Educação Arquivo

MEC avalia cursos do IFRN com "perfil muito bom de qualidade"

O Diário Oficial da União (DOU) tornou público, nesta última  segunda-feira (12), o reconhecimento oficial dos cursos superiores de Licenciatura em Física do Campus Santa Cruz e de Química do Campus Currais Novos, ofertados pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Na avaliação do Ministério da Educação (MEC) – realizada a cada três anos -, os cursos obtiveram conceito 4 em uma escala que vai de 1 a 5.

Em uma visita aos Campi, realizada pelo MEC em maio deste ano, o Ministério avaliou o curso de Física a partir de submissão de documentos para a comissão avaliadora, reuniões com membros da gestão, coordenador do curso, docentes e discentes, e visita às instalações físicas. As notas foram de 4,75 para a organização didático-pedagógica; 4,55 para o corpo docente e tutorial; e 3,80 para infraestrutura.. Já o curso de Química obteve notas de 4,15 para organização didático-pedagógica; 4,42 para corpo docente e tutorial; e 4,09 para infraestrutura. As avaliações também foram realizadas a partir de análise de documentos fornecidos pelo curso.

A diretora de Avaliação e Regulação de Ensino (Diaren), professora Tarcimária Gomes, afirmou que a portaria de reconhecimento destas duas Licenciaturas pelo MEC concede ao IFRN um momento de culminância e excelência. “Esta oficialização demonstra a aptidão do IFRN em continuar ofertando cursos qualificados, com profissionais titulados e estruturas capacitadas para receber o aluno”, ressalta.

Os cursos

Antes da formação do curso de Licenciatura em Física em Santa Cruz, via-se uma necessidade na região da mesorregião de professores de física com formação superior para ensino na educação básica pública. O curso é oferecido no turno noturno e em modalidade presencial e começou a ser ofertado no ano de 2009. Já o curso de Licenciatura em Química em Currais Novos começou em 2008. A primeira turma se formou em 2013 e até então 60 alunos já foram formados, entre os professores, sete estão em regime de trabalho exclusivo, sendo seis deles doutores e um mestre.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), torna público o Processo Seletivo Complementar para formação de turmas de alunos para os cursos Técnicos em Agroindústria e Agropecuária na modalidade Subsequente, de acordo com as condições definidas no Edital N° 07/2018.

 

EAJ/UFRN

Uma estrutura inovadora com estética contemporânea, assim é a Gridshell Dunas, uma construção desenvolvida no Laboratório de Estudos da Madeira (LABEM) da Universidade Federal do RIo Grande do Norte (UFRN) que utiliza a madeira pinus e parafusos rosqueados em seu método construtivo. Gridshell Dunas é considerada a primeira iniciativa do modelo para pesquisa no Nordeste brasileiro.

 Desenvolvida no âmbito de mestrado da aluna Isabela Souza, junto ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil com foco em Materiais e Processos Construtivos, o projeto tem orientação da professora Edna Moura Pinto e co-orientação do professor Alfredo Manuel Dias (Universidade de Coimbra/Portugal).

 Montada no estacionamento do Núcleo Tecnológico da UFRN, ao lado do LABEM, a Gridshell Dunas segue o modelo de casca reticulada, comumente utilizada na Itália e na Espanha. “Essas estruturas podem ser projetadas em diferentes materiais, e aqui escolhemos a madeira. As principais características do método dizem respeito a ausência de necessidade do uso de pilares intermediários e o baixo consumo de material em relação a superfície de cobertura da estrutura. Por esse motivo o método se adequa satisfatoriamente a construção de ambientes de convivência, por exemplo, como pavilhões de feiras”, explica a professora Edna Moura Pinto.

 “A materialização dessa pesquisa envolveu o apoio de diferentes agentes e a participação dos alunos da pós graduação da Engenharia civil, graduação em Arquitetura, o Centro de Tecnologia, Superintendência de Infraestrutura, Laboratório de Estudos da Madeira/ UFRN, a Escola Agrícola de Jundiaí, bem como o envolvimento da iniciativa privada e terceiro setor, parceiros tais como o Estúdio Oito Engenharia e o Instituto de Inovação e Sustentabilidade”, comenta a mestranda Isabela Souza.

 A Gridshell Dunas vem sendo planejada desde 2017. Foram feitas pesquisas, desenvolvimento de estrutura virtual em autocad e maquete até chegar à etapa de construção da grid, que cobre uma área de 20 metros quadrados.

 Em fala, o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Fagner Alexandre Nunes de França, destaca o quanto o trabalho desenvolvido representa inovação. “É muito pertinente e interessante o trabalho desenvolvido com a Dunas Shell no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. É algo que não se tem em

Natal, que poderia ser muito bem aplicada em restaurantes da cidade sem muito custo para o investidor”.

 Para o Prof. João Inácio da Silva Filho, vice-diretor interino da Escola Agrícola de Jundiaí, colaborar com o projeto é motivo de muita felicidade. É muito bom ver a universidade desenvolvendo projetos inovadores para o estado unindo o terceiro setor e a academia. Temos vários departamentos unidos no desenvolvimento deste projeto que é o primeiro do nordeste. Esta inovação deve ser valorizada e incentivada para sua ampliação”, aponta o Prof. João Inácio da Silva Filho.

 Em nova etapa do projeto, a estrutura montada na UFRN receberá uma fundação com eucalipto para ser estruturada uma área de convivência que vai contar com jardineiras. Será uma área de convivência e visitação para outras universidades que tenham interesse em pesquisar o método.

Candidatos chegam para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os portões foram fechados às 13h, horário de Brasília.

Wilson Dias/Arquivo Agência Brasil

Agência Brasil – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga hoje (14) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na página do exame. Além dos gabaritos, o Inep vai divulgar os cadernos de questões aplicados nos últimos dias 4 e 11 a mais de 4 milhões de estudantes em todo o país.

Mesmo com o gabarito, os candidatos não conseguirão saber a nota que tiraram porque o sistema de correção do Enem usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele. Dessa forma, o candidato só saberá a sua nota nas provas objetivas após a divulgação do resultado final, em janeiro.

Os resultados individuais do Enem serão divulgados no dia 18 de janeiro.

Segunda-feira (12), o Inep anulou uma das questões da prova de matemática por já ter sido usada em um vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 2013, descumprindo os requisitos de ineditismo e sigilo do exame. A autarquia instaurou sindicância para apurar responsabilidades.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. No primeiro domingo, os estudantes fizeram provas de linguagem, ciências humanas e redação. No segundo domingo, fizeram provas de ciências da natureza e matemática.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

SEEC/ASSECOM

Para o ano letivo de 2019, a Educação do RN está ofertando, ao todo, 283.329 vagas nas 610 escolas que compõe a rede estadual de ensino. Com matrículas abertas para estudantes de necessidades educacionais, pessoas fora da escola e para alunos que desejem cursar ensino em tempo integral, a SEEC registra normalidade na primeira etapa do calendário de matrículas. O ano letivo de 2019, para as escolas estaduais, deve começar em 14 de fevereiro.

Até o próximo dia 30 de novembro, os estudantes com necessidades educacionais especiais e pessoas fora da escola podem entrar no portal do SIGEduc (www.sigeduc.rn.gov.br) e realizar a solicitação de matrícula. Uma vez realizado o pedido, o interessado deve imprimir o comprovante e levar, em quatro dias úteis, os documentos pessoais para a escola escolhida a fim de efetivar a vaga. A SEEC nomeou o período de matrículas para pessoas fora da escola de Chamada Escolar.

Nesse mesmo período os alunos que desejarem cursar o ensino em tempo integral, seja no ensino fundamental ou médio, devem realizar a solicitação de matrícula. O resultado das vagas concedidas será publicado dia 20 de dezembro e os contemplados terão quatro dias úteis para realizar a validação da matrícula.

“A etapa seguinte será a renovação da matrícula de alunos veteranos, que acontecerá entre os dias 26 de dezembro à 18 de janeiro. A própria escola fará a solicitação no sistema”, explica Ana Paula Flor, coordenadora de Tecnologia da SEEC.

Os alunos da rede estadual de ensino que buscarem transferência para outra unidade da própria rede devem comparecer na secretaria da escola, no período de 26 de dezembro de 2018 até o dia 21 de janeiro de 2019. O mesmo prazo vale para as transferências dos alunos oriundos da rede municipal para a estadual de ensino. Os estudantes que por motivo pessoal desejem ser transferidos devem buscar a sua escola no período de 26 de dezembro até o dia final das demais transferências, dia 21/01/19.

Canais de matrícula

Além do portal, o estudante ou responsável pode realizar a matrícula por meio do aplicativo Matrícula Escolar RN, disponível na Google Play. Caso o estudante ou responsável não consiga fazer a matrícula através dessas plataformas, o interessado pode ir na própria escola ou até a sede da DIREC na qual a escola pertence. A SEEC também realiza atendimento na Central de Matrículas, que fica localizada no andar térreo da Secretaria de Educação, no Centro Administrativo do Estado.

Novos estudantes

A solicitação de vagas remanescentes para estudantes que desejem ingressar na rede estadual de ensino começa em 31 de janeiro. Os responsáveis deverão acessar o SIGEduc, preencher a solicitação de matrícula de acordo com a disponibilidade das vagas remanescentes e buscar a escola escolhida, em no máximo quatro dias, para efetivação da matrícula. A oferta de novas vagas seguirá até o dia 10 de fevereiro de 2018.

A Comissão Eleitoral da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), responsável pelo processo de consulta à comunidade universitária para eleição de reitor e vice-reitor nesta terça-feira, 13 de novembro, informa que o servidor para votação está temporariamente indisponível no endereço www.sigeleicao.ufrn.br. A Superintendência de Informática (Sinfo) está trabalhando para que o acesso à cabine de votação seja retomado o mais breve possível. Outras informações serão divulgadas em instantes.

Exame de seleção 2019: divulgado resultado parcial das redações

A Coordenação de Acesso Discente (Cadis) divulgou na tarde desta segunda-feira  (12), o resultado parcial da Produção Textual do Exame de Seleção 2019, referente ao edital 29/2018. O resultado da redação já pode ser conferido através do Portal do Candidato.

Vistas e recursos

No dia útil imediatamente após a divulgação do resultado da Produção Textual Escrita, ou seja, na terça-feira (13), o candidato (ou responsável, para candidatos menores de 18 anos) poderá solicitar as vistas da Produção Textual no setor de Protocolo do Campus para o qual prestou o exame, nos horários definidos no Anexo VI do Edital 29/2018. No dia útil seguinte à solicitação, 14/11, a partir das 10h, será dada vista da respectiva prova, nas dependências do Campus para qual o candidato prestou o exame, não podendo, contudo, a prova ser fotocopiada, fotografada, filmada ou retirada do IFRN sob qualquer pretexto. Nessa mesma data, 14/11, no Portal do Candidato, das 10h às 23h59, estará disponível a interposição de recursos contra o resultado da Produção Textual Escrita. O candidato deverá consultar no Portal do Candidato, a partir do dia 27 de novembro de 2018, o parecer da banca de revisão referente ao recurso interposto.

Resultado definitivo

O resultado final está previsto para ser publicado no dia 04 de dezembro de 2018. Os candidatos aprovados devem realizar as pré-matrículas entre 07 e 09 de janeiro de 2019, no Campus selecionado para ingresso no primeiro semestre letivo de 2019.

Acesse

Portal do Candidato

Edital nº 29/2018 – Exame de Seleção 2019

Edital nº 29/2018 – Exame de seleção 2019 – em Libras

Agência Brasil – No segundo domingo de provas, 1.610.681 estudantes faltaram ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o que representa 29,2% dos 5.513.726 inscritos. O índice é maior do que o do domingo passado, que foi de 24,9%, mas é menor que as taxas registradas no segundo dia de provas em 2016 e 2017.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, afirmou ser normal o aumento de ausências no segundo dia do exame. “O número de ausências foi menor que nos últimos anos, mas é um pouco maior do que no primeiro dia, o que é normal. Às vezes, o aluno não tem o desempenho que deseja ou imagina e acaba não indo no segundo dia”, argumentou.

Eliminados

Neste domingo, 66 estudantes foram eliminados, a maioria por descumprimento das regras gerais do edital, como sair antes do horário permitido, usar material impresso e não atender a orientações dos fiscais. Dois foram eliminados na revista no detector de metais e por recusa na coleta dos dados biométricos.

Em nenhum local, a aplicação da prova foi suspensa. “A logística da aplicação funcionou maravilhosamente bem. Foi a melhor aplicação da história do Enem”, afirmou o ministro.

Os 1.752 participantes afetados, no domingo passado (4), pela interrupção de energia elétrica, em Porto Nacional (TO) e Franca (SP), têm direito à reaplicação, dia 11 de dezembro, das provas de linguagens, redação e ciências humanas. As provas para pessoas privadas de liberdade serão aplicadas dias 11 e 12 de dezembro.

Gabarito

Os participantes responderam, neste domingo, às questões de matemática e ciências da natureza. Foram cinco horas para resolver 90 questões. As provas foram aplicadas em 10.718 locais, distribuídos em 1.725 municípios. São cerca de 600 mil pessoas envolvidas na aplicação do Enem.

O gabarito oficial será divulgado em 14 de novembro, juntamente com os cadernos de questões. Já o resultado deverá ser divulgado até o dia 18 de janeiro de 2019.

A nota do Enem pode ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza nesta terça-feira, 13, a consulta à comunidade universitária para eleição de reitor e vice-reitor pelo Conselho Universitário (Consuni). É assegurado o direito de voto a todos os servidores efetivos ativos do quadro de pessoal da UFRN – professores e técnico-administrativos – e a todos os alunos regulares da instituição, matriculados ou em mobilidade. Assim, são eleitores os estudantes dos cursos presenciais ou a distância de graduação, pós-graduação e do ensino técnico integrado ou técnico subsequente, além dos residentes vinculados às residências médicas e multiprofissionais. É permitido votar apenas uma vez e por uma única categoria, mesmo que o servidor ou aluno pertença a mais de uma das categorias participantes.

A consulta será realizada das 7h às 22h30, pelo Sistema Integrado de Gestão de Eleições (SIGEleição), no endereço www.sigeleicao.ufrn.br. Os participantes podem votar de qualquer dispositivo eletrônico, como tablets, smartphones e computadores. Aos que precisarem de acesso à internet ou auxílio no processo, será disponibilizado um laboratório de informática em cada campus da UFRN, com recursos humanos e tecnológicos para facilitar a votação. O presidente da Comissão Eleitoral, professor Djalma Ribeiro da Silva, ressalta a importância de participação da comunidade universitária na consulta, pois assegura a representatividade entre os servidores e estudantes da chapa única inscrita para o mandato 2019-2023. São candidatos aos cargos de reitor e vice-reitor, respectivamente, os professores José Daniel Diniz Melo, atual vice-reitor, e Hênio Ferreira de Miranda, atual diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

“Mesmo na situação de chapa única, é essencial termos mais de 50% de participação de todas as categorias, pois os votos comprovam a aceitação da comunidade universitária aos candidatos”, explica Djalma Ribeiro. Os votos são paritários, isto é, cada categoria – professores, técnico-administrativos e alunos – representa 1/3 do argumento final da chapa. O resultado da consulta será conhecido no mesmo dia, após o encerramento do período de votação, e a divulgação ficará a critério da Comissão Eleitoral.

IFRN abre edital para professor substituto

Campus Parnamirim do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lançou nesta quinta, 8/11, o Edital 27/2018, que diz respeito a Processo Seletivo para Professor Substituto. Com vagas para as disciplinas Sistema de Informação e Eletroeletrônica, a seleção abrange os campi Lajes e Parnamirim; a remuneração total pode chegar a R$5.786,68.

As inscrições para o Processo Seletivo poderão ser feitas a partir das 10h da próxima segunda, 12, até as 20h de 20 de novembro de 2018, exclusivamente via Internet, através da página do Instituto dedicada a esse tipo de demanda.

Custos e prazos

Para a inscrição ser efetivada, o candidato deve pagar o valor de inscrição de 77,93. O Processo Seletivo será dividido em três fase: prova Escrita, a ser realizada em 25/11/2018, prova de Desempenho, agendadas para começarem em 06/12/2018, quando devem ser entregues os comprovantes para a prova de Títulos. Todas as demais datas do cronograma estão no edital.

Convocação

O texto do documento traz que a classificação no Processo Seletivo Simplificado não assegura ao candidato aprovado o direito ao ingresso automático no cargo, mas a expectativa de nele ser admitido, seguindo a ordem de classificação. A concretização desse ato fica condicionada à observância das disposições legais pertinentes e ao interesse, juízo e conveniência da Administração do IFRN.

A seleção terá validade de dois anos, a contar da data em que for publicada a homologação do resultado final no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado por igual período.

Acesse

Edital 27/2018 

Página de inscrição

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN publicou editais referentes a cursos de especialização de forma gratuita. Ao todo, são 206 vagas distribuídas entre a modalidade presencial, em diversos campi do estado, e na modalidade de Educação a Distância.

Vagas

O primeiro edital (nº 35/2018) é destinado ao curso de especialização em Práticas Assertivas da Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos (pós-graduação lato sensu), na modalidade a distância, com ingresso no segundo semestre letivo de 2018. Estão sendo disponibilizadas 1.500 vagas para os interessados de todas as regiões do Brasil. As inscrições estão acontecendo desde 8 de outubro e vão até o dia 12 de novembro. No IFRN são 50 vagas.

Já o segundo edital (nº 37/2018) é para os cursos superiores de pós-graduação lato sensu em nível de especialização, na modalidade presencial, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2019. São 116 vagas, divididas entre os cursos de Educação Ambiental e Geografia do Semiárido (Campus João Câmara, com 36 vagas disponíveis) e Ensino de Ciências Naturais e Matemática (Campi Parnamirim e Pau dos Ferros, com 40 vagas disponíveis, cada). Com inscrições abertas desde 30 de outubro, os interessados têm até 12 de novembro para se inscreverem.

Para o curso de especialização em Gestão Ambiental, no Campus Natal-Central (editais nº 38/2018 e nº 39/2018), são ofertadas 40 vagas para, sendo 35 destinadas à ampla concorrência e cinco exclusivamente aos servidores do Instituto. Com ingresso no primeiro semestre letivo de 2019, o curso é presencial. As inscrições foram abertas em 30 de outubro e também terminam em 12 de novembro.

Inscrições

As inscrições dos candidatos e das candidatas devem ser feitas exclusivamente via internet, no Portal do Candidato, por meio do sítio do Sistema Gestor de Concursos (SGC) do IFRN.

Acesse as páginas da seleção:

Portal do Candidato 

Especialização em Práticas Assertivas da Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos

Especialização em Educação Ambiental e Geografia do Semiárido e em Ensino de Ciências Naturais e Matemática

Especialização em Gestão Ambiental (Ampla Concorrência)

Especialização em Gestão Ambiental (Servidores do IFRN)

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN, através da Coordenação de Acesso Discente (Cadis), divulgou hoje (05/11), o gabarito final do Processo Seletivo relativo aos Cursos Técnicos Subsequentes. Os candidatos podem ter acesso ao gabarito através do Portal IFRN e do  Portal do Candidato, no Sistema Gestor de Concursos (SGC).

Após análise dos recursos apresentados contra o gabarito preliminar, a Cadis informa que não houve alterações no gabarito divulgado anteriormente. O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 18 de dezembro, no Portal IFRN.

Acesse:

Gabarito Final – Subsequente 2019.1

Foto: Wallacy Medeiros / Agecom

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Instituo Metrópole Digital (IMD) e da Pró-Reitoria de Graduação (Prograde), lançou nesta semana edital para processo seletivo voltado ao ingresso no curso de Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI) do IMD. A seleção é voltada especificamente para os estudantes dos cursos técnicos do Instituto que queriam tentar ingressar no BTI.

As inscrições tiveram início ontem (05)  e seguirão até o dia 16 deste mesmo mês. Para concorrer, os estudantes deverão ter ingressado no curso técnico a partir de 2013 e já ter concluído o seu módulo avançado. O ingresso é para o ano letivo de 2019.

São ofertadas 15 vagas por meio do edital e, desse total, oito são destinadas a alunos oriundos de escolas públicas. Desse número, quatro são reservadas para candidatos que possuírem renda familiar per capta menor ou igual a 1,5 salário-mínimo; as outras quatro são voltadas a alunos com renda superior a 1,5 salário-mínimo. Ainda dentro desse número, há vagas específicas para alunos declarados pretos, pardos ou indígenas e pessoas com deficiência.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas de forma presencial. Para participar o interessado deve entregar, na Secretaria dos Cursos Técnicos do IMD, toda documentação exigida no edital nos seguintes horários: das 8h ao 12h e das 14h às 18h.

A seleção dos candidatos aprovados se dará respeitando a Nota de Classificação (NC) do processo seletivo, que é uma pontuação obtida a partir das médias das disciplinas dos módulos básico, intermediário e avançado. Serão classificados apenas discentes com NC maior ou igual a 7,0 e com média individual de todas as disciplinas maior ou igual a 5,0.

O resultado da primeira chamada está previsto a ser publicado no dia 23 de novembro, disponibilizado no site do IMD e da Prograde. Para realizar o cadastro os candidatos convocados nessa chamada deverão entregar, entre os dias 13 e 14 dezembro, os documentos e comprovantes solicitados no edital.

A lista de divulgação da segunda chamada será divulgada no dia 17 de dezembro, também nos portais do IMD e Prograde. O cadastramento dos alunos selecionados nesta chamada deverá ser realizado ainda no dia 17 de dezembro.

Para mais informações a respeito do processo seletivo, consulte o edital disponível neste LINK.

 

Agência Brasil – A Justiça de Santa Catarina determinou que a deputada estadual eleita pelo PSL Ana Caroline Campagnolo retire imediatamente das redes sociais as manifestações para que alunos denunciem o comportamento de professores em sala de aula.

A decisão foi proferida pelo juiz Gioliano Ziembowicz e atende, parcialmente, ao pedido de liminar do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Para o MP, a deputada violou princípios constitucionais como o da liberdade de expressão da atividade intelectual, científica e de comunicação. A sentença prevê multa diária de R$ 1 mil, caso o conteúdo não seja retirado das redes.

Logo após o fim do segundo turno das eleições presidenciais, a deputada eleita publicou em seu perfil do Facebook pedido para que estudantes filmem ou gravem “todas as manifestações político-partidárias ou ideológicas que humilhem ou ofendam sua liberdade de crença e consciência”. Ana Caroline estimula ainda que os alunos “que sentirem seus direitos violados” usem gravadores ou câmeras para registrar o comportamento dos professores e denunciem a conduta por meio do envio dos vídeos e informações para determinado número informado em sua página pessoal.

O juiz, que atua na Vara da Infância e da Juventude de Florianópolis, entendeu que Ana Caroline infringiu o direito dos estudantes à proteção contra toda forma de exploração. Para o magistrado, a conduta da deputada de incentivar a desconfiança dos professores “representa exploração política dos estudantes” e tem a intenção de tirar proveito político-ideológico, o que pode provocar “prejuízos indiscutíveis ao desenvolvimento das atividades escolares”.

O juiz diz ainda que a iniciativa da deputada incita os alunos ao descumprimento da lei estadual que proíbe o uso de telefone celular nas escolas. O magistrado não pediu o bloqueio do número do celular que receberia as denúncias nem a aplicação de multa de mais de R$ 71 mil por danos morais coletivos, conforme solicitação do Ministério Público.

Nova orientação

Após repercussão negativa e ação do MPSC, Ana Caroline passou a orientar estudantes que presenciarem episódios abusivos em sala de aula a procurarem o promotor de Justiça da cidade.

A nova orientação foi publicada ontem (31) nas redes sociais da deputada eleita. Hoje (1), ela voltou a falar do assunto. “Numa coisa tenho que ceder: eu não conseguiria resolver as reclamações que chegam até mim, no máximo, poderia ajudar a fazer denúncias formais”, disse pelo Facebook.

O MPSC entendeu a criação do canal como sendo ilegal. Segundo o órgão, serviços de recebimento de denúncia somente podem ser realizados no âmbito do Poder Público, nunca por particulares. De acordo com o MP, as denúncias de faltas disciplinares de professores devem ser encaminhadas às secretarias de Educação, que deverão apurá-las na forma da lei, respeitados os direitos à ampla defesa e ao devido processo legal, sem prejuízo de outras providências extrajudiciais e judiciais cabíveis.

Repercussão

A atitude da deputada estadual eleita provocou repercussão tanto nas redes sociais quanto fora delas. Professores e estudantes criticaram o pedido da deputada eleita dizendo que é preciso filmar a má condição das escolas e não perseguir professores. “Peço aos meus alunos que, quando forem filmar o meu trabalho, mostrem a latinha que fica em cima da mesa. Nela ficam os lápis e borrachas que eu compro para emprestar todos os dias. Mostrem os cadernos velhos do meu armário, de onde eu tiro folhas com linhas para os trabalhos, para que os alunos não arranquem folhas dos seus cadernos. Sou professora, não criminosa. Mereço respeito, não denúncia”, diz um post que recebeu mais de 5 mil compartilhamentos.

O Ministério Público Federal em Chapecó (SC) recomendou às instituições de ensino superior da região e gerências regionais de Educação que se abstenham de qualquer atuação ou sanção arbitrária e, mesmo, que impeçam qualquer forma de assédio moral a professores, por parte de estudantes, parentes ou responsáveis pelos alunos.

Ana Caroline baseia-se no projeto do Escola sem Partido, que está em tramitação tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal. A proposta é incluir entre os princípios do ensino o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem familiar sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa.

A proposta estabelece que as escolas tenham cartazes com deveres do professor, entre os quais está a proibição de usar sua posição para cooptar alunos para qualquer corrente política, ideológica ou partidária. Além disso, o professor não poderá incitar os alunos a participar de manifestações e deverá indicar as principais teorias sobre questões políticas, socioculturais e econômicas.

Ontem (31), o ministro da Educação, Rossieli Soares, posicionou-se contra o projeto. Segundo ele, o país já tem canais de denúncia e não precisa de uma lei como a do Escola sem Partido. Em entrevista à Agência Brasil, Soares defendeu que estudantes e famílias procurem primeiro a escola e, se necessário, as secretarias de Educação, caso haja problemas na sala de aula.

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, através de sua Coordenação de Acesso Discente divulgou, no início da tarde desta quinta-feira, 1º de novembro, o resultado das provas objetivas e a lista de candidatos habilitados para a correção da produção textual escrita do Exame de Seleção 2019. O Exame, regido pelo Edital 29/2018, é referente ao processo seletivo que possibilita o ingresso de estudantes nos cursos técnicos do Instituto, na modalidade integrado ao ensino médio. Através do Portal do Candidato, também está disponível o extrato de desempenho.

Acesse 

Portal do Candidato

Lista de candidatos habilitados