Área Policial Arquivo

PM/ASSECOM

Nesta quarta-feira (22), a Polícia Militar, através da Força Tática do 1º Batalhão, recuperou cinco veículos roubados na zona Leste de Natal.

Por volta das 11h50min, durante um patrulhamento na rua Santa Rita, bairro Alecrim, os policiais localizaram um automóvel tipo Jeep Renegade, de cor branca, com registro de roubo.

Também no bairro do Alecrim, já por volta das 21h, os militares localizaram na Rua Alípio Bandeira um carro tipo Sandero, de cor prata, com registro de roubo.

Ainda no Alecrim, por volta da meia-noite, na Av. dos Pajeús, uma equipe localizou um veículo tipo Toyota Etios, de cor Prata, com registro de roubo.

E no bairro Dix Sept Rosado, às 13h30min, a PM localizou um Ford/Ka, de cor branca, com registro de roubo, na Rua Professor Ivonete Maciel.

Já na madrugada desta quinta-feira, bandidos abandonaram um veículo HB20, de cor preta, na Travessa Aluízio Alves, bairro Mãe Luiza, após uma perseguição da viatura da PM. O carro ainda não constava queixa de roubo.

Todos os veículos foram entregues à Polícia Civil para que após os devidos procedimentos legais sejam devolvidos a seus respectivos proprietários.

Do Blog do BG

Na manhã de hoje (22/11/2017), a adolescente, acompanhada da mãe, compareceu à Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente -DCA informando que desde os 8 anos de idade era abusada sexualmente pelo pai, mediante grave ameaça, e que o último ato teria ocorrido naquela manhã, razão pela qual foi realizada a prisão em flagrante do ofensor, pela equipe de policiais da DCA.

Em interrogatório prestado na Delegacia Especializada, o autuado confessou que praticava atos libidinosos com a filha desde que ela tinha 11 anos, contudo, negou a ocorrência de violência sexual contra ela na data de hoje.

Na ocasião, confessou ainda ter registrado imagens pornográficas da vítima em seu celular.

O ofensor foi autuado pelo crime de estupro, qualificado em razão da idade da vítima, e encaminhado ao sistema prisional.

Polícia Civil/Assecom – Na manhã desta quarta-feira (22), a Polícia Civil e o Ministério Público deflagraram na Grande Natal e em cidades do interior, a Operação Queijo Suíço que cumpriu 18 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de condução coercitiva contra servidores do Sistema Penitenciário do Estado e contra outros suspeitos que são investigados pela realização de crimes realizados dentro de presídios.

“Foram conduzidos coercitivamente para prestar informações 15 agentes penitenciários, três esposas dos agentes penitenciários, dois advogados e um ex-policial civil. Um dos suspeitos foi preso em flagrante, pois estava com uma arma de fogo. Porém, ainda não podemos divulgar os nomes dos envolvidos, somente ao final do inquérito e após a denúncia que será oferecida pelo Ministério Público à Justiça”, detalhou o Delegado-Geral da Polícia Civil, Correia Júnior.

A operação, que investiga crimes de corrupção, facilitação de fugas, introdução de objetos ilícitos em presídios, lavagem de capital, associação criminosa e falsidade ideológica, foi realizada pelo Núcleo Especial de Investigação Criminal (NEIC) e pelo Laboratório de Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil, com apoio técnico do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio Grande do Norte e com suporte da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED). “No momento, estamos na fase de produção de provas para individualizar qual foi a conduta criminosa de cada suspeito. Nós, do Ministério Público não podemos compactuar com a corrupção dentro de presídios”, afirmou o promotor de Justiça e coordenador do GAECO, Fausto França.

As investigações foram iniciadas após a rebelião ocorrida no presídio de Alcaçuz em janeiro de 2017. Na época, presos de facções rivais entraram em confronto e havia a suspeita de facilitação de introdução de armas e celulares no interior da unidade prisional. No decorrer das investigações ficou evidenciado a existência servidores do sistema penitenciário agindo em conjunto ou isoladamente em condutas criminosas com a participação de advogados, sendo identificado movimentações bancárias vultosos e incompatíveis com os rendimentos declarados pelos investigados a Receita Federal.

“Desde a época da rebelião, a Polícia Civil já havia formado uma comissão para investigar os crimes e com o apoio do Ministério Público, fomos avançando nas investigações. Agora, estamos trabalhando para finalizar o inquérito e punir todos os envolvidos pelos crimes e que os servidores públicos sejam punidos exemplarmente”, asseverou o coordenador de operações especiais da SESED, o delegado Clayton Pinho.

A denominação da operação “Queijo Suíço” é uma analogia às inúmeras fugas de presos ocorridas no Presídio Estadual de Alcaçuz no qual aqueles abriam diversos buracos cavando túneis para o exterior do presídio deixando o solo com aparência de um “Queijo Suíço”.

Foto: Cedida

Não é de hoje que taxistas são vítimas de assaltantes. No Rio Grande do Norte cada dia se torna mais comum diante de tanta insegurança.

Na noite de segunda-feira (20), mais um taxista foi vítima da insegurança, em Macaíba, região metropolitana da capital. Bandidos roubaram o veículo e abandonaram o carro em uma estrada carroçável de Parnamirim, também na região metropolitana.

Informações do Portal BO

Da SESED/Assecom

Durante uma coletiva de imprensa, realizada na manhã desta segunda-feira (20) na sede da Academia de Polícia (ACADEPOL), foi divulgada a criação de uma comissão especial pela Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) para elucidar a discussão ocorrida entre o agente de polícia civil, Adorian Silva, e o capitão da Policial Militar, Andrey Jackson. Participaram da coletiva o Delegado-Geral de Polícia Civil, Correia Júnior; o diretor da DHPP, delegado Marcos Vinicius e o assessor de imprensa da Polícia Militar, tenente- coronel Eduardo Franco.

“A Polícia Civil deixa claro que este fato é um caso isolado, trata-se de uma fatalidade que envolveu dois servidores da segurança pública. Desde o momento em que a instituição tomou ciência do fato, não olvidamos esforços para enviar equipes ao local do crime. Policiais civis conseguiram colher depoimentos de testemunhas e do capitão da Polícia Militar, momentos após o ocorrido. A comissão da DHPP está empenhada em elucidar o caso e descobrir toda a dinâmica e qual a participação de cada um dos policiais no ocorrido. Diante das primeiras constatações, o policial civil teve a sua prisão em flagrante decretada pelo crime de tentativa de homicídio”, detalhou o Delegado-Geral Correia Júnior.

O tenente-coronel Eduardo Franco enfatizou que não há animosidade entre os dois órgãos de segurança e que este caso, envolvendo um integrante da corporação foi uma fatalidade. “Nós lamentamos o ocorrido e confiamos na investigação que será feita pela Polícia Civil. Após a conclusão do inquérito e que nós poderemos tomar as medidas administrativas cabíveis”, salientou o policial militar.

“Designamos os delegados Roberto Andrade e Mateus Trindade da DHPP para fazer parte da Comissão especial e em 10 dias o inquérito deverá estar finalizado. Nós já ouvimos várias testemunhas e temos outras que serão inquiridas durante a semana. O policial civil Adorian ainda não foi ouvido, devido o seu estado de saúde”, detalhou o delegado Marcus Vinicius.

PC/ASSECOM

Na manhã desta última  sexta-feira (17), a Delegacia de Polícia Civil de Tangará, com apoio da Polícia Militar, deflagrou a Operação Jano que teve como objetivo cumprir 20 mandados de prisão, busca e apreensão contra pessoas envolvidas com o tráfico de drogas e com a posse ilegal de armas de fogo. A Operação foi coordenada pela Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN) e pelo Comando do Policiamento do Interior (CPI).

Durante a ação, foram presos sete homens e uma mulher e apreendidas drogas, como cocaína e maconha, além de cinco armas de fogo. Os policiais conseguiram apreender aproximadamente dois quilos de cocaína, meio quilo de maconha, sacos para embalar drogas e balanças de precisão; também apreenderam aves e cinco armas de fogo de calibre 32 e 38. “ Nós batizamos a Operação com o nome de Jano, deus da paz na mitologia romana, para simbolizar que estamos trabalhando em conjunto para diminuir crimes como o tráfico de drogas e a ocorrência de homicídios na cidade. A missão de hoje foi cumprida com êxito e vamos continuar investigando mais suspeitos”, afirmou o delegado de Tangará, Valério Kurten Baratter.

PC/ASSECOM

Nesta quinta-feira (16), a Polícia Civil do Rio Grande do Norte estabeleceu convênio com a Faculdade Natalense de Ensino e Cultura (FANEC), para a realização de estágios obrigatórios para os cursos da instituição. O Termo de Cooperação assinado entre as partes, tem como objetivo maior fomentar a prática dos cursos. Além da relação de estágios, também serão concedidos descontos nas mensalidades aos servidores e seus dependentes.

De acordo com o Gestor de Estágios da Polícia Civil, Ivanelson Arrais, o acordo vai além de uma simples parceria. “A Polícia Civil cumpre mais uma função social ao propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem dos estudantes, constituindo-se em instrumento de integração em termos de treinamento prático, de aperfeiçoamento técnico cultural, científico e de relacionamento humano, o que fora consolidado com a assinatura do Termo entre as Instituições”, afirmou.

Para a assinatura do termo estiveram presentes a delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Adriana Shirley; Josefa Iluminata, diretora-geral da FANEC; e o Gestor de Estágios da Polícia Civil, Ivanelson Arrais.

PM/ASSECOM

Na tarde de ontem (15), policiais militares da ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta) apreenderam um jovem portando uma arma de fogo no Bairro dos Guarapes, zona Oeste de Natal.

Por volta das 17h45, a equipe da Rocam fazia patrulhamento na Travessa Mãe Luíza quando abordou o jovem de 21 anos, e encontrou com ele um Revólver Cal.38, da marca Taurus com três munições intactas.

O suspeito foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia Civil de Plantão, na Zona Sul de Natal, para a realização dos procedimentos cabíveis.

A imagem pode conter: motocicleta

Uma motocicleta honda modelo 160 vermelha foi tomada de assalto na tarde de hoje (12) em Macaíba. A vítima estava em uma posto de combustível próximo da BR-226 quando os dois ladrões chegaram a pé e anunciaram o assalto.

De placa QGE 6631, o proprietário pede que quem souber de qualquer informação entrar em contato através do (84) 99136-6510 ou pelo 190 do Ciosp da Polícia Militar.

 

Foto: Divulgação via whatsap

Troca de tiros assustou quem estava no centro de Macaíba na manhã de hoje (11). Um estabelecimento comercial localizado na rua Pedro Velho sofreu uma tentativa de assalto. Houve a reação de um homem que estava dentro do local e a troca de tiros iniciou,  um suspeito foi baleado.

No chão o suspeito afirmou aos populares presentes que não roubava celular, a Polícia Militar já estava no local assim como uma equipe do Samu quando formos informados do caso. Até o momento não foi relevada a identidade do suspeito.

167140

Foto: Senadinho São Gonçalo

Jovem que residia no bairro Campo das Mangueiras, em Macaíba, foi assassinado na comunidade de Massaranduba na cidade de São Gonçalo do Amarante. O crime ocorreu no final da noite de ontem (09), a polícia identificou a vítima como sendo Flavianderson Ferreira, de 22 anos.

O crime

O jovem estava a caminho da comunidade de Guanduba em carro, quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta. Flavianderson não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Segundo a página Ficha da Polícia RN, já passava das 23hs quando o crime aconteceu.

Investigação

A investigação deste crime ficará por conta da delegacia de Polícia Civil de São Gonçalo do Amarante, que buscará primeiro saber a motivação do crime para poder encontrar os culpados.

 

A Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (DEFD) deflagrou em Natal, na manhã desta quinta-feira (09), a Operação Janela Fechada 2 que prendeu seis homens que revendiam passagens de ônibus ilegais, nas paradas de ônibus localizada à avenida Bernardo Vieira, no bairro de Tirol, na avenida Salgado Filho, e na avenida Rio Branco, no bairro Cidade Alta. O grupo foi preso em flagrante pela prática do crime de estelionato. Com eles, os policiais civis apreenderam cartões de passagens e dinheiro.Em agosto de 2016, foi deflagrada a primeira fase da Operação que efetuou a prisão de 19 suspeitos.

De acordo com a delegada adjunta da DEFD, Karen Cristina Lopes, a Operação visa prender pessoas conhecidas como “cartãozeiros” ou “valeiros”, que fazem parte de um esquema ilegal de compra e venda de vale-transporte. Segundo a delegada, a operação prosseguirá, através de uma ação integrada da Polícia Civil com a Polícia Militar, a qual será pauta de reunião com os representantes do órgão. No crime, os suspeitos oferecem ao usuário uma passagem com o preço abaixo do valor da tarifa comercial vigente, em alguns casos, o desconto é de R$ 0,50. O usuário recebe o cartão, usa no coletivo e depois devolve o mesmo para o valeiro.

Informações da Polícia Civil/Assecom

13EA32B5-3303-4C3D-86C1-2FEA2DB8890B

PRF – Na noite desta última segunda-feira (6), uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia patrulhamento pela BR 304 em Macaíba, quando suspeitaram de uma dupla em uma motocicleta.

Os suspeitos estavam transitando por uma estrada carroçável, às margens da BR e, ao visualizarem a viatura, empreenderam fuga. O passageiro sacou uma arma e pulou da motocicleta, fugindo pelo matagal. O condutor ainda tentou fugir, mas caiu da moto e foi detido.

Os policiais ainda fizeram buscas na região, mas não encontraram o outro homem.

A motocicleta havia sido tomada de assalto pela manhã, na cidade de Parnamirim. Até o mês de outubro, a PRF no RN já recuperou 130 veículos roubados.

A ocorrência foi encaminhada à central de flagrantes em Natal, para os procedimentos cabíveis.

 

 

PM/Assecom – Na manhã desta última segunda-feira (06), policiais militares do 5º Batalhão detiveram dois indivíduos na Zona Sul de Natal.

Um jovem de 21 anos de idade, e um adolescente de 16 anos tentaram roubar um veículo na Rua São José, no bairro Lagoa Nova, mas não tiveram êxito. Eles chegaram a efetuar um disparo de arma de fogo em via pública. A viatura realizou diligências e no bairro de Morro Branco conseguiu deter a dupla de posse de um revólver da marca Taurus, calibre 38, com seis munições, sendo cinco intactas e uma deflagrada.

A guarnição conduziu os acusados e a arma à Delegacia Especializada em Atendimento ao Adolescente Infrator. O menor foi autuado pelo ato infracional análogo ao crime de porte ilegal de arma de fogo.