Política Arquivo

mineiroacusa

Instado a falar das tratativas políticas que apontam que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), pretende renunciar ao cargo de prefeito se for reeleito neste ano para disputar o governo do Estado em 2018, o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) disse lamentar que a discussão em torno das eleições de 2016 seja essa.

“O cara está disputando aqui, não sabe se vai ser reeleito, mas já está fazendo o seu adiantado, pensando na sua eleição de 2018, e certamente 2020. É lamentável esse modelo de política que, a população está rejeitando”, afirmou o petista.

O deputado reconhece que há uma disputa interna dentro do PMDB para saber quem vai ser o vice do prefeito, dado que existe a expectativa de que o pedetista poderá renunciar em 2018 para disputar o governo do Estado, se for reeleito neste ano.

“Primeiro, acho lamentável que a discussão seja essa. As pessoas já discutirem que o outro vai deixar o cargo para ser candidato. Fico brincando que algumas oligarquias no Estado que o filho nasceu agora, mas já estão pensando qual o cargo que ele vai concorrer daqui há vinte anos, é uma repetição”, afirmou o deputado, durante entrevista à FM 94.

Matéria na íntegra Agora RN

Brasília - O Presidente interino Michel Temer faz pronunciamento no Palácio do Planalto ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente interino Michel Temer classificou hoje (16) de “manifestação irresponsável”, “leviana”, “criminosa” e “mentirosa” a declaração do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, de que Temer tenha pedido recursos ilícitos para a campanha do então candidato à prefeitura de São Paulo, em 2012, Gabriel Chalita. Temer disse, ainda, que não vai permitir que “um fato leviano” como esse embarace a atividade governamental.

“Surge um fato leviano como esse que pode embaraçar a atividade governamental. Mas quero registrar, nada embaraçará nossa missão, nossa tarefa de fazer com que nesse período que estou à frente da Presidência da República, com uma equipe econômica extraordinária, nada impedirá que nós continuemos a trabalhar em prol do Brasil e do povo brasileiro”, disse em pronunciamento à imprensa, no Palácio do Planalto.

“Quero me dirigir à minha família, aos muitos amigos e conhecidos que tenho no Brasil, ao povo brasileiro, para dizer que não deixarei passar em branco essas afirmações levianas”, ressaltou. Temer disse, ainda, que sempre que surgirem fatos dessa natureza virá a público para esclarecê-los. (Agência Brasil )

Reprodução/ Inter TV cabugi

Reprodução/ Inter TV cabugi

O Delegado Normando Feitosa (PR) recebeu a garantia do Presidente Estadual do PR, João Maia, que ele terá autonomia para decisões do partido na cidade. Semana passada saiu uma especulação afirmando que adversários de Normando estariam tentando convencer o presidente estadual que o partido dele viesse como vice em uma outra chapa.

Para acabar de vez com as especulações, João Maia afirmou ao Delegado que o que ele resolver tá resolvido, mostrando que Normando tem total autonomia de decidir junto ao diretório municipal o melhor caminho que o partido deverá seguir.

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Há quase 40 anos, atuo como empresário e empreendedor social nos campos da ética, educação e sustentabilidade. Uma das principais razões que motivou minha decisão de participar da política institucional foi a convicção de sua importância para a construção de um Brasil mais justo, próspero, democrático e sustentável.

É fundamental que todos participemos da política. Por isso, aceitei compor a chapa com Marina Silva, em 2010, para mostrar, a exemplo de outros cidadãos brasileiros, que é possível fazer a diferença em favor do correto, do bem comum e do Brasil.

Acredito que devemos agir pensando no todo e não somente nos próprios interesses. Isso incomoda. Muito. Infelizmente, no Brasil de hoje há uma clara tentativa de alguns em colocar todos na vala comum. Querem afirmar que todos são iguais, todos são corruptos, e não há o que fazer além de se conformar e, consequentemente, buscar um grande acordo para que todos se salvem.

Para se safar, ou sabe-se lá com quais outros objetivos, querem sequestrar minha reputação nesta rota de fuga da prisão. Não o farão.

Indignado, quero registrar aqui meu repúdio à mentira e à covardia deste tipo de ataque à minha honra, bem como à de meus companheiros de jornada.

Refuto, surpreso com a ousadia e a desfaçatez, as supostas alegações veiculadas pela imprensa neste final de semana de que, no ano de 2010, eu teria solicitado doação ilegal através do chamado “caixa-dois”, ao então presidente da OAS, Sr. Léo Pinheiro.

É mentira.

Caso esta alegação se confirme no contexto da delação premiada, este senhor responderá criminalmente no âmbito da operação Lava-Jato e também pela grave ofensa a minha honra e reputação.

É importante ressaltar que nossa proposta foi apresentar à sociedade uma candidatura alternativa, com uma visão de desenvolvimento sustentável para o Brasil. Sem o engajamento e o apoio de empresários não avançaríamos na transformação positiva do país. Esse engajamento era e é importante, assim como o de todos os cidadãos brasileiros.

Recebi o Sr. Léo Pinheiro em meu escritório, uma única vez, no dia 31 de maio de 2010. Ele foi apresentado a mim e veio acompanhado pelo Sr. Alfredo Sirkis, então dirigente do Partido Verde e responsável pela pré-campanha. Estava na reunião o Sr. Leandro Machado, então meu assessor. Discutimos as propostas de economia e sustentabilidade da campanha que se delineava, como fizemos em outras reuniões com empresários de vários setores econômicos.

Houve, da parte do Sr. Léo Pinheiro, a sinalização do interesse da OAS em apoiar financeiramente a campanha. Disse-lhe expressamente que eventual contribuição seria bem-vinda, sem qualquer contrapartida ou compromisso e nos estritos termos da lei. Isto é: de forma transparente e com o devido registro no Tribunal Superior Eleitoral.

A empresa OAS não fez nenhuma doação para o comitê financeiro da campanha presidencial que se iniciou em julho de 2010. Nunca mais falei com esse senhor.

É público que houve doação da OAS para o Comitê Financeiro Único do Partido Verde do Estado do Rio de Janeiro, devidamente registrada no TSE.

Estes são os fatos. Confio e espero que tudo seja devidamente apurado pela Justiça.

Não sei a quem serve esta suposta tentativa de atacar reputações e colocar pessoas honradas em uma vala comum. Sei que não serve ao País.

Guilherme Leal é empresário e foi candidato a vice com Marina Silva na chapa para presidente em 2010

Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acusou ontem (15) membros do Ministério Público Federal (MPF) de agirem com “abuso de poder” na força-tarefa da Operação Lava Jato no que se refere a investigações de senadores. Em discurso no plenário da Casa, Renan classificou de “esdrúxula” e “ridícula” a decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de pedir, semana passada, sua prisão e de outros membros da cúpula do PMDB.

Renan começou o discurso afirmando que já arquivou quatro pedidos de impeachment do procurador-geral e que vai analisar “com isenção” o novo pedido de impedimento apresentado ontem (14). Disse ainda que vai se declarar “impedido” de determinar sobre o pedido se constatar que ele faz referências a seu nome.

“Se os pedidos forem ineptos, e os analisarei, irei arquivá-los. Se, do ponto de vista pessoal, fizerem alguma citação a mim, não posso vincular a instituição ao meu interesse pessoal, absolutamente. Eu me tornarei publicamente impedido”, adiantou.

Renan lembrou que três membros da força-tarefa da Lava Jato foram recentemente rejeitados pelo Senado em indicações do procurador-geral para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNPM) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele cobrou que essas pessoas também sejam impedidas de investigar senadores “pelo constrangimento que significaram as rejeições” pelo Senado.

“Talvez o bom senso não recomendasse que essas pessoas continuassem investigando o Senado Federal como instituição, investigando senadores, abusando de poder, fazendo condução coercitiva sem fato que a justifique, busca e apreensão na casa de senador, prisão em flagrante claramente orientada, gravações de senadores de forma ilegal com pessoas colocadas na convivência de senadores”, acrescentou.

Ler mais…

Bastidores

Na tranquilidade

Um dos pré-candidatos ao executivo ganhou forças nas últimas semanas, principalmente na zona urbana. O xeque-mate será dado  lá do distrito de Traíras.

Recolhidos?

O Partido dos Trabalhadores está ausente nas discussões para iniciar o pleito. A quem aposte que o PT indicará o vice na chapa do PRP, na disputa pela Prefeitura de Macaíba. O nome provável caso o PT indique o vice seja do Professor João Marques, que também já disputou a prefeitura em 2004.

O PMDB

Segue indefinido situação do PMDB em Macaíba, nem o único vereador da sigla, Edivaldo Emídio, manifestou apoio ao nome da ex-prefeita Marília Dias, que está pré-candidata.

 

 

 

 

 

O cenário político brasileiro tem evoluído bastante.Vivemos em um país democrático. Quando o povo elege seu representante, nele é depositado muita esperança, além do voto que lhe foi confiado. O povo clama por mudanças. Mudar algo não é fácil, mas do jeito que as coisas andam, o povo passou a querer acompanhar seus representantes de perto, o que eles fazem e o que deixam de fazer. E é justamente pela falta de competência de alguns, pelo comodismo com a coisa pública que, Ceyça Lima resolveu se pré-candidatar à Câmara Municipal de Macaíba.

Os amigos, os conhecidos e até quem ouvia falar do seu trabalho nas comunidades como “A Repórter do Povo” e coordenadora do grupo Anjos da Madrugada, pediam e insistiam com ela para que aceitasse seu nome como pré-candidata, um diferencial (o novo) na cidade, pois as opções de pré-candidatos existentes significava a mesmice e o continuísmo. Só existe inovação com renovação. Macaíba tem tudo para ser uma cidade próspera. O que a população requer de seus representantes, é que eles governem para o povo.

Ceyça Lima tem um histórico positivo perante o povo de Macaíba, pois, com pouco, consegue fazer muita coisa. O povo de Macaíba tem abraçado a ideia de renovar a Câmara Municipal. Ceyça Lima da mesma forma, tem abraçado essa ideia, colocando seu nome à disposição, daqueles que conscientimente, desejam uma Macaíba melhor.

“Andando pelas ruas da cidade, me sinto muito feliz com a recepção do povo, observo que muitos estão confiantes que meu nome fará a diferença, é por isso e dentre outras coisas que estou a disposição para lutar pelos direitos dos cidadãos, por uma Macaíba do povo,” disse Ceyça Lima.

Touros: Dr. Alisson Taveira receberá o apoio da ex-senadora Marina Silva na disputa pela Prefeitura

A ex-senadora Marina Silva, estará dia 23 na cidade de Touros. A porta-voz nacional da REDE Sustentabilidade, será recebida pelo pré-candidato a prefeito da REDE, Dr. Alisson Taveira. Marina Silva vai participar de uma roda de conversa com estudantes da cidade, promovida pela REDE sustentabilidade.

A ex-senadora chega a Natal dia 22 onde participará do lançamento oficial da pré-candidatura de Freitas Júnior, a prefeito da capital. O evento deve reunir todos os pré-candidatos da legenda no estado.

Fábio Rodrigues-Pozzebom - Abr

Fábio Rodrigues-Pozzebom – Abr

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki decidiu agora há pouco conceder prazo de cinco dias para que a defesa do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se manifeste sobre pedido de prisão feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.  A medida foi tomada após o vazamento do pedido.

“Diante da indevida divulgação e consequente repercussão do pedido ora formulado intime-se o requerido para, querendo, manifestar-se em até cinco dias”, decidiu o ministro.

Para facilitar o processo de defesa de Cunha, Teori Zavascki determinou a retirada do sigilo do pedido de prisão.

Em entrevista ao Jornal Correio Potiguar, o pré-candidato à prefeito de Macaíba, Normando Feitosa (PR), afirmou que o Presidente Estadual do PR, João Maia, lhe afirmou  “o que você resolver tá resolvido” sobre as decisões políticas do partido na cidade. Com isso Normando busca tirar do caminho qualquer especulação que estejam tentando dizer que o PR em Macaíba possa sofrer interferência do diretório estadual.

Fábio Rodrigues-Pozzebom - Abr

Fábio Rodrigues-Pozzebom – Abr

Agência Brasil – A Justiça Federal em Curitiba determinou hoje (14) a indisponibilidade dos bens do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), da mulher dele, Cláudia Cruz, do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Jorge Zelada e mais dois investigados. Ne mesma decisão, o juiz Augusto César Pansini, da 6ª Vara Federal em Curitiba, determinou a quebra sigilo fiscal de Cunha desde 2007.

A decisão foi baseada no pedido feito ontem (13) pela força-tarefa dos procuradores da Operação Lava Jato pedem que Cunha seja condenado à devolução de R$ 20 milhões, montante referente a valores movimentados em contas não declaradas no exterior, além da suspensão dos direitos políticos por dez anos. Se condenada, a mulher de Cunha deverá devolver o equivalente R$ 4,4 milhões por ter sido beneficiada por valores depositados em uma das contas

O pedido de abertura da ação de improbidade questão não foi decidida pelo juiz. A questão será decidida após manifestação da defesa de Cunha.

Em nota, Cunha disse que apresentou recurso ao Supremo. “Com relação à absurda ação de improbidade administrativa proposta pela Justiça Federal, já ingressei no STF com a Reclamação 24.370, e aguardo decisão da liminar solicitada. Quanto à ação de hoje do juízo da Vara Civil de Curitiba, de bloqueio dos meus bens, entrarei imediatamente com recurso em instância superior para reverter a decisão”, diz a nota.

Divulgação

Divulgação

O Elo Estadual como é chamado o diretório estadual da REDE Sustentabilidade, já iniciou os preparativos para recebera à ex-senadora Marina Silva, na próxima quarta-feira (22), a partir das 16h30, no Sindicato da Polícia Civil (Sinpol-RN) em Natal. O evento discutirar a atual crise ao qual passa o país e o que a REDE pretende apresentar nas eleições deste ano.

Na oportunidade a REDE lançará Freitas Júnior como pré-candidato a prefeito de Natal. O evento reunirá todos os pré-candidatos da sigla no estado. Segundo o Coordenador de Organização, Mário Victor, filiados de diversas cidades já confirmaram que estarão presente para receber Marina Silva.

“Vem gente de Marcelino Vieira, Rodolfo Fernandes, do Oeste potiguar, Marina Silva não é só política, ela tem uma história de vida admirada por muita gente e sua defesa pelo meio ambiente fez com que ela ganhasse  prestígio internacional”

Mário Victor

Assembleia a

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, por intermédio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Caop-PP) representou ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o recebimento de verbas do Programa Bolsa Família, por 32 servidores com vínculos com a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), que não preenchem os requisitos do programa.

A lista foi elaborada a partir do cruzamento de dados realizado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MPRN, que culminou na planilha com os servidores da Assembleia Legislativa, que recebem irregularmente recursos do Bolsa Família, sobretudo por possuírem renda per capita familiar superior à exigida.

Em pesquisa realizada no Portal da Transparência da ALRN e na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), o TCU constatou que, de fato, as pessoas da lista têm ou tiveram vínculo empregatício com a Assembleia e possuíam ou possuem renda mensal por pessoa acima do valor permitido, que é de até R$ 77,00 – ou renda por pessoa entre R$ 77,01 e R$ 154,00, que possuam pelo menos um integrante da família entre 0 e 17 anos de idade.

Ler mais…

danielmenezes

Divulgação

 

O cientista político Daniel Menezes defendeu a ideia de que as populares ‘baixarias’ são benéficas em qualquer processo eleitoral que exista no Brasil. Segundo o sociólogo, as situações negativas dos candidatos, expostas pelos seus concorrentes, ajudam a clarear a mente dos eleitores e os deixam cientes, também, dos pontos negativos de cada candidato.

“O que nós chamamos de situações negativas o eleitor encara como baixaria. De certa forma, essas discussões são muito importantes para esse momento de eleições, pois o eleitor se informa sobre os candidatos disponíveis ao pleito. Se tivermos apenas campanha positiva de todo candidato, na prática, a eleição se consagrará como um apresentação de candidatos que ficarão ilesos aos ataques”, destacou ao programa MEIO-DIA CIDADE (94FM).

Segundo Daniel, o ‘dever’ de contar os lados negativos dos candidatos ao pleito é dos concorrentes, uma vez que a disputa por voto existe naturalmente ao longo das campanhas. “Cabe ao oponente promover esses ataques, de maneira que o eleitor seja informado dos possíveis aspectos negativos que o candidato que ele pretende votar têm ao longo de sua caminhada política. Sem a ‘baixaria’, a eleição se transforma em algo monótono”, finalizou. (Agora RN)

O PMDB da ex-prefeita Marília Dias deve não colocar o PRP em seus sonhos, pois o partido presidido pelo ex-vereador Thomas Sena não pretende abrir mão de disputar a Prefeitura de Macaíba. Questionamos Sena se realmente a esposa dele, Kátia Sena, vai mesmo disputar a prefeitura e ele foi categorico, vamos sim, os outros (pré -candidatos) estão na mesma situação ( de alianças) que a nossa.

Sena ainda revelou que em breve vai anunciar o vice que vai formar a chapa do PRP ao executivo macaibense.