Política Arquivo

Resultado de imagem para hailton mangabeira

Um grupo político recém formado está de olho nos pré-candidatos do grupo Macaíba é Nossa. Segundo uma fonte nossa, o grupo liderado pelo professor Hailton Mangabeira somaria muito caso migrasse para o grupo de um pré-cadidato a prefeito.

Abre o olho Hailton.

Resultado de imagem para coronel azevedoe bolsonaro

O deputado estadual Coronel Azevedo vai deixar o PSL. O ex-comandante da Polícia Militar no RN vem tendo divergências com a direção da sigla.

O partido ficará sem representação na Assembleia Legislativa.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Em Dallas, Jair Bolsonaro disse a jornalistas, na frente do hotel onde ficará hospedado, que os manifestantes que estão nas ruas hoje são “massa de manobra” e “idiotas úteis”.

“É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil.”

O Antagonista

O ex-candidato à Presidência da República, em 2018, Ciro Gomes (PDT), disse considerar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva um “defunto eleitoral” e um “enganador profissional”. As declarações foram dadas nesta terça-feira (15), em sua participação na reestreia do programa Provocações, da TV Cultura, agora apresentado por Marcelo Tas.

Confira na íntegra matéria do Fórum

Uma ex-candidata a vereadora que obteve uma expressiva votação no pleito de 2016 voltou a dialogar com um grupo político de Macaíba. Em um diálogo aberto e direto,  o grupo  perguntou se havia possibilidade da ex-candidata abrir mão de disputar a eleição para o Legislativo e compor como vice em uma chapa para o Executivo, como resposta ouviram “sim”.

A ex-candidata tem dito que o diálogo continua até o momento das definições.

 

 

Resultado de imagem para álvaro dias prefeito

O prefeito Álvaro Dias vai deixar o MDB. De acordo com a Tribuna do Norte, o prefeito de Natal decidiu deixar a sigla da família Alves. Ainda de acordo com o portal, Álvaro já teria recebido convite do PSB do deputado Rafael Motta. Uma oura possibilidade seria ingressar no PDT do ex-prefeito Carlos Eduardo.

Resultado de imagem para flavio e queiroz

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou a quebra do sigilo fiscal e bancário do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro.  Também será quebrado o sigilo do seu ex-assessor Fabrício de Queiroz

A informação foi antecipada pelo jornal O Globo, na tarde desta segunda-feira (13). O Ministério Público solicitou a quebra do sigilo que foi autorizada no dia 24 de abril.

O caso repercutiu após o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) identificar movimentações atípicas nas contas de Fabrício de Queiroz.

 

Foto: Cícero Oliveira

A bancada parlamentar do Rio Grande do Norte na Câmara dos Deputados recebeu na manhã desta segunda-feira, 13, o documento elaborado pelos reitores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN) com uma síntese dos impactos causados pelo bloqueio de 30% no orçamento das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). A reunião aconteceu na Reitoria da UFRN e contou com a presença do coordenador da bancada, deputado Rafael Motta, dos deputados federais Natália Bonavides e Benes Leocádio, além do senador Jean Paul Prates e do representante do senador Styvenson Valentim, Adryano Rocha Barbosa.

O documento, que será apresentado pelos deputados federais ao Ministério da Educação (MEC), traça um resumo sobre as instituições e suas ações no Rio Grande do Norte, onde promovem a educação e o desenvolvimento econômico e social. Os dados revelam que UFRN, Ufersa e IFRN representam 36% da população de estudantes matriculados no ensino superior, com a formação de seis mil novos profissionais apenas em 2017. A formação docente ampliada e o índice crescente de publicações científicas, formação na pós-graduação, projetos de pesquisa e extensão também são detalhados, assim como a quantidade de cursos oferecidos exclusivamente por essas instituições. Somente nas federais são oferecidas, por exemplo, as formações em Química, Física, Matemática, Agronomia, Economia, Artes, Música e diversas Engenharias – Biomédica, Materiais, Alimentos, Pesca, Telecomunicações, entre outras.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, ressaltou que o trabalho administrativo das IFES é monitorado sistematicamente pelos órgãos federais de controle, razão pela qual exercem a gestão financeira de forma racional e equilibrada. Exemplo disso é o destaque da UFRN no ranking elaborado recentemente pelo Tribunal de Contas da União (TCU), onde a universidade obteve o terceiro melhor índice de governança e transparência entre as IFES brasileiras. Na categoria gestão de pessoas, a UFRN é a primeira colocada entre 117 instituições avaliadas. “Esses resultados mostram nossa atuação de maneira planejada e o aperfeiçoamento das gestões. Também estamos no topo em relação à qualidade da nossa governança”, afirma a reitora, ao esclarecer o compromisso administrativo das instituições.

Sobre o bloqueio orçamentário, as universidades e o instituto expõem a preocupação do possível corte de 30% nos recursos destinados ao financiamento do ensino superior, que na prática representa porcentagem mais elevada em função de algumas áreas terem sido preservadas do corte, como assistência estudantil e pagamento de pessoal. Com isso, os cortes reais em custeio e capital representam respectivamente 33% e 44% na UFRN, 30% e 50% no IFRN e 35% e 48% na Ufersa.

Tais números expressam o impacto total sobre os orçamentos das IFES no RN de aproximadamente R$ 109 milhões, distribuídos em R$ 21 milhões para capital de investimento em obras, aquisição de livros, entre outros, e R$ 78 milhões para custeio com pagamentos de terceirização, água e energia. De acordo com os reitores, a efetivação dos cortes inviabilizará o funcionamento das instituições e provocará impactos também na economia do Estado, visto que a rescisão de contratos com as empresas de terceirização pode acarretar desemprego para mais de duas mil pessoas.

Ler mais…

Pré-candidato a prefeito, o atual vice-prefeito Auri Simplício espera contar com apoio do prefeito Fernando Cunha na disputa municipal do próximo ano. No terceiro mandato de vice-prefeito de Macaíba, Auri concorre dentro do grupo governista com outros nomes que também querem disputar o Palácio Auta de Souza, um deles é o presidente da Câmara Gelson Lima, que também não abre mão de ter o apoio do prefeito.

 

 

 

De volta

A ex-prefeita Marília Dias (MDB) alugou uma residência no bairro Auta de Souza em Macaíba. Na residência, a ex-prefeita já recebeu correligionários e a pauta principal tem sido o pleito de 2020.

Marília tenta recuperar o tempo perdido.

Convites e desfiliação

Ceyça Lima tem sido procurada por diversas lideranças políticas de Macaíba, tanto daquelas que pretendem disputar a Prefeitura quanto de lideres dos grupos que vão disputar a eleição para o Poder Legislativo.  A primeira suplente de vereador nos informou que não descarta desfiliação do PRB.

Portas abertas!

O professor Hailton Mangabeira, líder do grupo Macaíba é Nossa, continua nas redes sociais anunciando os pré-candidatos do seu grupo e já declarou que Ceyça Lima tem as portas abertas para ingressar no grupo. Hailton quer pratas da casa no grupo.

Continua no mesmo partido

O delegado Normando Feitosa continua filiado no Partido da República (PR), de acordo com o sistema do TSE. O PR é o partido pelo qual o vereador Emídio Júnior foi eleito. Como ambos têm o interesse de disputar o Palácio Auta de Souza, um deles vai ter que deixar a sigla.

Segunda opção

Caso hoje saísse do PR, Normando Feitosa teria as portas abertas no PSC.

Pesquisa

A classe política de Macaíba e quem acompanha a política local aguarda as primeiras pesquisas para fazer análise do cenário e a conjuntura que se desenha para as eleições de 2020. Um instituto da capital já foi contratado para fazer o levantamento.

É destaque no Blog Thaisa Galvão: Em audiência pública realizada na Câmara Municipal de Jucurutu, na quinta-feira, com presença do secretário de Gestão de Projetos do Estado, Fernando Mineiro, houve bate-boca entre o deputado jucurutuense Nelter Queiroz e o prefeito Valdir.

 

Após o Macaíba no Ar noticiar que Ceyça Lima tem sido procurada por diversas lideranças, o professor Hailton Mangabeira afirmou no Facebook que o grupo Macaíba é nossa também está de portas abertas para ela.

O grupo liderado por Hailton pretende disputar tanto o Legislativo quanto o Executivo.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, selfie e close-up

A ex-candidata a vereadora Ceyça Lima tem sido bastante procurada por lideranças políticas de Macaíba. Ceyça nos confirmou que tem dialogado tanto com lideranças que pretendem disputar a Prefeitura quanto com aqueles que estão formando grupo para o Legislativo. Ceyça disputou pela primeira vez nas eleições de 2016, ficou com a primeira suplência e não descarta pedir desfiliação do PRB no próximo ano.

Diante do fim das coligações, os partidos terão que ter fortes nominatas  para conquistar espaço no Legislativo.

Senador Randolfe Rodrigues

A REDE Sustentabilidade apresentou ações contra o decreto das armas assinado, nesta última terça-feira (07), pelo presidente Jair Bolsonaro. Duas peças já foram protocoladas e pedem a revogação do Decreto Nº 9.785, que facilita o porte de armas.

A Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) foi feita pela REDE Sustentabilidade e protocolada no Supremo Tribunal Federal. Já a Ação Popular, na Justiça Federal e é assinada pelos senadores Randolfe Rodrigues e Fabiano Contarato, ambos da REDE.

O Estatuto do Desarmamento tem um preceito fundamental que é o de restringir o armamento da população. “É lei, foi amplamente discutida dentro do Congresso Nacional e, por isso, não podemos permitir que o governo, de uma hora pra outra, e sem consultar o parlamento, faça o ‘libera geral’”, argumenta o senador Randolfe Rodrigues.

Randolfe também questiona na ação a falta de diálogo com a sociedade. “Não podemos permitir que o governo esvazie todo o sentido do Estatuto do Desarmamento, lei que levamos vários anos para aprovar. Para o decreto, não houve nenhuma consulta popular, foi goela abaixo, uma decisão unilateral do presidente. Levamos uma rasteira!”

Nesta sexta-feira (10), a ministra Rosa Weber deu o prazo de cinco dias para que o presidente Jair Bolsonaro explique o decreto que flexibiliza o porte de armas.

Resultado de imagem para marília dias

A ex-prefeita Marília Dias alugou uma residência em Macaíba. Situada no bairro Auta de Souza, Marília já recebeu correligionários e a política local tem sido a pauta principal nas conversas da ex-prefeita.

Ausente do cenário político, Marília tem buscado dialogar com diversas lideranças para tentar formar um grupo para a próxima disputa municipal.