Após morte de guarda municipal, SMS pede retirada de vigilância armada das unidades públicas de Natal

Guarda municipal morre após troca de tiros no bairro da Ribeira, Zona Leste de Natal — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

O portal G1 RN destaca: Depois da morte do guarda municipal Carlos Antônio Pereira durante confronto com um assaltante dentro de uma unidade de saúde de Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) quer retirar as armas de fogo dos vigilantes que atuam na rede pública.

A solicitação foi feita à empresa de vigilância terceirizada pela prefeitura. O prazo para a retirada do armamento é de 48h, a contar desta quinta-feira (13), data do pedido. Além disso, a SMS afirmou por meio de nota que irá buscar apoio do Ministério Público do Rio Grande do Norte para firmar um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), que substituiria os agentes armados por porteiros.

Administrador