Fátima revela que perdeu apoios durante a campanha por não barganhar cargos

José Aldenir / Agora RN

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), disse que perdeu apoios durante a campanha para o Governo do Estado por não aceitar discutir a distribuição de cargos na administração antes de a eleição terminar. De acordo com a petista, lideranças políticas que a apoiaram não têm garantia de espaço no governo e a formação do secretariado só vai acontecer, segundo ela, “no momento certo”.

“Isso [loteamento de cargos para aliados] não aconteceria [durante a campanha] porque não faz parte da minha cartilha. Tudo tem seu momento, tudo tem sua hora. Não vamos botar a carroça na frente dos bois”, revelou, durante entrevista ao Jornal da Noite, da 95 FM, na última quinta-feira, 1°.

De acordo com Fátima Bezerra, todos os apoios recebidos no primeiro ou no segundo turno foram aceitos de forma “transparente”. “Foi uma decisão que essas lideranças tomaram, por entender que o melhor projeto para o Rio Grande do Norte era o representado por mim. Inclusive, perdi apoio porque [a liderança] veio querer colocar a discussão de cargo, e eu disse que não aceitava. Não discuti isso nem com o meu partido nem com o partido do vice [Antenor Roberto, do PCdoB]”, afirmou.

Informações do Agora RN

Administrador