Arquivo diário: quarta-feira, março 3, 2021

 

Após desabamento parcial ocorrido na tarde desta quarta-feira (03/03), a Prefeitura de Macaíba imediatamente acionou órgãos fiscalizadores de âmbito estadual para proceder com a inspeção e interdição de um prédio comercial que estava sendo reformado no centro da cidade. O incidente deixou uma pessoa ferida com leves escoriações.
Após a vistoria realizada em conjunto com Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e CREA/RN, recomendou-se imediatamente a interdição da obra, que apresentava irregularidades que poderiam acarretar novos desabamentos de sua estrutura.

Estiveram presentes no local representando a Prefeitura os secretários municipais Alessandro Câmara (Infraestrutura) e Billy Jean (Meio Ambiente e Urbanismo) e o chefe da Assessoria de Comunicação, Sérgio Nascimento.

Também foi constatado que a reforma no estabelecimento começou ainda no ano de 2020, havendo a necessidade de se investigar se houve licenciamento para sua execução e quem o forneceu para que sejam tomadas as providências necessárias. A interdição segue até os responsáveis pela trabalho resolverem todas as licenças necessárias para a retomada do serviço com segurança.

Assecom-PMM

 

Produtos roubados recuperados após confronto entre policiais e suspeitos de assalto — Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Dois suspeitos de assalto morreram e outro foi preso após confronto com a Polícia Militar na Zona Leste de Natal. O caso aconteceu na noite desta terça-feira (2) no bairro de Mãe Luiza.

De acordo com a polícia, os homens haviam roubado um carro e vários outros objetos após fazer um arrastão a uma casa em Parnamirim, na região metropolitana da capital. Houve perseguição e os policiais interceptaram os suspeitos já na capital.

O tiroteio aconteceu na rua Guanabara, em Mãe Luiza. Segundo a PM, os suspeitos atiraram contra os policiais, que revidaram em seguida. Os três suspeitos foram feridos e levados ao hospital, mas dois não resistiram e morreram.

Com informações do G1 RN

 

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (3) que o preço do petróleo no mercado internacional deve subir mais nas próximas semanas, impactando novamente o preço dos combustíveis no Brasil. Para ele, isso reforça a necessidade de troca do comando da Petrobras.

No mês passado, Bolsonaro anunciou a indicação do general Joaquim Silva e Luna para assumir a presidência da estatal, no lugar de Roberto Castello Branco, que está no cargo desde o início do governo. O mandato de Castello Branco acaba em 20 de março e a troca ainda precisa ser deliberada pelo Conselho de Administração da Petrobras.

Bolsonaro participou, nesta quarta-feira, em Brasília, de um encontro com embaixadores de países do Golfo Pérsico, região que concentra a maior parte da produção de petróleo do mundo. “Falei sobre petróleo e eles acham que o preço ainda não está muito adequado, pode ser que tenhamos uma alta no petróleo nas próximas semanas. Isso complica pra gente e reforça nosso interesse em efetivamente mudar o presidente da Petrobras”, disse o presidente ao deixar a residência do embaixador do Kuwait no Brasil, Nasser Riden T. Almotairi.

O presidente reforçou que não se trata de uma interferência na estatal, mas que a empresa pode colaborar com outros órgãos em medidas como combate a cartéis e adulteração de combustíveis e na diversificação do mercado de refino de petróleo.

“Tem uma refinaria, de um dos embaixadores, que está operando com 70% da capacidade. Lamento informar, mas parece que poderíamos estar refinando mais e há interesses, que estamos apurando, em refinar menos para nos obrigar a importar o óleo diesel, o que encarece o produto final aqui no Brasil”, explicou Bolsonaro.

Preços dos combustíveis

Os preços praticados nas refinarias da Petrobras são reajustados de acordo com a taxa de câmbio e a variação do preço internacional do petróleo, negociado em dólar. Ontem (3), o preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha aumentaram novamente nas refinarias.

Na segunda-feira (1º), o governo editou um decreto e uma medida provisória que zera as alíquotas da contribuição do PIS e da Cofins, impostos federais, incidentes sobre a comercialização e a importação do óleo diesel e do gás liquefeito de petróleo (GLP) de uso residencial. Em relação ao diesel, a diminuição terá validade durante os meses de março e abril. Já para o gás de cozinha a medida é permanente.

Para Bolsonaro, é importante agora que o Congresso aprove o projeto de lei complementar enviado pelo Executivo que altera a forma de cobrança do ICMS, que é um imposto estadual, sobre combustíveis e lubrificantes. O texto propõe que haja uma incidência única do ICMS sobre esses produtos.

Atualmente, o ICMS sobre combustíveis, cujas alíquotas variam de 12% a 35%, dependendo do estado, é cobrado a partir do preço médio do litro do combustível vendido na bomba e, por isso, seu custo costuma ser repassado ao consumidor final.

A proposta torna o ICMS invariável por causa do preço do combustível ou de mudanças do câmbio e, se for aprovada na versão apresentada pelo governo, os contribuintes do ICMS sobre combustíveis serão os produtores ou importadores de combustíveis e lubrificantes.

“É para se dar previsibilidade. Ninguém quer interferir ou pressionar governador em nada. Agora, não pode quando aumenta preço dos combustíveis aqui [na refinaria], com aumento levando em conta a variação do preço do petróleo lá fora e do dólar aqui dentro, isso automaticamente vale para aumentar outros impostos”, disse Bolsonaro.

Agência Brasil

Netinho França, vice-prefeito de Macaíba, recebeu nesta quarta-feira (03) a visita de Kátia Pires, vice-prefeita de Parnamirim, em seu gabinete no Palácio Auta de Souza. Na ocasião trataram sobre temas relevantes para Macaíba e Parnamirim.

Nas suas redes sociais, o vice-prefeito de Macaíba escreveu “Recebi hoje, quarta-feira (03/03), a visita da ilustre vice-prefeita de Parnamirim Katia Pires. Na oportunidade conversamos sobre assuntos importantes para os municípios de Macaíba e Parnamirim. Tratamos também sobre a situação em que se encontra os municípios em relação a pandemia do Covid-19, em vista de implementar projetos que visem o bem comum da população.

Tenho um enorme prazer em poder colaborar com a construção de um novo sonho, de uma nova Macaíba e de um novo ideal para o povo que amo”, finalizou.
Assessoria

Nesta quarta-feira (03), a laje de um prédio comercial localizado no centro de Macaíba desabou. O prédio que fica localizado em frente a praça Augusto Severo vinha passando por reformas. No prédio existe diversos estabelecimentos, no qual a laje cedeu onde funciona uma farmácia.

O Corpo de Bombeiros foi acionado logo após o desabamento. Também estiveram no local engenheiros do CREA, da secretaria municipal de Meio Ambiente e Urbanismo e também da Infraestrutura. O local foi isolado para vistoria.

Foto: Arquivo/Sesap

A taxa de ocupação de leitos críticos no Rio Grande do Norte, no final da manhã desta quarta-feira (3), está em 94,8%. Mais cedo, esse percentual chegou a atingir o patamar de 95,1%. Os dados são atualizados pela plataforma Regula RN, que monitora a situação dos hospitais no estado potiguar. Dos 21 hospitais disponíveis para tratamento da covid-19 no RN, 14 chegaram a 100% dos leitos ocupados e outros cinco estão com essa taxa superior a 90%.

A situação é considerada crítica em todo o estado, já que todas as regiões estão com taxa de ocupação maior que 90%. O pior cenário é o do Oeste, que está com 98,8% dos leitos. Logo em seguida, aparece o Seridó, com uma ocupação de 94,3% e depois a região Metropolitana, com 92,9%.

Ainda de acordo com o Regula RN, há um total de 517 potiguares internados com a covid-19. Desse total, 273 estão passando por tratamento em leitos críticos. No momento, há apenas 15 leitos de UTIs disponíveis em todo o estado. Enquanto isso, a fila de espera de pessoas precisando de uma vaga em UTI já conta com 55 pacientes.

O Regula RN calcula que, baseado nos últimos três dias, o tempo médio atual de solicitação até a internação do paciente é de 13 horas e 29 minutos. Esse percurso é dividido em três etapas: classificação – que leva cerca de 13 minutos; regulação, cujo tempo necessário está em 7 horas e 9 minutos; e transferência do paciente até a unidade que vai recebê-lo, que precisa de cerca de 5 horas e sete minutos.

*Estagiária sob supervisão da jornalista Amanda Carvalho

Portal da Tropical

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), publicou nesta quarta-feira, 3, o edital de concurso público com 29 vagas para professores do Magistério Superior. As vagas são distribuídas entre os cargos de professores Adjunto-A, Assistente e Auxiliar, com regime de trabalho de dedicação exclusiva ou 20h. As inscrições estarão abertas entre os dias 22 de março e 22 de abril, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) da UFRN. Os valores das taxas de inscrição variam de acordo com a classe/padrão e regime de trabalho,  custando entre R$ 50 a R$ 220.

 A prova escrita de todas as áreas de conhecimento será aplicada no dia 18 de julho, às 8h, em Natal (RN), observando as normas de biossegurança, caso esteja vigorando o estado de calamidade pública devido a pandemia da covid-19. As demais etapas do concurso serão realizadas no período de 19 a 30 de julho, conforme calendário a ser divulgado posteriormente, de acordo com as normas do edital (item 11).

Os programas, as relações de tema da prova didática e as expectativas de atuação profissional de todas as áreas de conhecimento serão disponibilizadas nas páginas eletrônicas SIGRH (Menu Concursos) e da Progesp (Menu Concursos) na data provável de 12 de março.

O concurso contará com quatro tipos de avaliações, realizadas na seguinte ordem: I – Prova Escrita (fase eliminatória e classificatória); II – Prova Didática (fase eliminatória e classificatória); III – Defesa de Memorial e Projeto de Atuação Profissional (fase eliminatória e classificatória); e IV – Prova de Títulos (fase classificatória).

A seleção é voltada para as  seguintes disciplinas/áreas de conhecimento: Ciências Sociais; Geografia Física; Dança e Educação; Dermatologia; Hematologia; Doenças do Sistema Gastrointestinal e Coloproctológico (Gastroenterologia Clínica); Fundamentos da Anestesiologia; Otorrinolaringologia; Endodontia; Pediatria Geral; Ginecologia e Obstetrícia; Voz; Oceanografia; Microbiologia Médica; Métodos potenciais; Dinâmica, Dinâmica Aplicada às Máquinas e Vibrações; Sistemas Hidráulicos e Pneumáticos e Elementos de Automação Industrial; Transmissão de Calor e Mecânica dos Fluidos; Estudos Urbanos e Regionais; Engenharia da Qualidade; Sistemas de Telecomunicações; Língua Brasileira de Sinais – Libras; Antropologia Social;  Atenção Fisioterapêutica na Saúde da Criança; Matemática; Inteligência Artificial; Canto Popular; e Engenharia Florestal.

Gasolina chega a custar R$ 5,69 em postos de Natal — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Natal tem a gasolina mais cara entre as capitais do Nordeste e o terceiro maior valor médio em todo o país, segundo o levantamento semanal feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre os dias 21 e 27 de fevereiro e divulgado nesta semana.

De acordo com o levantamento, feito em 25 postos de combustíveis da cidade, o preço médio da gasolina comum ficou em R$ 5,562. No período, o menor valor encontrado nas bombas era de R$ 5,29 e o maior, R$ 5,699.

O valor médio da capital potiguar só ficou abaixo de Rio Branco, no Acre, onde o custo é de R$ 5,753 por litro e Palmas, no Tocantins, onde o combustível custa em média R$ 5,612. Ambas as capitais são de estados da região Norte.

Entre os estados Nordestinos, a segunda capital com gasolina mais cara foi Teresina (Piauí), com preço médio de R$ 5,365. Uma diferença de quase R$ 0,20 em relação a Natal.

Preço da gasolina das capitais brasileiras de 21 a 27 de fevereiro de 2021

Capital Estado Preço médio Preço mínimo Preço máximo
Rio Branco AC 5,753 5,629 6,05
Palmas TO 5,612 5,569 5,699
Natal RN 5,562 5,29 5,699
Rio de Janeiro RJ 5,546 5,249 5,799
Porto Alegre RS 5,389 5,36 5,499
Goiania GO 5,366 5,199 5,57
Teresina PI 5,365 5,01 5,719
Belo Horizonte MG 5,313 5,19 5,799
Salvador BA 5,3 5,23 5,399
Campo Grande MS 5,285 5,099 5,549
Maceió AL 5,27 4,989 5,799
Belém PA 5,258 5,079 5,399
São Luis MA 5,242 5,08 5,399
Brasília DF 5,236 4,957 5,659
Fortaleza CE 5,223 4,799 5,399
Aracaju SE 5,217 5,06 5,499
Vitória ES 5,171 4,959 5,299
Porto Velho RO 5,165 4,95 5,299
Recife PE 5,088 4,859 5,299
Florianópolis SC 5,035 4,43 5,399
João Pessoa PB 5,019 4,88 5,289
Manaus AM 4,997 4,97 5,291
Cuiabá MT 4,963 4,699 5,199
Boa Vista RR 4,942 4,87 4,99
São Paulo SP 4,885 4,349 5,799
Curitiba PR 4,847 4,679 4,999
Macapá AP 4,498 4,42 4,79

A vizinha João Pessoa (Paraíba) foi justamente a capital nordestina com menor valor ao consumidor, nas bombas: R$ 5,019, em média. Uma diferença de R$ 0,543 por litro, em relação à capital do Rio Grande do Norte.

O preço mais alto encontrado em João Pessoa foi de R$ 5,289, ainda abaixo do menor valor encontrado em Natal (R$ 5,290).

O levantamento foi feito antes do anúncio de novo aumento no preço do combustível, feito pela Petrobras, e que passou a valer nesta terça-feira (2).

G1 RN

Em entrevista à Jovem Pan News Natal nesta quarta-feira (03), o ex-ministro da Educação Fernando Haddad citou a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, como uma das opções que o Partido dos Trabalhadores tem para lançar como candidata à Presidência da República em 2022.

O ex-candidato à presidência derrotado por Bolsonaro citou mais uma vez o ex-presidente Lula como o principal nome do PT para a disputa presidencial de 2022, caso haja a possibilidade legal de lançar o nome do ex-presidente.

Além de Fátima Bezerra, outros governadores da legenda também foram mencionados por Haddad.

“Nós temos quatro governadores, vários nomes no PT, inclusive a única mulher governadora do país, que é do PT. Eu e Fátima trabalhamos muito no Rio Grande do Norte pela educação, toda expansão das universidades, criação em Mossoró, IFRN que espalhamos em todo o estado, ela é uma pessoa também de projeção nacional. Temos quatro grandes nomes nos governos, grandes senadores e ex-governadores, como Jacques Wagner e Tarso Genro. O PT é talvez o único partido do país que tenha nomes para nos representar”, disse.

Durante a entrevista, Fernando Haddad não poupou críticas ao presidente Jair Bolsonaro. Seja na condução do país no enfrentamento à pandemia da covid-19, seja nas suspeitas de crimes praticados pelo filho Flávio Bolsonaro (Republicanos), citando inclusive a compra de uma mansão por quase R$ 6 milhões, em Brasília.

Além disso, o ex-ministro falou sobre auxílio emergencial, vacinação, educação e outros temas. Segundo ele, o Brasil estaria em uma situação melhor caso tivesse elegido outro presidente.

Fonte: Portal Grande Ponto

Vacinação drive thru na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), zona norte do Rio. A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (25) sua campanha de aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos da população em geral.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que, até o momento, os dados públicos de notificações do uso de vacinas contra covid-19 no país não indicam qualquer relação das vacinas com eventos adversos graves ou mortes. De acordo com a Anvisa, não houve alteração na relação de risco e benefício dos produtos.

Em nota, a agência reguladora explicou que a avaliação benefício-risco leva em conta um conjunto grande de informações e os registros informados pelos usuários são apenas uma dessas fontes. As outras envolvem os relatórios de segurança das fabricantes, os sinais de segurança gerados pelo modelo matemático da Organização Mundial da Saúde (OMS), a troca de informações com outras autoridades regulatórias e a discussão em grupos de especialistas.

“Até o momento, não há nenhum caso de óbito conhecido que tenha relação estabelecida com o uso das vacinas para covid-19 autorizadas no país. As vacinas em uso no Brasil são consideradas seguras”, informou a agência. “Já é esperado que pessoas venham a óbito por outros motivos de saúde e mesmo por causas naturais, tendo em vista a taxa de mortalidade já conhecida para cada faixa etária da população brasileira”, completou.

As notificações sobre vacinas e medicamentos são enviadas à Anvisa principalmente por profissionais e serviços de saúde, além dos próprios fabricantes que são obrigados a comunicar os eventos suspeitos e que possam ser graves. Esses dados são utilizados pela Anvisa como subsídio para o seu processo de monitoramento.

“Como são dados notificados por terceiros, eles são considerados de menor evidência científica e servem apenas como sinalizadores para o trabalho de monitoramento da Anvisa. A análise completa envolve os processos mencionados anteriormente”, explicou.

Atualmente, estão autorizadas para uso emergencial no Brasil a vacina Covishield, desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica britânica AstraZeneca, e produzida no país pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); e a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Elas estão sendo adquiridas e distribuídas pelo Ministério da Saúde aos estados para vacinação da população dentro do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A Anvisa também concedeu registro para a vacina Cominarty, desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa de biotecnologia alemã BioNtech. Nesse caso, o registro é definitivo, para uso amplo, entretanto, o imunizante ainda não está disponível no país.