Educação Arquivo

Professores, tenho uma boa notícia para compartilhar com vocês! Acabo de assinar o Projeto de Lei que reajusta em 11,36% os salários dos Professores e dos Especialistas de Educação. O nosso governo reconhece a importância e a singularidade dessa classe, contribuindo de forma decisiva, para a formação ética, social e intelectual dos estudantes potiguares, disse o Governador em suas redes sociais.

“Cumpre destacar que a Lei Federal nº 11.738, de 2008, foi sancionada com o objetivo de contribuir com a valorização dos profissionais da educação, reconhecendo a singularidade do trabalho dessa classe, que, no âmbito das unidades escolares da Rede Estadual de Ensino contribuem, de forma decisiva, para a formação ética, social e intelectual dos estudantes norte-riograndenses, condição essencial para o exercício pleno da cidadania e da respectiva qualificação profissional”, diz a mensagem.

A Superintendência de Informática (Sinfo) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) divulgou nesta quarta-feira, 17, o edital para seleção de estagiários para integrar a equipe da Diretoria de Sistemas.

Estão sendo oferecidas ao todo 15 vagas, distribuídas nas áreas de Desenvolvimento de Sistemas (6), Comunicação Social (1),  Design (3), Desenvolvimento de Web (1) e Suporte de Sistemas (4). Podem se inscrever alunos de cursos específicos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), do Instituto Metrópole Digital (IMD) e da UFRN.

As inscrições ficam abertas até o dia 22, e a seleção consiste na Análise de Currículo, Histórico Acadêmico e Entrevista. Mais informações sobre o processo seletivo está acessível no edital.

Portal UFRN

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria de Educação, deu na manhã desta segunda-feira (15) inicio ao ano letivo escolar de 2016 nas 43 escolas do município. Mais de 9.500 alunos irão frequentar as instituições de ensino da cidade neste ano.

A secretária de Educação, Márcia Portela, acompanhou de perto o começo do ano letivo de 2016, em visita a diversas escolas, declarou. “Fico muito satisfeita em ver que todo nosso trabalhou rendeu bons frutos”, declarou em referencia ao tranquilo inicio das aulas, registrada nas escolas da cidade.

A chefe da pasta agradeceu a confiança dos pais depositada na Prefeitura e na Secretaria, e relembra da importância da união das famílias e das escolas para oferecer sempre a melhor educação possível.

Assecom

Representantes da Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se reuniram nesta quinta-feira, 11, para alinhar convênios de estágios e residências multiprofissionais em unidades de saúde pública do interior. A ideia é criar uma parceria perene entre estado, municípios e UFRN para interiorizar a formação em saúde com a integração entre ensino e serviço.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, solicitou a análise de novos convênios e celeridade aos processos que já tramitam na Sesap, visto que é necessário ter estrutura para atender aos alunos da graduação, pós-graduação e residências multiprofissionais da Escola Multicampi de Ciências Médicas. Somente neste semestre, são ofertadas 56 novas vagas para residentes no interior.

Entre as medidas previstas está a implantação de um hospital em Currais Novos com o mesmo modelo existente na capital, onde estudantes da UFRN estão imersos nos hospitais Walfredo Gurgel e Giselda Trigueiro. “Precisamos de uma articulação mais afinada para acelerar os trâmites burocráticos e garantir o desenvolvimento do ensino em saúde no interior”, defendeu Angela Paiva.

O secretário da Sesap, Ricardo Lagreca, ouviu atentamente às solicitações e garantiu que o Governo do Estado tem o maior interesse em apoiar a Instituição nesse trabalho. “Nós dispomos de muitas oportunidades para contribuir com a formação e capacitação profissional, pois sabemos que o ambiente hospitalar tem uma riqueza inacumulável de ensino. Portanto, buscaremos acelerar os processos em andamento e vamos analisar junto à UFRN a criação de novos convênios”, sinalizou.

Portal UFRN

Foi divulgado no final da tarde de ontem (11), o Edital Nº 05/2016 referente ao processo seletivo para os cursos de graduação ofertados pelo IFRN.

As inscrições começam no dia 22 de fevereiro de 2016, a partir das 14h, até o dia 7 de março de 2016, às 23h59min, no Portal do Candidato. Para a seleção dos alunos será utilizada, exclusivamente, as nota obtidas nas edições de 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O edital está ofertando 408 vagas, distribuídas entre 12 campi. Os candidatos terão a chance de optar por cursos de graduação na modalidade Licenciatura ou Tecnologia. As vagas para o curso de Gestão Desportiva e de Lazer, ofertado pelo Campus Natal Cidade Alta, são destinadas a nova unidade de ensino localizada no bairro das Rocas.

O lista com os selecionados serão divulgadas no dia 14 de março, no site do IFRN. As matrículas deverão ser realizadas entre os dias 17 e 18 de março de 2016.

O governador Robinson Faria recebeu na tarde desta quinta-feira (11) o reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Pedro Fernandes. Na reunião, o titular da UERN apresentou ao chefe do Executivo Estadual as melhorias na estrutura do Campus de Caicó, plenamente reformado para início do semestre letivo, o restaurante popular do Campus Central, em Mossoró, que pela primeira vez na história propicia aos servidores e alunos da UERN uma refeição com preço popular. A reunião contou com a presença da secretária chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha.

Também foram tratados: a questão do Proinvest para aplicação de recursos no Campus Natal da universidade, uma das prioridades do governador; o orçamento já assegurado na Lei Orçamentária Anual (LOA) e apresentação do serviço dos ambulatórios da instituiçã

O Brasil está entre os países que mais reduziram o número de estudantes na faixa de 15 anos com baixo rendimento em matemática no período de 2003 a 2012. Conforme dados divulgados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Alemanha, a Itália, o México e Portugal também estão nesta lista.

Relatório publicado hoje (10) pela OCDE recomenda que, para ampliar os ganhos de rendimento dos estudantes, os países aumentem o acesso à educação na infância, a oferta de atividades diferenciadas para alunos com dificuldades e o incentivo à participação dos pais e da comunidade na vida escolar.

O relatório traz uma nova análise do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), divulgado em 2013, mas com dados referentes a 2012. O estudo Alunos de baixo desempenho: Por que ficam para trás e como ajudá-los? examina o baixo desempenho na escola olhando para a família, práticas escolares e políticas educacionais, entre outros fatores.

Outra recomendação para melhorar o desempenho em matemática e em ciências e leitura, áreas analisadas pelo Pisa, é oferecer programas especiais para imigrantes e estudantes de áreas rurais. De acordo com a OCDE, a proporção de alunos com baixo rendimento é maior entre os que vivem na área rural. A distribuição equitativa de recursos entre as escolas e a motivação de alunos e professores também são fatores que pesam no desempenho dos estudantes.

O relatório ressalta que o baixo desempenho dos alunos traz riscos como o abandono escolar, o acesso limitado a melhor remuneração no mercado de trabalho e menor participação política. “A redução do número de alunos de baixo desempenho não é apenas um objetivo em si mesmo , mas também uma forma eficaz de melhorar o desempenho geral do sistema de educação.”

No último Pisa, divulgado em 2013, entre os 65 países comparados, o Brasil ficou em 58º lugar. No entanto, o estudo mostrou que, desde 2003, o Brasil conseguiu os maiores ganhos na performance em matemática, saindo dos 356 pontos naquele ano e chegando aos 391 pontos em 2012. A avaliação, feita pela OCDE, é aplicada a jovens de 15 anos a cada três anos. A pesquisa mede o desempenho dos estudantes em leitura, matemática e ciências.

Agência Brasil

A administração central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está montando estratégias para combater assiduamente os focos de mosquitos detectados em áreas pertencentes à instituição. O trabalho vai atender ao Pacto da Educação Brasileira contra o Zika, assinado pelo Ministério da Educação (MEC) e reitores das instituições federais de ensino superior (IFES), nessa última quinta-feira, 4, em Brasília.

Os locais com a presença de focos do mosquito estão mapeados pela Diretoria de Meio Ambiente da Superintendência de Infraestrutura (DMA/SIN), após a visita das brigadas no último dia 29 de janeiro, nos campi da UFRN na capital e interior do estado.

A orientação da reitora  Ângela Maria Paiva Cruz, é que o plano de trabalho “seja consistente, de abrangência temporal e seja acompanhado para avaliação”.

Apelo

Esta semana, ao saudar os novos alunos no início do ano letivo 2016, a reitora fez um apelo à comunidade universitária, conclamando a todos para aderir a essa causa de educação cidadã e de saúde pública.

Portal UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lista de convocação da 2ª chamada do SISU. Os aprovados devem seguir as orientações para para a matrícula e levar todos os documentos exigidos para efetivar a matrícula. Acesse a lista de aprovados na segunda chamada da UFRN

O neurocientista brasileiro, Miguel Nicolelis, lança no dia 22 deste mês o livro “Made in Macaíba” contando a história do projeto do Instituto Internacional  de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra que está instalado grande parte  em Macaíba, região metropolitana de Natal. O instituto conta com uma escola de educação cientifica, a Escola Alfredo J. Monteverde, um Centro de Saúde, o Anita Garibaldi, voltado atenção primária da saúde da mulher, um centro de pesquisas, além de no futuro próximo contará com um grande Campus do Cérebro que está em construção na zona rural da cidade.

O livro será lançado no Museu de Arte de São Paulo, a partir das 19:30hs e contará com a presença do Miguel Nicolelis, maior cientista brasileiro da atualidade no mundo.

O Programa de Pós-Graduação em Produção Animal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), abriu inscrições para o processo de seleção para curso de Mestrado Acadêmico em Produção Animal. São oito vagas distribuídas entre cinco linhas de pesquisa

As inscrições devem ser realizadas até o dia 19 de fevereiro pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) na aba Stricto Sensu. O candidato deve indicar a linha de pesquisa para a qual deseja concorrer. Os documentos necessários estão listados no edital disponível também no endereço do Sigaa.

O processo seletivo será realizado em duas fases, uma eliminatória e outra classificatória, nas quais serão atribuídas notas de 0 a 10 em cada prova, sendo as fases avaliadas pela média ponderada. As avaliações serão aplicadas na Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Produção Animal localizada na Escola Agrícola de Jundiaí, campus de Macaíba.

Portal UFRN

Através do Edital 2/2016, O Serviço Social do Comércio (SESC/RN), está selecionando estagiários de diversas áreas de atuação.

Em Macaíba, as oportunidades são para estágios nas áreas de Biblioteconomia, Educação Física e Pedagogia.

Os estudantes de Biblioteconomia devem estar cursando a partir do 4º período. Já os estudantes de Educação Física e Pedagogia devem estar cursando a partir do 5º período, segundo o edital.

Os interessados deverão entregar seus currículos na unidade do SESC Macaíba, localizada na Rua Professor Caetano, s/nº, Centro, até a data de 05 de fevereiro, no horário entre 8h e 17h. Mais detalhes aqui: http://www.sescrn.com.br/oportunidade.php

Andry Morais

Fonte: Portal SESC/RN

A pró-reitora de Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, participou na manhã dessa quarta-feira, 3, da reunião com a UNESCO em Brasília, sobre estratégias para derrotar o Aedes aegypti.

Ontem, 2 de fevereiro, pró-reitores de extensão das instituições federais de ensino superior relataram ao ministro da Educação como as instituições enfrentam o mosquito transmissor de doenças, como dengue, zika vírus, febres chikungunya e amarela, e, possivelmente, a microcefalia.

Fátima Ximenes entregou um documento ao ministro Aloísio Mercadante, detalhando o trabalho da UFRN; expôs o esforço de servidores e alunos da UFRN contra a proliferação do mosquito; as pesquisas, os protocolos para diagnóstico de doenças causadas pelo mosquito, capacitações para identificação da microcefalia, brigadas de combate aos focos do Aedes e campanhas educativas sobre o assunto, além do planejado para este ano.

Educomunicação

Entre os destaques estão as ações de educomunicação que envolvem tecnologias e plataformas para a formação de pessoas para esse esforço, sob a responsabilidade dos professores Ricardo Valentin (pesquisador) e Carmem Rêgo (secretária de EaD/UFRN); campanhas de educação cidadã desenvolvidas pela Superintendência de Comunicação da UFRN e veiculadas pelos canais de comunicação pública, como a TVU e a Rádio Universitária FM, e a cobertura institucional sobre o assunto pela Agência de Comunicação (AGECOM/UFRN) e Assessoria de Comunicação da Reitoria (ASCOM-REITORIA/UFRN).

Em números, 35 notícias sobre o assunto foram veiculadas pela TVU até 31 de janeiro de 2016. A clipagem diária da mídia impressa regional, a cobertura da Rádio/Portal do MEC e do Portal da Andifes a esse trabalho da UFRN; dos meios institucionais e mídias sociais da UFRN, e da radiodifusão regional. Enquanto mídia de apoio, 25 portais, sites e blogs cobrem diariamente o que a universidade faz contra o Aedes aegypti.

Andifes na luta

Presente à reunião, a diretoria da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) entrou na batalha contra o mosquito Aedes aegypti e firmou convênio com o Ministério da Saúde. O objetivo é qualificar profissionais quanto às respostas sobre ocorrência de microcefalia relacionada com infecção pelo vírus Zika.

“Doenças não respeitam fronteiras e há anos muitos professores e grupos de pesquisas já estão envolvidos com essa temática”, disse a presidente da Andifes, Maria Lúcia Cavalli Neder, reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para quem “o combate ao mosquito é uma tarefa contínua, de todos, em todos os lugares”.

Portal UFRN

Os interessados em concorrer às vagas remanescentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) têm até esta sexta-feira, 29, para manifestar interesse em participar da lista de espera do SiSU. Dessa forma, os candidatos poderão ser reclassificados de acordo com as vagas que não foram preenchidas pelos convocados na primeira chamada, cujo cadastramento encerrou na última quarta-feira, 27, e contou com mais de 67% de comparecimento. O número, considerado positivo, foi superior a 2015.

De acordo com a pró-reitora de Graduação, Maria das Vitórias Vieira Almeida de Sá, todos os 107 cursos de graduação da UFRN ainda têm vagas disponíveis para a segunda chamada. A lista será divulgada no dia 5 de fevereiro, e o cadastramento será realizado entre os dias 15 e 18. A participação na lista de espera vale apenas para a primeira opção de curso escolhida e deve ser feita no site sisu.mec.gov.br.

Portal UFRN

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil 

Balanço divulgado hoje (27) pela Controladoria-Geral da União (CGU) mostra que, desde 2003, foram desviados R$ 2 bilhões destinados à merenda e ao transporte escolar em diversos municípios no país. Os recursos foram desviados de programas federais que recebem repasses da União.

Os ministérios da Justiça, da Educação e a CGU assinaram uma portaria conjunta estabelecendo medidas para combater as irregularidades e atuar na fiscalização desses recursos.

Ao todo, 2,7 mil municípios foram fiscalizados durante esse período. Em 199 deles foram constatadas irregularidades. Em operações conjuntas feitas pela CGU e Polícia Federal, foram presas 350 pessoas. A GCU citou, como exemplo, cinco municípios que, juntos, tiveram um prejuízo estimado em R$ 380 milhões, no período: Sermão aos Peixes (MA), onde foi constatado o desvio de R$ 114 milhões; Infecto (BA), de R$ 90 milhões; Fidúcia (PR), de 70 milhões; Cauxi (AM), de R$ 56 milhões; e, Carona (PE), R$ 50 milhões.

“A corrupção retira recursos públicos que servem para atender as demandas da sociedade. É indiscutivelmente mais grave e doloso quando se vê desvio de verbas na educação e, ainda mais, em áreas como merenda e transporte. Estão minando a possibilidade que o jovem ou a criança venham a ter um futuro melhor”, disse o ministro interino da CGU, Carlos Higino Ribeiro de Alencar.

A CGU constatou, nesses municípios, a relação entre a má gestão e o desempenho dos alunos. A média dos Índices de Desempenho da Educação Básica (Ideb) onde há corrupção é menor que a média nacional. A média nacional é 5,2, enquanto nos locais onde foi constatada fraude nos programas é 3,55.

Alencar disse que, em muitas das cidades visitadas, foi constatada ainda má gestão, o que não necessariamente configura crime. Ele citou, como exemplo, o mau condicionamento dos alimentos que seriam servidos às crianças e a falta de zelo dos gestores com os programas.

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou que os desvios foram feitos de recursos enviados diretamente a estados e municípios por meio de ações como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate). Pelo primeiro, o Ministério da Educação (MEC) transfere uma complementação de R$ 0,30 a R$ 1,20 por aluno e, pelo segundo, além de comprar ônibus e outros meios de transporte, o MEC transfere recursos para custeio.

Em 2016, a pasta vai investir R$ 3,6 bilhões em alimentação e R$ 600 milhões em custeio do transporte, que inclui tanto verbas para gasolina, quanto para aluguel de veículos, em algumas localidades.

Medidas de combate à corrupção

Para combater os desvios, MJ, MEC, CGU, PF atuarão juntos. A portaria assinada hoje tem o objetivo de aumentar tanto o rigor em relação aos repasses para alimentação, transporte e  fiscalização nos municípios.

“Estamos criando uma força-tarefa. Vamos aumentar o patamar das nossas ações e ampliar a investigação. Nossas áreas de inteligência darão mais atenção a isso”, ressaltou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O ministro interino da CGU destacou que as operações serão ampliadas. O MEC também vai ampliar o controle e monitoramento da gestão desses recursos.