Cosern desativa 27 “gatos” de energia feitos por construtoras em canteiro de obra e por moradores de um condomínio de Parnarmim

De janeiro até o último dia 28, já foram feitas 18.538 inspeções e identificadas e desligadas 2.156 ligações clandestinas em todo estado.

Energia recuperada pela Cosern até agora na “Operação Varredura” dava para abastecer, por exemplo, o município de São Gonçalo do Amarante por 30 dias.​

Quatro equipes técnicas da Cosern identificaram e desativaram, com apoio da Polícia Civil e do Conselho Regional de Arquitetura e Agronomia (CREA-RN), 27 ligações clandestinas executadas por duas construtoras num canteiro de obra no bairro de Nova Esperança, em Parnamirim, e por moradores de um condomínio na mesma localidade na manhã desta 3ª feira (30).

De acordo com Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação de Energia da Cosern, os “gatos” identificados e desativados estavam provocando perturbações no fornecimento de energia elétrica da região e colocando em risco a vida dos trabalhadores das duas construtoras, bem como a dos moradores do condomínio.

“Além de crime, a ligação clandestina pode provocar a queima de eletrodomésticos”, alerta Gilmar. “Contamos com a ajuda da população para continuar fazendo denúncias anônimas no telefone 116 e no site da Cosern”.

De janeiro até agora, a Cosern já fez 18.538 inspeções com a “Operação Varredura” e desativou 2.156 ligações clandestinas em todo estado. Com essa ação, o volume de energia recuperado pela Cosern seria suficiente para abastecer, por exemplo, um município do porte de São Gonçalo do Amarante por 30 dias.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone116 da Cosern.

Administrador