Descrição do autor

Administrador

random image

 A charge on line

Reitora em visita ao Campus do cérebro de Macaíba

A Reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Angela Maria Paiva Cruz, visitou, na manhã desta segunda-feira, 30, as obras do Campus do Cérebro, no município de Macaíba, que tem inauguração prevista para dezembro de 2014.

O Campus do Cérebro será composto por dois grandes prédios: a Escola Lygia Maria Rocha Leão Laporta e o Centro de Pesquisa. No primeiro, serão desenvolvidas atividades educativas e de lazer para crianças e jovens (da creche ao Ensino Médio) da comunidade, já o segundo edifício produzirá pesquisas voltadas para a neurociência.

Segundo ngela Paiva, já foram investidos cerca de R$ 40 milhões na construção dos dois prédios. “Nosso objetivo é inaugurar o Campus do Cérebro em dezembro de 2014, mas essa data depende de algumas licitações de projetos e de obras, como as do auditório e do teatro da Escola”, explicou.

Participaram também da visita o pró-reitor de Administração, João Batista Bezerra, o pró-reitor adjunto de Planejamento, Jorge Dantas de Melo, o superintendente de Infraestrutura da UFRN, Gustavo Rosado Coelho, o superintendente da Fundação Norte-Rio-Grandense de Pesquisa e Cultura da UFRN (FUNPEC), Jorge Lins, e as engenheiras civis responsáveis pela fiscalização das obras, Ilzenete Andrade Meneses e Aline Patricia de Freitas.

Escola Lygia Maria Rocha Leão Laporta

A construção conta com espaços para biblioteca, banheiros adaptados para crianças, cozinha experimental, refeitório, salas de dança, de informática e de música, laboratórios, teatro, auditório, pronto socorro, brinquedoteca, além de blocos de salas de aulas e de berçário divididos por faixas etárias, sendo de zero a cinco anos de idade, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Centro de Pesquisa

O prédio possui quatro pavimentos, com salas para professores, pesquisadores e alunos, laboratórios coletivos e individuais, biblioteca, copa, biotérios, restaurante, auditório, casa de máquina, centro cirúrgico, entre outros ambientes.

 Senhora Edilva espera a mais de 9 meses para fazer um exame de tomografia, ela nos contou que deixou a receita do exame na secretaria de saúde em março deste ano e até agora não liberaram a realização do exame que deveria ter sido feito em urgência, pois o médico deixou bem claro que o exame deve ser feito logo, pois a paciente consta com um nódulo em seu corpo.

A senhora Edilva reside no Bairro Campinas e nos disse que o PSF do bairro está sem médico. 

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) receberá inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do Ministério da Educação (MEC) a partir desta segunda-feira, 6, até 10 de janeiro.

A UFRN ofertará um total de 4.309 vagas, em 88 cursos de diversas áreas do conhecimento, nos campi de Natal, Currais Novos, Macaíba, Caicó e Santa Cruz. Em todo país, o SiSU vai oferecer 171.756 vagas em 115 instituições de ensino superior.

As inscrições devem ser efetuadas, exclusivamente, pela Internet (www.sisu.mec.gov.br), onde o candidato poderá escolher até duas opções de vaga, especificando a ordem de preferência, o local de oferta, o curso e o turno.

Somente os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2013 e que obtiveram nota acima de zero na prova de redação poderão se inscrever no processo seletivo do SiSU referente à primeira edição de 2014.

O resultado da primeira chamada está previsto para acontecer no dia 13 de janeiro e a matrícula nos dias 17, 20 e 21 de janeiro. Já a segunda chamada será no dia 27 de janeiro e o cadastramento em 31 de janeiro, 3 e 4 de fevereiro. A terceira chamada ocorrerá em 13 de fevereiro e as matrículas em 18, 19 e 20 do mesmo mês.

Como o período entre o resultado e a matrícula é curto, O pró-reitor de Graduação da UFRN, Adelardo Adelino Dantas de Medeiros, aconselha que os estudantes providenciem os documentos necessários antes da primeira chamada. “É importante que os candidatos consultem no edital os documentos necessários para a matrícula logo agora, para evitar contratempo”, explica.

O edital do SiSU 2014 está disponível no seguinte link: www.sisu.ufrn.br.
Tribuna do Norte

Alberto de Lima , de 19 anos, foi vítima de disparos nesta noite de quinta-feira (02), no centro da cidade de Macaíba, o jovem estava em sua moto quando foi surpreendido por dois homens não identificados, os mesmos também estavam de moto e efetuaram vários disparos contra o jovem, o homicido aconteceu em frente da zebra. Esse é o segundo homicídio registro em Macaíba.

UFRN

As ações estratégicas na área de ciência e tecnologia registrou avanços. O Instituto Metrópole Digital ganhou um prêmio nacional do Santander, na categoria Guia do Estudante; o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Educação a Distância (SEDIS), com inserção e atendimento de demandas em nível nacional; o projeto do Instituto  de Medicina Tropical, cujo prédio já está pronto, além  da reestruturação física e tecnológica dos hospitais universitários, que estão utilizando tecnologia de última geração (imagens em Ultra HD – 4K),  para transmissão de cirurgias para todo Brasil, criação de novos serviços tal como o de Reprodução Humana Assistida na Maternidade Escola Januário Cicco, além do amplo programa de execução de obras e concurso público aberto com 1.971 vagas.
Na área da inovação tecnológica os exemplos são profícuos e a reitora cita a criação de mais uma incubadora – Bio Inova – que juntamente com a INOVA – Metrópole somam duas incubadoras na UFRN. Além disso, a Universidade comemora o grande crescimento no número de pedidos de patentes, que chegou a 70 em dezembro 2013 (em maio de 2011 foram registrados 24 pedidos) e mais 14 pedidos em andamento.
Foram inúmeras as premiações durante todo esse ano de 2013, de agências, tais como FINEP/MCTI e com destaque para a última do Santander Universidades, na categoria Empreendedorismo, que premiou um aluno da UFRN que apresentou o projeto “Sistema de Elementos e Fatores Climáticos em Plantações de Cana-de-açúcar (Agroremoto)”. Esse ano, a UFRN foi a instituição que inscreveu o maior número de projetos, o que mostra a grande produção da Universidade nessa área.
A internacionalização teve um grande destaque com um aumento significativo no número de convênios e colocando a UFRN em primeiro lugar no Nordeste em número de alunos com bolsas no Programa Ciências Sem Fronteiras (CsF). Segundo dados da Secretaria de Relações Internacionais, em 2013 foram enviados 441 alunos para o exterior, dos quais 371 (84%)  são vinculados ao CsF.
O programa estruturante Meio Ambiente e Qualidade de Vida teve um grande avanço com a criação de comissões para trabalhar o Plano Diretor do Campus Central, para propor melhorias dos espaços dentro do Campus, para trabalhar a segurança interna, para aperfeiçoar relações de trabalho, para propor atividades artísticas e culturais de forma permanente, além das comissões para trabalhar o Plano Diretor dos campi de Caicó, Currais Novos e Macaíba.
A infraestrutura cresceu e se modernizou. Foram 44 obras concluídas neste ano e mais de 30 contratos novos foram assinados. Entre os contratos estão incluídas obras que ampliam a infraestrutura básica de esgotamento sanitário, de abastecimento de água e de sistemas de reuso de esgotos.
A informatização e melhoria dos sistemas, capacitação dos gestores e os cursos de pós-graduação profissional (Mestrado Profissional em Letras e Mestrado e Mestrado Profissional em Gestão de Processos Institucionais) foram algumas das ações do programa Modernização da Gestão. Outros avanços são computados, como a consolidação do Programa de Assistência ao servidor e o Núcleo de Ideação. Este último, com o objetivo de ouvir a comunidade acadêmica sobre a questão da gestão.
A Pró-reitoria de Assistência ao Estudante (PROAE) completou mais de 900 auxílios-moradia aos estudantes universitários, 1042 bolsas-alimentação e atendimento psicológico chegando a quase 2.500. Nesse ano de 2013, segundo dados da PROAE, foram inauguradas duas novas residências (Santa Cruz e Campus IV-Natal) e criada uma residência para alunos da pós-graduação.
A Pró-reitoria de Extensão comemora o aumento no número de alunos e docentes em projetos de extensão e de municípios no programa Trilhas Potiguares. A PROEX também está coordenando a participação da UFRN na Copa do Mundo 2014, através de diversos projetos.
Em todos os programas estruturantes, os campi do interior têm ações induzidas como forma de consolidar a interiorização da universidade. Os programas ou ações desenvolvidas no Campus Central são estendidos para os campi, a exemplo da criação de novos cursos, a constituição de comissões para elaboração do Plano Diretor do CERES Caicó e Currais Novos, além de outras ações de cada pró-reitoria.
Nesse ano de 2013, segundo a reitora Ângela Paiva, o destaque é para o crescimento da Universidade, com mudanças registradas em todos os indicadores dos Programas Estruturantes previstos no Plano de Gestão 2011/2015, contribuindo ainda mais para a sua inserção social e para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte encerra suas atividades no ano de 2013 comemorando, mais uma vez, a boa avaliação do Ministério da Educação, que coloca a instituição na liderança, pelo segundo ano consecutivo, como a melhor do Norte/Nordeste entre as Instituições Federais de Ensino Superior, conforme o Índice Geral de Cursos (IGC).
 A UFRN, segundo a reitora Ângela Paiva Cruz, vem buscando a expansão acadêmica com qualidade e avançando em todas as áreas contempladas em seus programas estruturantes, tais como: ações por uma universidade cidadã; desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação; meio ambiente e qualidade de vida; modernização da gestão; e gestão de pessoas.
Na expansão acadêmica, a universidade registrou um aumento de mais de 900 vagas para ingresso nos cursos de graduação em 2014, através do ENEM/SISu. Embora o grande destaque seja a criação de um novo curso multicampi de Medicina envolvendo os três campi (Caicó, Currais Novos e Santa Cruz), foram criados outros tais como Gestão de Cooperativa e Letras/ Libras no Campus Central e estão sendo criados para os campi do interior Psicologia (FACISA), Meteorologia e Oceanografia em Natal, com início previsto para 2014. E outros se encontram com projeto pedagógico aprovado ou em elaboração, tais como Terapia Ocupacional (FACISA), Música (CERES/Caicó), entre tantos que foram propostos pelas unidades acadêmicas e registrados no plano de expansão.
Os novos cursos criados pelo REUNI (Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais) e pós-REUNI, segundo Ângela Paiva, estão sendo bem avaliados pelo MEC e, em sua maioria, estão obtendo notas 4 ou 5.
Na pós-graduação também foi registrado um crescimento muito significativo, com uma substancial elevação na qualidade dos cursos no último triênio (2010/2011/2012): 18 programas aumentaram seus conceitos e nenhum curso foi descredenciado. Vale salientar que o número de cursos de pós-graduação pulou de 82 em 2011 para 101, em 2013. “A UFRN tem tido uma grande visibilidade em relação às outras universidades na área da pós-graduação”, afirmou a reitora.
Vale salientar que todas essas ações foram trabalhadas com as ações de inclusão social, disse a reitora. “Estamos na política de cotas, estamos plenamente no SISu a partir de 2014 e aprovamos resolução para a inclusão regional”, disse se referindo à Resolução 177/2013, que cria o argumento de inserção regional, para estimular o acesso à Universidade dos estudantes que residem no entorno dos locais de oferta dos cursos da UFRN no interior.
As ações da UFRN para contemplar o programa estruturante Universidade Cidadã incluem também a preocupação com a melhoria do atendimento nos hospitais universitários, possibilitada com a adesão à EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), com a ampliação do ensino técnico (presencial e a distância) para jovens e trabalhadores, através do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), que está qualificando quase 30 mil pessoas, pela Escola Agrícola de Jundiaí, Escola de Enfermagem, Escola de Música e Instituto Metrópole Digital.
A política cultural da Universidade, além de permear toda vida cultural da cidade com suas ações, se constitui em um vetor para a qualidade de vida. A reitora, ainda  destaca o trabalho da Escola de Música – que tem atrações semanais e,  constantemente apresenta atrações internacionais – além de propor e realizar a disseminação de atividades artísticas e culturais por meio do Programa SIGArte.

A cidade de Macaíba já começa este ano de 2014 com duas pessoas baleadas e outra assassinada nesta Quinta-Feira (02), na travessa Luiz Varela no loteamento Esperança, as informações da Policia Militar repassadas para a reportagem da CONNECTTV, foi que um pai, filho e um amigo estava conversando em uma residencia as 15h20m quando dois meliantes não identificado invadiram a casa onde os mesmos se encontravam, os homens atiraram por diversas vezes contra as vitimas onde JOSÉ OLIVEIRA SANTOS, 53 ANOS (AMIGO), SEBASTIÃO RODRIGUES PEREIRA, 44 ANOS (PAI) foram baleados e socorridos em estado grave para o hospital já o adolescente de 16 anos identificado por LEONARDO SOUZA PEREIRA, 16 ANOS (FILHO), não resistiu os ferimentos e veio a óbito no local. A delegacia de Macaíba ficará responsável pela investigação.

Informações do ConnectTV



Notícias da TV – Por que o Mansfield não foi?
Gentili – O Mansfield também estava [de mudança para o SBT] e ninguém entendeu nada o que aconteceu. Durante essa negociação, deixei claro três coisas que eu não faria. Eu não faria leilão, eu não fiz leilão. Também esperei acabar meus compromissos do ano com a Band. E também não assinaria contrato às escondidas, chegar na Band e falar ‘Assinei contrato, estou indo embora, tchau’. Jamais faria, por respeito à emissora em que tantos anos eu trabalhei. Tenho um grande respeito pela Band.
Por que estou contando tudo isso? Pra chegar no Mansfield. Então, na quinta-feira [13/12], depois do último dia de gravação, a gente se reuniu e falamos sobre nossa situação na Band e a proposta no SBT. Na Band, queriam diminuir o salário do Ultraje, não iam dar aumento para o Léo [Lins] e para o [Murilo] Couto, embora fosse época de renovação de contrato, e iam tirar um dia do Agora É Tarde [as sextas-feiras passariam a ter o melhor da semana]. Além disso, tinham cortado a minha equipe. Se já era pesado levar o programa, ficou mais pesado ainda.
Em compensação, se a Band estava tirando um dia, o SBT estava dando um dia a mais; se estavam reduzindo salário, o SBT estava dando aumento; se estavam diminuindo a minha equipe, o SBT estava aumentando a minha equipe. Outro fator decisivo é que minha equipe de bastidor vai ter condição de trabalho e salário melhores no SBT.
A decisão passou por todo mundo mesmo, pelo pessoal de bastidor, pelo elenco. Todo mundo viu qual era nosso futuro na Band e a qual era a proposta do SBT. E decidimos ir para o SBT, inclusive o Marcelo Mansfield. Na sexta-feira [14] eu tive uma reunião para informar que provavelmente assinaria com o SBT e ia todo mundo embora. E aí na sexta feira, depois que eu informei a diretoria da Band, recebi um SMS do Marcelo Mansfield dizendo que ele não era feliz no programa e que ia renovar o contrato dele com a Band. Ninguém entendeu nada. Teve uma reunião na quinta e ele a pessoa mais empolgada em ir para o SBT. Ele falava que lá ia participar de outros programas, que o salário ia ser maior, que ia ter vaga no estacionamento. Ele estava quase evangelizando as pessoas para irem para o SBT.
Notícias da TV – Você não desconfia que ele pode ter recebido uma proposta da Band para ficar no seu lugar?
Gentili – (risos) Pode ser, e eu acho que se ele receber uma proposta que é legal ele tem mais é que ficar mesmo.
Notícias da TV – O episódio do veto ao programa de Natal teve algum peso ou ele foi posterior?
Genitli – Não, foi posterior. O programa de Natal era um programa que eu sabia que seria bem maluco e que provavelmente corria o risco de não colocarem no ar. Assistindo o programa eu acho que não tem nada demais, a única coisa que tem de errado é que é um programa anti-Natal para passar no dia de Natal. Mas ali a gente já estava mais ou menos encaminhados. O veto não teve peso, não.
Notícias da TV – Foi a primeira vez que um programa caiu inteiro ou não?
Gentili – Sim, foi a primeira vez. Mas é igual casamento, é importante colocar na balança. A Band já me deu liberdade de fazer muitas coisas que talvez em outros lugares eu não poderia. Milhares de outras vezes eu fiz coisas, falei coisas que provavelmente em outra emissora eu não falaria. E a Band segurou a bronca. Eu respeito muito essa decisão da Band.
Notícias da TV – E no SBT? Você tem alguma salvaguarda quanto a isso ou também está sujeito a eventuais vetos?
Gentili – Enquanto eu não tiver uma emissora de TV eu vou estar sujeito a vetos de todos os tipos porque só quando eu tiver minha emissora eu vou poder colocar no ar tudo o que eu quero. Mas estou bastante confortável e otimista porque em todas as conversas que eu tive com o Fernando Pelégio [diretor de Planejamento Artístico e de Criação do SBT], eu sempre deixei claro qual é o tom do programa. Eles sabem muito bem quem eles estão contratando, toda a liberdade de piada foi pré-conversada, pré-acordada, eles sabem que tipo de programa eles estão levando, para que tipo de gente eles estão abrindo a casa.
Notícias da TV – E o que vai mudar no programa? O nome vai ter que ser outro, e o formato também porque o Agora É Tarde foi registrado pela Eyeworks,  não é isso?
Gentili – É. Tem umas coisas curiosas nesse negócio. É como a Globo processar o SBT ou a Band porque o Jornal do SBT e o Jornal da Band têm o mesmo formato do Jornal Nacional. É o formato do programa, um subgênero do talk show que se chama late night. O que eu faço é um talk show late night. O formato é esse e o horário também. Uma diferença entre um talk show e outro é a personalidade de quem faz o programa. Eu criei a reunião desse elenco. O nome? Eu que criei. O relacionamento entre o casting fui eu quem criei. É impossível processar por causa do formato.
Então você vai levar para o SBT os mesmos quadros, além do elenco?
Gentili – É uma situação um pouco delicada a minha, porque embora eu tenha criado a maioria dos quadros, a produtora Eyeworks que registrou o nome e tudo o mais. O meu contrato é com a emissora, não com a produtora. Eu cedo toda a minha criação para a emissora, não para a produtora.
Quando eu entrei na Band, foi em 2008 para fazer o CQC. Em 2009, eu criei o Agora É Tarde, eu levei para a Elisabetta [Zenatti], que era diretora artística da Band, o projeto do Agora É Tarde, com o elenco. Estavam lá o Ultraje a Rigor, o Murilo Couto, qual era a proposta, o nome, quadros também. O negócio andou e em 2011 colocaram no ar. O meu contrato dizia que eu escolheria uma produtora para produzir o meu programa.
Então na verdade não foi a Eyeworks que me deu o Agora É Tarde. Fui eu quem deu o Agora É Tarde para eles. Só que o meu contrato de cessão de direitos é para a emissora, não para a produtora, só que está registrado pela produtora. Então me surpreende muito eles dizerem que vão me processar. Quem criou fui eu, não eles. Eu sempre pedi o crédito de criação do Agora É Tarde, e nunca me deram. Sempre disseram que não poderiam dar o crédito de criador do Agora É Tarde porque o formato já existiu. Me parece pouco possível me processarem por uma coisa que eu criei.
Notícias da TV – Então o telespectador deve esperar de você no SBT algo muito parecido com o Agora É Tarde, apenas mudando o nome e com uma estrutura melhor, mais externas, com mais esquetes?
Gentili – Certamente, e com quadros novos. Eu disse para toda equipe, primeiro, que a gente está indo para o SBT para fazer um talk show late night, que é o que todo esse tempo todo mundo deu o sangue para tentar fazer da melhor maneira possível na Band. Então a gente vai continuar fazendo um talk show late night, com praticamente o mesmo elenco e as pessoas que ajudaram a fazer o bastidor.
Só que o que falei para toda equipe é que o público tem entendido que estamos indo para uma emissora maior, em estrutura e também em audiência. Então, é uma preocupação minha, que o elenco entenda, é que se a gente está indo para uma emissora maior, a gente tem que ficar maior também, fazer um upgrade no nosso próprio conteúdo. As piadas que eu faço, as piadas que o Leo e o Couto fazem, os quadros, tudo isso precisa ser melhorado. Se estamos indo para uma emissora maior e mais gente vai nos ver, a gente precisa afinar muito mais, lapidar o que a gente tem feito. É preciso entender que a nossa essência vai estar ali, mas temos de fazer um upgrade na nossa própria carreira, no nosso próprio tom de comédia, amadurecer, sem perder a graça e sem perder o humor. O objetivo é dar um upgrade não só na produção, na coisa física, mas no nosso tom, nas nossas piadas.
Notícias da TV – As piadas vão ficar mais elaboradas para atingir um público mais amplo?
Gentili – A ideia é essa, se apresentar para novas pessoas, fazê-las embarcar na proposta do programa.
Notícias da TV – Você chegou a negociar com a Record. Por que não vingou com a Record e vingou com o SBT?
Gentili – Na verdade, não é que cheguei a negociar com a Record. Sempre procurei ter uma relação muito amigável com todas as emissoras porque o programa precisa para ter o casting das outras emissoras. Houve uma tentativa de conversa com a Record, mas o SBT me atraiu porque tem o histórico do Jô Onze e Meia. Então é bastante significativo estar no SBT. E o SBT está montando uma grade que é bem parecida com a que eu tinha na Band e eu gostava muito que é eu, o jornal e o Otávio Mesquita.
Além disso, o SBT tem um ambiente, um bastidor muito amigável. As pessoas acham que isso é besteira, mas não é. Para que o programa funcione, isso é essencial, as pessoas em casa enxergam isso, sabem que o programa é de verdade. Esse ambiente é um ganho para quem trabalha nos bastidores.
Notícias da TV – Quando você estreia?
Gentili – A gente quer estrear no início da temporada, logo após o Carnaval.
Notícias da TV – E quando você começa a implantar o programa quando?
Gentili – Estou implantando desde uma semana antes do Natal. Já estou organizando organograma, estruturando o bastidor.
Notícias da Tv por Daniel Castro

Começam hoje inscrições para o programa Jovem Aprendiz dos Correios
Jovens de todo o País poderão concorrer, a partir de hoje (2), a 2.529 vagas e formação de cadastro reserva para o programa Jovem Aprendiz dos Correios. O candidato deve ter entre 14 e 22 anos e estar matriculado e frequentando a escola, caso não tenha concluído o ensino médio.

O programa é uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), e capacitará os jovens no curso de auxiliar administrativo, oferecendo bolsa no valor de R$ 318,26  mensais, vale-transporte, vale-alimentação e assistência médica e odontológica nos ambulatórios da ECT. A jornada de aprendizagem é de 20 horas semanais e o curso possui duração de 12 meses consecutivos. Ao final desse período, os aprendizes que tiverem obtido bom aproveitamento receberão certificado de qualificação profissional.

Com esta iniciativa, os Correios visam proporcionar aos jovens o ingresso no mercado de trabalho, bem como incentivar a continuidade dos estudos, cumprindo assim seu papel de empresa pública e agente do governo na implantação das políticas para o desenvolvimento nacional.

As inscrições terminam no dia 19 de janeiro. O edital completo do processo seletivo e o quadro de vagas por localidade estão disponíveis no endereço: www.correios.com.br/institucional/concursos/correios.

O vestibular da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) será realizado dia 2 de fevereiro, como estava definido no calendário aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE). A Universidade decidiu manter a data, com a suspensão das eleições suplementares em Mossoró, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último dia 30.

Como a decisão monocrática do presidente do TSE, ministro Marco Aurélio de Mello, suspendendo o pleito de 02 de fevereiro foi proferida antes do novo calendário, a UERN não vê razão para alterar as datas das provas.

A confirmação do PSV para os dias 02 e 03 de fevereiro foi feita em uma reunião do Reitor Pedro Fernandes, Pró-Reitora de Ensino de Graduação, Inessa Linhares, Diretor da Comperve, Egberto Moreira, assessor jurídico, Lauro Gurgel, Chefe de Gabinete, Fátima Raquel e Pró-Reitor de Administração, Iata Anderson Fernandes.

Cartão

A partir do dia 24 deste mês, a COMPERVE começa a entrega do cartão de identificação, contendo os dados pessoais, bem como o curso e a língua estrangeira escolhido pelo candidato e o local de realização das provas. O cartão será disponibilizado pela internet: www.uern.br ou www.uern.br/comperve) e ficará disponível até o primeiro dia de realização de provas. Este ano, o PSV será aplicado na parte da tarde das 13h30 até as 17h30.

Antes, dia 21, a COMPERVE divulga a concorrência, por curso. 25.355 candidatos estão concorrendo as 2.180 vagas ofertadas pela UERN.

Com informações da assessoria UERN.

Do G1 RN
O empresário Jarbas Filho, diretor da Viva Promoções, classificou como “fatalidade” o assalto realizado na tarde desta terça-feira (31) no escritório da empresa dentro do shopping Cidade Jardim, na zona Sul de Natal. “Faltou cuidado maior tanto na minha segurança quanto na do shopping”, afirma. O crime foi cometido por dois suspeitos, que roubaram R$ 31 mil, dinheiro guardado no local para pagamentos e arrecadado da venda de ingressos para três eventos promovidos pela empresa.

Os funcionários relataram ao empresário que um dos suspeitos entrou no escritório armado com uma pistola e usando um capacete. Após render as pessoas que estavam no local, o homem recolheu R$ 20 mil que seriam usados em pagamentos. “O dinheiro estava escondido. O assaltante já sabia o local, foi algo pensado”, revela Jarbas Filho. O restante do dinheiro era da venda de ingressos.

Após o assalto, o suspeito saiu do shopping e foi até o outro lado da rua, onde entrou no Pálio branco dirigido por outro homem, que já o esperava do lado de fora. A dupla fugiu sem ser identificada. A placa do veículo também não foi anotada. O crime aconteceu por volta das 14h30.

Entre os eventos promovidos pela empresa estão o Réveillon da Costeira, que ocorrerá no hotel Imirá Plaza, além dos shows do cantor Lulu Santos e da banda Capital Inicial, que acontecerão em janeiro na praia da Pipa, no litoral Sul do estado.

Os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Tocantins começam 2014 com suas folhas de pagamento no limite prudencial, conforme preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal.
O governo potiguar, por exemplo, compromete 46,55% do seu Orçamento para esse fim, situação que perdura há quatro anos.