Educação Arquivo

Yara Aquino – Repórter da Agência Brasil

Os candidatos a bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) poderão conferir amanhã (25) a lista dos pré-selecionados na primeira chamada. O resultado estará na página do programa na internet. De amanhã até o dia 1° de fevereiro os pré-selecionados deverão comparecer às instituições de ensino e comprovar as informações prestadas no momento da inscrição. Nesta primeira edição de 2016, o programa ofertou 203.602 bolsas para 30.931 cursos.

É responsabilidade do estudante verificar nas unidades de educação superior os horários e o local onde deve comparecer para a comprovação de informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações resultarão na reprovação do candidato. Entre as informações exigidas estão documento de identificação, comprovantes de residência, de rendimento dos estudantes e de integrantes do grupo familiar e comprovantes de ensino médio.

Mais informações

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) iniciou na manhã desta sexta-feira, 22, o cadastramento para parte dos estudantes aprovados no SiSU nos cursos dos campi de Natal e Macaíba.

Mesmo com a chuva fina que persistiu em banhar os caminhos que levavam ao prédio da Escola de Ciência e Tecnologia (ECT), o movimento foi intenso, segundo a pró-reitora de Graduação e coordenadora da equipe, Maria das Vitórias Vieira de Almeida. “Atendemos cerca de 1.200 candidatos ao todo,com uma equipe de 53 pessoas por turno. O processo é dinâmico, apesar da quantidade de documentos necessários”, frisou Maria das Vitórias.

Ela acrescentou que, neste primeiro momento, já há um registro no acréscimo percentual dos matriculados em Ciências e Tecnologia. “Embora só tenhamos essa percepção exata após o balanço que iremos fazer, podemos colocar que mais de 60% dos aprovados já estiveram aqui para fazer o procedimento, em comparação com 40% no ano passado”.

Ao todo, o atendimento é distribuído por três auditórios e duas salas no prédio da ECT.  Ela acrescentou que a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) conta com o apoio da Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor (DAS), da Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais (CAENE) e da Superintendência de Informática (SINFO).

Atendimento reduzido

Em virtude do período de cadastramento para o Sisu, a Prograd, entre os dias 22 a 27 de janeiro, terá o atendimento ao público restrito aos horários das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Contudo, dentro do horário estabelecido, todos os serviços oferecidos pela Pró-Reitoria estarão funcionando normalmente. Informações Portal UFRN.

A comunidade da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) amanheceu essa quinta-feira, 21, consternada com o assassinato brutal que vitimou a estudante de Turismo Maria Karolyne Álvarez de Melo, na noite de quarta-feira, 20, em uma das principais avenidas da zona Norte de Natal (RN).

A entrega de pertences a dois homens que abordaram a jovem de 19 anos não impediu os tiros fatais que interromperam o sonho da futura turismóloga. O ato de barbárie imergiu familiares, amigos, professores e colegas de curso em um sentimento de profunda perda e dor, atordoou conhecidos e não de Maria Karolyne.

Nesse momento de tristeza, a administração universitária se solidariza com os que conviveram com Maria Karolyne, na esperança em dias de paz para todos.

Ângela Maria Paiva Cruz

Reitora da UFRN

José Daniel Diniz Melo

Vice-reitor da UFRN


Estudar em escola pública de uma pequena cidade no interior do Piauí, ser filho de um casal pobre formado por empregada doméstica e pedreiro poderiam abater o emocional de qualquer jovem que tenta ingressar no curso de medicina de uma universidade federal. Mas a história de Sérgio Santana, 18, contrariou essa lógica e mostrou como a fé pode remover montanhas, ou melhor, como ela pode levar à aprovação.

Ex-aluno da Unidade Escolar Malaquias Damasceno, em São Lourenço (a 539 km de Teresina), Santana foi selecionado para o curso de medicina da UFPI (Universidade Federal do Piauí). Com nota 793,22 no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ele foi aprovado na chamada regular do Sisu (Sistema Integrado de Seleção Unificada).

O jovem, que terminou o ensino médio em 2014, conta que levou um tempo para acreditar que poderia ser aprovado em um curso de grande concorrência. Mas admite que a fé em si mesmo foi o principal elemento.

“Por ser de escola pública, pensava: ‘tem gente muito mais bem preparada.’ Até 2014 pensava que não era capaz, mas minha nota melhorou muito do Enem 2013 para o de 2014 (saltou de 580 para 643). Foi um salto na minha autoestima. Depois do Enem 2014 percebi que tinha capacidade, que era possível e estudei”, contou.

Após deixar o ensino médio, Santana decidiu estudar sozinho em casa. Não fez cursinho, como tantos, e revela que a rotina de estudos não foi das mais puxadas. “Acordava pela manhã às 8h30, começava a estudar às 9h e ia até o meio-dia. Almoçava e descansava um pouco, às 15h retornava e ficava até as 18h. No primeiro semestre, costumava estudar na madrugada, mas vi que rendia menos, aí mudei”, disse.

Festa pela aprovação

O jovem conta que, quando o pai soube da aprovação, fez uma grande festa. “Acordei umas 6h, olhei no site e ainda não tinha saído. Dormi mais um pouco e acordei novamente umas 8h, e quando olhei estava o resultado. Estava sozinho em casa e liguei primeiro para o meu pai para avisar. E ele e minha mãe vieram com duas caixas de fogos. Depois outros amigos e parentes vieram também”, afirmou.

Sobre a futura carreira, o jovem disse que pretende retornar à cidade onde sempre morou para ajudar os moradores. A inspiração em ajudar veio da vida difícil. O pai de Sérgio, Hamilton Santana, é pedreiro e nem sempre tem serviço. A mãe, Marizete dos santos, está desempregada e vive de bicos.

“Eu nunca tive o sonho de ser médico desde criança. Só fui me interessar no final do ensino médio, quando pesquisei sobre o curso e foi aí que gostei porque, ao mesmo tempo que é uma área humana, ela tem uma ciência. E quero ajudar as pessoas”.

Segundo ele, apesar dos pais sempre apoiarem, a irmã formada em serviço social foi quem mais a incentivou na época de estudos. “Era ela quem mais me incentivava, e quando via que estava de bobeira mandava estudar. Ela vai me ajudar a me manter lá em Teresina”, finalizou.

UOL

As matrículas da 1ª chamada para os cursos nos Campi de Natal e Macaíba serão realizadas nos dias 22, 25, 26 e 27 de janeiro. Já a 2ª chamada está prevista para os dias 15, 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT), localizada no Campus Central, na Av. Senador Salgado Filho, 3000.

Já quem passou em 1ª chamada para os cursos ofertados nos campi de Caicó ou no curso multicampi de Medicina deverá efetuar matrícula nos dias 25, 26 e 27 de janeiro. A 2ª chamada ocorrerá nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN, Campus de Caicó.

Matrículas em 1ª chamada nos cursos de Currais Novos ou Santa Cruz serão feitas nos dias 25 e 26 de janeiro. 2ª Chamada será em 16 e 17 de fevereiro. O local em Currais Novos, será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN da mesma cidade. Já em Santa Cruz, será na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) da UFRN.

O horário de matrícula será o mesmo para todos os locais em ambas as chamadas. Pela manhã, das 8h às 11h30 e à tarde das 13h30 às 17h. Para conferir a documentação completa e o dia e turno da matrícula correspondente ao curso em que foi aprovado(a), após a divulgação do resultado na próxima segunda (18), veja no edital disponibilizado pela Pró-Reitoria de Graduação através do site www.prograd.ufrn.br. Informações  Tribuna do Norte.

Aline Leal – Repórter da Agência Brasil

A diferença entre as notas de corte entre candidatos cotistas e não cotistas nos cursos oferecidos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), este ano, foi de no máximo 4% nos dez cursos mais concorridos. O índice é considerado baixo pelo Ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Os cotistas, como são das escolas públicas, representam 80% dos candidatos. Eles têm uma concorrência muito forte também”, disse o ministro.

A nota de corte é a mínima necessária para o estudante ter a chance de ficar entre os potencialmente selecionados para o curso.

Um exemplo proximidade das notas está entre os candidatos ao curso de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que tem a maior nota de corte do Sisu: a nota de corte da ampla concorrência foi 824,74, enquanto a do sistema de cotas foi 801,19, uma diferença de 2,9%. Ciências econômicas da UFRJ apresentou a maior diferença, de 4%.

Ao todo, 2.712.937 candidatos se inscreveram para 228.071 vagas em 131 instituições públicas de ensino superior. Os selecionados deverão fazer a matrícula nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. “Não tem reserva de vaga. Quem não apresentar a documentação nesse prazo perde a vaga”, alertou Mercadante.

O Sisu usa as notas do Enem para preencher vagas em instituições públicas de educação superior em todo o país.

Aqueles que não foram selecionados na primeira opção de curso poderão participar da lista de espera, que tem as inscrições abertas de hoje até o dia 29 de janeiro. É preciso acessar o portal do Sisu e clicar na opção que confirma a inscrição na lista de espera.

O resultado dos selecionados na lista de espera será divulgado no dia 4 de fevereiro. Caberá ao estudante procurar a instituição de ensino e fazer a matrícula.

Em busca de fonte alternativa de energia e, consequentemente, preocupado com a sustentabilidade, o Campus Natal Central começou a produção de energia solar nesta segunda-feira, dia 18.  Os geradores fotovoltaicos, que totalizam 825 painéis solares, divididos em dois geradores – um com 480 e outro com 345, ocupam aproximadamente 1.290m² e estão instalados sobre o teto dos blocos das salas de aula.

IFRNN

Estima-se que serão gerados 26.200kWh mensalmente, suprindo cerca de 11% do consumo, o que representa uma economia de R$ 116,3 mil anual para o Campus, como também uma redução de 28 toneladas na  emissão de CO2/ano.

De acordo com Franklin Róbias, engenheiro eletricista do IFRN, inicialmente, a energia gerada atenderá os condicionadores de ar dos blocos de aulas e o Data Center do Instituto. A energia restante será distribuída para as demais cargas elétricas ou irá para a rede de distribuição da Companhia de Energética do Rio Grande do Norte (COSERN). Nesse último caso, o medidor da subestação  registrará a energia fornecida para a rede externa e será descontada na fatura do Campus, gerando mais uma economia.

“O projeto, além der gerar economia e ser exemplo do uso de energia limpa, vai proporcionar aos alunos e professores o acompanhamento do seu funcionamento – inicialmente os do curso de Eletrotécnica, futuramente de Engenharia de Energia e de Informática”, observa o diretor de Administração do campus, Francisco Antonio de Pontes, que finaliza: “Nossa meta é ampliar a produção e nos próximos quatro anos chegar a 50% da energia consumida no campus”.

Outros 6 campi (Canguaretama, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Currais Novos, Parelhas e São Gonçalo) e a Reitoria do IFRN já possuem usina de energia solar. Os planos são que, em breve, os campi Pau dos Ferros e Lajes também passem a contar com suas usinas. O Instituto foi a primeira instituição pública brasileira a usar micro e minigeradores conectados à rede de distribuição de energia elétrica, conforme Resolução Normativa 482/ANEEL.

Portal IFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) orienta os candidatos às vagas oferecidas pelo SiSU a ficarem atentos aos documentos necessários ao processo de Cadastramento na Instituição. O resultado da seleção do Sisu será anunciado na segunda-feira, dia 18,  e o Cadastramento na UFRN começará na sexta-feira, dia 22.

Os candidatos devem dedicar atenção especial aos documentos exigidos para o caso de se inscreverem em algum tipo de Ação Afirmativa.

O Edital de Ingresso nos Cursos de Graduação da UFRN por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para o ano de 2016 está publicado no site prograd.

Foto: Tribuna do Norte

O Ministério da Educação (MEC) abriu a consulta às bolsas de estudo que serão oferecidas na primeira edição de 2016 do Programa Universidade para Todos (Prouni). O Prouni oferece bolsas parciais ou integrais em universidades privadas para estudantes de baixa renda.

A consulta das bolsas pode ser feita no site http://siteprouni.mec.gov.br/. As inscrições começam nesta terça-feira (19) e vão até 23h59 de 22 de janeiro.

O resultado da chamada única do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é divulgada. As matrículas da 1ª chamada para os cursos nos Campi de Natal e Macaíba serão realizadas nos dias 22, 25, 26 e 27 de janeiro. Já a 2ª chamada está prevista para os dias 15, 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT), localizada no Campus Central, na Av. Senador Salgado Filho, 3000.

Já quem passou em 1ª chamada para os cursos ofertados nos campi de Caicó ou no curso multicampi de Medicina deverá efetuar matrícula nos dias 25, 26 e 27 de janeiro. A 2ª chamada ocorrerá nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN, Campus de Caicó.

Matrículas em 1ª chamada nos cursos de Currais Novos ou Santa Cruz serão feitas nos dias 25 e 26 de janeiro. 2ª Chamada será em 16 e 17 de fevereiro. O local em Currais Novos, será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN da mesma cidade. Já em Santa Cruz, será na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) da UFRN.

O horário de matrícula será o mesmo para todos os locais em ambas as chamadas. Pela manhã, das 8h às 11h30 e à tarde das 13h30 às 17h. Para conferir a documentação completa e o dia e turno da matrícula correspondente ao curso em que foi aprovado(a), veja no edital disponibilizado pela Pró-Reitoria de Graduação através do site www.prograd.ufrn.br.

Verifique se você foi aprovado no  SISU

As matrículas da 1ª chamada para os cursos nos Campi de Natal e Macaíba serão realizadas nos dias 22, 25, 26 e 27 de janeiro. Já a 2ª chamada está prevista para os dias 15, 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT), localizada no Campus Central, na Av. Senador Salgado Filho, 3000.

Já quem passou em 1ª chamada para os cursos ofertados nos campi de Caicó ou no curso multicampi de Medicina deverá efetuar matrícula nos dias 25, 26 e 27 de janeiro. A 2ª chamada ocorrerá nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro. O local de matrícula será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN, Campus de Caicó.

Matrículas em 1ª chamada nos cursos de Currais Novos ou Santa Cruz serão feitas nos dias 25 e 26 de janeiro. 2ª Chamada será em 16 e 17 de fevereiro. O local em Currais Novos, será no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES) da UFRN da mesma cidade. Já em Santa Cruz, será na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) da UFRN.

O horário de matrícula será o mesmo para todos os locais em ambas as chamadas. Pela manhã, das 8h às 11h30 e à tarde das 13h30 às 17h. Para conferir a documentação completa e o dia e turno da matrícula correspondente ao curso em que foi aprovado(a), após a divulgação do resultado na próxima segunda (18), veja no edital disponibilizado pela Pró-Reitoria de Graduação através do site www.prograd.ufrn.br. Informações e foto Tribuna do Norte.

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), unidade acadêmica de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), iniciou na última  quarta- feira (13), o cadastramento de todos os candidatos classificados no processo seletivo 2016 para cursos técnicos. O cadastramento está sendo realizado na Secretaria Escolar da EAJ das 7h às 16 horas.

O cadastramento só será efetivado para os candidatos que entregarem toda a documentação listada no edital presente no site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve).

As vagas surgidas em razão de cancelamento espontâneo serão preenchidas por candidatos incluídos no cadastro de reserva. A divulgação do resultado da segunda chamada será no dia 18/01.

As matrículas regulares para o primeiro semestre letivo de 2016 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) começam nesta quarta-feira, 13, e seguem até o próximo dia 23 de janeiro.

Os alunos da instituição devem efetuar as matrículas nas disciplinas curriculares pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) e o processamento dessas acontece nos dias 28 e 29.

Segundo a Pró-reitoria de Graduação (PROGRAD), o prazo para rematrícula está definido para os dias 1 e 2 de fevereiro e a matrícula extraordinária, de 8 a 26 de fevereiro. O início das aulas está marcado para o dia 1º de fevereiro.

Foto: Tribuna do Norte

Informações Portal UFRN

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

Engenharias, pedagogia e administração lideram a oferta de vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) deste semestre.

Segundo dados divulgados hoje (11) pelo Ministério da Educação (MEC), estão sendo ofertadas 35 mil vagas nos cursos de engenharia, 9,2 mil em pedagogia e 8,5 mil em administração, distribuídas nas instituições públicas de todo o país.

As inscrições começaram nesta segunda-feira e podem ser feitas pelo portal do Sisu até quinta-feira (14). A vagas ofertadas somam 228 mil em 131 instituições de ensino públicas. Nesta tarde, o número de inscritos chegou a 974 mil.

A oferta de vagas nos cursos de engenharia foi a que mais cresceu, segundo o balanço do MEC:  aumentou em 28,4 mil avgas desde 2010 e em 4,3 mil em relação a 2015.

Em relação às instituições de ensino, a maior oferta de vagas nesta edição é da Universidade Federal da Paraíba com 7,7 mil vagas, seguida pelas universidades Federal de Pernambuco, com 6,9 mil vagas e Federal do Rio Grande do Norte, com 6,8 mil vagas.

A Região Nordeste é a que tem a maior oferta, 90.110 vagas. Em seguida vêm as regiões Sudeste (61.047), Sul (35.656), Centro-Oeste (27.219) e Norte (14.039).

Desde 2010, houve aumento de quase quatro vezes na oferta de vagas e de cursos pelo sistema. O número de instituições participantes também aumentou, passando de 51 em 2010 para 131 em 2016.

Cursos com maior oferta de vagas

Engenharias: 35.064
Pedagogia: 9.237
Administração: 8.480
Matemática: 8.096
Ciências Biológicas: 8.086
Direito: 6.583
Química: 6.485
Física: 5.432
Agronomia: 5.068
Cências Contábeis: 4.858
Educação Física: 4.722
História: 4.650
Geografia: 4.590
Medicina: 4.497

Instituições com maior oferta de vagas

Universidade Federal da Paraíba (UFPB): 7.700
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE): 6.972
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): 6.878
Universidade Federal de Goiás (UFG): 6.345
Universidade Federal do Ceará (UFC): 6.288
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): 6.279
Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT): 5.940
Universidade Federal de Alagoas (UFAL): 5.458
Universidade Federal de Sergipe (UFS): 5.440
Universidade Estadual do Piauí (UESPI): 4.985

Agência Brasil – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 registrou ligeira queda nas médias obtidas pelos estudantes em três das quatro provas objetivas e redução no número de redações nota máxima, 1 mil, em relação ao exame do ano anterior. Foi no entanto, o exame com o maior desempenho registrado em matemática. Pela primeira vez, 13 participantes tiraram 1008,3. Os dados foram divulgados hoje (11) pelo Ministério da Educação (MEC).

Em 2015, as médias nas provas do Enem foram 558,1 em Ciências Humanas; 478,8 em Ciências da Natureza; 505,3 em Linguagens e Códigos; e, 467,9 em Matemática. Em 2014, as médias foram 546,5 em Ciências Humanas – única mais baixa em relação a este ano -; 482,2 em Ciências da Natureza; 507,9 em Linguagens e Códigos; e, 473,5 em Matemática.

Em redação, 104 pessoas tiraram a nota máxima – 1 mil – na redação, com o tema “A persistência da  violência contra a mulher na sociedade brasileira”. O número é mais que duas vezes menor do que na edição anterior, em 2014, quando chegou a 250 estudantes. Em 2014, o tema da redação foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”.

Mesmo com queda na nota máxima, o grupo que tirou entre 901 e 999 aumentou em relação ao ano anterior. Em 2015, foram 47.770, enquanto em 2014, foram 35.719. Em 2015, 53.032 participantes tiraram a nota 0. Eles não poderão participar dos programas de seleção para vagas no ensino superior do MEC. O número, no entanto, caiu em relação a 2014, quando 529.373 zeraram a redação.

Sobre a variação das médias, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, diz que o dado não é relevante. “Ao longo da história há oscilações. Se fosse uma tendência [seria preocupante], mas não é”, diz. Ele acrescenta: “A prova permitiu aos que sabiam mais mostrar isso”, disse, ressaltando que foi a primeira vez que estudantes tiraram mais do que 1 mil na prova de matemática.

Em relação à redação, na avaliação do ministro, o desempenho “foi bastante razoável”. As redações são revistas por dois corretores. Se há uma diferença maior do que 100 pontos entre as notas dadas por eles, a redação vai para um terceiro corretor. Segundo ele, nesse ano caiu muito a necessidade do terceiro corretor, o que mostra também uma melhor capacitação dos profissionais que atuam na correção.

A divulgação das notas de redação este ano incluíu apenas os estudantes que fizeram a prova, segundo Mercadante. No ano passado, os que deixaram a redação em branco foram computados entre os que tiraram zero, inflando o número.

Notas disponíveis

Do total de 5.810.948 participantes do Enem 2015, 4 milhões acessaram as notas na Página do Participante até esta tarde, de acordo com o MEC. Durante o final de semana, os estudantes relataram nas redes sociais diversos problemas, desde não conseguir acessar o resultado até terem as notas mudadas a cada acesso.

Segundo Mercadante, está “tudo corrigido. As informações foram prestadas a todos os estudantes e não temos registros de nada significativo”, afirmou. As notas estão disponíveis desde a última sexta-feira (8).