Descrição do autor

Administrador

Foto: Adèle Oliveira

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) realizou cerimônia em comemoração aos 20 anos do Curso Técnico em Informática e o evento contou com a presença da coordenação do curso, professores, alunos e antigos estudantes do curso. A mesa foi composta por Ivan Max de Lacerda (diretor da EAJ-UFRN), Júlio César de Andrade Neto (ex-diretor da instituição), Severino Paulo Gomes Neto (coordenador do curso de Informática), e os docentes Josenalde Barbosa de Oliveira e Carlos Henrique Grilo.

A cerimônia foi iniciada com o convite para que os representantes tomassem à mesa e com o agradecimento aos professores, alunos e demais presentes. O antigo diretor da EAJ iniciou a fala relembrando o surgimento do curso técnico em Informática. Júlio César falou sobre a criação de escolas técnicas e sobre como funcionava a escola, onde tinha ensino fundamental e contava apenas com o curso de Agropecuária. Em seguida, ele falou do apoio do antigo reitor Ivonildo Rêgo, para a criação do curso de Informática na Escola Agrícola.

Josenalde Barbosa de Oliveira começou a fala atribuindo o desenvolvimento profissional aos aprendizados que adquiriu na EAJ-UFRN. O professor falou sobre quando foi nomeado coordenador do curso pelo professor Júlio César, então diretor da escola, e agradeceu pela experiência, a qual classificou como desafiadora. “Não foi fácil ser de um curso técnico de informática dentro da Escola Agrícola de Jundiaí. Parecia que a gente estava ‘fora da caixa’ e foi mostrado com trabalhos o que era aquele curso”, relatou. “Se eu pudesse resumir o que nós conquistamos em 20 anos, eu resumo em uma palavra: ‘identidade’. Hoje nós temos uma identidade e conhecemos o nosso potencial”, complementa. Em seguida, finalizou elogiando o corpo docente o curso e a troca de conhecimento entre professores e alunos. O professor Carlos Henrique Grilo falou sobre o processo do concurso para ingressar na EAJ-UFRN e sobre o início do curso, parte administrativa, estruturação e parte técnica. O professor também relembrou o início das turmas.

Atual coordenador do curso, Severino Paulo Gomes Neto relembrou a trajetória em sala de aula como professor e falou do trabalho realizado ao longo dos anos, elaborando diversos projetos e formando vários discentes. O coordenador falou também do empenho da Comunidade Acadêmica, em referência ao trabalho feito para os resultados que o curso obtém atualmente, e agradeceu o apoio dos estudantes do curso durante sua trajetória.

O atual diretor da EAJ e antigo coordenador do curso, Ivan Max de Lacerda contou sobre a trajetória no curso, agradeceu aos estudantes pela presença e cumprimentou os demais profissionais que fazem parte do Curso Técnico de Informática e citou o nome de vários discentes que hoje fazem graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, seguindo na Escola Agrícola de Jundiaí. O diretor também relembrou o início do curso na EAJ-UFRN e falou sobre a ideia de fazer os projetos, pesquisas e os trabalhos de conclusão de curso voltados para as Ciências Agrárias. Além disso, falou SOBRE o desenvolvimento dessas atividades. “Temos professores de Tecnologia da Informação trabalhando com suas pesquisas, desenvolvendo software, desenvolvendo soluções para as Ciências Agrárias. É um grande diferencial estratégico da nossa Unidade Acadêmica”, comentou.

Após os discursos, os componentes da mesa, os professores e profissionais do curso receberam uma placa em homenagem pelo trabalho feito. Aconteceu também uma retrospectiva, onde foi exibido um vídeo com a trajetória do curso na Escola Agrícola. Em seguida, houve um momento aberto ao relato de colaboradores, estudantes e egressos, onde relataram a vida após o curso.

O evento foi finalizado com a visitação do novo prédio do curso e com um momento de confraternização entre as turmas e professores. Antigos estudantes do curso também se fizeram presentes na celebração.

O senador Randolfe Rodrigues, líder da oposição no Senado, classificou a renúncia do presidente da Bolívia Evo Morales como um golpe de Estado. Em seu perfil no twitter, Randolfe afirma que tal situação deve ser repudiada por todos os democratas da América Latina e do mundo.

O ex-senador Garibaldi Filho, vice-presidente do MDB no RN, confirmou, na entrevista que nos concedeu no Jornal da Noite na 95MaisFM, que o ex-deputado Henrique Alves virou carta fora do baralho emedebista por causa da desavença com o atual presidente, o deputado Walter Alves.

Garibaldi reforçou o que o Blog sempre publicou: Walter não suporta Henrique e Henrique não suporta Walter e isso não é de agora.

A raiva de Walter vem desde que Henrique lhe prometeu à presidência do MDB caso se elegesse presidente da Câmara.

Se elegeu e não cumpriu com a promessa feita.

A raiva de Henrique é desde que Walter, que era deputado estadual, foi para a disputa de federal, dividindo votos do MDB.

Na entrevista, Garibaldi ressaltou que, como pai de Walter, fica ao lado do filho.

Blog Thaisa Galvão

Resultado de imagem para presidente da bolivia you tube

O presidente da Bolívia, Evo Morales, renunciou ao cargo no início da noite deste domingo (10). A Bolívia enfrenta uma crise política desde que Evo foi reeleito para o quarto mandato. Os protestos na Bolívia tiveram início após suspeita de fraude nas eleições, diante da crise o presidente solicitou auditoria externa, onde foi constado irregularidades no pleito pela OEA (Organização dos Estados Americanos), que sugeriu a realização de novas eleições.

Pela manhã, Evo havia anunciado a realização de uma nova eleição e trocou todos os membros do Tribunal Supremo Eleitoral. O general do Exército, Kalimam, pediu ao presidente que o mesmo renunciasse. Evo afirma ter sido vítima de um “golpe-cívico-policial”.

Os protestos foram convocados por seus opositores.

 

Foto: Roney Domingos/G1

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou na tarde deste sábado (9) em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e disse que Jair Bolsonaro foi eleito para governar para o povo brasileiro e não para os milicianos do Rio. Lula fez um discurso agressivo e atacou o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o procurador da República Deltan Dallagnol e a Operação Lava Jato.

“Ele [Bolsonaro] foi eleito. Democraticamente nós aceitamos o resultado da eleição. Esse cara tem um mandato de 4 anos. Agora, ele foi eleito para governar para o povo brasileiro, e não para governar para os milicianos do Rio de Janeiro” , disse Lula.
Lula diz que Bolsonaro foi eleito para governar para o povo, e não para milicianos

“Eu duvido que o Moro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o tal do Dallagnol durma com a consciência tranquila que eu durmo. Aliás, eu duvido que o seu Bolsonaro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o ministro demolidor de sonhos, destruidor de empregos, destruidor de empresas públicas brasileiras, chamado Guedes, durma com a consciência tranquila que eu durmo. E eu quero dizer pra eles, eu estou de volta”.

“Eu poderia ter ido a uma embaixada, eu poderia ter ido a um outro país, mas eu tomei a decisão de ir lá [ser preso]. Porque eu preciso provar que o juiz Moro não era juiz, era um canalha que estava me julgando” , disse o ex-presidente.

Lula foi solto nesta sexta-feira (8) após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e 580 dias preso. O ex-presidente passou a noite em Curitiba e embarcou em um avião fretado na manhã deste sábado rumo a São Paulo.

Em São Bernardo do Campo, estavam presentes Fernando Haddad, Marcelo Freixo, Guilherme Boulos, Gleisi Hoffmann e outras lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT). A fala do ex-presidente durou cerca de 1 hora. Lula disse que o Brasil já foi “respeitado no mundo inteiro”.

“Não adianta ficar preocupado com as ameaças que eles fazem na televisão. Que vai ter miliciano, que vai ter o AI-5 outra vez. A gente tem que ter a seguinte decisão: esse país é de 210 milhões de habitantes e a gente não pode permitir que os milicianos acabem com esse país que nós construímos”, disse em ataque ao governo de Jair Bolsonaro.

“Se as pessoas tiverem onde trabalhar, se as pessoas tiverem salário, se as pessoas tiverem onde estudar, se as pessoas tiverem acesso à cultura, a violência vai cair. Nós temos que dizer contra a distribuição de armas do Bolsonaro. Nós vamos distribuir livros”.

Nota da Globo

Durante o discurso, Lula também usou palavras chulas e disse inverdades sobre a TV Globo. Sobre o fato, a emissora divulgou a seguinte nota:

“A Globo repudia os ataques do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A prova de isenção da emissora é a transmissão do discurso que o ex-presidente fez ontem e hoje. Também é prova de sua isenção ser alvo de ataques dos extremos do espectro político hoje, tão radicalizado. A Globo faz jornalismo sério e continuará a fazer. Sem se intimidar e sem jamais perder a serenidade.”

Retorno a São Paulo

O ex-presidente desembarcou no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, às 11h30 deste sábado. Em um comboio, seguiu em direção ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde uma festa foi organizada. Lula chegou ao sindicato às 12h40 e foi recebido com abraços e fogos de artifício. Uma faixa vermelha com várias mensagens de apoio foi estendida e Lula caminhou por ela. Milhares de pessoas participam da comemoração em frente ao sindicato.

Com o ex-presidente, viajaram o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o fotógrafo oficial de Lula, Ricardo Stuckert.

No sindicato, Lula almoçou com a família, lideranças petistas e sindicalistas. À espera do ex-presidente, apoiadores ouviram música e cantaram jingles. Alguns apoiadores passaram mal com o calor e médicos que estavam entre a multidão se ofereceram para ajudar.

G1

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Aval do partido

Em seus perfis nas redes sociais, Wedson Nunes, o poeta, afirmou que o Partido Socialista e Liberdade (PSOL) deu aval para sua pré-candidatura a prefeito e autonomia para decisões que envolvam a sigla no pleito de 2020 em Macaíba.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, óculos

Firme e forte!

O pré-candidato a prefeito Edi do Posto da Maré mais uma vez surpreendeu esta semana. Nesta última sexta-feira (08), anunciou o apoio do suplente de vereador Pai Santo, liderança que tem forte atuação nos bairros Vilar, Residencial Campinas e Campinas.

O presidente do Conselho Comunitário do bairro Campinas, João do  Grude, também aderiu ao projeto de Edi. Essas adesões pegaram lideranças da oposição de surpresa, que acreditam que Edi do Posto da Maré está com um grupo bastante articulado, visto que mesmo sem ter o apoio do prefeito ele já vem conseguindo aglutinar lideranças importantes no seu entorno.

Negam que Netinho vai para o PT

Após alguns blogs da cidade noticiarem que o PT de Macaíba espera ter o vereador Netinho França filiado na sigla, correligionários do edil foram para as redes sociais acusar os blogs de propagar fake news. Os simpatizantes do vereador afirmam que Netinho continuará na mesma sigla, o Solidariedade.

Fica até aberto o espaço ao vereador Netinho França caso ele queira se pronunciar sobre o assunto.

Ausência

Quem presenciou o encontro estadual do MDB essa semana, notou a ausência dos correligionários da ex-prefeita Marília Dias. Diferente de outras lideranças do interior do estado, Marília não estava acompanhada por nenhum grupo político.

Pesquisas

Os números assim como irão ser decisivos para os pré-candidatos governistas que pretendem disputar o Palácio Auta de Souza, também serão para os que integram a oposição. Algumas lideranças que hoje não assumem publicamente que pretendem disputar a prefeitura, irão tomar a decisão no início do próximo ano com base nos números.

De acordo com uma fonte que tem acesso a um dos lideres da oposição, o cenário está bastante indefinido devido a elevada quantidade de pré-candidaturas e a fragmentação tem sido notada em pesquisas de consumo interno. Ao menos duas lideranças com mandato só irão tomar uma decisão em relação a disputar a prefeitura no final de março de 2020, quando termina o período de filiações e as siglas já tem definido quais cidades vão disputar o Poder Executivo.

Jair Bolsonaro chamou Lula de canalha. Ele disse no Twitter:

“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa.”

A paquera entre Netinho e o PT continua. Segundo o Informativo Atitude, mesmo tendo Militão como pré-candidato, o partido ainda aposta na vinda de Netinho para a legenda. Netinho e membros do PT estão sempre juntos em agenda na Governadoria, segundo informações de bastidores, o vereador faz questão de manter essa relação próxima.

Policiais militares prenderam um homem e apreenderam um adolescente na Grande Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

É destaque no G1 RN: A polícia apreendeu um adolescente e prendeu um homem nesta sexta-feira (8), na Grande Natal, suspeitos de fazerem arrastões. Um terceiro suspeito conseguiu fugir após um confronto com os policiais.

As prisões aconteceram no município de Macaíba. A suspeita é de que o trio tenha roubado carros para praticar assaltos em série na região. Após um patrulhamento, a Polícia Militar encontrou os homens divididos em dois veículos, trafegando na estrada de Jundiaí, próximo à Escola Agrícola da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

No momento da abordagem, houve uma troca de tiros. O adolescente de 16 anos foi baleado no braço e, depois de apreendido, levado ao hospital. Outro homem foi preso e o terceiro conseguiu fugir por uma região de mata.

Imagem

A governadora Fátima Bezerra se encontrou o ex-presidente Lula em São Bernardo do Campo, em seu twitter Fátima disse que vai até mandar revelar a foto acima. No lado de fora do Sindicato dos Metalúrgicos, o ex-presidente discursou ao lado de lideranças do PT para o público presente, formado principalmente pela militância.

Quem presenciou o encontro estadual do MDB nessa quinta-feira (07), notou a ausência dos correligionários da ex-prefeita Marília Dias. Diferente de outras lideranças do interior do estado, Marília não estava acompanhada por nenhum grupo político.

 

Foto: Reprodução/Fim da Linha

É destaque no Portal no Ar: Números contabilizados pela Secretaria de Segurança do Estado, a Sesed, e pelo Observatório da Violência, o Obvio, mostram quais os locais mais violentos do Rio Grande do Norte. Cinco cidades, sendo quatro na Grande Natal, registram quase 54% dos mais de 1.200 homicídios que aconteceram no estado entre janeiro e outubro de 2019.

Top 5 da violência de acordo com a Sesed
Natal – 246
Mossoró – 178
São Gonçalo do Amarante – 90
Macaíba – 71
Parnamirim – 66

O Obvio considera quatro das cinco cidades que lideram o ranking de homicídios da Sesed como polos da violência. Apenas Macaíba não entra nessa classificação já que tem menos de 100 mil habitantes. O Observatório conseguiu listar os 15 bairros mais violentos de Natal, de Mossoró, de São Gonçalo do Amarante e de Parnamirim.

Top 15 dos bairros mais violentos de Natal
Lagoa Azul – 28
Nossa Senhora da Apresentação – 27
Redinha – 20
Pajuçara – 15
Planalto – 14
Potengi – 14
Igapó – 14
Felipe Camarão – 13
Cidade Nova – 11
Quintas – 10
Dix-Sept Rosado – 9
Bom Pastor – 9
Nordeste – 9
Candelária – 6
Ponta Negra – 5

Top 15 dos bairros mais violentos de Mossoró
Zona rural – 20
Abolição – 18
Aeroporto – 18
Belo Horizonte – 17
Dom Jaime Câmara – 13
Santo Antônio – 11
Planalto 13 de Maio – 10
Centro – 10
Presidente Costa e Silva – 10
Alto de São Manoel – 9
Santa Delmira – 7
Alto Sumaré – 6
Vingt Rosado – 5
Barrocas – 4
Ouro Negro – 3

Top 15 dos bairros mais violentos de São Gonçalo do Amarante
Regomoleiro -17
Santo Antônio do Potengi – 14
Guajiru – 10
Jardins – 7
Serrinha das Pedreiras – 5
Zona rural – 5
Olho D’Água do Carilho – 5
Golandim – 5
Novo Amarante – 5
Centro – 4
Amarante – 4
Santa Terezinha – 4
Uruaçu – 2
Guanduba – 2
Jardim Lola – 1

Top 15 dos bairros mais violentos de Parnamirim
Emaús – 11
Nova Esperança – 8
Centro – 7
Bela Parnamirim – 5
Monte Castelo – 4
Cajupiranga – 4
Nova Parnamirim – 4
Parque de Exposições – 3
Santa Tereza – 3
Passagem de Areia – 3
Jardim Planalto – 2
Santos Reis – 2
Pium – 2
Japecanga – 1
Liberdade – 1

Agência Brasil – A Marinha confirmou nesta sexta-feria (8) que foram encontrados e recolhidos pequenos fragmentos de óleo na praia de Guriri, no município de São Mateus, no Espírito Santo. As amostras da substância foram encaminhadas para o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que confirmou ser o mesmo óleo encontrado na região Nordeste. É a primeira vez que o vazamento que se estendeu pela região Nordeste chega a uma praia do Sudeste.

Um destacamento militar com 75 fuzileiros navais permanece em Conceição da Barra e em São Mateus, no norte do Espírito Santo, com ações de monitoramento, desde terça-feira (5). Os estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Bahia estão com as praias limpas.

Algumas praias do Nordeste ainda estão com a operação de limpeza em andamento: Japaratinga, Barra de São Miguel, Jequiá da Praia, Coruripe, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas, Praia do Viral e Coroa do Meio, em Sergipe e mais recentemente Guriri, no Espírito Santo.

A Marinha confirmou que o porta-helicópteros Atlântico, o navio Bahia e a fragata Liberal que saíram do Rio de Janeiro, no dia 4, seguem em direção ao Nordeste com chegada prevista ao Porto de Suape, em Pernambuco, neste domingo (10). Cerca de 600 fuzileiros navais, além de mergulhadores e unidades de apoio, serão empregados em ações de limpeza em praias, mangues, estuários e arrecifes.

Imagem

A governadora Fátima Bezerra a poucos minutos viajou para São Bernardo do Campo juntamente com o secretário de Projetos, Fernando Mineiro, para encontrar o ex-presidente Lula.

O ex-ministro José Dirceu deixa o Fórum Professor Júlio Fabbrini Mirabete, do Tribunal de Justiça do DF.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Agência Brasil – A Justiça do Paraná determinou hoje (8) a soltura do ex-ministro José Dirceu, que estava preso desde maio deste ano para cumprir pena de oito anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato.

A soltura foi determinada com base na decisão proferida nesta quinta-feira (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.

A prisão havia sido determinada pelo juiz Luiz Antonio Bonat, titular da 13ª Vara Federal em Curitiba. A decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre, negar recurso da defesa de Dirceu e determinar o cumprimento da pena com base no entendimento antigo do STF, que autorizava a prisão ao fim dos recursos em segunda instância, mas que foi derrubado ontem.

Esta é a segunda condenação de Dirceu no âmbito da Lava Jato. A primeira foi proferida pelo então juiz federal Sergio Moro, em março de 2017, quando o ex-ministro da Casa Civil foi considerado culpado por ter recebido R$ 2,1 milhões em propina proveniente de contratos na Petrobras, entre 2009 e 2012. No entanto, o cumprimento da sentença também foi suspenso por uma decisão do Supremo.

A decisão tomada pela Corte também beneficiou nesta sexta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo. Ambos foram presos após a confirmação das condenações em segunda instância e libertados hoje.