Saúde Arquivo

A secretaria estadual de Saúde divulgou nesta segunda-feira, 20, o boletim epidemiológico com os últimos dados do covid-19 em Macaíba. A cidade registra 1982 casos suspeitos, 702 descartados, 638 confirmados, 3 óbito em investigação e  34 óbitos confirmados.

Os dados referente ao número de pacientes recuperados ainda não foram atualizados, a última divulgação informava 85 recuperados.

Na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada no início da noite de hoje (20), consta que foram registradas 632 novas mortes por covid-19 entre ontem(19) e hoje, totalizando 80.120. O balanço apresenta também 20.257 novos casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas. No total, 2.118.646 pessoas foram diagnosticadas com a covid-19 no Brasil desde o início da pandemia e 1.409.202 se recuperaram da doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, 629.324 pacientes estão em acompanhamento. Há ainda 3.946 óbitos em investigação.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,8%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 38,1. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1008,2.

Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número diário registrado tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos casos acumulados aos fins de semana.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais registro de mortes por covid-19 são: São Paulo (19.788), Rio de Janeiro (12.161), Ceará (7.185), Pernambuco (6.036) e Pará (5.538). As Unidades da Federação com menos óbitos são: Mato Grosso do Sul (228), Tocantins (299), Roraima (431), Acre (465) e Amapá (515).

Os estados com mais casos confirmados desde o início da pandemia são: São Paulo (416.434), Ceará (147.566), Rio de Janeiro (141.005), Pará (139.396) e Bahia (123.292). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Mato Grosso do Sul (16.337), Tocantins (17.898), Acre (17.462), Roraima (25.686) e Rondônia (29.801).

Até 10h desta segunda-feira(20), a situação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Natal aprestaram números baixos de pacientes internados por covid-19. Veja abaixo:

UPA esperança 30 %

Suspeito= 1
Confirmado COVID= 2

UPA Pajuçara 15%
Suspeito COVID =01

UPA Potengi 60%
Suspeito COVID 03

UPA – Hospital dos Pescadores 25 %
Suspeito COVID = 01

UPA Sul 100 % (Satélite)

Suspeito COVID =01
Confirmado COVID = 07

Blog do BG

A capital potiguar concentra 38,4% dos casos confirmados de Covid-19 no Rio Grande do Norte. Dos 43.451 casos confirmados no estado, 16.721 são de moradores de Natal. A segunda cidade com o maior número de casos confirmados é Parnamirim, com 4.377 casos, 10% do total.

Mossoró é a terceira cidade com o maior número de casos e registra 4.217 infectados pelo coronavírus.

De acordo com o boletim epidemiológico da secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), já há casos confirmados de Covid-19 em todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte. João Dias é a única cidade que registra apenas 1 caso da doença.

Incidência

Apesar de ser a cidade com o maior número de casos da doença, Natal não é o município com a maior incidência (número de casos por 100 mil habitantes). A capital tem, segundo o IBGE, 884.122 habitantes e a incidência da Covid-19 é 1.891,3.

No Rio Grande do Norte, de acordo com o Ministério da Saúde, a incidência da doença é de 1239,0, acima da média nacional que é 987,3.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) deste sábado (18), a cidade com a maior incidência da Covid-19 no RN é Apodi: 2.812,1. Apodi tem 1.008 casos confirmados da doença e 35.845 habitantes, segundo o IBGE.

Areia Branca é o município com a segunda maior incidência de Covid-19. A cidade registra 624 casos confirmados em uma população de 27.774 pessoas, o que resulta em uma incidência de 2.246,7.

João Dias, o único município do RN a registrar apenas um caso da doença até sábado (18), é também o município com a menor incidência do Estado: 37,7.

G1 RN

A secretaria estadual de Saúde divulgou nesta última sexta-feira, 17, o boletim epidemiológico com os últimos dados do covid-19 em Macaíba. A cidade registra 2006 casos suspeitos, 670 descartados, 620 confirmados, 5 óbito em investigação e 32 óbitos confirmados.

Os dados referente ao número de pacientes recuperados ainda não foram atualizados, a última divulgação informava 85 recuperados.

 

Em meio à queda de números de mortes e atendimentos relativos ao novo Coronavírus (COVID-19) no Estado do Rio do Grande nas duas últimas semanas, a Secretaria Municipal de Saúde de Macaíba comemora a preservação de milhares de vidas que foram salvas na cidade com a contribuição do Hospital de Campanha, instalado ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com apoio do Exército, mais precisamente no Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi.

De acordo com relatórios analisados até a data de ontem, quinta (16/07), foram 1.978 atendimentos realizados na unidade, que foi preparada no início de abril, contando com 21 leitos clínicos. É importante ressaltar que cada paciente é contado apenas uma vez quando é admitido e aberto o BAM, Boletim de Atendimento Médico, independentemente de quantos dias este permanece na unidade. Por sua vez, a UPA atendeu 4.775 pessoas de Macaíba e de diversas cidades adjacentes durante este período de pandemia.

Mais importante ainda é ressaltar que a pandemia continua e que, neste momento, a Prefeitura reitera a necessidade do distanciamento social como medida de prevenção à COVID-19, como tem sido feito em todo o mundo. Lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações devem ser ações feitas constantemente pela nossa população.

Assecom

Agência Brasil – Nesta quinta-feira (16), o Ministério da Saúde divulgou que o novo coronavírus atingiu 2.012.151 de pessoas no Brasil desde o início da pandemia. Desse total, 1.296.328 pacientes conseguiram se recuperar da covid-19, doença que causou a morte de 76.688 brasileiros. Atualmente, 639.135 pacientes estão em tratamento.

Nas últimas 24 horas, o país registrou 45.403 novos casos da doença e confirmou mais 1.322 óbitos em decorrência do novo coronavírus.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,8 %. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 36,5. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 957,5.

Covid-19 nos estados

São Paulo é o estado mais atingido pelo novo coronavírus. Desde o início da pandemia, acumula 402.048 casos da doença, que resultaram em 19.038 óbitos. Em seguida, os estados que mais registraram casos confirmados são Ceará (144.000), Rio de Janeiro (134.573), Pará (133.039) e Bahia (116.373).

Rio de Janeiro é segundo estado que mais registrou número de mortes (11.849), seguido por Ceará (7.127), Pernambuco (5.836) e Pará (5.385).

Boletim epidemiológico covid-19

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba teve uma redução considerável no número de pacientes com covid-19.

Uma boa notícia!

A secretaria estadual de Saúde divulgou nesta segunda-feira, 13, o boletim epidemiológico com os últimos dados do covid-19 em Macaíba. A cidade registra  2001 casos suspeitos,  652  descartados, 613 confirmados, 5 óbito em investigação e 31 óbitos confirmados.

Os dados referente ao número de pacientes recuperados ainda não foram atualizados, a última divulgação informava 85 recuperados.

Agência Brasil – Com 733 novas mortes por covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o Brasil chegou ao total de 72.833 óbitos em função do novo coronavírus. A atualização diária foi divulgada pelo Ministério da Saúde no início da noite desta segunda-feira (13). O número de casos confirmados desde o início da pandemia chegou a 1.884.967. O sistema do Ministério da Saúde contabilizou 20.286 novos casos desde o balanço de ontem (12).

De acordo com o boletim do ministério, 657.297 pessoas estão em acompanhamento e 1.154.837 se recuperaram da doença. Há ainda 4.011 mortes em investigação.

O aumento foi de 1%, tanto do número de mortes quanto do número de casos confirmados da doença se comparado com os dados de ontem (12). Mas na última semana, o número de mortes cresceu 11,2%  e o número de casos confirmados, 16,1%.

Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número registrado diário tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos caso acumulados aos fins de semana.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,9%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 34,7. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 897.

O Rio Grande do Norte começa a semana para qual foi marcada a retomada do processo de abertura econômica com ocupação abaixo de 80% nos de leitos de UTI para pacientes de Covid-19. Esse era um dos requisitos apontados pelo governo para autorizar o retorno das atividades durante a pandemia do coronavírus.

Na sexta-feira (10), a governadora Fátima Bezerra (PT) afirmou que as tendências eram favoráveis à reabertura econômica, mas alertou que seria necessário cuidado para evitar uma “segunda onda” de contaminações no estado.

Na manhã desta segunda-feira (13), o sistema Regula RN, usado na regulação dos leitos do Sistema Único de Saúde no estado, apontava uma ocupação de 79,6% nos leitos críticos, por volta das 8h30. Na região metropolitana de Natal, a taxa era de 81,7%. Já na região Oeste, a ocupação era de 87,5%. A menor taxa ficou com o Seridó, com 73,3% dos leitos ocupados.

Das 286 UTIs disponíveis para tratamento contra o coronavírus, 56 estavam disponíveis, 218 ocupadas e 12, bloqueadas. Dos 358 leitos clínicos disponibilizados, 66 estavam vagos, 225 tinham pacientes e 67 também seguiam bloqueados para uso.

A oferta de leitos estava maior que a demanda. De acordo com o próprio Regula RN, havia dois pacientes de leito crítico aguardando regulação e seis aguardando transporte. No caso de pacientes clínicos, havia 22 no processo de regulação e cinco aguardando transporte.

Ainda segundo o próprio sistema, nos últimos três dias os pacientes aguardam, em média, 14 minutos para serem classificados, 3 horas e 46 minutos para serem regulados (receberem um leito) e 6 horas e 46 minutos para conseguir o transporte entre as unidades de saúde, até chegar ao leito.

G1 RN

A governadora Fátima Bezerra disse nesta sexta-feira (10), em vídeo reunião, com os municípios da Região Metropolitana de Natal, que vai abrir as UTI’s de Macaíba.

O anúncio foi feito no início da reunião do Pacto pela Vida, coordenado pelo secretário estadual Fernando Mineiro. As novas Unidades trazem um grande alívio para a região no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Assecom-PMM

O Governo do Rio Grande do Norte realizou nesta sexta-feira, 10, entrevista coletiva virtual para informar o quadro da pandemia da Covid-19. A governadora Fátima Bezerra, ao lado do vice-governador Antenor Roberto e do Secretário de Estado da Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia, disse que o Estado está iniciando um quadro mais favorável.

“Estamos conseguindo manter a redução da taxa transmissibilidade, continuamos abrindo mais leitos e chegando próximo à taxa de ocupação de 80% dos leitos críticos. Também registramos que 3.258 pessoas venceram a Covid”, informou a governadora.

Os dados epidemiológicos da Sesap nesta sexta-feira, 10, registram o seguinte quadro: casos confirmados, 38.261; casos suspeitos, 51.096; casos descartados, 59.836. Óbitos confirmados, 1.356 (05 nas últimas 24h); óbitos em investigação, 188.

A taxa geral de ocupação de leitos críticos é de 83% (a meta é 80%). Dos 255 leitos de UTI e semi-uti 214 estão ocupados. A fila de regulação tem 7 pacientes para leitos críticos e 10 para leitos clínicos. 27 aguardam transporte sanitário.

Na Região Metropolitana de Natal a taxa de ocupação de leitos é de 86,2% – dos 153 leitos, 132 estão ocupados. Na região do Mato Grande (4 leitos) a ocupação é de 100%. Na região Oeste (54 leitos) a ocupação é de 88,8%. Em Pau dos Ferros (10 leitos) a ocupação é de 30%. E no Seridó, a taxa de ocupação é de 76%. A taxa de isolamento social é de 40,5%, sendo que o ideal seria entre 60 e 70%.

Agência Brasil – O Brasil atingiu hoje a marca de um milhão de casos recuperados de covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, divulgados hoje (8), o país acumula 1.713.160 de casos confirmados e 67.964 mortes.

Nas últimas 24 horas, foram adicionadas 1.223 mortes aos registros oficiais. Há ainda 4.105 óbitos em investigação. O painel do órgão também trouxe 44.571 novos casos diagnosticados de ontem (7) para hoje. Estão em acompanhamento no país 624.695 pacientes infectados pelo novo coronavírus.

No balanço de terça-feira, o país contabilizava 66.741 mortes e 1.668.589 casos acumulados de covid-19, desde o início dos registros.

Em entrevista coletiva realizada hoje em Brasília, a equipe do Ministério da Saúde apresentou a evolução da pandemia no país, destacando uma estabilidade na curva do número de mortes e um aumento na curva dos casos confirmados.

Estados

Os estados com mais mortes são São Paulo (16.788), Rio de Janeiro (10.970), Ceará (6.665), Pernambuco (5.323) e Pará (5.169). As unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são Mato Grosso do Sul (134), Tocantins (233), Roraima (386), Acre (404) e Santa Catarina (432).

O blog do Gustavo Negreiros destaca: A Prefeitura de Natal liberou hoje (8) o funcionamento de igrejas e templos religiosos e shoppings, desde que para vendas eletrônicas.

Os decretos estabelecendo as medidas foram publicadas no Diário Oficial do Município (DOM).

No caso dos shoppings, a liberação é para vendas pela internet ou meio eletrônico. E, nas igrejas, regras como limite de 20 pessoas, devem ser seguidas.