Educação Arquivo

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre a partir desta segunda-feira, 22, as inscrições para o processo seletivo de bolsistas do Programa de Educação Tutorial (PET). São oferecidas 15 vagas, distribuídas entre os grupos Água Viva, Direito a Cidade, Diversidade de Saberes e Lutas Populares. Podem participar da seleção os estudantes de cursos distintos dos campi de Natal e Macaíba.

Os interessados devem se inscrever até o dia 13 de maio, mediante preenchimento da ficha de inscrição e envio do histórico escolar universitário, do comprovante de matrícula e da carta de intenções para ingresso no PET. O processo seletivo será composto por análise de desempenho acadêmico, avaliação escrita, entrevista e/ou dinâmica de grupo, além de análise das exigências previstas no edital, onde está disponível a lista de cursos para os quais se destinam as vagas. Para acessar o edital, clique aqui.

A Prefeitura de Macaíba investe na formação continuada para nossos diretores e coordenadores pedagógicos.

Neste sentido, o município contará com a presença de Cláudia Costin, professora visitante na Faculdade de Educação de Harvard e Diretora Geral do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV (Fundação Getúlio Vargas) do Rio de Janeiro.

A professora também integra a Comissão Global sobre o Futuro do Trabalho da Organização internacional do Trabalho (OIT), agência das Nações Unidas. Cláudia também foi Secretária-Executiva e Ministra da Administração e Reforma do Estado do Governo Federal entre 1995 e 2000.

Assecom

Agência Brasil – Os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançaram nesta semana o programa Ciência na Escola. O objetivo da iniciativa é qualificar o ensino de temas relacionados à disciplina em escolas públicas, nos ensinos fundamental e médio. Serão disponibilizados R$ 100 milhões para instituições apresentarem projetos visando a estimular essa temática nos bancos escolares.

Poderão concorrer a esses recursos redes de instituições que envolvam escolas, universidades, centros de ciência e espaços de desenvolvimento científico e inovação. As verbas serão distribuídas em diferentes escalas de projetos, como estadual (R$ 4 milhões), interestadual (R$ 10 milhões) e regional (R$ 20 milhões).

Os ministérios anunciaram outros projetos dentro do programa. As pastas vão ampliar a Olimpíada Nacional de Ciências, atualmente uma iniciativa do MCTIC em parceria com a Universidade Federal do Piauí. O investimento previsto é de R$ 1 milhão. A meta é ampliar o escopo da competição e chegar a 1 milhão de alunos de diferentes estados.

Entre as medidas está prevista também uma chamada pública para destinar recursos a pesquisadores com estudos relacionados ao tema, com foco no ensino de matérias dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio. O Objetivo é disseminar a prática científica e aproximar universidades, instituições científicas e tecnológicas e escolas públicas.

Os ministérios vão implementar uma plataforma que ganhou o nome de “Ciência é 10”, voltada à qualificação de professores em assuntos vinculados à área. Professores poderão fazer especialização a distância em ensino de ciências. Além disso, outra plataforma foi desenvolvida pela Rede Nacional de Pesquisa para facilitar o acompanhamento das ações do conjunto do programa.

As inscrições para o Processo Seletivo Especial do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública iniciam na próxima segunda-feira (22) a partir das 14 horas. Os interessados devem acessar o Portal do Candidato, no site do Sistema Gestor de Concursos do IFRN (http://processoseletivo.ifrn.edu.br) para se inscrever. Antes, é preciso fazer um rápido cadastro inicial. As inscrições ficarão abertas até às 17h do dia 31 de maio.

A Graduação de Tecnólogo em Gestão Pública é uma promoção da Escola de Governo, da Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos do Rio Grande do Norte, por meio de convênio com o IFRN, responsável pela execução do curso. As aulas serão iniciadas no segundo semestre de 2019 no turno vespertino. A matriz curricular compreende um total de 2.174 horas/aula, distribuídas em seis semestres letivos sequenciais, totalizando três anos.

Os requisitos para concorrer a uma das 45 vagas do curso são: ser servidor público estadual efetivo e estar ativo no exercício do cargo; possuir certificado de conclusão do ensino médio; e estar desenvolvendo atividades em qualquer uma das áreas de concentração da administração pública, seja administração geral, planejamento, gestão de recursos humanos, financeiros ou materiais. Além disso, terão prioridade os servidores que não possuam cursos de nível superior.

A seleção dos candidatos terá caráter eliminatório e classificatório, constando de três etapas: análise dos pré-requisitos, provas escrita e entrevista presencial. De acordo com o cronograma do edital, o resultado da homologação das inscrições, referente à primeira fase, está previsto para ser divulgado no dia 06 de junho, enquanto as provas serão aplicadas no dia 15 de junho de 2019. O resultado final será anunciado no dia 10 de julho e a aula inaugural tem previsão para acontecer no dia 29 de julho de 2019.

O objetivo do Curso de Tecnólogo em Gestão Pública é formar profissionais com visão crítica, estratégica e inovadora para o setor público, qualificando-os a atuarem na área de gestão das organizações públicas, aliando a teoria e a prática para uma formação crítica, reflexiva e sustentável.

Agência Brasil – Participantes que solicitaram a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem conferir hoje (17) se os pedidos foram ou não aceitos. O resultado estará disponível na Página do Participante.

Para consultar o resultado, será necessário informar o CPF e a senha criada na hora de fazer a solicitação.

Os estudantes que não tiverem a solicitação aceita poderão entrar com recurso no período de 22 a 26 de abril, também na Página do Participante. O resultado do recurso será divulgado no mesmo endereço, a partir de 2 de maio.

Para participar do exame, os estudantes – com ou sem isenção da taxa – devem fazer a inscrição no período de 6 a 17 de maio.

Ao todo, 3.687.527 estudantes solicitaram a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O prazo para pedir a isenção da taxa do Enem terminou no último dia 10. A taxa de inscrição deste ano é R$ 85.

Também nesta quarta-feira será divulgado o resultado das justificativas dos estudantes que não pagaram o Enem 2018 e que, por algum motivo, faltaram às provas. Para pedir isenção novamente este ano, esses estudantes tiveram que apresentar uma justificativa da ausência.

Estudantes isentos 

Têm direito à isenção da taxa os estudantes que estão cursando a última série do ensino médio em 2019 em escola da rede pública; aqueles que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, com renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio, o que, em valores de 2019, equivale a R$ 1.497.

São também isentos os participantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, ou seja, membros de família de baixa renda com Número de Identificação Social (NIS), único e válido, com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 499), ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.994).

Enem 2019

O Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As notas do exame podem ser usadas para ingressar em instituição pública pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

Agência Brasil – A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados quer explicações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre as medidas tomadas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O requerimento de informações, apresentado pelo deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), foi aprovado hoje (16) pela comissão.

O parlamentar manifesta preocupação com as mudanças na equipe de gestão do Ministério da Educação (MEC) e no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ainda segundo o deputado, a falência da gráfica RR Donneley, responsável pela impressão das provas nos últimos dez anos, “também acendeu um sinal de alerta” para os deputados.

Os parlamentares pedem ao Ministério da Educação (MEC) detalhes sobre o cronograma de realização da prova, principalmente sobre o tempo necessário para a contratação da nova gráfica, sem comprometer a realização do exame.

Questionam também os resultados da comissão que analisou o conteúdo para sugerir a não utilização de alguns itens no Enem 2019.

Além dos esclarecimentos sobre a edição de 2019, o deputado considera importante que o MEC apresente um planejamento detalhado para os próximos anos.

O Centro Universitário Senac atingiu a marca de 313 polos, credenciados pelo Ministério da Educação (MEC), para apoiar atividades dos cursos de graduação a distância distribuídos pelo Brasil. Desse total, está a nova unidade aberta em Rio Grande do Norte, na cidade de Macaíba. O estado já contava com cinco polos, nas localidades de Mossoró, Assu, Caicó e Natal. As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de agosto pelo Portal Senac EAD.

Ao fazer a matrícula, o aluno já ingressa no Programa de Ambientação, que consiste em uma proposta acolhedora da instituição para orientar o estudante sobre o manuseio de todas as ferramentas tecnológicas presentes no Ambiente Virtual. Por meio dessa ferramenta, são oferecidas atividades interativas monitoradas por uma equipe de mediação e tutores que permitem ao estudante vivenciar uma experiência acadêmica diferenciada.

O portfólio da graduação reúne 13 cursos nas áreas de comércio, educação, gestão, meio ambiente e tecnologia da informação. Para se inscrever no processo seletivo, basta acessar o portal Senac EAD, escolher o polo de interesse, fazer o login e selecionar seu curso:

· Tecnologia em Gestão Comercial
· Licenciatura em Pedagogia
· Bacharelado em Administração
· Bacharelado em Ciências Contábeis
· Tecnologia em Comércio Exterior
· Tecnologia em Gestão Financeira
· Tecnologia em Gestão Pública
· Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos
· Tecnologia em Logística
· Tecnologia em Marketing
· Tecnologia em Processos Gerenciais
· Tecnologia em Gestão Ambiental
· Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação

Após a escolha do curso, o interessado pode utilizar a nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de ter a opção de ingresso como segunda graduação, de modo que quem já concluiu a graduação pode realizar a matrícula automaticamente. Outra forma de ingresso é por meio de uma redação on-line, sobre o tema sinalizado no edital, ou após processo de seleção de transferência interna de outras unidades do Senac.

Todos os polos da rede Senac são credenciados pelo Ministério da Educação e contam com uma estrutura apropriada para as atividades presenciais da graduação. O estudante acompanha as aulas via internet e deve comparecer duas vezes por semestre no polo de apoio de sua escolha para realizar as avaliações presenciais. Também de acordo com o MEC, todo diploma de nível superior tem a mesma validade, independentemente de o curso ser ofertado na modalidade presencial ou a distância. Assim, o certificado da graduação do Senac EAD está alinhado a essa especificação.

Os cursos a distância oferecem ainda benefícios como a flexibilidade nos horários de estudo, o desenvolvimento de competências valorizadas no mercado (organização, proatividade e responsabilidade) e a possibilidade de conciliar a vida profissional com o estudo.

Confira os polos de graduação no Rio Grande do Norte:

ü Macaíba (novo) – Largo Cônego Estevão Dantas, s/n – Centro
ü Mossoró – Rua Dr. João Marcelino, 867 – Nova Betânia
ü Assu – Rua 24 De Junho, 1074 – Centro
ü Caicó – Rua Zeco Diniz, 1289 – Penedo
ü Natal – Rua São Tomé, 444 – Centro
ü Natal/Zona Norte – Travessa Macae, 2.875 – Santa Catarina

Sobre o Senac EAD

Com mais de 70 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nesta modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio.

A partir de 2013, com o lançamento do portal Senac EAD, a instituição ampliou a sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão universitária a distância, atendendo todo o Brasil e apoiados por mais de 340 polos presenciais para avaliações de cursos de pós-graduação e mais de 300 para graduação.

Acesse a programação completa de cursos do Senac EAD em www.ead.senac.br. Há também uma programação diversificada de cursos presencias que pode ser conferida em www.senac.br.

Serviço

Inscrições para cursos de graduação EAD para o 2º semestre 2019 do Senac EAD
Período: Até 12/8/2019
Taxa de matrícula: isento
Inscrições exclusivamente pelo site: www.ead.senac.br/graduacao

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebe até dia 23 de abril as solicitações de isenção da taxa de pagamento da inscrição para o concurso destinado ao provimento de cargo técnico-administrativo em educação. Os interessados devem acessar o site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) e preencher o formulário de solicitação de isenção, juntamente com a inscrição para o processo seletivo. Serão isentos os candidatos que pertençam a família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais e doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde. A divulgação das solicitações de isenção deferidas será realizada no dia 6 de maio.

O concurso é voltado ao quadro permanente da UFRN, que oferece oportunidades para os cargos de psicólogo clínico; nutricionista; administrador; tecnólogo em eventos e produção cultural; engenheiro de produção; assistente em administração; desenhista técnico; técnico de tecnologia da informação; técnico em enfermagem; técnico em agropecuária; técnico em eletrotécnica e técnico de laboratório.

As inscrições para os candidatos sem isenção da taxa de pagamento são realizadas até o dia 13 de maio e as provas serão aplicadas em 30 de junho. Outras informações estão disponíveis no edital, que pode ser acessado no site da Comperve.

 

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN divulgou nesta última sexta-feira (12) três editais para Pós-Graduações lato sensu em nível de Especialização, presenciais e à distância. Ao todo são 240 vagas, distribuídas entre os campi Apodi, Canguaretama, Currais Novos, Natal-Cidade Alta e Parnamirim. As inscrições para os três processos seletivos, referentes aos editais n° 15/2019, 16/2019 e 17/2019, têm início no dia 15 de abril e seguem até 6 de maio, via Portal do Candidato.

Oportunidades

Nos campi Apodi, Currais Novos e Parnamirim estão sendo disponibilizadas 120 vagas para o curso de Especialização Ensino de Ciências Naturais e Matemática, conforme o edital nº 15/2019. Podem se inscrever portadores de diploma de graduação em Física, Química, Biologia ou Matemática, e professores das áreas de Ciências Naturais (Física, Química ou Biologia) e Matemática, desde que sejam portadores de diploma de curso superior, tendo prioridade os com diploma de licenciatura, e que estejam atuando em sala de aula nas áreas de formação do curso. As aulas serão nas terças e quintas-feiras, no turno da noite.

Ainda segundo o edital, para o Campus Canguaretama do IFRN existem 40 vagas disponíveis para a Especialização em Ensino de Educação de Jovens e Adultos (EJA) no contexto da diversidade. Estão aptos a concorrer à vaga portadores de diploma de graduação que atuam como professores e/ou gestores. As aulas serão nas quintas-feiras, nos turnos vespertino e noturno. Já para o Campus Currais Novos do IFRN também há disponibilidade de 40 vagas para a Especialização à distância em Ciência e Tecnologia de Alimentos, para portadores de diploma de formação superior em Engenharia de Alimentos, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Agronomia, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária, Engenharia Química, Química Industrial, Nutrição, Farmácia e áreas afins.

Os editais nº 16/2019 e 17/2019 são referentes ao processo seletivo para a Especialização em Gestão de Programas e Projetos de Esporte e de Lazer na Escola, do Campus Natal-Cidade Alta (Unidade Rocas) do IFRN, e é aberto aos portadores de diploma de graduação em licenciaturas, psicólogo, assistente social, profissionais de saúde que trabalhem no ambiente escolar, profissionais de educação física e gestão desportiva e de lazer e áreas convergentes. São 36 vagas para o público geral, conforme o primeiro edital e 4 exclusivas para servidores do IFRN, conforme o segundo, para aulas que ocorrerão nas segundas-feiras, nos turnos matutino e vespertino.

Para mais informações, acesse:

EDITAL Nº 15/2019 – PROCESSO SELETIVO PARA CURSO SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL Nº 16/2019 – PROCESSO SELETIVO PARA CURSO SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL Nº 17/2019 – PROCESSO SELETIVO PARA CURSO SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EXCLUSIVO PARA SERVIDORES DO IFRN

Portal do Candidato

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen), por meio da Coordenação de Acesso Discente (Cadis) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), divulgou nesta quinta-feira (11), o Edital 1/2019 referente ao Programa de Pós-Graduação (PPg) em Mestrado Profissional em Uso Sustentável de Recursos Naturais (USRN). Ao todo, o processo seletivo dispõe de 26 (vinte e seis) vagas, com ingresso para o segundo semestre de 2019.

As ofertas são distribuídas entre os docentes permanentes e colaboradores – de acordo com os temas indicados no Quadro 1 do referido Edital -, sendo 10 (dez) para a Linha de Pesquisa em Saneamento Ambiental e 16 (dez) para a de Sustentabilidade e Gestão dos Recursos Naturais.

Inscrições

Os interessados poderão efetuar a inscrição a partir das 14h da próxima segunda-feira (15) até ás 17h do dia 6 de maio e somente poderão ser realizadas, exclusivamente, por meio do Sistema Gestor de Concursos (SGC). Os candidatos deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 80,00 (oitenta reais), podendo solicitar a isenção de pagamento no período de 15 a 22 de abril de 2019.

Para mais informações, acesse o documento abaixo: 

Edital Nº 01/2019 –  Mestrado Profissional em Uso Sustentável de Recursos Naturais 

Portal do Candidato

Na manhã desta quarta-feira (10), o secretário de Educação de Macaíba, Domingos Sávio, esteve representando a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação em reunião no Centro de Educação da UFRN, reunião coordenada pelo professor Jefferson Fernandes Alves, Diretor do Centro de Educação.

Domingos relatou ao blog que a reunião foi bastante importante, pois um dos objetivos foi renovar e ampliar as parcerias entre a UFRN, por meio do Centro de Educação, junto a SEEC/RN e a instituição com foco da melhoria da Educação Básica. O secretário ainda nos relatou que o Departamento de Educação vai iniciar a construção de um curso para formação continuada para conselheiros escolar, além da construção da primeira licenciatura em educação indígena, uma ação que irá impactar em particular na educação macaibense.

Pauta:

– Propostas dos mestrados profissionais em educação da infância e educação especial; retomada das ações do Fórum Permanente de Formação Docente(FEPAD); discussão e encaminhamento de propostas de formação continuada de professores (COMFOR / PROFOCO), e ações articuladas no campo da formação inicial e continuada / PIBID, residência pedagógica e estágio.

 

 

Agência Brasil – Hoje é o último dia para pedir a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Os pedidos poderão ser feitos até 23h59, no horário de Brasília, na Página do Participante do Enem. A taxa de inscrição deste ano é R$ 85.

O prazo para pedir a isenção da taxa começou no último dia 1º. Podem solicitar a isenção da taxa os estudantes que estão cursando a última série do ensino médio, em 2019, em escola da rede pública; aqueles que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, com renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio, o que, em valores de 2019, equivale a R$ 1.497.

São também isentos os participantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, ou seja, membros de família de baixa renda com Número de Identificação Social (NIS), único e válido, com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 499), ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.994).

A isenção de taxa de inscrição não é automática para nenhum grupo de participantes e a solicitação não poderá ser feita durante as inscrições.

Justificativa

Termina também hoje o prazo para que os estudantes que não pagaram o Enem 2018 e que, por algum motivo, faltaram às provas apresentem justificativa e peçam de novo a isenção.

Esses estudantes precisam enviar, também pela Página do Participante, documentos comprobatórios da justificativa da ausência. Os documentos aceitos variam de acordo com a causa: acidentes, mortes na família, internação, trabalho, casamento, emergência médica, intercâmbio acadêmico, entre outros.

A relação dos documentos consta do anexo II do Edital do Enem. Não serão aceitos documentos autodeclaratórios emitidos pelos pais ou responsáveis.

Próximos passos

Os resultados do pedido de isenção e da justificativa de ausência no Enem 2018 serão divulgados no dia 17 de abril.

Os estudantes que não tiverem a solicitação aceita poderão entrar com recurso, no período de 22 a 26 de abril, na Página do Participante. O resultado do recurso será divulgado, no mesmo endereço, a partir de 2 de maio.

Para participar do exame, os estudantes, com ou sem isenção da taxa, devem fazer a inscrição no período de 6 a 17 de maio.

Enem 2019

O Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. No primeiro dia de prova, os participantes responderão a questões de linguagens e ciências humanas e farão a prova de redação. Para isso, terão 5 horas e 30 minutos No segundo dia, os estudantes terão 5 horas para resolver as provas de ciências da natureza e matemática.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no Portal do Inep e no aplicativo oficial do Enem até o dia 13 de novembro. O resultado será divulgado, conforme o edital, em data a ser divulgada posteriormente.

As notas do Enem podem ser usadas para ingressar em instituição pública pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superio pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

As inscrições para os processos seletivos referentes aos Editais nº 10, 11 e 12/2019 para o Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC), Cursos Técnicos de Nível Médio na Forma Subsequente e Cursos Técnicos de Nível Médio na Forma Integrada na Modalidade Educação de Jovens e Adultos (ProEJA), respectivamente, terão o prazo de inscrição encerrado às 17h desta terça-feira (9). O prazo para pagamento das inscrições também foi prorrogado para o dia 10 de abril. Os interessados devem se inscrever, exclusivamente, via internet através do Portal do Candidato.

ProITEC

O Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) é um curso na modalidade à distância. O programa prepara os estudantes por meio de livro, fascículos e teleaulas para o ingresso no ensino técnico integrado ministrado pelo IFRN. A prova não dá acesso aos cursos do Instituto Federal. Ela serve para avaliar os conhecimentos e preparar os estudantes para o processo seletivo que dá acesso aos cursos técnicos integrados ao ensino médio do Instituto, o Exame de Seleção. Os estudantes que fazem a prova recebem o certificado de conclusão do ProITEC. De acordo com o edital, poderão participar do ProITEC alunos que:

a) estejam regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental em escola da rede pública de ensino e que tenham cursado todas as “séries”, ou “anos” anteriores do Ensino Fundamental, EXCLUSIVAMENTE em escola da rede pública de ensino.

b) tenham cursado TODO o Ensino Fundamental, EXCLUSIVAMENTE, em escola da rede pública de ensino.

Técnico Subsequente

A seleção para os cursos desta modalidade acontece nos diversos campi do IFRN, abrangendo os conhecimentos comuns às múltiplas formas de escolarização do nível médio, em conformidade com as diretrizes do Edital. Podem participar portadores de certificado de conclusão do Ensino Médio ou de curso equivalente. Ao todo, são mais de 1.300 vagas ofertadas por todo o estado.

ProEJA

Este processo seletivo tem como objetivo atender à política pública de Educação de Jovens e Adultos (EJA) por meio da oferta de educação profissional técnica de nível médio na perspectiva de uma formação integral, objetivando a elevação do nível de escolaridade do trabalhador. Com base na política pública vigente, o processo estará aberto exclusivamente aos portadores de, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula, 18 anos completos. São 40 ofertadas para o curso de Edificações, no Campus Mossoró do IFRN.

Para mais informações, acesse:

Edital Nº 10/2019 – Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) 2019.2

Edital Nº 11/2019 – Cursos Técnicos Subsequentes 2019.2

Edital Nº 12/2019 – Cursos Técnicos Integrados PROEJA 2019.2

Portal do Candidato

Foto: Arquivo

Agência Brasil – O novo ensino médio terá formação mais voltada para o empreendedorismo, a investigação científica, os processos criativos e a mediação e intervenção sociocultural. Estes são os eixos que vão orientar os chamados itinerários formativos, ou seja, as atividades que os estudantes poderão escolher. O modelo deverá ser implementado nas escolas públicas e privadas do país até 2021.

Isso significa que, ainda no ensino médio, os estudantes poderão, por exemplo, aprofundar os conhecimentos referentes ao mundo do trabalho e à gestão de empreendimentos. Além disso, os estudantes deixarão a escola sabendo mediar conflitos e propor soluções para questões e problemas socioculturais e ambientais identificados em suas comunidades.

Os eixos que servirão de referência para a estruturação dos itinerários formativos estão em portaria publicada nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação (MEC). Os referenciais foram definidos pela gestão passada da pasta e já estavam disponíveis na internet desde o fim do ano passado. Agora, foi feita a publicação oficial.

Formação pela BNCC

No novo ensino médio, os estudantes de todo o país terão formação semelhante, orientada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Em um ensino médio com 5 horas diárias de aulas, essa parte ocupará 60% dos três anos de formação, o equivalente a pouco mais que um ano e meio. No tempo restante, os estudantes poderão aprofundar os estudos em itinerários nas áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico.

Os referenciais publicados na semana passada servirão para orientar a elaboração dos itinerários formativos. Pelo texto, cada um dos itinerários deverá abordar pelo menos um dos eixos estruturantes, podendo abarcar inclusive os quatro. Ou seja, um estudante que optar por fazer, ainda no ensino médio, um curso técnico em informática, poderá aprender questões ligadas a processos criativos dentro da própria área, como fazer uma investigação científica relacionada à informática e assuntos afins e como empreender com o que aprendeu.

“A intenção é que a partir de 2021, as novas turmas do ensino médio entrem nas redes, sejam públicas ou particulares, em um novo ensino médio, mais antenado como a garotada, com esses jovens que hoje estão na escola. Isso é muito importante”, disse a ex-secretária de Educação Básica do MEC Kátia Smole, que coordenou a elaboração dos referenciais.

Implementação

A publicação dos referenciais era a etapa que faltava para que as redes de ensino elaborassem os currículos do ensino médio. Na rede pública, isso caberá aos estados, responsáveis pela maior parte da oferta da etapa de ensino no país.

“A parte comum [que deverá ser baseada na BNCC] é mais fácil para nós. Estamos nos organizando. Os itinerários são coisas que nunca fizemos. Os eixos estruturantes vão dar um norte para que possamos escrevê-los”, ressaltou a presidente do Conselho Estadual de Secretários de Educação (Consed), Cecília da Motta.

Cada município deverá oferecer pelo menos dois itinerários formativos aos estudantes. No ensino médio regular, até 20% das aulas poderão ser a distância e, no noturno, até 30% poderão ser ofertadas nessa modalidade.

Segundo Cecília, os estados vão dialogar com os municípios para verificar as possibilidades de oferta em cada local. A escolha dos itinerários levará em conta, entre outros fatores, as áreas com maior empregabilidade em cada cidade. “Haverá município que poderá ofertar dois itinerários e outros que poderão ofertar mais. Vamos construindo devagar”, acrescentou.

A previsão é que todos os estados concluam até o fim do ano a elaboração dos currículos. No ano que vem, os professores serão formados para atuar no novo modelo, que chegará nas salas de aula em 2021.

Apoio do MEC

A construção e implementação dos currículos cabem prioritariamente aos estados, mas cabe ao MEC auxiliar os entes federativos para que o novo ensino médio saia do papel. O Conselho Nacional de Educação (CNE), que foi responsável pela aprovação tanto da BNCC quanto das diretrizes curriculares do ensino médio, também acompanha o processo.

“Faremos o acompanhamento, o apoio, para que essa implementação possa ser bem-sucedida em relação àquilo que está normatizado”, disse o conselheiro do CNE Eduardo Deschamps, que presidiu a comissão da BNCC no conselho.

“A expectativa é que, com a implementação do novo modelo, o ensino médio passe a fazer mais sentido e ser mais útil e adequado para os jovens, independentemente do caminho que eles queiram seguir. Se querem seguir para a universidade ou para o mundo do trabalho, que seja uma formação mais vinculada ao projeto de vida que eles têm”, acrescentou Deschamps.

Na semana passada, o MEC lançou o Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular, que prevê ações como produção de materiais, cursos e impressão de documentos para discussão e formação dos currículos.

Além disso, a pasta vai ofertar bolsas de estudos e pesquisas, considerando a disponibilidade orçamentário-financeira, para o acompanhamento da elaboração dos currículos e formação de professores.

Resultado de imagem para bolsonaro velez

Agência Brasil – O presidente Jair Bolsonaro terá uma reunião na próxima segunda-feira (8) com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para definir o futuro dele no comando da pasta. Bolsonaro afirmou que tem havido reclamações sobre o funcionamento do Ministério da Educação (MEC).

“Vai ser uma última conversa, para ver se continua ou não continua”, disse o presidente nesta sexta-feira (5), logo após participar da inauguração do espaço de atendimento da Ouvidoria da Presidência da República, no Palácio do Planalto.

Segundo Bolsonaro, o ministério precisa funcionar “redondinho”, o que não tem acontecido, mas evitou tratar o afastamento de Vélez como inevitável. “Só a morte não tem conserto”, afirmou.

Do Blog

O presidente Bolsonaro já deveria ter exonerado o ministro Vélez Rodrigues há muito tempo, até este momento o ministro não mostrou qual política irá adotar para educação em nosso país, nenhuma meta, nenhum plano para os quatro anos de gestão.