Cotidiano Arquivo

A Corrida Augusto Severo, a mais tradicional corrida de rua do Rio do Grande e uma das mais tradicionais do Nordeste brasileiro, chega à sua 51ª edição neste ano de 2019. As inscrições continuam abertas. A prova acontecerá no dia 14 de julho, um domingo, às 16h, com percursos de 10 km e 5 km, e será disputada no Centro da cidade, sendo a largada e a chegada na Praça Paulo Holanda Paz (Pista Nova).

Mais uma vez, a prova seguirá a orientação da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). As inscrições para os atletas de outros municípios podem ser feitas no site oficial da Corrida http://corridaaugustosevero.com.br/. As inscrições para os atletas de Macaíba serão somente presenciais, na Secretaria de Esporte e Lazer, que fica na Rua Frei Miguelinho, nº 178 (rua por trás da Prefeitura). Os interessados devem apresentar RG, CPF e comprovante de residência. O horário de funcionamento da secretaria é de segunda a sexta, de 8h às 12h e das 13h às 17h.

As terças e quartas, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer expandirá o seu expediente de forma excepcional até às 19h, e nos dias 29 de junho e dia 6 de julho, sábados, das 8h às 11h, a secretaria também estará aberta para inscrições. O encerramento do período está previsto o dia 10 de Julho. A entrega dos kits dos atletas está marcada para o dia 13 de julho, no Pax Club. Mais informações podem ser obtidas com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL) pelo número de telefone 3271-6563. A Corrida Augusto Severo atende as normais internacionais da IAAF (Federação Internacional de Atletismo).

Sobre a Corrida Augusto Severo

A Corrida Augusto Severo, uma das mais tradicionais corridas de rua do Rio Grande do Norte. A prova acontece em Macaíba e foi criada no ano de 1962, pelo desportista José Félix (1931-2000), sendo batizada com o nome de um dos vultos mais ilustres do município.

Augusto Severo de Albuquerque Maranhão (1864-1902), político, aeronauta, pioneiro da aviação brasileira e criador do dirigível Pax. Representantes de vários estados brasileiros e de clubes de expressão nacional participam da competição, como Cruzeiro de Minas Gerais e Sport Club do Recife.

A prova é promovida pela Prefeitura de Macaíba, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), e atende às normas da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt.

Foto: Eduardo Maia

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte do Rio Grande do Norte (Dnit-RN), por meio do seu superintendente no Estado, general Daniel Dantas, apresentou uma série de projetos do órgão ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). No encontro, realizado nesta quarta-feira (26) na Assembleia Legislativa, o Dnit também solicitou apoio do Legislativo na busca por recursos para viabilizar melhorias nas estradas potiguares.

“A Assembleia Legislativa é o local onde todas as reivindicações da sociedade ecoam. Então foi muito importante a visita do superintendente do Dnit que nos trouxe informações de obras consideradas fundamentais para a população”, disse Ezequiel.

Segundo o superintendente do Dnit, o encontro teve como objetivo unir esforços para contribuir com melhorias para as estradas potiguares. “Estamos trabalhando para que as rodovias do Estado estejam em boas condições de uso para os potiguares e bem cuidadas pelo poder público”, afirmou.

Entre os pontos abordados, por exemplo, esteve a retomada das obras de duplicação da reta Tabajara, como é conhecido o trecho da BR-304 próximo a Natal. O Dnit confirmou que o projeto será reiniciado em meados de agosto e que a previsão de término é de dois anos.

A obra foi iniciada em 2014, mas está praticamente paralisada desde 2017. O projeto, que envolve 27 km da rodovia, possui a construção de nove viadutos, serviços de drenagem e até espaço para um novo posto da Polícia Rodoviária Federal.

Por Anderson Tavares de Lyra

Assistindo as transformações de uma cidade, o historiador sofre duas vezes: por saber como era e como se encontra determinado local. Por ter a noção histórica e sentimental da importância de determinado bem, seja ele arquitetônico, documental e mesmo imaterial. Hoje, dia 24 de junho de 2019, o último casarão que resistia na Rua João Pessoa, antiga Rua da Pátria, centro de Macaíba, começou a ser demolido. Com as pedras vão-se as boas lembranças da infância e juventude passadas naquele lugar.

Construído entre os anos de 1948-49, em estilo eclético, para ser a residência do abastardo comerciante e político Luís Cúrcio Marinho (1901-1971) e sua esposa Letícia Grilo. Luís Cúrcio estava no cargo de prefeito de Macaíba e edificou sua casa ao mesmo tempo em que urbanizava o antigo cais do porto da cidade, transformado na atual Praça Dr. Antônio de Melo Siqueira e que constituía o espaço público mais bem equipado e moderno de Macaíba.

Com a urbanização e a praça surgiu também o Parque Governador José Varela, espaço de modernidade no coração da velha cidade, que ensaiava os primeiros passos para sair do século XIX. O parque era composto por biblioteca, sede da banda de música, câmara de vereadores e o famoso Pax Clube, que reunia a sociedade local em festas memoráveis. Como sentinela de tudo, o antigo farol.

O Brasil atravessava uma época na qual a industrialização ia chegando aos poucos à construção civil, até então atendida por indústrias de fundo-de-quintal ou por artesãos que confeccionavam na própria obra aquilo de que precisavam. Esta situação levou a construções bem típicas, como o casarão de Luís Cúrcio Marinho, que empregou na construção o que havia de melhor na época.

Foram utilizadas veneziana nos quartos, o piso todo em ladrilhos hidráulicos, varanda na entrada, portões e muros baixos, manilha de barro, estuque e belíssimas colunas em estilo romano que guarneciam a entrada da casa e eram reproduzidas na divisão das duas salas principais. No banheiro, a instalação da primeira banheira de Macaíba.

O telhado usava telhas francesas, com seus caimentos acima de 40% e apoiadas em uma trama de ripas e caibros que, por sua vez, se apoiavam em tesouras feitas, em geral, de peroba e que se apoiavam em cima das paredes usando coxins, igualmente de madeira, para distribuir melhor o esforço sobre os tijolos.

O casarão possuía um belo jardim, cujos canteiros eram demarcados por pequenas e reluzentes pedrinhas brancas e guardado por um poste artisticamente trabalhado e que repousava dentro de uma piscina rústica. O alpendre em “L” possuía muretas, que eram encimadas por canteiros de pequenas flores. Nos fundos da residência, Luís Cúrcio instalou um parque e um pequeno zoológico para deleite de sua filha Rosa de Lourdes.

Posteriormente com a sua mudança para Natal, Luís Cúrcio vendeu a casa e os prédios comerciais ao casal Cícero Luís e Silva e Maria de Lourdes Pessoa, que conheci e privei da amizade, especialmente de d. Lourdinha, a quem eu dedicava um carinho especial. Foi por ela que retirei o pedido de tombamento que fiz do casarão, em 2002. Não podia contrariá-la.

D. Lourdinha, falecida no dia 31 de dezembro de 2017, aos 96 anos, resistiu até o fim, sentada na sua cadeira de rodas, do alto da antiga varanda, observando o “progresso” da cidade e cumprimentando a todos que passavam com o seu aceno amigo, será sempre uma imagem imóvel, na minha memória.

Cícero Luís foi comerciante bem estabelecido em Macaíba com loja de tecidos e sapatos, no mesmo prédio em que hoje negocia Vinício Ferreira e filhos, na Rua da Conceição. Militou na política local, sendo candidato a prefeito de Macaíba. Quando Silvan Pessoa e Silva foi prefeito de Macaíba, entre os anos de 1977 a 1983, o casarão volta a ser o centro do poder na cidade.

Entre os anos de 1996 e 2006, o nosso grupo de amigos formando por Rondineli Dantas, André Luiz Galvão, Vinício Ferreira Neto, Thalys Menguita e Eudivar Farias Neto (bisneto de Cícero Luís e d. Lourdinha), fincávamos cadeiras ora na varanda, ora na calçada, e observando o vai e vem das pessoas naquela que é uma das artérias mais movimentadas do centro da cidade, jogávamos conversa fora.

Particularmente, me dirigia sempre que possível final das tardes ao casarão, para conversar com d. Lourdinha, sua filha Dirinha e a saudosa Lourdes, que cuidava de tudo e de todos. Hoje, todas são lembranças, regadas no mais íntimo da saudade.

Via Senadinho

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (25) a operação Croupier, que investiga o desvio de R$ 2.118.591,52 da Assembleia Legislativa potiguar. A ação é desdobramento da operação Dama de Espadas, que também apurou fraudes na ALRN. O ex-secretário Administrativo da Assembleia, Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes, e o corretor de imóveis Francisco Cardoso de Oliveira Neto, que atualmente ocupa um cargo comissionado na Prefeitura de Nísia Floresta, tiveram os bens sequestrados e as contas bancárias bloqueadas.

A operação Croupier investiga os crimes de peculato, lavagem de dinheiro, associação criminosa, organização criminosa, falsificação de documento público e uso de documento falso cometidos entre os anos de 2006 e 2015. Ao todo, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Parnamirim, Nísia Floresta, Maxaranguape e João Pessoa/PB. A ação contou com a participação de 14 promotores de Justiça, 19 servidores do MPRN e ainda 30 policiais militares. A ação também teve o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes é réu no processo da operação Dama de Espadas, deflagrada em agosto de 2015 pelo MPRN, sendo considerado integrante do núcleo principal da organização criminosa investigada naquela época.

A partir de documentos encontrados na casa de Rodrigo Marinho quando foram cumpridos os mandados de busca e apreensão da operação Dama de Espadas, o MPRN passou a investigar os desvios praticados pelo “grupo de Pirangi do Norte”, distrito de Parnamirim, uma vez que várias pessoas identificadas nos documentos residiam em uma mesma localidade – algumas, na mesma casa. O ex-secretário Administrativo era tido como o “financeiro” da ALRN e da organização criminosa, integrando o topo da estrutura organizacional do Legislativo Potiguar. Era ele quem controlava e emitia os cheques para pagamento de servidores da Casa Legislativa e fornecedores.

Rodrigo Marinho, de acordo com o que foi apurado pelo MPRN, possuía um grupo de pessoas por ele arregimentadas para o esquema criminoso, inserido na folha de pagamento da Assembleia Legislativa. Além disso, Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes também arrecadava do esquema criminoso operado pela ex-procuradora Geral da Assembleia, Rita das Mercês, de quem era sócio no escritório R&R Advocacia, quartel-general da organização criminosa denunciada pelo MPRN na operação Dama de Espadas.

No esquema de desvios, Rodrigo Marinho contou com o auxílio de Francisco Cardoso de Oliveira Neto, considerado o “braço direito” da organização criminosa.

Canastra Real – 2ª fase da operação Dama de Espadas

A operação Croupier é a 3ª fase da operação Dama de Espadas. Antes, em setembro de 2018, o MPRN já havia deflagrado a operação Canastra Real, a 2ª fase da Dama. O objetivo foi apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas na Assembleia Legislativa.

 

Neste domingo (23), o ônibus da banda Aviões sofreu um acidente na BR-412 na Paraíba, ao se chocar com uma motocicleta. O motociclista bateu na lateral do ônibus e morre. O cantor Xand Avião não estava no ônibus e nenhum integrante da banda ficou ferido. Informações do G1 PB.

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte e servidores da Segurança se reuniram em Assembleia Geral, na última terça-feira (18), e deliberaram por uma paralisação nesta terça-feira, dia 25 de junho, com concentração na sede do SINPOL-RN, a partir das 8h. O motivo será a reforma da Previdência.

Assim como policiais federais, rodoviários federais e guardas municipais, os policiais civis lutam para que as peculiaridades da profissão sejam levadas em conta dentro do projeto da reforma da Previdência. Com a proposta atual, essas categorias terão perdas de direitos e retrocessos, como fim da aposentadoria especial.

A paralisação deste 25 será feita em conjunto com policiais civis de todo o país, sendo promovida pela Cobrapol e pela União dos Policiais do Brasil (UPB). Em cada estado da federação, haverá essa mobilização. No último dia 14, a categoria já tinha cruzado os braços no Rio Grande do Norte em protesto contra a reforma da Previdência.

Também na Assembleia Geral da terça-feira, os Policiais Civis e Servidores da Segurança deliberaram por participação do SINPOL-RN em um ato que acontecerá em Brasília, no dia 2 de julho. Na ocasião, policiais civis, federais, rodoviários e guardas municipais do Brasil inteiro estarão na capital federal. Um grupo de 10 pessoas irá do Rio Grade do Norte.

“Essas duas deliberações são extremamente importantes, pois essa reforma da Previdência é a pauta mais urgente que temos. Estamos correndo sérios riscos de perdermos o direito a uma aposentadoria digna. Inclusive, a proposta atual afeta até mesmo os já aposentados, tendo em vista que haverá aumento da alíquota e, conseqüentemente, redução salarial”, afirma Nilton Arruda, presidente do Sindicato.

Forró e suas variações

Divulgação TV Brasil

Agência Brasil – O forró pode ser declarado como patrimônio imaterial do Brasil até meados de 2020. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) iniciou pesquisa nos nove estados do Nordeste, mais o Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo para identificar a forma de expressão que além de gêneros musicais diz respeito a festas e interações sociais ao som da sanfona, zabumba e do triângulo.

A iniciativa foi bem acolhida entre os músicos como o maestro Marcos Farias, filho da cantora Marinês (1935-2007) e afilhado de Luiz Gonzaga (1912-1989), o Rei do Baião. Segundo ele, muitos grupos e artistas que se denominam “de forró” fazem adaptações de cumbia e zouk (de países hispânicos sul-americanos e caribenhos).

“Tiraram o nosso nome. A gente foi usurpado do título e jogado para essas músicas de características latinas”, reclama. Conforme Farias, o que ocorre é “apropriação indevida”, e esses grupos fazem “oxente music”, brinca.

De acordo com Hermano Queiroz, diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, o trabalho de registro do forró permitirá “mapear as vulnerabilidades, os riscos, a necessidade de promoção do bem”. Ele, no entanto, assinala que “o objetivo do registro não é dar autenticidade a uma narrativa”, e ressalta que há várias narrativas em circulação: “o patrimônio cultural é dinâmico”, explica.

 

Após o blog relatar a situação da falta de abastecimento no Park Village em Macaíba, uma moradora  entrou em contato e nos informou que em três pontos da avenida Enock Garcia (Lagoa Grande) está ocorrendo vazamento de água.

Atenção Caern,  muito desperdício de água em Macaíba.

Moradores do Park Village em Macaíba reclamam da falta d’água no loteamento. Segundo a moradora Kamila, três canos da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) encontram-se quebrados no loteamento. Moradores já informaram a companhia sobre o problema, porém o caso ainda não foi resolvido.

São quatro dias sem abastecimento.

Atenção Caern.

 

 

A Prefeitura de Macaíba, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, promove a partir da próxima segunda-feira (24/06) um dos maiores festejos juninos de todo o Rio Grande do Norte. O evento terá uma semana de duração, se estendendo até 01º de julho. O cenário será a Praça Paulo Holanda Paz, contando com forró pé de serra, arena com festival de quadrilhas e praça de alimentação. Tudo isso com segurança para a população.

A realização deste grande evento pela Prefeitura de Macaíba tem como objetivo principal a valorização, a difusão, o incentivo e o fortalecimento dos festejos juninos no município macaibense.

Além da arte, da cultura e do lazer, fomentará a economia da região, vez que durante os dias de apresentações das quadrilhas juninas, milhares de pessoas visitarão a cidade consumindo os mais variados produtos.

Entre as atrações já confirmadas, estão: “Robertinho do Acordeon”, “Naldinho Ribeiro”, “Deny Dantas”, “Parceiros da Farra”, “Forrozão do Zé Olinto” e “Us Vakeirus do Forró”. A  festa será  encerrada pela ex-vocalista da Banda Cavalo de Pau, Socorro Lima.  Os shows têm início a partir das 20h.

Com informações da Assecom

Foto: ASSECOM/RN

Em meio à multidão que prestigia o maior São João do Agreste potiguar, a governadora sancionou a lei que institui a cidade de Monte Alegre como a capital estadual das Quadrilhas Juninas. O projeto de lei 088/19, é de autoria do deputado estadual Kleber Rodrigues, que é natural de Monte Alegre. “Uma justa homenagem e o reconhecimento à tradição das quadrilhas juninas preservada com primor pelo povo de Monte Alegre. É com muita alegria que sanciono está lei que além de incentivar a promoção da cultura nordestina, fomenta a economia criativa. O Festival de Quadrilhas Juninas não é só de Monte Alegre, nem do Agreste é do Rio Grande do Norte. A terra de Câmara Cascudo tem que dar exemplo e valorizar às tradições do nosso povo”, enfatizou a Governadora.

O Festival de Quadrilhas Juninas do RN é realizado em Monte Alegre há 17 anos. Este ano, 66 quadrilhas, de diversos municípios do RN, estão participando. As apresentações atraem público de 4 a 5 mil pessoas, de toda a região e da capital, que vão ao ginásio da cidade presitigiar uma das mais verdadeiras manisfestações populares no período junino.

 “Esta lei colabora para que este evento se consolide no calendário dos grandes eventos culturais do Rio Grande do Norte. Com trabalho queremos que o Festival de Quadrilhas Juninas seja não só o maior da região Agreste, mas de todo o RN”, destacou o prefeito Severino Rodrigues.
O evento é o mais esperado do ano, cerca de 5 mil quadrilheiros, vindos de várias regiões do RN, participam do Festival deste ano. Ao longo dos festejos juninos, forma-se uma rede de comércio dos mais diversos segmentos. As artesãs Maria Dalva Paulino e Elione Lourenço todos os anos colocam a banca de artesanatos durante o festival. “A festa melhora as vendas e também ajuda na divulgação do nosso trabalho. Com essa lei acredito que nossa festa ficará ainda melhor”, disse Dalva.

Já Dona Maria Valdineide de Silva, há cinco anos trabalha na festa vendendo bebidas para conseguir um renda extra para sua família. “É um dinheirinho certo todo ano, tudo que a gente ganha é uma ajuda a mais em casa”, expressou.

O maior São João do Agreste começou no dia 14 e seguirá até 29, o evento recebe milhares de visitantes na Vila São João, construída especialmente para o momento. Neste ano, a tradicional festa tem uma grande programação nos 12 dias de folia incluindo a famosa carroçada, quadrilhas e 26 atrações musicais. A estrutura conta com dois palcos, apresentações no ginásio Osmundo Farias.

O São João de Monte Alegre contempla apresentações de quadrilhas juninas, artísticas e culturais, atividades folclóricas e de talentos regionais. Misturando tradição e inovação as quadrilhas juninas abordam temáticas importantes para manter seus espaços nas cidades do RN. Elas valorizam e evidenciam a cultura popular. Por meio do enredo, figurino e música, e trazem à memória personagens relacionados ao forró e ao Nordeste.

A governadora Fátima Bezerra, o senador Jean-Paul Prates e João Hélio, diretor técnico do SEBRAE-RN, ao lado do prefeito de Monte Alegre, Severino Rodrigues e do deputado Kleber Rodrigues visitaram a festa, cumprimentando os comerciantes e visitantes. Também prestigiaram a apresentação das quadrilhas juninas.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

Uma das vozes mais contagiantes do forró brasileiro vai marcar presença na edição de nossa festa junina 2019. Estamos falando da cantora Socorro Lima, que marcou época na banda “Cavalo de Pau”. A cantora que segue carreira solo desde 2012 vai dar um toque especial ao São João de Macaíba.

Prepare-se para dançar e cantar muito! O show de Socorro Lima será no dia 1º de julho (encerramento dos festejos juninos macaibense), a partir das 8h, na Praça Paulo Holanda Paz. Um belo encerramento, para uma linda festa.

Certamente quem for ao último capítulo deste grande evento vai saborear uma longa sequência de grandes sucessos interpretados por Socorro durante a sua fase no Forró Cavalo de Pau. Sem dúvidas, todos serão envolvidos num clima nostálgico dos melhores tempos do forró estilizado.

Fique conectado conosco porque ainda vamos divulgar outra grande atração que fará dobradinha com Socorro Lima no encerramento do São João de Macaíba.

Quem será??

O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, e o vice-reitor, Henio Ferreira de Miranda, receberam nesta sexta-feira, 21, a visita do vice-governador do Rio Grande do Norte, Antenor Roberto Soares de Medeiros. O gestor apresentou a elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública e solicitou a contribuição da universidade nesse projeto, por meio dos grupos de pesquisa e extensão voltados à temática.

Um pedido oficial será enviado pelo governo, para que as pró-reitorias possam sistematizar a união dos trabalhos com informações complementares ao plano. Também estiveram presentes o pró-reitor de Assuntos Estudantis Edmilson Lopes Júnior, e o pró-reitor de Extensão, Aldo Aloisio Dantas da Silva.

Resultado de imagem para buracos no bosque brasil macaiba

Moradores do Bosque Brasil, loteamento da cidade de Macaíba, localizado próximo da divisa com Parnamirim reivindicam a pavimentação das ruas. Segundo relatos que recebemos, neste período de chuva as ruas ficam esburacadas e tem prejudicado até a circulação do transporte coletivo. Devido a situação das ruas os motoristas dos ônibus não querem passar por dentro do Bosque Brasil, prejudicando dezenas de moradores que utilizam esse transporte.

Fica o registro!