EAJ incentiva o ensino das Ciências Agrárias no Estado com PDVAGRO

O Projeto “Presença de estudantes das ciências agrárias em escolas de ensino básico como incentivo para despertar vocações – PDVAGRO” tem o objetivo de contribuir com a formação dos estudantes e com um sistema educacional de qualidade e inclusivo, bem como promover a participação estudantil de alunos da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) para o surgimento do interesse de outros estudantes pelo tema ciências agrárias, licenciatura e tecnologia. A formação estudantil nas ciências agrárias é de extrema importância para o desenvolvimento nacional.

As principais atividades desenvolvidas pelo projeto são as visitas guiadas, onde os alunos representantes de cada município (alunos embaixadores) coordenam a recepção dos estudantes visitantes. Atividades práticas são vivenciadas na área agrícola, os cursos são apresentados pelos próprios alunos, bem como as políticas de permanência. As ações também consistem em levar oficinas de projetos das ciências agrárias até escolas das cidades vizinhas à EAJ. Entre as atividades desenvolvidas no ano de 2018, visitas guiadas à EAJ e recepção de estudantes de outras instituições foram desempenhadas pelos alunos participantes. Ao final do ano vários alunos apresentaram relatos de experiência e artigos no Congresso Internacional das Ciências Agrárias (COINTER) 2018 em João Pessoa.

O PDVAGRO surge a partir da experiência exitosa do Campus Vitória, que fez parte nos anos de 2015 e 2016 com resultados expressivos apresentados no Congresso Internacional das Ciências Agrárias COINTER 2017, em Natal/RN, sobre a participação e inclusão de estudantes da zona rural no Instituto Federal a partir do conhecimento dos cursos da área agrária. O público alvo são os estudantes dos cursos técnicos e graduações nas áreas agrárias e tecnológicas.

O Instituto Internacional Despertando Vocações já existe no Brasil há cinco anos, ele iniciou em parceria com o Instituto Federal de Pernambuco, coordenado pela professora Kilma Viana, do IF de Vitória de Santo Antônio, e pelo Professor Erick Viana da Silva, do Instituto Federal de Recife. O objetivo do Instituto Internacional Despertando Vocações é levar para os estudantes do Ensino Fundamental e Médio as profissões que temos em nossa Universidade, para que os alunos conheçam mais as técnicas, as práticas, e o perfil profissional dos cursos, para que quando eles entrem para fazer um curso técnico ou superior, saibam melhor o que querem, evitando a evasão.

A Professora da Escola Agrícola Viviane Medeiros, descreve que no congresso Internacional do Instituto despertando vocações são recebidos parceiros de diversos lugares da América Latina, de países europeus e da América do Norte. Ano passado foi lançado o primeiro livro, com o título: “Histórias do PDV”, que conta o histórico do PDVAGRO em cada instituição e na vida de muitas pessoas.

“Como nós temos o PDV em seu terceiro ano na Escola e alguns alunos no segundo ano de participação no projeto, eles já fizeram apresentações em diversas escolas, foram para congressos internacionais, apresentaram palestras e minicursos, então eles têm muito o que falar sobre o que mudou em suas vidas em relação as experiências com o PDV. E puderam relatar no livro, como o caso do Jefferson, que é aluno de Agronomia da Escola e entrou no PDV quando era aluno do técnico de Aquicultura, e do José Lucas, que é aluno do Ensino integrado de Aquicultura, está no terceiro ano, mas já faz parte do terceiro ano e ele também é autor de um capítulo do livro sobre o projeto”. Relata a Professora da EAJ, Viviane Medeiros.

O Projeto começou na Escola Agrícola em 2017, depois da formação de um grupo para a participação no COINTER, mas em 2018 a Professora Viviane submeteu como Projeto de Extensão em parceria com o Instituto e desde então é a Coordenadora, atuando juntamente a outros professores. Esse ano foram visitadas escolas na cidade de Natal e Barcelona, além da Mostra de Profissões. Esse ano o Congresso Internacional Despertando Vocações acontecerá em Recife e a Professora integra a comissão científica.

Comunicação EAJ

Administrador