Arquivo diário: segunda-feira, setembro 21, 2020

O Processo Seletivo para Reocupação de Vagas Residuais para ingresso nos cursos de graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) estará com inscrições abertas de 23 de setembro a 14 de outubro. Realizada pelo Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da UFRN, a seleção disponibiliza 270 vagas do período letivo 2020.2 para os campi de Natal, Caicó, Currais Novos e Santa Cruz.

As vagas residuais são geradas por cancelamentos de curso e serão distribuídas conforme o edital. Podem participar da seleção estudantes com vínculo ativo em curso de graduação pertencente à Instituição Nacional de Ensino Superior e autorizado pelo Ministério da Educação (MEC); portadores de diploma ou certificado de conclusão de graduação; além de ex-alunos de graduação da UFRN que tiveram seu programa cancelado por abandono de curso, por decurso de prazo máximo para conclusão ou por insuficiência de desempenho acadêmico.

A seleção será realizada em duas etapas, sendo a primeira denominada de Avaliação do Resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e a segunda etapa será a Avaliação Institucional e Acadêmica. As inscrições devem ser efetuadas, de 23 de setembro a 14 de outubro, exclusivamente pela internet. O candidato deve ter Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento de identificação, bem como deve preencher todos os campos do Formulário de Inscrição. Confira o edital e a agenda do candidato na página da Comperve.

Toby ao lado de material apreendido em operação da Polícia Civil em Mossoró — Foto: Cedida

Foto: Cedida

Quando as drogas e materiais são apreendidos, Toby, o cachorro da raça coker spaniel, sempre aparece nas fotos de divulgação da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Mossoró, no Oeste potiguar. Há um ano e meio, ele começou a ser utilizado em operações da Polícia Civil, primeiro em Caicó, na região Seridó, e agora em Mossoró.

Quem teve a ideia de treinar o cão foi o próprio dono dele e agora colega de trabalho, o policial civil Haislan Arruda. “Era uma grande dificuldade que nós tínhamos nos locais de busca, pois era difícil de fazer. Unimos o útil ao agradável: a vontade de ensinar o cachorro e a necessidade da delegacia”, conta o agente.

Matéria na íntegra portal G1 RN

Tiroteio assustou motoristas que passavam pelo local e fugiram pela contramão — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Uma mulher foi baleada na tarde deste domingo (20) enquanto aguardava o ônibus em uma parada na comunidade do Mosquito, no bairro Nordeste, zona Oeste de Natal. Durante tiroteio, veículos que passavam pela Avenida Felizardo Moura utilizaram a contramão para fugir dos tiros.

De acordo com a Polícia Militar, a jovem baleada estava com outras pessoas em uma parada de ônibus quando foi abordada por homens em um carro. “A vítima disse que passou um veículo de cor prata e os rapazes perguntaram se ela era de alguma facção. Ela disse que não era e uma das pessoas que estava com ela correu e os homens começaram a efetuar disparos e a jovem foi alvejada nas nádegas”, relata um PM, que atendeu a ocorrência e não quis ser identificado.

A jovem foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgância (Samu) e levada ao pronto-socorro Clóvis Sarinho.

G1 RN

Agência PRF

A Polícia Rodoviária Federal recuperou,  no final da noite deste último sábado (19), no Km 294 da BR 304, em Macaíba/RN, um veículo roubado e prendeu um homem de 40 anos.

Durante abordagem a um Cruze, os policiais encontraram, nos sistemas operacionais, o registro de roubo, do dia anterior, em Cajupiranga, Parnamirim/RN.

Ocorrência encaminhada à Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal/RN.

Com um indício de queda nas curvas de mortes e casos por covid-19, um dos principais temas nos processos de reabertura econômica e flexibilização do isolamento nos estados tem sido a situação das aulas nas redes de ensino. Até o momento a maioria dos estados segue sem aulas presenciais.

As atividades pedagógicas presenciais reiniciaram primeiramente no estado do Amazonas, em agosto. Lá, a preocupação agora é com o monitoramento dos profissionais de educação e alunos, que vem ensejando uma disputa judicial entre professores e o governo estadual. A contenda também ocorre no Rio de Janeiro, em relação às aulas na rede privada.

No Rio Grande do Sul o calendário iniciou em setembro pela educação infantil, com previsão de término para novembro. No Pará, o governo autorizou aulas presenciais nas regiões classificadas nas bandeiras Amarela, Verde e Azul.

Rondônia adiou o início das aulas até o dia 3 de novembro. O Rio Grande do Norte suspendeu as aulas até o fim do ano. Em outros estados não há definição de data de retorno. Estão neste grupo Distrito Federal, Goiás, Pernambuco, Ceará, Alagoas, Maranhão, Bahia, Paraná, Mato Grosso, Acre e Roraima.

Contudo, em alguns estados foi decretado o retorno das atividades pedagógicas remotas. O governo de Mato Grosso havia determinado a volta nessa modalidade para a educação básica no início de agosto, mesma situação do Amapá. No estado, as aulas em casa foram permitidas também para os alunos da Universidade Estadual (Ueap).

No Tocantins, o ensino remoto foi definido para os alunos do ensino fundamental da rede estadual no dia 10 de setembro. Em Alagoas, a retomada por meio de aulas remotas ocorreu no dia 17 de setembro. Em Minas Gerais, foi autorizado o retorno das aulas práticas dos cursos de saúde apenas, que passaram a ser consideradas serviço essencial.

No Rio de Janeiro, a volta às aulas na rede particular está em disputa judicial, enquanto a região metropolitana teve piora nos indicadores de risco para covid-19 e pode retroceder na classificação.

Agência Brasil