Descrição do autor

Administrador

Na madrugada desta segunda-feira (17), uma mulher  ainda não identificada foi assassinada no bairro  Vilar, em Macaíba. A vítima segundo o programa Patrulha da Cidade, teria 28 anos e foi encontrada morta no meio da rua pelos vizinhos após ouvirem pelo menos três disparos de arma de fogo.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) através do Programa de Pós-Graduação em Ensino de História (PPGEH) oferece 30 vagas para Mestrado Profissional em Ensino de História (Profhistória).  Os requisitos para ingresso são: ser portador de diploma de curso superior de licenciatura, devidamente registrado no Ministério da Educação, e atuar como professor de História em qualquer ano da Educação Básica, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

As inscrições vão até 25 de setembro, acessando este link. A taxa de inscrição é R$ 120. Mais informações no endereço eletrônico.

ProfHistória

O ProfHistória, programa de pós-graduação stricto sensu em Ensino de História, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação, visa à formação continuada do docente em História, que atua na Educação Básica, propiciando qualificação certificada para o exercício da profissão. O curso é presencial, com oferta simultânea nacional, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (17) a operação Canastra Real. O objetivo é apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas na Assembleia Legislativa. Ao todo, foram cumpridos 6 mandados de prisão e outros 23, de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo as investigações, o esquema fraudulento foi iniciado em 2015 e tem como principal integrante a chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho. Para o MPRN, Ana Augusta ocupa posição de controle ao indicar pessoas para ocupar cargos na Casa. Para isso, a chefe de Gabinete forneceu o próprio endereço residencial para constar nos assentos funcionais e nos cadastros bancários dos servidores fantasmas por ela indicados.

Além de Ana Augusta, foram presos temporariamente por 5 dias: Paulo Henrique Fonseca de Moura, Ivaniecia Varela Lopes, Jorge Roberto da Silva, Jalmir de Souza Silva e Fabiana Carla Bernardina da Silva, todos ex-assessores técnicos da Presidência da Assembleia Legislativa. Essas cinco pessoas, que foram indicadas por Ana Augusta, tinham altos vencimentos na Casa, embora não possuíssem nível superior.

A investigação verificou que todos os indicados possuem movimentações financeiras atípicas, recebendo mensalmente a importância líquida aproximada de R$ 13 mil. Logo após o depósito dos valores nas contas bancárias, as quantias eram integralmente sacadas. Essa movimentação financeira das contas bancárias, todas com saques padronizados, de valores idênticos, revela que os titulares não possuíam o controle de suas próprias contas.

Para o MPRN, as contas-correntes desses ex-assessores técnicos foram abertas somente para desvio de dinheiro público. Embora fossem servidores com alta renda, optaram por não contratar cartões de crédito. Mesmo sendo bem remunerados, investigação do Grupo de Atuação Especial ao Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, mostra a ausência de aquisição de patrimônio no período em que estiveram nomeados para o cargo na Assembleia. A movimentação financeira deles não espelha a renda percebida.

Já em relação à Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, ao contrário dos demais investigados, a movimentação financeira é superior à renda declarada, incompatível com a qualidade de servidora pública e dissociada da sua declaração de Imposto de Renda. Ela declarou à Receita Federal, no IR do ano calendário 2015, somente rendimentos advindos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, enquanto que a declaração de informações sobre movimentação financeira revelou que a entrada de recursos na conta dela foi em valores que equivalem a mais que o dobro da remuneração dela.

Dama de Espadas

Os crimes investigados na operação Canastra Real se assemelham aos apurados na operação Dama de Espadas, deflagrada pelo MPRN em 2015. Na Dama de Espadas, havia a inserção de servidores fantasmas na folha de pagamento da Casa Legislativa, seguida da expedição de “cheques salários” em nome dos servidores, sendo sacados por terceiros não beneficiários, com irregularidades na cadeia do endosso ou com referências a procurações inexistentes ou não averbadas na ficha cadastral bancária do cliente.

No caso atual dos ex-servidores residentes em Espírito Santo, pelo menos em alguns meses, os saques – sempre feitos na agência bancária na ALRN – eram realizados por eles próprios.

Prisões em flagrante

Durante o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão contra Ana Augusta, o marido dela, Fernando Luiz Teixeira de Carvalho, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Fernando Teixeira, que é o prefeito de Espírito Santo, foi preso na fazenda em que mora com uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38, e munições. Também foi preso, igualmente por posse ilegal de arma de fogo, Ygor Fernando da Costa Dias, residente em Espírito Santo e marido de Fabiana Carla Bernardina da Silva. Ele estava com um revólver calibre 38 e munições.

A operação Canastra Real contou com o apoio da Polícia Militar. Participaram da ação 28 promotores de Justiça, 26 servidores do MPRN e 70 policiais militares. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos outros 23, de busca e apreensão nas cidades de Natal, Espírito Santo, Ipanguaçu e Pedro Velho.

A imagem pode conter: 8 pessoas, multidão

Divulgação

Neste domingo (16), o candidato à reeleição Robinson Faria (PSD) cumpriu agenda em Macaíba, ao lado  do prefeito Fernando Cunha, da candidata Dra. Ederlinda, do candidato a senador Geraldo Melo, vereadores e lideranças da região. Robinson Faria discursou na comunidade de As Marias, onde afirmou que estava prestando conta do seu mandato e o que tinha feito por Macaíba durante seu governo. O governador destacou abertura da maternidade do Hospital Regional, da construção de dez leitos de UTI e o asfalto do distrito industrial.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, atividades ao ar livre

Divulgação

Candidata a deputada estadual, Dra. Ederlinda também lembrou da abertura da maternidade que há seis anos estava fechada e somente no governo Robinson  conseguiu retomar o seu funcionamento. Ederlinda  agradeceu o apoio do prefeito Fernando, de vereadores e lideranças que vem somando em sua campanha.

No final da tarde o grupo saiu em passeata pela BR-226 até o distrito de Cajazeira, onde o ato de campanha terminou com mais um comício.

Em Roraima, durante uma caminhada por Boa Vista, Ciro Gomes (PDT) foi perguntado pelo repórter Luiz  Petri sobre declarações que fez criticando os brasileiros  incomodados com a invasão de venezuelanos pela fronteira.

O candidato Ciro Gomes não gostou da pergunta e logo xingou o repórter de forma agressiva, para finalizar o péssimo episódio, Ciro  mandou prender o repórter.

Esta semana foi levado para o conhecimento da população, através do site Senadinho, que um vereador estaria possivelmente fazendo jogo duplo para disputa a deputado estadual. O Informativo Atitude relevou que o alto escalão do governo neste momento não está vendo nenhuma movimentação deste tipo, mas que estará de olho no resultado das urnas.

Caso tenha existido algum jogo duplo de um edil, será fácil identificar, pois é de conhecimento de todos a base eleitoral de cada parlamentar.

 

whatsapp-image-2018-09-12-at-12-19-21-1024x682

Em Belo Horizonte, a candidata a presidência pela coligação REDE-PV, Marina Silva, explicou que um dos pontos do seu programa de governo para segurança pública é o trabalho em conjunto. Para combater o crime organizado, Marina explicou que seu governo implementará o Sistema Único de Segurança Pública de forma conjunta com estados e municípios. “Não podemos mais ter a exportação do crime organizado dos grandes centros para o país, porque os criminosos continuam comandando as quadrilhas de dentro dos presídios.” Com a compreensão de que a segurança pública também está ligada à questão social, a candidata afirmou que a área receberá ainda investimentos adequados para promover serviços de inteligência, formação continuada e remuneração justa para os policiais.

Emprego e renda 

Os efeitos da atual política econômica brasileira, que já deixaram mais de 13 milhões de desempregados, foram duramente criticados pela candidata da coligação da REDE-PV à Presidência, Marina Silva, na manhã desta última quarta-feira (12). Ao percorrer o caminho da Praça Sete de Setembro até o Mercado Municipal da capital mineira, Marina afirmou que o seu governo tem o compromisso de recuperar a credibilidade e fazer o país crescer novamente.

Segundo a candidata, a retomada da economia será impulsionada com incentivos para setores estratégicos. “Voltando a crescer, nós vamos recuperar os empregos, teremos recursos para investimentos na infraestrutura, na moradia popular, no saneamento básico e turismo, porque é isso que gera emprego rápido para juventude e para as mulheres”, avaliou.

No Mercado Central de Belo Horizonte, Marina reconheceu a importância do comércio local para o desenvolvimento econômico e assegurou que seu governo simplificará o processo de formalização e acesso ao crédito para pequenos empreendedores. “Vamos, cada vez mais, apoiar empreendedores comunitários com crédito, microcrédito, assistência técnica, desburocratizando para que seja mais fácil abrir e fechar um negócio.”

Cercada por apoiadores, a candidata reafirmou que seu plano para aquecer a economia será articulado com várias áreas, como a educação. “Vamos também ter um programa ousado de creches, para que as mulheres possam deixar seus filhos na creche enquanto vão estudar, enquanto vão trabalhar”, detalhou.

Do Agora RN – O Departamento de Estradas de Rodagens do Rio Grande do Norte (DER-RN) regulamentou a implantação do Sistema de Bilhetagem Eletrônica para as linhas de ônibus intermunicipais da região Metropolitana de Natal. Com a decisão, publicada no Diário Oficial do estado na manhã desta sexta-feira, 14, surge a possibilidade do sistema de integração se estender até os municípios.

“Com a padronização do serviço nos ônibus, os cartões de passagens já existentes vão continuar sendo utilizados, a possibilidade existe”, esclareceu general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, diretor-geral do DER.

Segundo ele, a medida é uma forma de monitorar o número de passageiros que utilizam esse tipo de transporte. “Será um controle impessoal e informatizado para que tenhamos ciência das despesas com meia passagem de estudantes, de idosos que não pagam, entre outras possibilidades. Com esse monitoramento, não haverá sonegação, por exemplo”, explicou.

Com a publicação da portaria, serão realizados estudos para que a implantação do serviço nas linhas seja realizada.

IFRN sedia edição 2018 do Simpósio sobre Tecnologia Espacial Básica

IFRN

Portal IFRN – Entre os dias 11 e 14 de setembro, o Campus Natal – Central do IFRN sediou a quinta edição do simpósio “Creating Novel Opportunities with Small Satellite Space Missions” (Criando Novas Oportunidades com Pequenas Missões Espaciais de Satélites). Além do Instituto, o evento contou com a organização da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Agência Espacial Brasileira (AEB), do  do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), da United Nations Office for Outer Space Affairs (UNOOSA), que é o escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior, além da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

O Brasil foi escolhido e aceito para sediar o evento por ser membro da ONU e detentor de um programa espacial em pleno desenvolvimento, com missões de nanosatélites de sucesso. “O evento é puramente científico/tecnológico e visa, principalmente, o compartilhamento de tecnologias e informações científicas, além da capacitação de países em desenvolvimento”, explicou o representante oficial da UNOOSA, Medeni Soysal.

Entre os objetivos do Simpósio da ONU/Brasil estão: examinar questões relevantes para a implementação de pequenos programas de satélites, elaborar questões regulatórias de programas de desenvolvimento de tecnologia espacial para esta classe de satélites, bem como questões legais e responsabilidades relacionadas aos programas de desenvolvimento de tecnologia espacial para pequenas missões por satélite, continuar o desenvolvimento de um currículo de educação para engenharia espacial e discutir questões acerca da Iniciativa Básica de Tecnologia Espacial (BSTI).

Desde 2012, a BSTI vem organizando Simpósios Internacionais sobre Tecnologia Espacial Básica nas regiões correspondentes às Comissões Econômicas da ONU para África, Ásia e Pacífico, América Latina e Caribe e Ásia Ocidental. Já foram organizadas edições anteriores do Simpósio no Japão, Emirados Árabes, México e África do Sul.

Com mais de 200 pessoas de todos os continentes, o simpósio reúne ainda representantes e pesquisadores da NASA, bem como de outras agências espaciais de mais de 10 países. “É uma oportunidade única tanto para nós quanto para o mundo, pois daqui poderão sair muitas boas ideais”, afirmou o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho.

“A tecnologia espacial e sua ampla gama de aplicações contribuem com informações e serviços essenciais para muitos aspectos do desenvolvimento sustentável e pequenas missões por satélite estão se tornando cada vez mais importantes para apoiar esse papel específico da tecnologia espacial”, disse o coronel Marco Rezende, diretor de transporte e licenciamento da AEB.

O professor do Campus Natal-Central e membro do comitê local de organização do UN BSTI, Moisés Souto, destacou o empenho do IFRN para realizar o evento e a parceria com as instituições envolvidas. “O IFRN esteve trabalhado durante os últimos três anos para preparar esse grande evento. Em 2017, fiz parte da delegação brasileira, junto com o Manoel Jozeane do INPE, no mesmo simpósio na África do Sul, convidando todos para participar da edição brasileira. Ficamos muito realizados com a participação efetiva de pessoas de todos os continentes, além do grande esforço desprendido por todos”, destacou.

Maíla Evangelista da Silva tem 10 anos de idade e está desaparecida desde o dia 12 de setembro — Foto: Arquivo da Família/cedida

Foto: Arquivo da Família/cedida

Uma menina de 10 anos está desaparecida deste a quarta-feira (12), quando saiu da escola na Zona Sul de Natal e não foi mais vista. Maíla Evangelista da Silva estava acolhida na Unidade de Acolhimento 2, em Capim Macio.

Ela foi vista pela última vez saindo da Escola Estadual Arnaldo Monteiro Bezerra, em Neópolis. Era final da manhã, quando acabaram as aulas do turno matutino na quarta-feira.

Nem a assistência social da unidade de acolhimento, nem a mãe da menina, que não detém mais a guarda dela, sabem o paradeiro de Maíla. Foi registrado um boletim de ocorrência na Delegacia de Capturas do Rio Grande do Norte e a Polícia Civil está apurando o caso.

Quem tiver informações sobre a garota, pode ligar para os telefones 988703327 ou 988703861. Os números são de uma equipe de abordagem social da Prefeitura de Natal, que funciona 24 horas por dia.

Informações do G1 RN

 

Agência Brasil – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (15) nova parcial da prestação de contas dos candidatos à Presidência da República.

Entre os candidatos, o com maior arrecadação, até o momento, foi Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano levantou R$ 46,4 milhões. Do montante, R$ 46,26 milhões (97,8%) foram oriundos do Fundo Eleitoral. O financiamento coletivo do candidato representou 0,08% das verbas arrecadadas.

A segunda maior arrecadação foi a do candidato Henrique Meirelles (MDB), que declarou R$ 45 milhões em receitas até o momento. Todo o recurso veio de fontes próprias, ou seja, do próprio candidato.

A terceira maior declaração foi a do PT, cuja candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva foi substituída por Fernando Haddad. Foram movimentados R$ 20,6 milhões em receitas. A quase totalidade, R$ 20 milhões (97,1%), veio do Fundo Eleitoral. Por meio de financiamento coletivo foram arrecadados R$ 598 mil.

Ciro Gomes (PDT) vem na quarta posição, com R$ 16,1 milhões recebidos, todo do Fundo Eleitoral.

Marina Silva arrecadou R$ 7,2 milhões. Da soma de verbas, R$ 6,1 milhões vieram de doações do Fundo Eleitoral; R$ 260 mil foram de financiamento coletivo e o restante de 21 doadores.

Álvaro Dias (Podemos) declarou ter recebido R$ 5,2 milhões. Deste total, R$ 3,2 milhões (62,5%) foram oriundos do Fundo Eleitoral e 37,9% de doações diversas. A iniciativa de financiamento coletivo do candidato representou apenas 0,63% do total.

Guilherme Boulos (PSOL) recebeu até agora R$ 5,99 milhões, sendo R$ 5,97 milhões provenientes do Fundo Eleitoral. O restante foi arrecadado por meio de financiamento coletivo.

João Amoêdo (Novo) recebeu até o momento R$, 2,6 milhões. Deste total, R$ 1,2 milhão foi recebido do Fundo Eleitoral; R$ 308 mil de financiamento coletivo e o restante de doadores.

José Maria Eymael (PSDC) levantou R$ 849 mil do Fundo Eleitoral.

Jair Bolsonaro (PSL) arrecadou R$ 688,7 mil. Desse total, quase a metade foi proveniente do Fundo Eleitoral (R$ 334,75 mil). Outra parcela de R$ 332,8 mil foi obtida por meio de financiamento coletivo.

Vera Lúcia (PSTU) declarou receitas no valor de R$ 401 mil, praticamente toda oriunda do Fundo Eleitoral. A candidatura levantou apenas R$ 1,8 mil por meio de financiamento coletivo. João Goulart Filho (PPL) levantou R$ 231,8 mil, sendo R$ 230 mil do Fundo Eleitoral e o restante R$ 1,8 mil de financiamento coletivo.

As informações podem ser obtidas por meio do sistema do Tribunal “Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais”.

* Colaborou Paulo Leite, repórter da TV Brasil

A imagem pode conter: 1 pessoa

Foto: Francisco Costa

O candidato a senador  João Napoleão cumpriu agenda nesta sexta-feira (14) na esquina do shopping Midway Mall, em Natal.  Entre a grande circulação de trabalhadores e estudantes no cruzamento da avenida Salgado Filho e Bernardo Vieira, Napoleão distribuía seu material de campanha e conversava com eleitores sobre suas propostas.

Na manhã deste sábado (15), Napoleão panfletou com correligionários no bairro do Alecrim. No horário eleitoral, o servidor público da Prefeitura de Natal tem colocado uma das suas principais propostas,  acabar com o foro privilegiado.

A Especialização em Tecnologias Educacionais da Rede e-Tec Brasil na UFRN, ofertada pela Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) com apoio do Instituto Metrópole Digital (IMD), realizou nesta última quarta-feira (12) sua aula inaugural.

O evento aconteceu na direção da EAJ, contou com a presença de professores e alunos da pós-graduação e foi transmitido ao vivo pela internet (está disponível em www.youtube.com/eteceaj). O curso é a primeira especialização lato sensu da EAJ a distância com encontros presenciais.

O professor Ivonildo Rêgo, diretor do IMD, proferiu uma palestra sobre as Tecnologias na Educação e a atuação do Instituto. Ele destacou a Quarta Revolução Industrial e a importância da Tecnologia da Informação no desenvolvimento socioeconômico do Rio Grande do Norte.

O coordenador geral da Rede e-Tec Brasil na UFRN, professor Max Lacerda historiou a atuação do programa na Instituição. Com reconhecimento nacional, o e-Tec da UFRN é referência na gestão e na atuação da educação profissional a distância.

“Constatamos que seria necessário um espaço apropriado para registar e analisar nossas práticas. A pós-graduação é o ambiente ideal para produzirmos conhecimento na área, a partir de então trabalhamos no desenvolvimento da Especialização”, contou o coordenador.

O diretor da EAJ, professor Julio César de Andrade, destacou o crescimento da Escola, que começou com um curso técnico e hoje se destaca até na pós-graduação. “É um momento muito gratificante pelo patamar que a EAJ alcançou, graças ao trabalho de muitos profissionais qualificados e dedicados”, pontuou.

A coordenadora da Especialização, professora Adja Ferreira, apresentou os objetivos gerais do curso, o corpo docente – formado por especialistas, mestres e doutores, o perfil dos alunos (por município de origem e por formação) e falou sobre rendimento acadêmico.

A organização da XIV Semana de Turismo da UFRN abriu as inscrições para os minicursos e oficinas que acontecerão na programação do evento. Os interessados devem se inscrever até o dia 17 de outubro através do site. O evento acontece de 17 a 19 de outubro de 2018, na área de eventos da Arena da Dunas.

A taxa de inscrição é de R$ 25 até o dia 12 de outubro e passa a ser R$ 35 no dia 13 do mesmo mês. Os inscritos pagantes poderão participar em mais de um minicurso ou oficina por dia, desde que não haja choque de horários.

Em sua 14ª edição, a Semana de Turismo traz o tema Diversidade de Gênero, Sexualidade e Étnico-Religiosa no Mercado Turístico e, tem como objetivo, debater os pontos atuais do mercado turístico e da comunidade acadêmica da área. Para isso, serão oferecidas palestras, conferências, oficinas e minicursos, além de apresentação de trabalhos científicos.

Trabalhos

Pesquisadores do Turismo de qualquer instituição podem submeter suas produções científicas, até o dia 21 de setembro, para serem apresentadas no evento. Para isso, os interessados devem enviar seus trabalhos científicos ou teóricos, finalizados ou projetos de pesquisa de graduação ou pós-graduação, em forma de resumo expandido através do site do evento.

É importante que os trabalhos submetidos estejam inseridos em um dos Grupos Temáticos (GT’s) do evento: Gestão em Turismo, Planejamento e Organização em Turismo e Hospitalidade, Lazer e Eventos; e sigam os templates disponíveis na página da semana. A divulgação das produções selecionadas acontecerá no dia 1º de outubro.

Outras informações podem ser consultadas através do site do evento, do e-mail semanaturismoufrn@gmail.com ou ainda pelos telefones 3342-2288 (ramal: 372) / 99193-6461.