Educação Arquivo

A Comissão de Educação e Saúde da Câmara Municipal de Macaíba, integrada pelos vereadores Ismarleide Fernandes Duarte, Edma Dantas Maia e Antonio França Sobrinho, esteve reunida com Domingos Sávio, secretário municipal de Educação, na manhã desta terça-feira, dia 19 de março de 2019.

O objetivo da reunião foi buscar soluções para a problemática envolvendo os estudantes do Ensino Médio.

Segundo Ismarleide, a demanda de alunos para o Ensino Médio em Macaíba está grande e as escolas da rede estadual não estão tendo vagas suficientes para atender a clientela.

A Comissão está articulada junto a Secretaria Municipal de Educação para procurar o Governo do Estado e fazer um pacto, com relação a essa questão, além de outras, como transporte escolar e o preenchimento das vagas de professores auxiliares da rede municipal.

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN publicou os editais nº 11/2019 e nº 12/2019, referentes aos processos seletivos para os Cursos Técnicos de Nível Médio na Forma Subsequente e Cursos Técnicos de Nível Médio na Forma Integrada na Modalidade Educação de Jovens e Adultos, respectivamente. Os semestres letivos de ambos têm início em 2019.2.

Técnico Subsequente

A seleção para os cursos desta modalidade acontece nos diversos campi do IFRN, abrangendo os conhecimentos comuns às múltiplas formas de escolarização do nível médio, em conformidade com as diretrizes do Edital. Podem participar portadores de certificado de conclusão do Ensino Médio ou de curso equivalente. Ao todo, são mais de 1.300 vagas ofertadas por todo o estado.

ProEJA

Este processo seletivo tem como objetivo atender à política pública de Educação de Jovens e Adultos (EJA) por meio da oferta de educação profissional técnica de nível médio na perspectiva de uma formação integral, objetivando a elevação do nível de escolaridade do trabalhador. Com base na política pública vigente, o processo estará aberto exclusivamente aos portadores de, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula, 18 anos completos. São 40 ofertadas para o curso de Edificações, no Campus Mossoró do IFRN.

Inscrições

A inscrição dos interessados deve ser realizada exclusivamente via internet, no Portal do Candidato, a partir das 17h do dia 20 de março até às 17h do dia 8 de abril.

Para mais informações, acesse:

Edital 11/2019-PROEN/IFRN – Cursos Técnicos Subsequentes 2019.2

Edital 12/2019-PROEN/IFRN – Cursos Técnicos Integrados PROEJA 2019.2

Portal do Candidato

O Governo do Estado, através da secretaria estadual de Educação, contratou a  empresa TAC – Transporte e Aluguel de Carros LTDA, para prestar serviços locação de transporte escolar em Macaíba. Conforme já havíamos relatado, os alunos da Rede Estadual iniciaram o ano letivo sem transporte.

Ao todo serão 14 ônibus para transportar os alunos tanto do ensino médio quanto do fundamental.

Construir políticas públicas com intuito de erradicar o analfabetismo, no Rio Grande do Norte, é uma das prioridades da gestão da governadora Fátima Bezerra. Este compromisso foi reafirmado na tarde desta quarta-feira, 13, no Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy onde diversas instituições voltadas à educação se reuniram para debater este tema.

Em seu programa de governo, Fátima traz como meta a melhoria dos indicadores de qualidade na educação básica, articulando ações com as instituições públicas municipais, estaduais e federais. “Temos uma bússola para seguir que são os Planos Nacional e Estadual de Educação, nosso foco começa pela expansão e fortalecimento do ensino básico, que passa pela valorização do profissional da educação. Estamos estabelecendo o prazo de até 2027, para avençar no que diz respeito a erradicação do analfabetismo no Rio Grande do Norte. Esse sonho é de todos nós”, disse.

Como resultado desta primeira reunião, foi criado um comitê gestor de alfabetização e formação, sob a coordenação da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC), e a participação de diversas instituições parceiras para no prazo de 90 dias apresentar o plano de trabalho que deve ser iniciado no segundo semestre deste ano. “O número de analfabetos com 15 anos ou mais no RN ultrapassa 420 mil pessoas. À luz do plano de governo e do plano nacional de educação, o desafio é unir as instituições, para criar coletivamente um conjunto de ações de curto, médio e longo prazos“, destacou Getúlio Marques, secretário de Educação do Estado.

A SEEC propõe a criação de uma política que traga democratização do acesso, bem como preocupe-se com a permanência do aluno em sala de aula e com sucesso na aprendizagem. Valorizando a inclusão social com valorização da diversidade e fortalecer a integração da formação escolar à educação profissional nas diversas áreas dos arranjos econômicos, àaexemplo dos institutos federais que transformaram a realidade de milhões de jovens por todo o Brasil e especialmente na região nordeste.

Integram este grupo gestor de enfrentamento ao analfabetismo, o Governo do Estado, a Federação dos Municípios do RN – Femurn, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime, Igreja Católica, Movimentos Sociais, Fiern, Fórum Estadual de Educação, Instituições de Ensino Superior e Técnico do RN e Sistema S.

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN publicou, nesta última sexta-feira (8), o Edital 10/2019, referente ao Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC). O Programa objetiva o aprofundamento de aprendizagem de alunos das escolas da rede pública de ensino do Rio Grande do Norte, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ética e Cidadania.

Inscrições e isenção

Os interessados poderão se inscrever a partir da próxima segunda (11), a partir das 14h, até às 17h do dia 8 de abril, exclusivamente via internet, através do Portal do Candidato. Para realizar a inscrição, é necessário efetuar o pagamento de uma taxa de R$ 30,00 (trinta reais). O aluno que não tenha acesso à internet poderá fazer a sua inscrição em qualquer um dos campi do IFRN, em dias úteis, nos horários de funcionamento de acordo com o Anexo I do Edital. Os estudantes que forem membros de família de baixa renda e comprovem inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), podem acessar o Sistema Gestor de Concurso e solicitar a isenção do pagamento no período de 11 a 20 de março de 2018.

ProITEC

O Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) é um curso na modalidade à distância. O programa prepara os estudantes por meio de livro, fascículos e teleaulas para o ingresso no ensino técnico integrado ministrado pelo IFRN. A prova não dá acesso aos cursos do Instituto Federal. Ela serve para avaliar os conhecimentos e preparar os estudantes para o processo seletivo que dá acesso aos cursos técnicos integrados ao ensino médio do Instituto, o Exame de Seleção. Os estudantes que fazem a prova recebem o certificado de conclusão do ProITEC. De acordo com o edital, poderão participar do ProITEC alunos que:

a) estejam regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental em escola da rede pública de ensino e que tenham cursado todas as “séries”, ou “anos” anteriores do Ensino Fundamental, EXCLUSIVAMENTE em escola da rede pública de ensino.

b) tenham cursado TODO o Ensino Fundamental, EXCLUSIVAMENTE, em escola da rede pública de ensino.

Acesse:

Edital Nº 10/2019 – Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) 2019

Portal do Candidato

Nesta segunda-feira (11), uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil resultou na apreensão de dois adolescentes suspeitos de assaltarem turistas na praia da Via Costeira, zona Leste de Natal.

Por volta das 11h, três turistas argentinos foram roubados na praia. Policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR) e policiais civis da Delegacia Especializada em Assistência ao Turista (DEATUR) realizaram diligências e abordaram dois suspeitos por trás da CIPTUR, na via costeira. De imediato foi realizado o reconhecimento dos dois menores de idade como sendo os autores do roubo. Foram recuperados alguns pertences das vítimas e apreendida a faca utilizada no roubo.

Os menores foram conduzidos à Delegacia Especial de Atendimento ao Adolescente (DEA) para os procedimentos cabíveis.

Candidatos aguardam abertura do portões do UniCEUB em Brasília, para o primeiro dia de provas do Enem 2018

Valter Campanato/Agência Brasil

Agência Brasil – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá uma nova diagramação na edição deste ano. O exame não terá mais folha de rascunho. Agora, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os cadernos de questões do Enem terão um espaço em branco para apoio na elaboração de cálculos e da redação.

A medida gerará “uma significativa economia com papel e impressão”, de acordo com o Inep. Além da mudança na diagramação, os dados biométricos dos estudantes passarão a ser coletados com uma pequena esponja que permite a coleta da digital e pode ser utilizada mais de três mil vezes. Até o ano passado, a coleta da digital era feita com uma lâmina de grafite, individual.

A capacitação dos colaboradores envolvidos na aplicação do Enem será feita principalmente a distância, reduzindo a capacitação presencial. Ao todo, cerca de 500 mil pessoas trabalham na aplicação das provas. Segundo o Inep, essa medida eliminará gastos com passagem aérea e terrestre, hospedagem, aluguel de salas e auditórios em diversas partes do país.

Neste ano, o Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio. Entre 1º e 10 de abril os estudantes poderão pedir isenção da taxa de inscrição. Nesse mesmo período, o Inep vai receber as justificativas dos que faltaram às provas em 2018.

Economia

As medidas que serão adotadas no Enem fazem parte do Programa de Redução de Custos e Otimização dos Recursos Logísticos, um dos seis pilares do Programa de Modernização do Inep. O Programa recorre a um modelo de tutoria, no qual consultores externos atuam em conjunto com as equipes internas.

Ao todo, o Inep estima uma economia de R$ 42 milhões nos exames e avaliações de 2019 que estão a cargo da autarquia. Economia que, ao longo do ano, pode ser ainda maior do que a esperada. “Com a contribuição de consultores contratados, pretendemos diminuir ainda mais os custos a partir da redução de despesas adicionais. Todas as medidas de economia estão sendo adotadas de forma a manter a qualidade na impressão, distribuição, monitoramento, segurança e aplicação dos exames do Inep”, diz o presidente da autarquia, Marcus Vinicius Rodrigues, em nota divulgada pelo Inep.

Além do Enem, o Inep é responsável por avaliações como a Prova Brasil, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

sala de aula

Arquivo/Agência Brasil

Agência Brasil – O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (11) a relação dos candidatos participantes da lista de espera. A lista será disponibilizada para consulta pelas instituições de ensino superior.

Todos os candidatos participantes da lista terão de comparecer às instituições nas quais estão pleiteando uma vaga, para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição. O prazo para que isso seja feito é 12 a 13 de março.

A lista de espera será usada pelas próprias instituições, que irão convocar candidatos para o preenchimento das bolsas remanescentes.

Os estudantes que não garantiram uma bolsa de estudos puderam manifestar interesse em participar da lista na semana passada, até sexta-feira (8).

ProUni

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o MEC. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

O senador Styvenson Valentim  apresentou um projeto de lei que altera a lei que regula o ingresso nas universidades federais.  A proposta do senador é que metade das vagas ociosas, por causa da desistência ou transferência de alunos nos cursos, seja reservada para candidatos que integrem famílias com renda igual ou inferior a um salário-mínimo e meio per capita.

No dia do Enem, estudantes devem chegar aos locais de prova com antecedência

Arquivo/Marcello Casal/Agência Brasil

Agência Brasil – As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, segundo cronograma divulgado na tarde de hoje (27) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Pelo calendário, as inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio.

Entre 1º e 10 de abril os estudantes poderão pedir isenção da taxa de inscrição. Nesse mesmo período, o Inep vai receber as justificativas dos que faltaram às provas em 2018. O edital do Enem, conforme o instituto, será publicado no próximo mês.

No ano passado, 5,5 milhões de pessoas se inscreveram para fazer o Enem, mas 4,1 milhões compareceram aos dois dias de provas. Nos dois domingos de exame, os estudantes precisam desenvolver conhecimentos de linguagens, incluindo redação, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

Os resultados do Enem podem ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento do curso pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Em 2019 o Sisu ofereceu 235,4 mil vagas, distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. Além de universidades brasileiras, os estudantes podem se inscrever em 37 instituições portuguesas que têm convênio com o Inep.

A Secretaria Estadual de Educação e Cultura do RN (SEEC/RN) foi surpreendida com mensagem eletrônica do MEC, que solicita gravação e envio de vídeos dos estudantes, entoando o Hino Nacional e fazendo leitura de texto com referências e slogan da campanha presidencial.

Diante desse fato, a SEEC vem publicamente reafirmar sua defesa intransigente da autonomia e da liberdade didático-pedagógica das escolas e do sistema estadual de ensino. Essa defesa tem como base o Art. 227 da Constituição Federal e os artigos 17 e 100 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que protegem a criança e o adolescente de exposição indevida de imagens públicas, privacidade e individualidade infanto-juvenil.

De acordo, ainda, com o artigo 206 da Constituição Federal e artigo 3° da Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional – LDB 9394/96, as escolas têm liberdade de organização e desenvolvimento de suas atividades e práticas pedagógicas, sendo orientadas a não veicularem propaganda político-partidária com os estudantes e profissionais da educação.

Nesse sentido, a SEEC/RN informa aos Gestores da Rede Estadual que não adotará a presente medida, respeitando a legislação nacional e o direito de aprendizagens das crianças e adolescentes.

A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) não foi informada previamente e considera inadequadas, na forma e no conteúdo, as recomendações encaminhadas, na última segunda-feira (25), pelo Ministério da Educação (MEC), às escolas brasileiras.

Em consonância com a defesa do Estado Democrático de Direito, do diálogo e da pactuação entre os diferentes entes da federação, Dirigentes Municipais de Educação reiteram a importância do fortalecimento do regime de colaboração, do respeito à autonomia dos sistemas de ensino e do exercício da prática pedagógica, independentemente de correntes ou ideologias político-partidárias.

Neste sentido, a Undime não recomenda a adoção dos procedimentos indicados tais como a gravação de vídeos com alunos sem a devida autorização dos responsáveis legais. Tampouco aceita a utilização de conteúdo eleitoral e de promoção pessoal de qualquer agente político nas redes de ensino. O procedimento de execução do Hino Nacional já está regulamentado em legislação vigente.

 

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que integra o Ministério Público Federal, encaminhou hoje (26) pedido de esclarecimento ao ministro da Educação, Ricardo Vélez, sobre mensagem enviada a escolas do país. A PFDC solicita que o MEC apresente, em até 24 horas, justificativa do ato administrativo com base “nos preceitos constitucionais e legais a que estão submetidos todos os agentes públicos”.

De acordo com nota publicada pelo MEC, a carta diz o seguinte: “Brasileiros! Vamos saudar o Brasil dos novos tempos e celebrar a educação responsável e de qualidade a ser desenvolvida na nossa escola pelos professores, em benefício de vocês, alunos, que constituem a nova geração. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!”.

Após a leitura, pede-se que todos fiquem perfilados diante da bandeira do Brasil, se houver na unidade de ensino, e que seja executado o Hino Nacional.

A carta continha o slogan utilizado na campanha do presidente Jair Bolsonaro – “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!”.

Hoje (26), o MEC informou em nota que enviou uma nova mensagem às escolas, com uma carta sem o slogan de campanha. A pasta ressalta que o ato é voluntário, para as escolas que quiserem aderir. O MEC diz ainda que as imagens serão utilizadas mediante autorização dos pais e responsáveis.

Argumentos 

De acordo com a procuradoria, a mensagem feriu o Artigo 5º da Constituição Federal, que assegura ser livre a manifestação do pensamento e que é inviolável a liberdade de consciência e de crença. “O mesmo artigo constitucional garante que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”, disse em nota.

O documento cita também Artigo 37 da Constituição Federal, segundo o qual a publicidade de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos.

A PFDC argumenta que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) assegura à criança e ao adolescente o direito à liberdade, ao respeito e à dignidade como pessoas humanas em processo de desenvolvimento e como sujeitos de direitos civis, humanos e sociais garantidos na Constituição e nas leis.

Com informações da Agência Brasil

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), divulgou, nesta segunda-feira, 25, o edital de seleção para reocupação de vagas residuais da instituição. Ao todo são oferecidas 217 vagas distribuídas entre os cursos de graduação da UFRN, para ingresso no segundo semestre de 2019.

Podem concorrer a vagas candidatos que possuem vínculo ativo em algum curso de nível superior, pessoas que já são graduadas e, também, ex-alunos de graduação da UFRN. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 11 de março e 1º de abril pela internet. O interessado deve acessar o portal da Comperve no período indicado acima, preencher a ficha de inscrição que estará disponível, e pagar a taxa no valor de R$ 30.

A seleção conta com prova objetiva de Português e Matemática, redação e avaliação de títulos. As avaliações acontecem no dia 05 de maio e o resultado final será divulgado na data provável de 28 de junho. Mais informações podem ser obtidas no edital do processo, disponível neste link.

Conheça relatos de estudantes que tiveram as vidas transformadas pelo IFRN

João Gabriel, Amanda Cristina e Wilen Ivinen, respectivamente

Portal IFRN – “Aqui no IFRN, nós estamos em um ambiente misto, diverso. Encontramos pessoas que vêm tanto da esfera da rede rural quanto do ciclo urbano; esse ambiente  múltiplo permite uma soma de conhecimentos que vamos adquirindo”. É o que pensa  João Gabriel Azevedo, estudante do 4º ano do Curso Integrado em Equipamentos Biomédicos. Aluno do Campus Ceará-Mirim do IFRN, João considera que um dos marcos do Instituto é a integração ofertada. “O IFRN não é apenas o ensino médio e técnico, mas também são vivências. Os eventos, por exemplo, são oportunidades que integralizam todas as áreas do conhecimento”, declarou.

Superação

Já para Amanda Marques, concluinte do Curso Integrado em Programação de Jogos Digitais, o IFRN surgiu como um grande desafio: “tive muitas dificuldades para estudar, devido a distância que percorria todos os dias. Sou de Touros e minha jornada envolve quase duas horas de viagem até o Campus Ceará-Mirim”. Diante dos contratempos, a aluna pensou em desistir: “Foi bastante cansativo porque é um tempo significativo, onde eu poderia estar estudando ou descansando, mas com o incentivo da família e dos professores, hoje estou perto de me formar”. Segundo ela, foi graças ao auxílio psicológico da família e dos professores, que tomou a decisão de permanecer e utilizar os obstáculos como estímulo. “Percebi que por se tratar do IFRN, a minha luta valia a pena”, contou.

Colega de campus de João Gabriel e Amanda, Wilen Ferreira, é estudante do primeiro ano do curso Técnico Integrado em Equipamentos Biomédicos. Ele também relatou dificuldades relacionadas à locomoção de casa até o IFRN: “Acho que todo esforço vale a pena. Eu tentei entrar por vários anos e não consegui, mas persisti e apesar de ter que voltar e repetir um ano ao escolher entrar no IFRN, com certeza não me arrependo, pois essa experiência é resultado da minha aprovação, que foi conquistada com muito estudo, esforço e dedicação. O aluno, que mora na cidade de Pureza (próxima a Ceará-Mirim) conta que, em apenas uma semana de aula no Instituto, já observa diferenças: “Eu vim de escola particular e sinto muito as distinções de realidade, principalmente na estrutura, que no IFRN é mais ampla e moderna”, disse.

Experiências e projetos

João Gabriel foi presidente do Grêmio Estudantil do Campus. Para ele, a experiência contribuiu na vivência dentro da Instituição. “O Grêmio me tornou mais presente dentro do IFRN, não somente na parte educacional com o ensino técnico, mas, inclusive, na cidadania. Isso realmente marcou a minha história na Instituição, essa facilidade que temos de ter uma vivência, não somente técnica como também de política estudantil”, destacou. Já para Amanda, as contribuições do IFRN durante sua trajetória como aluna estão ligadas às visões de mundo: “Eu vivia na minha ‘cidadezinha’ e pretendia trabalhar em alguma coisa, mas depois que entrei no Instituto fui apresentada ao mundo externo. O IFRN me abriu portas para conhecer as minhas capacidades e ousar carreiras maiores”, afirmou. Wilen mostrou-se otimista diante do que espera do Instituto: “na minha outra escola, as pessoas eram mais conservadoras, e aqui eu sinto mais liberdade, talvez por se tratar de uma Instituição laica e que viabiliza os direitos humanos. Acho que estar aqui será, em muitos sentidos, enriquecedor para minha experiência de vida”, finalizou.

Os concluintes Amanda e João Gabriel participaram de projetos de Pesquisa e Extensão que os levaram para além do Rio Grande do Norte e são entusiastas desse tipo de ação: “as pesquisas e os projetos demonstram que o IFRN não está somente aqui, ele pode sair e alcançar a comunidade com atividades de Extensão e tendo a Pesquisa como parceira e aliada”, disseram.