Saúde Arquivo

A Prefeitura de Macaíba promoveu mais uma edição do projeto Sexta-feira Sem Aedes, desta vez, na comunidade quilombola Capoeiras, nesta sexta-feira (16). Agentes comunitários de saúde e de endemias percorreram a comunidade conversando com a população sobre a importância do combate aos focos de criação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, vírus zika e chikungunya.

Vistorias foram feitas em mais de 600 casas da comunidade. Aplicações de inseticidas para combater focos de proliferação do mosquito também foram feitas, enquanto serviços de limpeza urbana como capinação, varrição e recolhimento de entulhos e lixo foram realizados nas ruas da região pela equipe de limpeza urbana.

A agricultora Maria da Glória dos Santos, 69, aprova a ação na comunidade onde mora. “Estou achando muito bom porque pode ter algum mosquito entocado por aí. A gente agradece”, afirmou. Pensamento semelhante ao da também agricultora Lenice Felipe, de 31 anos. “Boa mesmo. Aqui estava precisando bastante. Tinha muito lixo na rua”, declarou a moradora.

O projeto Sexta-feira Sem Aedes foi criado em 2017 pela Prefeitura de Macaíba e desde então visitou uma série de comunidades, bairros e distritos do município, contando com o trabalho integrado entre as Secretarias Municipais de Saúde e Meio Ambiente e Urbanismo. Riacho do Sangue, Canabrava, assentamento Eldorado dos Carajás, Vilar e Loteamento Esperança foram alguns dos locais que receberam as atividades.

Assecom

 

A governadora Fátima Bezerra e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinaram nesta sexta-feira, 16, em Natal, atos normativos que autorizam a liberação de R$ 65 milhões para os serviços prestados pela secretaria estadual de Saúde e mais R$ 20 milhões para 51 municípios.

Os recursos são destinados aos serviços da atenção primária e hospitalar, aquisição de equipamentos, obras de construção, reforma e ampliação de unidade de saúde, custeio dos serviços de urgência e emergência e ampliação da capacidade de atendimento à população.

Fátima Bezerra agradeceu a presença do ministro em Natal e a liberação dos recursos e disse que este ano este é o primeiro aporte de recursos federais extras para o Governo do Estado e que o montante é muito importante, mas as necessidades são de R$ 220 milhões. “Recebemos com muita alegria o ministro e agradecemos pela atenção em liberar os recursos”, afirmou a Governadora para acrescentar que, diante das nossas necessidades este foi um passo importante. “O povo do Rio Grande do Norte me conferiu a função de governadora através do voto. E vou bater em todas as portas para cobrar ao Governo Federal o atendimento às nossas reivindicações”, reforçou

Do total dos R$ 65 milhões, R$ 35 milhões por ano serão destinados à ampliação do custeio dos serviços de média e alta complexidade (teto MAC) para financiar internações, cirurgias e exames complementares. R$ 23 milhões serão liberados em três parcelas como adicional para fortalecer a rede hospitalar.

HOSPITAL DA PM PASSA A INTEGRAR O SUS

Outra medida importante solicitada pelo Governo do Estado, e agora atendida pelo Ministério da Saúde, é a inclusão do Hospital Central da Polícia Militar Coronel Pedro Germano na rede SUS. O Hospital da Polícia Militar vai receber aporte de R$ 7,8 milhões por ano para atendimento a pacientes do SUS na urgência e emergência 24 horas.

Os recursos vêm suprir déficit orçamentário já existente e ajudará na qualificação da assistência à população potiguar. O déficit se dá por que o teto de repasse do Governo Federal tem valor inferior à produção dos hospitais no atendimento à população. O déficit orçamentário previsto para este ano é de R$ 200 milhões.

A governadora também agradeceu o apoio da bancada de deputados federais e senadores do RN que intercedeu junto ao Governo Federal em apoio à liberação dos recursos. “Buscamos apoios dos nossos parlamentares e conseguimos. Nos reunimos em Natal e em Brasília, o resultado é que, somando esforços, conseguimos esta liberação em favor da população de todo o Rio Grande do Norte”, registrou Fátima Bezerra.

O secretário estadual de Saúde Cipriano Maia, destacou a importância da vinda do ministro ao Rio Grande do Norte. “Esperamos que a vinda do ministro possa propiciar o fortalecimento das relações interfederativas da saúde”, disse o secretário.

À solenidade no auditório da Governadoria em Natal também compareceram os secretários de Estado da Saúde, Cipriano Maia, da Infraestrutura, Gustavo Coelho, da Sethas, Iris Oliveira, Segurança Pública, Francisco Araújo, Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, secretaria extraordinária de gestão de projetos (SEGEPRO), Fernando Mineiro, diretor do DER, Manoel Marques, presidente da Caern, Sérgio Linhares, senadora Zenaide Maia, os senadores Jean Paul Prates e Styvenson Valentim enviaram representantes, deputados federais Rafael Motta, Benes Leocádio e João Maia, deputados estaduais, George Soare – líder do Governo na Assembleia, Eudiane Macedo, Ubaldo Fernandes e Bernardo Amorim, prefeitos de Natal, Álvaro Dias, Mossoró, Rosalba Ciarlini, São Gonçalo do Amarante, Paulo de Souza, de Messias Targino, Shirley Targino, Pau dos Ferros, Leonardo Rego.

SOLICITAÇÕES DO PLANO DE CUSTEIO DA SAÚDE PÚBLICA

•        As solicitações do Governo ao Ministério da Saúde integram o Plano de custeio da Saúde Pública apresentado no mês de março último ao secretário executivo do ministério, João Gobbardo dos Reis;

•        O Plano prevê um investimento total de R$ 220,6 milhões;

•        O valor seria utilizado para soluções de médio e curto prazo a fim de diminuir a superlotação das unidades, conter as paralisações na prestação de serviços e evitar o colapso na área;

•        O pedido foi reforçado em maio e depois em julho, em reuniões com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta;

•        O plano define como prioridades a liberação de R$ 50 milhões para cirurgias (oncológicas, cardíacas, neurocirurgias e de alta complexidade), abastecimento de insumos e medicamentos;

•        O sistema estadual de regulação de cirurgias tem mais de 8 mil pessoas na fila de espera para procedimentos de urgência e eletivos, além de mais de 20 mil requisições de ultrassonografia e 8 mil para tomografia;

•        O plano ainda trata da integração do Hospital da Polícia Militar ao SUS, financiamento para implantação das policlínicas, ampliação do teto em áreas de média e alta complexidade (MAC), custeio solidário dos leitos de UTI, aumento de recursos para contratos com os hospitais universitários e liberação de emendas parlamentares para hospitais estaduais (realizado hoje;

•        O teto do MAC teve decréscimo nos últimos anos. A produção de serviços nas unidades estaduais ultrapassou o teto em mais de 40%, com uma diferença negativa de cerca de R$ 50 milhões; inclusive, o Ministério da Saúde só reconhece o teto máximo de R$ 36 milhões.

•        O Governo do Estado, em 2018, teve mais de R$ 60 milhões sequestrados pela Justiça para atender a decisões judiciais, além de manter 30 leitos de UTI na rede privada, ao custo de R$ 45 milhões/ano, também por decisão judicial.

SOLICITAÇÕES DO PLANO ENTREGUE AO MINISTÉRIO DA SAÚDE

– Hospital da PM: R$ 7,8 milhões/ano

– Custeio da produção da Sesap: R$ 50,4 milhões/ano

– Complementação dos serviços sem financiamento federal: R$ 33 milhões/ano

– Cirurgias oncológicas: R$ 17 milhões/ano

– Cirurgias ortopédicas: R$ 2 milhões/ano

– Cirurgias urológicas: R$ 2,2 milhões/ano

– Déficit nas tomografias, ressonâncias e cintilografias: R$ 26 milhões/ano

– Leitos de UTI judicializados: R$ 45,9 milhões

– Leitos de UTI próprios: R$ 20,8 milhões

– Cirurgias eletivas: R$ 7,6 milhões

APOIO DO GOVERNO DO RN AO HOSPITAL INFANTIL VARELA SANTIAGO

O Governo do RN mantém um convênio com o Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio Grande do Norte (IPAI) no valor de R$ 2,3 milhões/ano para o financiamento do Hospital Infantil Varela Santiago. Esse convênio foi firmado ano passado e teve pagamento dividido em quatro parcelas, em 2018 duas foram pagas e esse ano as demais.

O Estado também apoia o Varela Santiago com o pagamento de serviços que incluem fornecimento de gases medicinais e recolhimento do lixo hospitalar no valor de mais de R$ 519,7 mil e ainda mantém convênio referente ao atendimento de média e alta complexidade no valor anual de R$ 2,2 milhões.

A Prefeitura de Macaíba continua com a campanha de vacinação antirrábica no município. A vacinação de cães e gatos começou no dia 1º de julho e segue até o dia 30 de outubro deste ano por todas as comunidades e distritos da região. Na zona rural, o trabalho está sendo feito de casa em casa e em postos fixos.

Amanhã, quarta-feira, dia 14/08, a comunidade Riacho do Sangue sediará a campanha. Os pontos de apoio são o posto de saúde e o Bar do Caveira. Em Canabrava, a ação será na quinta-feira, dia 15/08. Lá, os pontos de apoio são o posto de saúde e o Bar da Vera. Para receber a vacina, os animais devem ter a partir de três meses de vida.

O Dia D será no dia 28 de setembro, uma data de mobilização em todo município contando com 12 pontos de atendimento na zona urbana de Macaíba.

O Centro de Vigilância Sanitária do município está aberto para vacinação de segunda à quinta, das 8h às 15h e nas sextas-feiras das 8h às 12h. O local fica na Rua Jessé Pinto Freire, número 101 (próximo à passarela do Vilar). Mais informações podem ser obtidas pelo número de telefone do Centro, 3271-6574.

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou mais um mutirão de cirurgias odontológicas no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), unidade de referência na região, na manhã do sábado (10/08), na sede do referido centro. Foi o quarto mutirão neste ano.

De acordo com Fernando Leal, coordenador do CEO, o principal objetivo desses mutirões é atender a demanda reprimida gerada pela crescente procura por atendimento na unidade, aproximando os usuários que não tem tempo de realizar tais procedimentos em dias úteis. Eles são conduzidos por funcionários do CEO e membros da equipe de cirurgia da Universidade Potiguar (UnP).

Ainda segundo Leal, mais de 80 procedimentos cirúrgicos foram feitos somente neste mais recente mutirão, acrescentando que a Secretaria de Saúde de Macaíba pretende realizar um total de seis mutirões em 2019.  Os próximos estão previstos para setembro e novembro.

Quem desejar atendimento em um desses mutirões deve procurar o posto de saúde mais próximo de sua residência, consultar-se com um profissional da área e solicitar o encaminhamento para o CEO.

Centro de Especialidades Odontológicas – CEO

O CEO foi inaugurado no ano de 2006, na segunda gestão do prefeito Fernando Cunha, funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

No local são realizados os atendimentos especializados nas áreas de periodontia (doenças das gengivas), endodontia (tratamento de canal), cirurgias orais menores, diagnóstico oral e biopsias, próteses dentárias, atendimento a pacientes com necessidades especiais, dentística especializada (restaurações complexas), além da realização de radiografias orais.

Assecom

Fotos: Dandarah Filgueira/Ascom – ISD

Subir em uma calçada, se locomover em uma rua de paralelepípedos ou em um gramado: atividades que podem ser básicas para muitas pessoas, mas que para um cadeirante podem se tornar um obstáculo. Pensando nisso é que a equipe de profissionais da Clínica de Lesão Medular Adulto do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (CEPS) promove um grupo de exercícios para os pacientes com lesão medular atendidos pelo Serviço.

A atividade acontece semanalmente, às sextas-feiras pela manhã, no CEPS em Macaíba (RN), e é planejada e executada pela Fisioterapeuta e Supervisora de Estágio, Heloísa Britto, junto com dois fisioterapeutas da Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência do CEPS. No Grupo de Exercícios, os pacientes são acompanhados pelos profissionais enquanto realizam um percurso proposto com dois objetivos: melhorar a mobilidade em terrenos irregulares e aperfeiçoar o condicionamento cardiorrespiratório.

Heloísa explica que quando o usuário já tem independência e boa mobilidade para atividades básicas diárias – como a transferência para a cadeira de rodas – é necessário exercitar a mobilidade em ambientes externos. O exercício é associado, visto que enquanto se pratica a locomoção em terrenos irregulares também se exercita a capacidade cardiopulmonar.

“Os pacientes já falam que estão melhorando a mobilidade em ambientes externos. Isso é essencial para a qualidade de vida, para que possam usufruir os ambientes extra domicílio e socializar. E o condicionamento cardiorrespiratório é importante para isso e também para a manutenção da integridade da saúde”, afirma Heloísa.

Desde 2016 o CEPS é habilitado pelo Ministério da Saúde como Centro Especializado em Reabilitação (CER III) nas áreas de deficiência auditiva, física e intelectual. Pessoas de São Gonçalo do Amarante, Extremoz, Parnamirim, Natal e Macaíba podem receber acompanhamento da equipe multiprofissional do CEPS por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Resultado de imagem para sarampo

Devido ao aumento do número de casos de sarampo no país, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) faz uma nova recomendação relacionada à doença: as crianças de seis a onze meses de idade que vão viajar para estados com casos confirmados de sarampo devem tomar a vacina Tríplice Viral, ao menos 15 dias antes da viagem.

Até o momento os estados de São Paulo (SP), Bahia (BA), Minas Gerais (MG), Rio de Janeiro (RJ), Amazonas (AM), Sergipe (SE), Roraima (RR), Paraná (PR) e Santa Catarina (SC) apresentaram casos confirmados de sarampo e a Sesap está monitorando o surgimento de novos casos e tomando medidas para prevenir a circulação do vírus no Rio Grande do Norte.

Embora o calendário vacinal recomende a primeira dose da vacina Tríplice Viral aos 12 meses de idade, o cenário atual exige que a dose seja aplicada nas crianças de 06 a 11 meses que sairão do estado, a fim de protegê-las e minimizar os impactos da doença na saúde dessas crianças, haja vistas que há circulação do vírus no país. Ou seja, diante da comprovação de viagem, será realizada vacinação a qual não substituirá a dose de tríplice viral preconizada para os 12 meses e a dose de tetra viral aos 15 meses, de acordo com a Nota Informativa DEIDT/SVS/MS Nº 173/2019.

Adultos que já foram vacinados na infância não precisam se vacinar, ou que já tiveram a doença. Aqueles de até 49 anos que não possuem comprovação vacinal devem procurar um “posto de saúde” para receber a dose recomendada. Pessoas acima de 49 anos não possuem recomendação para proceder com a vacinação de acordo com o calendário vacinal estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretária Municipal de Saúde (SMS) está realizando a campanha de vacinação antirrábica no município. A vacinação de cães e gatos começou no dia 1º de julho e segue até o dia 30 de outubro deste ano por todas as comunidades e distritos da região. O trabalho está sendo feito de casa em casa e em postos fixos. No próximo dia 14 a comunidade Riacho do Sangue receberá a ação e no dia 15, quinta-feira, será a vez de Canabrava. Para receber a vacina, os animais devem ter a partir de três meses de vida.

O Dia D, data de mobilização em todo município, será no dia 28 de setembro, contando com 12 pontos de atendimento na zona urbana de Macaíba. O Centro de Vigilância Sanitária do município está aberto para vacinação de segunda à quinta, das 8h às 15h e nas sextas-feiras das 8h às 12h. O local fica na Rua Jessé Pinto Freire, número 101 (próximo à passarela do Vilar). Mais informações podem ser obtidas pelo número de telefone do Centro, 3271-6574.

Com informações da Assecom

O Governo do Estado obteve a liberação do repasse de recursos federais para a saúde no Rio Grande do Norte, que serão investidos na qualificação e ampliação da assistência à população potiguar.

Na próxima semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estará em Natal para a assinatura da portaria que habilita a liberação dos recursos para o SUS. A confirmação veio por meio do secretário Estadual de Saúde, Cipriano Maia, que esteve reunido, nesta quarta-feira (31), com o ministro em Brasília, em ocasião da reunião dos secretários de saúde sobre a participação dos Estados do Nordeste no programa Médicos pelo Brasil.

Essa garantia foi possível graças aos esforços empreendidos pelo Estado que apresentou, em março, um plano de ação para investimento na saúde e, desde então, vinha pleiteando os repasses.

O Governo também garantiu a liberação de recursos de emendas parlamentares para investimentos na Saúde no RN.

Assecom

A governadora Fátima Bezerra reuniu representantes das bancadas parlamentares federal e estadual do RN, na manhã desta segunda-feira, 08, para tratar do repasse de recursos federais para a saúde no Rio Grande do Norte. O Governo do Estado cobra a contrapartida federal aos serviços já prestados na saúde pública em 2019.

“Há três semanas tentamos marcar audiência com o ministro da Saúde e não conseguimos. Vimos tratando com o ministério desde fevereiro. Atendemos todas as solicitações do Governo Federal, apresentamos relatórios e documentos e o ministro prometeu que iria fazer os repasses. Mas isto não aconteceu. Não quero acreditar que está havendo retaliação política ao povo do Rio Grande do Norte”, afirmou Fátima Bezerra. A governadora quer do Governo Federal o mesmo tratamento dados aos estados de Minas Gerais e Goiás, que já receberam recursos do Governo Federal este ano.

Para o deputado federal João Maia “o governo federal está devendo ao Rio Grande do Norte”. Ele participou das reuniões da governadora com autoridades do Ministério da Saúde e ouviu o compromisso de fazer os repasses que não aconteceram.

A senadora Zenaide Maia ressaltou que grande parte da despesa do Governo do Estado com a saúde se dá por determinação judicial, “inclusive no caso das UTI’s e da alta complexidade, que são os serviços mais onerosos”, afirmou.

Secretário de Saúde do RN, Cipriano Vasconcelos disse que o Estado não está recebendo as contrapartidas do Governo Federal para os serviços já prestados em 2019 na saúde. “Por isso ocorrem os problemas de atraso no pagamento a fornecedores e alguns prestadores de serviço”, informou Cipriano, acrescentando que o déficit previsto para este ano, hoje, é de R$ 154 milhões.

Benes Leocádio, deputado federal, disse que “é urgente a liberação dos recursos federais para o RN pagar serviços essenciais à população. Estamos juntos ao governo do estado na luta pela liberação dos recursos. A população do RN não pode mais esperar, é preciso o compromisso, a ação imediata do Governo Federal”.

A reunião também teve a participação dos deputados estaduais Bernardo Amorim, George Soares, líder do Governo na AL e Isolda Dantas.

HISTÓRICO

As solicitações do Governo ao Ministério da Saúde integram o Plano de custeio da Saúde Pública apresentado no mês de março último ao secretário executivo do ministério, João Gobbardo dos Reis.

O plano é voltado para soluções de médio e curto prazo para diminuir a superlotação das unidades, conter as paralisações na prestação de serviços e evitar o colapso na área, com um investimento total de R$ 220,6 milhões.

O pedido foi reforçado em maio, em reunião com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que assegurou o atendimento ao pleito, mas até agora não deu retorno.

O plano define como prioridades a liberação de R$ 50 milhões para cirurgias (oncológicas, cardíacas, neurocirurgias e de alta complexidade), abastecimento de insumos e medicamentos. O sistema estadual de regulação de cirurgias tem mais de 8 mil pessoas na fila de espera para procedimentos de urgência e eletivos, além de mais de 20 mil requisições de ultrassonografia e 8 mil para tomografia.

O plano ainda trata da integração do Hospital da Polícia Militar ao SUS, financiamento para a criação de consórcios regionais interfederativos (policlínicas), ampliação do teto em áreas de média e alta complexidade (MAC), custeio solidário dos leitos de UTI, aumento de recursos para contratos com os hospitais universitários e liberação de emendas parlamentares para hospitais estaduais.

O teto do MAC teve decréscimo nos últimos anos. A produção de serviços nas unidades estaduais ultrapassou o teto em mais de 40%, com uma diferença negativa de cerca de R$ 50 milhões.

O plano do Governo do Estado também inclui o ressarcimento pelos processos de judicialização, que também já foi tratado com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. O Governo do Estado, em 2018, teve mais de R$ 60 milhões seqüestrados pela Justiça para atender a decisões judiciais, além de manter 30 leitos de UTI na rede privada, ao custo de R$ 50 milhões/ano, também por decisão judicial.

SOLICITAÇÕES DO PLANO ENTREGUE AO MINISTÉRIO DA SAÚDE

– Hospital da PM: R$ 7,8 milhões/ano

– Custeio da produção da Sesap: R$ 50,4 milhões/ano

– Complementação dos serviços sem financiamento federal: R$ 33 milhões/ano

– Cirurgias oncológicas: R$ 17 milhões/ano

– Cirurgias ortopédicas: R$ 2 milhões/ano

– Cirurgias urológicas: R$ 2,2 milhões/ano

– Déficit nas tomografias, ressonâncias e cintilografias: R$ 26 milhões/ano

– Leitos de UTI judicializados: R$ 45,9 milhões

– Leitos de UTI próprios: R$ 20,8 milhões

– Cirurgias eletivas: R$ 7,6 milhões

Imagem relacionada

O Governo do Estado vai fazer o repasse da quarta parcela do convênio com o Hospital Infantil Varela Santiago referente ao ano de 2018 até o próximo dia 15. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 01, em reunião da governadora Fátima Bezerra com a direção do Hospital. “Reconhecemos a importante atuação do Hospital Varela Santiago na atenção à saúde infantil no RN. Apesar das dificuldades e dos atrasos herdados da gestão anterior, o Governo do Estado vai fazer o repasse da quarta parcela do convênio referente a 2018”, afirmou a chefe do Executivo estadual.

A parcela não quitada de 2018 é no valor de R$ 575 mil. Outra medida adotada nesta segunda-feira foi a liberação de R$ 159 mil para o pagamento de quimioterapia. Também ficou acordado que o Governo do Estado vai definir as condições para o convênio referente a 2019 no valor de até R$ 1,15 milhão. O novo convênio será discutido também com a prefeitura de Natal. Ainda ficou definido que a administração estadual dará continuidade ao processo de habilitação de novos serviços a serem prestados pelo Varela Santiago como o de cirurgias lábio palatinas, o que vai evitar o deslocamento dos pacientes e familiares a outros estados e reduzir o custo das cirurgias.

O diretor do Hospital Varela Santiago, médico Paulo Xavier, disse que os principais problemas enfrentados pela instituição foram equacionados e as 80 cirurgias que haviam sido adiadas serão remarcadas. “Vamos imediatamente remarcar as cirurgias. Hoje atendemos crianças de todo o estado. Fazemos 90% do atendimento infantil e utilizando toda a nossa capacidade que é de 110 leitos. A reunião foi muito positiva, os serviços ficam mantidos e as cirurgias serão remarcadas”, afirmou Paulo Xavier.

Na reunião, a governadora Fátima Bezerra esteve acompanhada pelo vice-governador Antenor Roberto, pelos secretários de estado da Saúde, Cipriano Vasconcelos, do Gabinete Civil, Raimundo Alves, secretário adjunto da Saúde, Petrônio Spinelli, e a assessora especial do governo, Laíssa Costa. A Assembleia Legislativa foi representada pelos deputados Francisco Medeiros, Isolda Dantas, Eudiane Macedo, Nélter Queiroz, George Soares e Ubaldo Fernandes.

O distrito de Traíras recebeu a 1ª Ação Macaíba Saúde Cidadã, promovida pela Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nesta sexta-feira (14), na Estratégia de Saúde da Família (ESF) local. O prefeito Fernando Cunha prestigiou a ação e conversou com populares durante o evento, que contou com uma série de ações oferecidas para a população. Centena de atendimentos e testes rápidos foram realizados.

Os moradores de Traíras tiveram à disposição gratuitamente atendimento médico, orientações com nutricionistas, auriculoterapia (técnica de medicina alternativa), atendimento psicológico, testes rápidos para detecção do vírus HIV, sífilis e hepatites B e C, vacinação, aferição de pressão arterial e de glicose e atendimento odontológico.

Corte de cabelo e serviços de manicure também foram oferecidos em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semtas). Outras edições da ação serão realizadas nos bairros, comunidades e distritos do município.

O Governo do Estado reuniu nesta segunda-feira, 10, o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, e técnicos da pasta, e tomou a decisão de manter as atividades do Hospital Ruy Pereira. Ficou definido que será renovado o contrato de aluguel pelo período que for necessário e serão realizados novos laudos de avaliação das condições estruturais para o funcionamento no prédio onde está instalada a unidade de saúde.

Também ficou definido que as medidas a serem tomadas serão discutidas previamente com a sociedade e com órgãos de fiscalização e controle. O objetivo do Governo do Estado é, além de manter as atividades do Hospital Ruy Pereira, melhorar e ampliar os serviços prestados com ganho de qualidade e quantidade.

Resultado de imagem para hospital ruy pereira

Durante audiência judicial realizada na manhã dessa sexta-feira (7), na 2ª vara da Fazenda Pública de Natal, a Justiça potiguar deferiu o pedido formulado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para inserir ao processo uma petição para que, em caráter de urgência, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) suspenda a produção de novos atos administrativos que tenham a finalidade de fechar a Unidade Hospitalar Ruy Pereira, que é referência estadual ao atendimento vascular-cirúrgico do Sistema Único de Saúde (SUS).

Antes de apreciar de fato o pedido do MPRN, o juiz estabeleceu o prazo de três dias úteis para que o Governo do Estado apresente informações quanto ao funcionamento ou desativação do Hospital Ruy Pereira. Esses elementos serão analisados pelo Juízo para fundamentar a decisão quanto à suspensão dos atos administrativos ou do processo que se encontra em curso.

Segundo o MPRN, não existe na rede hospitalar estadual outra unidade com capacidade instalada para receber a alta demanda de pacientes hoje referenciada para esse tipo de cuidado no RN.

Macaíba alcançou a cobertura de 96,55% da população vacinada na Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe 2019, coordenada no município pela Prefeitura de Macaíba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). De acordo com o Ministério da Saúde a meta era imunizar no mínimo 90% do público-alvo da ação.

O período de vacinação foi encerrado na última sexta-feira (31) sendo a campanha realizada tanto na zona urbana como na rural de Macaíba em todas as Estratégias de Saúde da Família (ESFs) do município.

O grupo de vacinação contra o vírus Influenza era composto prioritariamente por crianças com idade entre um e seis anos de idade; grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com condições clínicas especiais; jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

 

Nessa terça-feira (04), a equipe dos profissionais da unidade de saúde da Eloy de Souza realizou uma gincana com o objetivo de conscientizar os alunos da escola municipal Pedro Gomes sobre o combate ao mosquito Aedes Aegypti. As atividades foram criadas de forma temática a fim de mostrar aos alunos os cuidados para evitar a proliferação da dengue, transmissor de doenças como a dengue, Chikungunia e Zika Vírus e Febre Amarela.

O trabalho de combate ao mosquito que aterroriza anualmente a população acontece em praticamente todas as escolas de rede pública de Macaíba. No Pedro Gomes, outras atividades além da gincana já foram desenvolvidas como, por exemplo, palestras, mutirão de limpeza, dentre outros. Os grupos de discentes participantes desta última ação responderam cruzadas com temáticas relacionadas ao mosquito e também produziram cartazes com mensagens de prevenção ao mosquito.