Educação Arquivo

Foto: Arquivo

Agência Brasil – A prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deverá ser mais exigente este ano, e os estudantes deverão estar atentos, sobretudo ao uso da língua portuguesa, segundo o coordenador pedagógico do Vetor Vestibulares, Rubens César Carnevale, que foi corretor da redação do Enem por três anos seguidos, de 2014 a 2016.

“O que aparece na correção do Enem é a gramática instrumental. O aluno tem que ser usuário do idioma. Não precisa ser especialista, não tem que saber nomenclatura, mas tem que saber usar”, diz.

Neste domingo (4), os 5,5 milhões inscritos no Enem farão as provas de linguagem, ciências humanas e redação. Terão para isso, o tempo de 5 horas e 30 minutos. O Enem continua no dia 11 de novembro, com as provas de ciências da natureza e matemática.

O rigor da correção, segundo o professor, tem aumentado a cada ano. Em 2018, a previsão é que os corretores estejam mais exigentes, principalmente em relação ao uso da língua portuguesa. Pelo menos duas competências das cinco avaliadas no Enem cobram explicitamente o idioma.

“O Enem tem aperfeiçoado o método de correção. Não tem mais a expectativa de que aconteça o que ocorreu há quatro anos, quando alunos colocavam receitas ou hinos e tiravam nota. A expectativa não é mais essa. O treinamento dos corretores está mais rigoroso. Vai ter treinamento depois da prova. Isso é feito em todas as bancas de vestibular”, afirmou.

Para ir bem na prova, o professor dá algumas dicas, como fazer um rascunho com os principais tópicos que pretende abordar no texto. Além disso, dar atenção ao primeiro parágrafo porque ele vai definir o estilo e a linha de discurso: “O melhor é já causar uma boa primeira impressão”.

Se o tema for polêmico, Carnevale recomenda que os estudantes coloquem a visão contrária para que o avaliador entenda que o autor da dissertação compreende o panorama completo. Apesar disso, ressalta: “O texto deve ter uma conclusão clara e, embora seja possível listar outros pontos de vista na redação, não deve haver dúvida sobre a mensagem que o autor do texto pretende passar”.

Na proposta de intervenção, exigida no texto, o estudante deve deixar claro alguns elementos, primeiro, o agente, que é quem vai tomar a medida; a ação necessária; depois o meio para que seja executada e a finalidade da intervenção. Desde o ano passado, desrespeito aos direitos humanos não é mais motivo para zerar a redação inteira, mas, ainda poderá zerar uma das competências, resultando em perda de 200 pontos.

Capacitação

Em 2018, a correção será de responsabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O preparo dos corretores começou em agosto. Segundo a FGV, todos os supervisores e avaliadores de redação do Enem passaram por uma capacitação a distância por cerca de um mês. A seleção dos melhores foi baseada em uma série de avaliações realizadas ao longo desse curso.

Além da capacitação a distância, os avaliadores também participarão, nos dias 24 e 25 de novembro, de uma capacitação presencial. Antes do início da correção efetiva, eles passam ainda por um pré-teste.

Durante a correção efetiva, que começará no dia 28 de novembro, os supervisores e coordenadores acompanham diariamente o desempenho dos avaliadores por meio de relatórios gerados pelo software de correção, com números em tempo real, para que os alinhamentos ocorram de forma rápida, sem prejuízos aos participantes.

Correção

Os textos serão avaliados por, pelo menos, dois professores, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. A redação será avaliada considerando-se cinco competências. Para cada uma delas, os avaliadores darão uma nota de 0 a 200. A soma desses pontos comporá a nota total de cada avaliador, que pode chegar a 1 mil pontos.

A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores.

Caso as notas atribuídas individualmente pelos avaliadores tiverem uma diferença de mais de 100 pontos, ou a nota de qualquer uma das competências tiver uma diferença de mais de 80 pontos, a redação passará por um terceiro avaliador. Nesse caso, a nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem.

Se a diferença continuar depois da terceira avaliação, a redação será avaliada por uma banca presencial composta por três professores, que atribuirá a nota final do participante.

Competências

As competências avaliadas nas redações são:

Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa. Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos.

Redação nota zero

As redações do Enem receberão a nota zero nos seguintes casos:

Fuga total ao tema;

Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;

Caso tenham até sete linhas, tamanho considerado insuficiente;

Cópia integral de um ou mais textos motivadores da Proposta de Redação e/ou de textos motivadores apresentados no Caderno de Questões;

Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, tais como números ou sinais gráficos fora do texto;

Parte deliberadamente desconectada do tema proposto;

Assinatura, nome, apelido ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

Texto predominantemente em língua estrangeira;

Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.

Mais detalhes e exemplos de redações de edições anteriores podem ser acessadas na Cartilha do Participante.

O governador Robinson Faria recebeu, na tarde desta última segunda (29/10), uma comitiva de alunos de escolas públicas do Rio Grande do Norte que foram destaque em concursos e programas de âmbitos nacionais e internacionais.

“Tivemos boas conquistas em nosso governo e vocês são orgulho para nós. Parabenizo cada aluno, pai, mãe, professor e gestor aqui presente pelo esforço e trabalho desempenhado. Desejo que vocês continuem brilhando com perseverança e otimismo”, saudou Robinson após fazer a entrega das comendas aos alunos.

Onze alunos da rede pública de ensino estadual foram homenageados hoje pela participação em programas e projetos de liderança e protagonismo jovem, como o Jovem Senador 2018, Concurso Internacional de Redação dos Correios, Jornada Brasileira de Foguetes, Parlamento Juvenil do Mercosul e Jovens Embaixadores.

A secretária de Educação, Cláudia Santa Rosa, também reconheceu a atuação dos estudantes expoentes. “Nós trabalhamos para este resultado, mas não teríamos alcançado ele sem a dedicação e o comprometimento de vocês alunos, que têm um caminho promissor pela frente”, destacou.

Representando os alunos, Clarice Rilyane, do Centro Estadual de Educação Profissional Rui Pereira dos Santos, agradeceu a oportunidade. “Sinto admiração enorme por todos que aqui estão. É magnífico entrar, ver e estar ao lado de pessoas que buscam um futuro melhor, sobretudo nós que somos provenientes de escolas públicas. Escolas essas que são vistas de forma negativa, taxadas de que possuem um ensino ruim. E nós somos exemplos de que o ensino público estadual é bom sim, possui professores e gestores tão bem capacitados quanto outros. Só temos a agradecer”, enfatizou a vencedora da etapa nacional, e quinta colocada da fase mundial, do Concurso Internacional de Redação dos Correios.

Assim como aconteceu no ano passado, a Prefeitura de Macaíba também vai disponibilizar transporte gratuito para os estudantes que forem fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM 2018. As datas do exame deste ano são 04 e 11 de novembro. É importante que os (as) candidatos (as) estejam atentos ao Horário de Verão, que será iniciado justamente a partir do primeiro domingo de provas. Ou seja, portões serão abertos uma hora mais cedo.

Levando-se em conta o horário de Brasília (12h), na nossa Região Nordeste, os portões abrem às 11h e fecham às 12h (13h para os estados onde existe Horário de Verão). As provas começam às 12h30 (horário local) e 13h30 (Horário de Verão). Confira a seguir as rotas e os horários locais de Macaíba.

Rota 1: Capoeiras, Riacho do Feijão, Porteiras, Lagoa do Sítio I, Traíras, Canabrava, Riacho do Sangue, Jundiaí, Centro (Escolas onde acontecerão as provas).

Rota 2: As Marias, Cajazeiras, Reta Tabajara, Centro (Escolas onde acontecerão as provas), Jundiaí.

Vale lembrar que os ônibus estarão circulando a partir das 10h, obedecendo à sequência de suas rotas, ou seja: Saindo de Capoeiras e de As Marias às 10h, respectivamente.

A Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF), que teve sua cerimônia de premiação realizada no último domingo (21), contou com a participação de destaque do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Os potiguares foram premiados com medalhas de ouro, prata e bronze, durante a realização do evento.

A segunda fase desta primeira edição da OMIF aconteceu no campus Muzambinho do IF-Sul de Minas, de 19 a 21 de outubro, com a participação de 300 estudantes dos institutos de todas as regiões do Brasil. Os campi do IFRN medalhistas na competição foram: Apodi, Natal-Central, São Paulo do Potengi, Santa Cruz e Macau.

A equipe do Natal-Central liderou o quadro de medalhas do instituto com sete das 12 medalhas conquistadas, sendo a equipe que teve mais medalhistas em todo o Brasil. Confira os medalhistas do IFRN e seus respectivos campis.

 

A InPACTA – empresa incubadora da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está na organização do III Fórum Sinergia Corporativa, com o tema Desenvolvendo as habilidades do futuro, no presente. O evento de empreendedorismo acontece em ciclos: nos dias 27 de outubro, 24 de novembro e 15 de dezembro, no auditório do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) – Campus Central.

O evento é promovido pela empresa de consultoria Convictus Sinergia Corporativa, e conta ainda com a parceria de estudantes da UFRN por meio das empresas juniores Caroá Design (curso de Design), EmQuadro (curso de Audiovisual), 59Mil (curso de Publicidade) e a EJECT (curso de Ciências e Tecnologia).

Serão explorados temas como liderança, inovação e varejo através de cases e histórias de sucesso. São 12 palestras, sendo quatro em cada mês. No dia 27, os palestrantes convidados são Tiago Santos, da InLoco Media, Gabriela Noronha, gerente de relacionamento do LinkedIn, Júlio César Mendes, do aplicativo de delivery iFood, e Vanessa Amorim, da Multiplus SA.

Buscando aproximar alunos de graduação e pós-graduação, o evento oferece o código Sinergia_Inpacta com 40% de desconto, limitado a 100 ingressos. Os 50 primeiros pagantes ganharão o livro A Cura Empresarial, do empresário Fred Alecrim. Há também a disponibilidade de 20 bolsas para alunos assistidos pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae) que cursam áreas de engenharia, administração ou marketing.

As inscrições são pelo site. Mais informações na página do evento no Facebook ou pelos telefones 9 8105-2911 (falar com Emanuel) ou 9 9161-2405 (falar com Washington).

Foto: Wallacy Medeiros / Agecom

O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), por meio do Núcleo Permanente de Concursos (COMPERVE), continua com  inscrições  abertas até o dia 29 desse mesmo mês.

Serão ofertadas 720 vagas, distribuídas entre os polos de Natal, Mossoró, Caicó, Angicos e Pau dos Ferros. Podem participar do processo candidatos que estejam matriculados no Ensino Médio ou que ainda o estejam cursando, divididos nas faixas etárias estabelecidas no edital do processo seletivo. Conheça mais sobre os cursos técnicos do IMD no seguinte LINK.

Vagas

Do número total de vagas, 70% delas serão destinadas a alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental inteiramente em escolas públicas. Dessa porcentagem, metade será reservada aos candidatos com renda familiar per capita  igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

As inscrições devem ser realizadas unicamente via internet, dentro do prazo estabelecido no edital do processo. Para efetuá-las, o candidato deve: acessar o endereço eletrônico da Comperve, disponível em www.comperve.ufrn.br, preencher corretamente e enviar o formulário de inscrição; além de imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) e efetivar pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30,00, até o dia 30 de outubro. As inscrições só serão efetivadas mediante confirmação, pela Comperve, do pagamento efetuado.

Polos

Cada candidato tem direito a uma inscrição em um dos cinco polos destacados no edital do processo, podendo escolher o local (qual polo) em que deseja realizar a prova. Para solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição, o interessado deve, até o dia 15 de outubro, acessar o site da Comperve e requisitar a isenção, presente no formulário de inscrição, e enviar eletronicamente o formulário preenchido. Recomenda-se imprimir o comprovante de dispensa de pagamento.

Para solicitar a isenção do pagamento o candidato deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), bem como ser membro de família de baixa renda. O deferimento da solicitação de dispensa de pagamento será divulgado em 23 de outubro, no site da Comperve.

Prova

A prova será realizada no dia 25 de novembro nas cinco cidades citadas no edital, tendo início às 8h. Os locais de realização dos testes serão publicados no site da Comperve a partir do dia 20 de novembro. A prova será objetiva, abordando cinco campos específicos do conhecimento: Criatividade e Inovação; Comunicação e Colaboração; Pesquisa e Gerenciamento de Informações; e Conceitos e Procedimentos em Tecnologia.

O resultado do processo está previsto para ser divulgado no dia 11 de dezembro no site da Comperve. A data e o local do cadastramento dos aprovados serão informados no “Edital de Cadastramento, Matrícula e Remanejamento”, a ser publicado no mesmo dia de publicação do resultado.

Para mais informações a respeito do processo, consulte o edital disponível no LINK.

(Foto: Cícero Oliveira)

Nesta última sexta-feira (19) foi a vez da Escola Agrícola de Jundiaí receber a Caravana dos 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Na Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias, a programação teve início com a inauguração das novas instalações físicas da Diretoria e do prédio dos Cursos de Informática.

Em seguida, na Praça das Placas, foi realizada a Assembleia Universitária e a entrega de homenagens a personalidades que ajudaram a construir e desenvolver a unidade acadêmica. O encerramento das festividades, que contou com a presença de servidores (docentes e técnicos) e alunos, ficou por conta da Big Band Jerimum Jazz da Escola de Música da UFRN.

60 Anos

A UFRN foi criada em 25 de junho de 1958, por meio de lei estadual, nominada na época de Universidade do Rio Grande do Norte, sob o reitorado de Onofre Lopes. Instalada em 21 de março de 1959, em sessão solene no Teatro Alberto Maranhão, a instituição foi formada a partir da conjunção das faculdades de Farmácia, Odontologia, Direito, Medicina, Filosofia e a Escola de Serviço Social. A federalização ocorreu no dia 18 de dezembro de 1960, passando a ser chamada de Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Hoje a UFRN figura entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil, ofertando educação em todos os níveis. São 116 cursos de graduação, sendo 106 presenciais e 10 a distância. A pós-graduação “stricto sensu” oferta 86 cursos de mestrado e 41 de doutorado, já na pós “lato sensu” contabilizam-se 45 residências e 68 especializações e residências não-médicas. Além desses, oferta, aproximadamente, 23 cursos de nível médio e técnico.

*Com informações da Ascom Reitoria

IFRN conquista o maior número de medalhas dos Jogos dos Institutos Federais 2018

IFRN

No último dia de competições dos Jogos dos Institutos Federais, o IFRN disputou finais em três modalidades: basquete feminino, vôlei de praia e vôlei de quadra masculino. Em todas elas, depois de disputas emocionantes, os representantes potiguares saíram vitoriosos. Os três ouros conquistados foram fundamentais para que Instituição se despedisse do evento como a detentora do maior número de premiações dentre as 34 escolas e institutos participantes.

Além dos primeiros lugares, a delegação norte-riograndense também trouxe medalhas no judô (8 medalhas), xadrez (bronze), vôlei de quadra feminino (bronze), natação (12 medalhas) e tênis de mesa feminino (prata). Ao todo, foram 34 medalhas, sendo 8 de ouro, 11 de prata e 15 de bronze, superando, em quantidade, o Colégio Pedro II, o grande campeão dos JIFs, que encerrou sua participação com 32, sendo 21 de ouro, 7 de prata e 4 de bronze.

O Governo do Rio Grande do Norte publicou no Diário Oficial do Estado, no último sábado, 20, a convocação de 110 professores para compor o quadro efetivo da rede estadual de ensino. Esta é a quarta convocação do ano referente ao concurso do edital 001/2015.

Os convocados atendem as necessidades das disciplinas de língua portuguesa, matemática, língua espanhola, língua inglesa, química, física, educação física, ciências biológicas, filosofia, sociologia, arte, música, ensino religioso, história, geografia, além de pedagogia para educação especial, pedagogia para anos iniciais e especialistas de educação para suporte pedagógico.

As cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró, Nova Cruz, Santa Cruz, Caicó, Umarizal, Macau, São Paulo do Potengi, Ceará Mirim, Currais Novos, Assu, Apodi, Pau dos Ferros e Angicos receberão nos próximos dias professores nas áreas que necessitam. Para conferir a lista de convocados e os documentos necessários para convocação, é só acessar o site do Diário Oficial e seguir o passo-a-passo: poder executivo – governadoria – atos.

A culminância da 5ª edição da Semana Literária de Macaíba (Slim 2018) foi realizada nesta sexta-feira (19), na Praça Paulo Holanda Paz, no Centro de Macaíba. Desde a última terça-feira (16) as ações da Semana Literária foram desenvolvidas nas escolas municipais macaibenses. O objetivo da Slim 2018 é fomentar a prática da leitura nos espaços escolares e públicos propiciando momentos de valorização da cultura e literatura nacional e local.

O tema desta edição foi “Sabores e saberes da cultura Nordestina”. A Slim contou com a apresentação musical da cantora, compositora, escritora e atriz Bia Bedran. Milhares de pessoas prestigiaram o evento, que contou com uma série de atividades entre elas, gincana literária, contação de histórias, tenda para educação infantil, tenda de artesanato, tenda de livros, casa do autor, barraca de culinária, teatro popular, artesanato, arte sacra, grafitagem e jogos digitais.

A Semana Literária de Macaíba é realizada desde o ano de 2014, na terceira gestão do prefeito Fernando Cunha. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, “o objetivo é fomentar a prática da leitura nos espaços escolares e públicos propiciando assim a toda a sociedade macaibense momentos de valorização da cultura e literatura nacional e local”.

Assecom

Fotos: Márcio Lucas

 

É possível transformar a Universidade em um espaço educador sustentável? Esse é o principal questionamento da palestra ministrada pela professora Eliana de Jesus Lopes, no evento  Indicadores de Sustentabilidade para Universidades.

De acordo com a organização, a palestra é uma oportunidade de verificarmos como a Política de Comunicação poderá contribuir para se alcançar a sustentabilidade na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

O evento acontece amanhã, 19 de outubro, às 14h30, no auditório da Superintendência de Infraestrutura da UFRN. A entrada é gratuita, com direito a certificado de participação. As inscrições devem ser feitas no local do evento.

Palestrante

Eliana de Jesus Lopes é mestre em Engenharia de Produção e Especialista em Gestão Ambiental. Professora nos cursos de Engenharia de Produção e Administração, do Centro Universitário Uninta (CE). É autora de artigos sobre ações de sustentabilidade e educação ambiental em universidades.

Curso de Apicultura é destaque em rede nacional

“Escola no meio do sertão do RN forma apicultores e transforma região”: foi com este tema que o curso técnico em Apicultura, do Campus Pau dos Ferros do IFRN, foi apresentado a todo o Brasil, na edição nacional do programa Globo Rural, exibida na manhã do último domingo (14).

Apicultura é o primeiro curso técnico de Instituto Federal do País e, desde que começou a funcionar, em 2012, tem atraído olhares de muita gente, inclusive da imprensa.

Através de reportagem de Nelson Araújo e Francisco Maffezoli Júnior, o Globo Rural mostrou a estrutura da escola, sua qualidade na educação e importância para o desenvolvimento da Região.

A reportagem mencionou o ensino médio integrado aos cursos técnicos, de qualidade, completo; mostrando, ainda, o perfil acolhedor do IFRN, com a sua reserva de 50% das vagas para estudantes da rede pública, oportunizando que jovens de camadas menos favorecidas possam ter acesso à educação de qualidade, como filhos de agricultores, mencionados na reportagem. “De cada dez alunos, sete vêm de classes mais populares”, diz a Diretora Geral do CampusProfessora Francimar da Silva, à reportagem.

Dois alunos foram destaques: João Vitor Pires da Silva e José Kelvin de Araújo Silva, cuja reportagem apresentou, além de seus pais, um pouco de suas histórias, inclusive a partir de quando o IFRN passou a fazer parte de suas vidas. A reportagem destacou também que o curso tem empregabilidade, através do ex-aluno Elzir de Queiroz, técnico formado pelo Campus e já atua como apicultor profissional no município de Marcelino Vieira (RN).

A veiculação mostrou ao Brasil a formação teórico-prática de qualidade que a Instituição proporciona, atrelada à formação humanística, profissional e cidadã, mostrando que a educação traz esperança e é capaz de transformar vidas e proporcionar um futuro melhor.

“A Instituição provoca na região uma transformação parecida com a que acontece quando chove na caatinga, quando a vida aexplode e fica tudo verdinho. Com educação de excelência, a juventude floresce e a cidadania frutifica”, diz a reportagem.

A notícia foi ao ar na manhã deste domingo (14 de outubro), na edição nacional do Globo Rural, veiculada através da Rede Globo de televisão. O conteúdo on-line já está disponível e pode ser assistida através do link abaixo:

Reportagem: “Escola no meio do sertão do RN forma apicultores e transforma região