instituição que fortaleceu os laços com o meu propósito enquanto estudante. No momento mais delicado da minha vida, quando pensei que não poderia mais frequentar as aulas por razões médicas, o corpo docente e a equipe técnica não se furtou em me ajudar”, declarou Ernesto, visivelmente emocionado.

No mesmo tom, o professor Jonas Lemos enfatizou a formação do caráter humano em consonância com a instrução acadêmica. “É isto o que temos feito ao longo de tantos anos: no IFRN, não formamos apenas um profissional, formamos um cidadão. Formamos a pessoa que estará preparada não apenas no aspecto técnico, mas do ponto de vista humanista, intelectual”, ressaltou professor Jonas. Na sequência, o discurso do professor José Arnóbio, reitor do Instituto, também foi marcado pelo papel transformador que a educação pública de qualidade exerce na vida das pessoas. “É preciso relembrarmos sempre de onde nós viemos, da nossa essência. É importante que a gente mantenha viva essa semente de pensar num mundo melhor e mais justo e em como a gente pode contribuir para esse mundo”, destacou.

Além das autoridades institucionais, o evento foi acompanhado pelos convidados do concluinte e pela equipe de Comunicação Social e Eventos (Asce). Todos os participantes compareceram ao evento de forma remota, como orientado em razão do distanciamento social ocasionado pela pandemia da Covid-19.

Administrador