Política Arquivo

O vice-prefeito de Macaíba, Olímpio Maciel, deverá passar a presidir o PSDB em Macaíba. Um dos motivos está relacionado ao seu genro, o Presidente da Assembleia Legislativo, Ezequiel Ferreira, saiu do PMDB e foi para o PSDB junto com outros deputados estaduais, e passará a presidir a sigla tucana no próximo ano.

A Prefeitura de Macaíba vai abrir processo administrativo para apurar possíveis casos de acúmulo ilegal de cargos públicos. Um dos servidores a ser apurado é o professor João Marques Lino da Silva.

 

capture-20160323-184930

Sobre a possibilidade da ex-prefeita Marília Dias (PMDB) ser vice na chapa do vice-prefeito Olímpio Maciel, é  quase zero. Segundo ouvimos de lideranças ligadas ao PMDB, Marília Dias tem cacife eleitoral para não ser vice de um vice, lembrando que ela obteve na eleição de 2012, 40% dos votos.

O ex-conselheiro do TCE, Valério Mesquita, não se manifestou ainda sobre o que a assessoria da ex-prefeita Marília Dias afirmou que o nome dela foi o escolhido pelo PMDB para disputar à Prefeitura de Macaíba.  Segundo assessoria da ex-gestora, Marília Dias tem apoio do ministro Henrique Alves, deputado federal Walter Alves e do senador Garibaldo Alves para que ela seja o nome do partido para enfrentar  o prefeito Fernando Cunha.

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

Artigo publicado pela revista britânica The Economist diz que a saída da presidenta Dilma Rousseff do poder daria ao Brasil a chance de um “novo começo”. Para a revista,  “a maneira mais rápida e melhor para Dilma deixar o Planalto seria renunciar antes de ser derrubada”.

O artigo, disponível no site, estará na edição impressa, que chega às bancas neste final de semana. De acordo com The Economist, no entanto, a renúncia não resolveria os problemas do Brasil. Para que isso ocorresse seriam necessárias amplas reformas, entre elas a tributária e a política.

“A guerra política do Brasil camufla algumas das lições mais importantes da crise. Tanto o escândalo Petrobras quanto a crise econômica têm suas origens nas leis e práticas atrasadas. Para tirar o Brasil de sua bagunça é necessária uma ampla mudança: controlar os gastos públicos, inclusive os previdenciários, reformar as leis fiscais e trabalhistas e reformar o sistema político atual que enconraja a corrupção e enfraquece os partidos políticos”, diz trecho da publicação.

“Impeachment injustificado”

A revista defende ainda que o impeachment de Dilma, diante da ausência de provas criminais, seria injustificado. “O processo contra ela no Congresso se baseia em alegações não comprovadas de que teria usado truques de contabilidade para esconder a verdadeira dimensão do deficit orçamentário em 2015. Isso parece um pretexto para expulsar um presidente impopular”.

A publicação diz que um impeachment baseado na “voz das ruas”, abre um precendente preocupante. “Democracias representativas não deveriam ser governadas por protestos e pesquisas de opinião”.

Na semana passada, The Economist considerou violação de privacidade a divulgação da conversa telefônica entre a presidenta Dilma e Lula.

A ex-prefeita Marília Dias saiu vencedora da disputa interna contra o ex-conselheiro do TCE, Valério Mesquita, sobre qual dos dois iria disputar a Prefeitra de Macaíba pelo PMDB. Com apoio do deputado José Adécio e do vice-prefeito Olímpio Maciel, Marília Dias colocou o fim a novela já que durava mais de três meses.

Ao lado do senador Garibaldi e do seu filho deputado federal Walter Alves, Marília Dias selou sua pré-candidatura.

A REDE Sustentabilidade se reúne amanhã (24) para eleger o Elo (Diretório) Municipal de Natal. O evento também contará com a presença dos pré-candidatos ao legislativo e do pré-candidato a prefeito, Freitas Júnior, porta-voz estadual da sigla. O evento será realizado a partir das 15hs no anexo do hotel Maine, Espaço Cuxá.

Segundo Mário Victor, Coordenador de Organização da REDE no RN, Natal é a segunda cidade no estado a realizar sua conferência para eleger o Elo Municipal, onde também é o ponta pé inicial para que o partido inicie a divulgação dos pré-candidatos. Mário Victor ainda conta que hoje o partido já tem quatro pré-candidatos que irão disputar prefeituras no RN, sendo as cidades de Natal, Touros, Barcelona e Caicó.

Divergências

Partido que faz forte oposição ao prefeito Fernando Cunha (PSD) está em um clima pesado, desde janeiro vem ocorrendo desfiliações e o partido não sabe se irá disputar o pleito deste ano.

Imprensa macaibense

Ainda repercute o desabafo do colunista Jefferson Lázaro sobre a matéria que falava do Professor João Marques e o Blog Cidadão Macaibense retirou do ar. Confira o que  disse Jefferson Lázaro sobre o ocorrido: Colunista deixa Blog Cidadão Macaibense após matéria sobre João Marques

Futuros aliados?

Parace que a ex-prefeita Marília Dias (PMDB) e o vice-prefeito Olímpio Maciel estão numa mesma agenda política, nos últimos dias os dois foram vistos fazendo visita ao comércio e visitando simpatizantes.

 

O vice-prefeito de Macaíba, Olímpio Maciel, continua articulando para conseguir apoio para sua pré-candidatura à Prefeitura de Macaíba. O vice que rompeu com o prefeito Fernando Cunha (PSD), já vem dialogando constantemente com a ex-prefeita Marília Dias (PMDB) onde uma aliança não é descartada.

Paulo Victor Chagas e Yara Aquino – Repórteres da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff fez ontem  (22) um discurso incisivo contra o que chamou de golpe em curso no Brasil. Ela repetiu que não vai renunciar e afirmou que não cometeu nenhum crime previsto na Constituição e nas leis.

Ao citar o processo de impeachment em tramitação na Câmara dos Deputados, Dilma disse que não há “crime de responsabilidade” e que, na ausência de provas, o afastamento de um presidente da República se torna, “ele próprio, um crime contra a democracia”.

“Este é o caso do processo de impeachment em curso contra meu mandato, devido à ausência de base legal. Não cometi nenhum crime previsto na Constituição e nas leis para justificar a interrupção de meu mandato. Condenar alguém por um crime que não praticou é a maior violência que se pode cometer contra qualquer pessoa. É uma injustiça brutal. É uma ilegalidade”, afirmou.

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba, enviou ontem (21) ao Supremo Tribunal Federal (STF) as interceptações telefônicas nas quais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversa com a presidenta Dilma Rousseff e com o ministro do gabinete pessoal da presidenta, Jaques Wagner.

Na decisão, Moro entendeu que a parte da investigação da Lava Jato em que autoridades com foro por prerrogativa de função foram grampeados fortuitamente deve ser analisada pelo STF.

“Já quanto ao presente processo, como fortuitamente foram colhidos diálogos com interlocutores ocupantes de cargos com foro privilegiado, é o caso de, independentemente da situação jurídica do ex-presidente, ainda assim remeter ao Egrégio Supremo Tribunal Federal para eventuais medidas cabíveis”, decidiu o juiz.

Com base na decisão proferida pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, que determinou, na sexta-feira (18), que Lula continue sendo investigado pela Justiça Federal em Curitiba, Moro decidiu que a parte da investigação em que pessoas com foro não aparecem deve continuar com ele.

Lula é investigação pela suposta ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro pela compra de uma cota de um apartamento no Guarujá e em um sítio em Atibaia (SP), que é frequentado pela família do ex-presidente.

No Palácio Auta de Souza o grupo político do Prefeito Fernando Cunha (PSD) já articula o nome que estará como vice na chapa do médico. Hoje existe três frentes, a primeira é um empresário, a segunda é um vereador da Câmara da base aliada e por último não é descartada a possibilidade do vice vim ser do secretariado.

Com base no histórico dos vices que fizeram parte da chapa do médico prefeito, o vice será um macaibense, para não abrir brecha para oposição tentar atacar que o grupo não tem haver nada com a terra de Augusto Severo.

Segundo o Secretário de Assuntos de Governo, Lindoarte Lima, a Prefeitura de Macaíba realizará entrega do peixe normalmente este ano. Lindoarte faz questão de ressaltar que poucas prefeituras da Grande Natal farão o mesmo, diante da crise financeira que atinge os municípios.

“As fichas do Programa Peixe na mesa já estão sendo entregues”

A Rede Sustentabilidade na cidade de Touros realizou neste último sábado (19), sua primeira conferência municipal para eleger o Elo (Diretório) Municipal. Os filiados da REDE elegerem toda executiva do partido que irão ficar responsáveis pelo partido na cidade durante um mandato de dois anos. O advogado Alisson Taveira e Vera Lúcia foram eleitos os porta-vozes da REDE em Touros.

No evento além dos filiados estiveram presente simpatizantes da REDE e os pré-candidatos do partido que disputaram  vaga no legislativo. Na oportunidade foi reafirmada a pré-candidatura do porta-voz Alisson Taveira a Prefeitura de Touros. O partido fundado pela ex-senadora Marina Silva já vem dialogando com várias siglas na cidade e em breve anunciará o apoio de várias lideranças que estão comprometidas com uma Touros voltada para uma administração popular.