Escola Agrícola de Jundiaí propõe parceria com municípios da Serra de Santana

Uma equipe da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) promoveu nesta última terça-feira (2) um encontro com prefeitos e secretários municipais da Serra de Santana. O evento, sediado em Lagoa Nova, pretende firmar parcerias para a oferta de cursos técnicos e pós-graduação através da Rede e-Tec Brasil na região.

A cooperação planeja utilizar recursos disponíveis para os municípios serranos – oriundos da exploração de energia eólica na região – para formação e qualificação profissional.

No encontro, o professor Max Lacerda, coordenador geral da Rede e-Tec na UFRN, apresentou os resultados dos cursos já ofertados e as possibilidades de oferta. “A educação tem papel fundamental no desenvolvimento social regional. É através da apropriação do conhecimento que as próprias pessoas da comunidade podem identificar os problemas e intervir com soluções”, destacou.

Para o coordenador, as experiências exitosas em outras regiões do estado mostra como a qualificação profissional pode transformar a realidade dos municípios do interior potiguar. Ele ressaltou ainda, a disposição da EAJ, enquanto Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias da UFRN, em fomentar esse desenvolvimento regional. “Temos profissionais de alto nível, material didático pronto e estrutura para direcionar a ofertas desses cursos. As prefeituras da Serra de Santana, junto às empresas que exploram a energia eólica, têm recursos para viabilizar isso”, pontuou.

A reunião contou com a presença do prefeito Luciano Santos e de secretários de Lagoa Nova, da prefeita Iracema Pereira de São Vicente e de representantes dos municípios de Bodó, Cerro Corá e Santana do Matos, bem como das coordenadoras de professores Andreia Nunes e Fernanda Antunes, da pedagoga Gisllayne Brandão, do jornalista Gilberto Oliveira, da articuladora Fátima Pessoa da Rede e-Tec na UFRN e do professor José Roberto Braz do curso técnico em Agropecuária da EAJ.

No encontro ficou encaminhado que as prefeituras farão um levantamento das necessidades de cada município e proporão os cursos a serem ofertados para que a equipe da EAJ formule o projeto e possa dá andamento aos próximos passos.

Administrador