Contradição

Hoje um dos assuntos mais comentados no país  é sobre as medidas defendidas pelo Presidente Michel Temer (PMDB), ao qual  inclui nelas a PEC 241, já aprovada na Câmara Federal com ampla maioria, e a reforma do ensino médio que vem enfrentando ressistência da classe estudantil pela forma como foi colocada, sem discussão alguma com as instituições de ensino.

Em relação a reforma do ensino médio se ver contradição de parte de alguns grupos estudantis, pois uma das medidas adotada pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi cortar 9 bilhões do orçamento da educação e na época não se viu nenhuma mobilização por esses mesmos grupos que hoje são contra a reforma. A luta contra a reforma do ensino médio proposta por Temer deve vim para que o governo abra a discussão e entenda que a reforma não foi discutida, e que assim o governo precisa abrir o diálogo com estudantes e professores, no sentido de encontrar o consenso no que precisa ser alterado e qual modelo de ensino médio o país vai adotar.

A resistência contra a reforma do ensino médio não pode ser usada contra o governo apenas para tentar atacar-lo ao interesse de tentar ressuscitar a questão do impeachment de Dilma Rousseff, ao qual é um assunto superado e que não deve voltar a pauta do país.

A educação deve tá acima  do interesse partidário.

Administrador