Arquivo diário: sábado, fevereiro 27, 2021

 

Encontro com Ciro Gomes em 31 de maio - Clube de Engenharia

Em entrevista à Folha de São Paulo, o ex-ministro Ciro Gomes voltou a defender “uma amplíssima união de centro-esquerda” para derrotar o presidente Jair Bolsonaro em 2022.

“Nesse quadro de hiperfragmentação, quem for contra o Bolsonaro no segundo turno tem tendência de ganhar a eleição. O menos capaz disso é o PT. Por isso, a minha tarefa é necessariamente derrotar o PT no primeiro turno”, afirmou.

O pedetista disse também que o ex-presidente Lula escolheu Fernando Haddad como pré-candidato “porque não fará sombra a ele nem hoje nem jamais”. “Ou seja, quer replicar a escolha da Dilma [Rousseff]”, disse.

Fonte: O Antagonista

 

Amazonia 1, satélite de Observação da Terra .

INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Será lançado no início da madrugada deste domingo (28) o foguete que levará, consigo, o Amazonia 1 – o primeiro satélite de observação da Terra totalmente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. O lançamento, previsto para ocorrer à 1h54 (horário de Brasília), será transmitido ao vivo pela Agência Brasil e pela TV Brasil.

O Amazonia 1 será colocado em órbita pela missão PSLV-C51, da agência espacial indiana Indian Space Research Organisation (ISRO). Com seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas, o satélite integra a Missão Amazonia 1, que tem, por objetivo, fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica, além de monitorar a agricultura no país.

“O satélite Amazonia 1, que é de sensoriamento remoto óptico, vai dar autonomia ao Brasil para melhor monitorar seus diversos biomas, seus mares e todos os alvos de interesses que temos, porque é um satélite que estará sob domínio completo do Brasil”, explica o presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura, que acompanha comitiva na Índia. “O momento de um lançamento como esse é o coroamento de esforços que duram muitos anos, às vezes dezenas de anos. Para alguns profissionais, é o desafio da carreira. O Amazonia 1 coroa esse esforço do Brasil que vem lá de 1979, 1980, com a Missão Espacial Brasileira, de o país ser capaz de desenvolver o satélite próprio de sensoriamento remoto óptico”, disse Carlos Moura.

O Amazonia 1 vai gerar imagens do planeta a cada 5 dias. Sob demanda, poderá fornecer dados de um ponto específico em 2 dias – o que, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), ajudará na fiscalização de áreas que estejam sendo desmatadas, bem como na captura de imagens onde haja maior ocorrência de nuvens. De acordo com o instituto, o novo satélite possibilitará também o monitoramento da região costeira, de reservatórios de água e de florestas (naturais e cultivadas). Há, ainda, a possibilidade de uso para observações de possíveis desastres ambientais.

Olhar para dentro

Segundo o presidente da Agência Espacial Brasileira, tanto as missões que miram o ambiente terrestre como as que miram outros corpos celestes são de grande importância. “Os sistemas espaciais – os satélites que observam a Terra a partir de um ponto de vista privilegiado – nos permitem conhecer melhor os nossos oceanos, os nossos biomas, a nossa atmosfera, compreender melhor esse conjunto de fatores que fazem com que este planeta, até onde se saiba, seja o que contém as melhores condições de vida na forma como nós a conhecemos”, disse. “[Também é importante] se projetar para outros corpos celestes, tentando entender melhor como eles evoluíram e o que acontece com eles. Existem missões que procuram entender como ocorreu a evolução de outros corpos, se houve vida ou não, se eles têm componentes materiais que podem ser úteis para humanidade ou não”, acrescentou.

Missão Amazonia e Plataforma Multimissão

A Missão Amazonia pretende lançar, em data a ser definida, mais dois satélites de sensoriamento remoto: o Amazonia 1B e o Amazonia 2. “Os satélites da série Amazonia serão formados por dois módulos independentes: um módulo de serviço – que é a Plataforma Multimissão (PMM) – e um módulo de carga útil, que abriga câmeras e equipamentos de gravação e transmissão de dados de imagens”, detalha o Inpe.

Além de ajudar no monitoramento do meio ambiente, a missão ajudará na validação da Plataforma Multimissão como base modular para diversos tipos de satélites. Essa plataforma representa, segundo o Inpe, “um conceito moderno de arquitetura de satélites, que tem o propósito de reunir em uma única plataforma todos os equipamentos que desempenham funções necessárias à sobrevivência de um satélite, independentemente do tipo de órbita.”

Entre as funções executadas pela plataforma estão as de geração de energia, controle térmico, gerenciamento de dados e telecomunicação de serviço – o que possibilitará a adaptação a diferentes cargas úteis, além de reduzir custos e prazos no desenvolvimento de novas missões.

“Essa competência global em engenharia de sistemas e em gerenciamento de projetos coloca o país em um novo patamar científico e tecnológico para missões espaciais. A partir do lançamento do satélite Amazonia 1 e da validação em voo da PMM, o Brasil terá dominado o ciclo de vida de fabricação de sistemas espaciais para satélites estabilizados em três eixos”, informa o Inpe.

Entre os ganhos tecnológicos que a missão deverá render ao país, o Inpe destaca, além da validação da PMM, a consolidação do conhecimento do país no ciclo completo de desenvolvimento de satélites; o desenvolvimento da indústria nacional dos mecanismos de abertura de painéis solares, o desenvolvimento da propulsão do subsistema de controle de atitude e órbita na indústria nacional e a consolidação de conhecimentos na campanha de lançamento de satélites de maior complexidade.

Agência Brasil

Nós, Bispos da Província Eclesiástica de Natal, tendo sido previamente contatados pelo Governo do Estado, nesta sexta-feira (26); compreendendo a gravidade do momento; em espírito de recíproca cooperação e corresponsabilidade; e tendo em conta a vida como bem maior a ser preservado, achamos por bem acatar o disposto no decreto estadual nº 30.383, de 26 de fevereiro de 2021, e, assim, determinamos para todo o território da Província Eclesiástica de Natal:

1. Ficam suspensas as celebrações (missas e outras congêneres), com a participação presencial dos fiéis, de 1º a 10 de março;

2. As missas sejam celebradas, nas igrejas catedrais e nas igrejas matrizes, de portas fechadas, com a restrita participação de uma equipe celebrativa de apoio, composta por, no máximo, cinco pessoas;

3. As celebrações sejam transmitidas, através das plataformas digitais de comunicação da própria paróquia, sempre que possível, especialmente no domingo;

4. Mantenham-se abertas as igrejas, em seus regulares horários de funcionamento, para os momentos de orações pessoais dos fiéis, obedecendo todos os protocolos sanitários e de biossegurança;

5. Sejam mantidos os atendimentos individualizados aos fiéis, por parte dos sacerdotes, bem como nas secretarias paroquiais.

Por fim, recomendamos a todos os fiéis católicos, muito especialmente aos padres dos nossos cleros, que se mantenham atentos às realidades e necessidades que afloram mais nitidamente nesses momentos de maiores restrições. Tudo isso traz implicações – inclusive econômicas e sociais – sobre a vida das pessoas. Isto nos faz pensar nos mais pobres e nos que dependem das atividades informais. Lembremo-nos da exigência da partilha como compromisso inerente à nossa condição de cristãos. Gastemos tempo e não poupemos esforços para promover iniciativas e campanhas que sirvam de sinal e alento para quem mais precisa. Mantenhamos a confiança em Deus. É Ele o Senhor de nossas vidas e da História. Nossa Senhora da Apresentação, Santa Luzia e Sant’Ana intercedam por todos nós.

Natal, 27 de fevereiro de 2021.

Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo Metropolitano de Natal

Dom Mariano Manzana
Bispo de Mossoró

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC
Bispo de Caicó

São 20 anos de experiência na Polícia Militar do RN, com 15 deles de dedicação ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública do RN (CIOSP), o novo chefe de gabinete da Prefeitura de Macaíba chega para ajudar na construção de ações contundentes em relação à segurança pública que a nova gestão macaibense buscará implantar no município.

O Sr. Raimundo Luiz, é terceiro sargento da Polícia Militar do RN e trabalhará para aproximar o CIOSP da realidade cotidiana de Macaíba, junto ao Governo do Estado. Ele também terá uma participação especial, na criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Defesa Social e Mobilidade Urbana.

A primeira função do chefe de gabinete será, em breve, a implantação do sistema de videomonitoramento de Macaíba, uma das bandeiras que a atua gestão carrega, que visa auxiliar as forças policiais no combate a violência. Com imagens em tempo real, alta resolução e totalmente interligado ao CIOSP, o projeto fará Macaíba se tornar uma referência no Estado, quanto ao serviço de monitoramento.

Assecom-PMM

Álvaro Dias - Prefeito de Natal - YouTube

Heitor Gregório destaca em seu blog que um decreto estará sendo publicado nas próximas horas pela Prefeitura com o fechamento total das praias de Natal pelos próximos 15 dias, a partir deste domingo (28).

Barracas e bares da orla não vão poder abrir.

A Prefeitura também vai propor rodízio no comércio, mais precisamente nos horários de fechar, como medida para evitar aglomerações nos transportes públicos.

UPA de Macaíba é modelo para outras unidades | Prefeitura de Macaíba

Boletim epidemiológico da secretaria estadual de Saúde desta sexta-feira (26) informa que Macaíba registra 1679 casos suspeitos de covid-19, 2168 casos confirmados e 97 óbitos. Ainda de acordo com os dados, existe 39 óbitos sob investigação.

 

O delegado Francisco Quirino do Nascimento Filho, de 58 anos foi encontrado morto, na tarde desta sexta-feira (26), dentro de casa, na rua Caélias, no conjunto Parque das Orquídeas, no bairro Emaús, em Parnamirim. O policial aposentado pode ter sido vítima de um infarto fulminante, aponta o laudo preliminar do ITEP.

A informação do falecimento do doutor Quirino foi anunciada pelo sindicato dos policiais civis que enviou nota nas redes sociais e confirmada por familiares. O delegado possuía vasta experiência tendo atuado em várias delegacias de natal e na diretoria da Delegacia Geral da Polícia Civil. O velório e sepultamento serão restritos a familiares devido as restrições da pandemia.

Portal BO

Oito estudantes da Escola Municipal Pedro Gomes, localizada no centro de Macaíba, foram aprovados no exame de seleção 2021 do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Os estudantes irão cursar o ensino médio integrado ao técnico. Dois estudantes foram aprovados no Campus-Central de Natal e seis no Campus de São Gonçalo do Amarante. A comunidade escolar está bastante feliz com o resultado obtido estudantes.

Aprovados

Yasmin Letícia (Edificações), Campus-Central Natal

José Alysson (Informática), Campus-Central Natal

Maria Letícia (Edificações), Campus São Gonçalo

Adlla Emylle (Logística), Campus São Gonçalo

João Lucas (Informática), Campus São Gonçalo

Janilson Jonathan (Logística), Campus São Gonçalo

Alana Vitória (Edificações), Campus São Gonçalo

Letícia Maria (Logística), Campus São Gonçalo