Arquivo diário: sexta-feira, setembro 4, 2020

 

A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Esta semana, o pré-candidato a prefeito Delegado Normando cumpriu uma agenda intensa com os pré-candidatos ao legislativo do Partido Social Cristão. As comunidades de Cajarana, Mangabeira, Traíras e entre outras foram visitadas por Normando, que tem buscado ouvir as demandas da população e falar sobre seus projetos.

A cada agenda Normando recebe apoio popular, seja da dona de casa, do estudante, do homem do campo e dos trabalhadores que residem na zona urbana. O que tem mais se ouvido é o sentimento por um projeto novo!

Assessoria

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba prenderam em flagrante, na tarde desta sexta-feira (04), um homem de 29 anos. Ele foi preso pela suspeita da prática dos crimes de comércio ilegal de arma de fogo, crime ambiental e furto de energia elétrica.

O homem foi detido no bairro Mangabeira, em Macaíba. De acordo com as investigações, ele é suspeito de fabricar armas de fogo caseira e, em seguida, comercializar para uma organização criminosa atuante no Estado.

Foi constatado também que, na casa dele e na oficina, o fornecimento de energia era clandestino, pois a corrente elétrica estava sendo desviada diretamente de um poste público, sem ligação regular.

Durante a ação, os policiais civis apreenderam no local uma arma caseira calibre .38, três armas que estavam pré-prontas e a matéria prima utilizada para a fabricação do produto.  Ele foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042.

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas em pé, óculos de sol, barba e área interna

Na noite desta quinta-feira (03), o Partido Verde realizou uma reunião preparatória para a convenção com os pré-candidatos ao legislativo macaibense. A convenção em Macaíba, se realizará no dia 09 de setembro do corrente ano.

A grande maioria dos pré-candidatos, inclusive seu presidente, Hailton Mangabeira, aprovam a união entre Netinho e Emídio, e esperam que, antes da convenção do partido, o acordo entre os postulantes ao Executivo seja firmado, para que o Partido Verde possa fechar a aliança na coligação majoritária.

Os deputados Gustavo Carvalho (PSDB) e Cristiane Dantas (SDD) se pronunciaram no horário destinado às lideranças, na sessão remota desta quinta-feira (3), na Assembleia Legislativa, sobre o contrato do Governo do Estado para serviço de transporte sanitário de pacientes com Covid-19 durante a pandemia. Cristiane se somou ao colega parlamentar nas críticas feitas ao Executivo, reiterando o apoio à abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

“Na terça-feira vou entregar ao presidente da Assembleia o documento com 9 assinaturas solicitando a abertura de uma CPI”, disse Gustavo Carvalho, que vem trabalhando junto aos deputados de oposição para viabilizar a instalação da CPI. Gustavo critica o contrato firmado pelo Governo para contratar o transporte em ambulâncias equipadas e com pessoal especializado, porém, afirma que encontrou irregularidades durante os 60 dias em que vem investigando o caso.

O deputado questionou a suspensão do contrato, anunciada nesta quarta-feira pelo deputado Francisco do PT, e disse que, ‘coincidentemente’, ele foi suspenso poucos dias depois da presença de uma servidora da Secretaria de Saúde na Comissão de Finanças da Casa. “De nada adianta cancelar esse contrato”, ressaltou Gustavo, afirmando que não abre mão de apresentar a solicitação para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito.

“Não é só por ser de oposição, mas é por ter compromisso com a verdade”, declarou Cristiane Dantas, justificando que apoia a abertura da CPI. Para a deputada, as provas que vêm sendo anunciadas pelo deputado Gustavo Carvalho são “graves” e o caso é “preocupante”.

Em seu pronunciamento, Cristiane falou também sobre o lançamento do ‘Setembro Dourado’, a campanha anual de combate ao câncer infantojuvenil. Ela pediu apoio dos deputados, em especial à Comissão de Saúde, para tentar um contato com o Comandante-Geral da Marinha, na tentativa de destravar o uso de um terreno para garantir a construção de um hospital infantil para crianças com câncer. Ela afirmou que a Liga Norte-rio-grandense já tem 50% dos recursos assegurados, mas precisa desse terreno ao lado de suas instalações, e mesmo tentando uma negociação e não se tratando de doação, a Marinha tem emperrado. “Precisamos unir forças e visitar a Marinha para sensibilizar o Comandante”, encerrou Cristiane.

SANDRO MENEZES – ASSECOM/RN

A governadora Fátima Bezerra se reuniu com representantes da BI Energia para tratar sobre a viabilidade de implantação de um parque eólico offshore (no mar) na costa dos municípios de Touros, São Miguel do Gostoso e Pedra Grande. A reunião foi realizada nesta quinta-feira, 3, por videoconferência.

Também participaram da reunião, o secretário de Infraestrutura, Gustavo Coelho; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado; o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar; o diretor-técnico do Idema, Werner Farkatt; e o coordenador de Desenvolvimento Energético da Sedec, Hugo Fonseca.

A governadora Fátima Bezerra deu as boas-vindas aos representantes da empresa e disse esperar que todas as tratativas para a implantação do parque eólico prosperem. “O Rio Grande do Norte reafirma cada vez mais sua vocação para a produção de energia eólica. Não é à toa que temos aumentado a posso capacidade, inclusive através de investimentos como esse que estamos tratando. O fato é que continuamos liderando o ranking da produção eólica no País. E temos uma capacidade extraordinária de ampliar isso”, avaliou a governadora. Ela ainda assegurou à empresa segurança jurídica e patrimonial para a instalação do parque eólico de forma tranquila.

Os engenheiros da BI Energia apresentaram detalhes do projeto, trataram dos trâmites a serem seguidos na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RN e no Idema, e ainda  sobre as licenças necessárias junto ao Ibama, que fiscaliza empreendimentos no mar, por se tratar de área da União.

Ficou programada para daqui a duas semanas a assinatura do Memorando de Entendimento, com a visita dos representantes da BI Energia à governadora – ocasião em que serão agendadas reuniões com os prefeitos de Touros, São Miguel do Gostoso e Pedra Grande.

ENERGIA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

A BI Energia é uma das pioneiras no investimento em parques eólicos offshore no Brasil. Atualmente a empresa conta com um projeto no Ceará, que foi iniciado em 2016, para instalação de 59 torres, ao custo de 1 bilhão de euros. A expectativa dos empresários é de que a experiência com o projeto em terras cearenses ajude a deixar mais rápido o processo no Rio Grande do Norte. O projeto para a costa potiguar prevê um parque eólico com 300 Km² de área, com 52 aerogeradores de 12 MW de potência instalada (totalizando um parque de 624 MW). Serão construídas ainda duas subestações elétricas; uma marinha para a elevação da tensão e uma terrestre de transição. De acordo com a empresa, a previsão de produção de energia esperada é de 3.154.805,6 MWh no ano (3,1 mil Gwh/ano).

Por parte da BI Energia, participaram da reunião o empresário italiano Gaspare Ferrara, sócio na empresa do engenheiro Lúcio Bomfim, que apresentou o projeto ao Governo do RN, e ainda os engenheiros Mateus e Lucas.  As primeiras reuniões ocorreram em janeiro deste ano.

Segundo Lúcio Bomfim, serão necessários de dois a três anos para o início das obras do parque eólico, contando com liberação do Ibama, termo de referência, audiência pública com as comunidades e projeto executivo. Ele também falou sobre a prática da empresa de sempre deixar um bem para a comunidade dos locais onde realiza obras, construído através de recursos próprios. “É nossa contrapartida social, independente da energia gerada, dos empregos criados, dos tributos que serão pagos. Ainda não identificamos qual seria o benefício no Rio Grande do Norte. Mas espero que nos informe as necessidades.” O engenheiro considerou a reunião bastante proveitosa e disse ter sido muito bem recebido.

ENERGIA EÓLICA NO RN

O Rio Grande do Norte tem a maior capacidade instalada de usinas eólicas em operação comercial do Brasil. Os dados foram analisados em abril e constam no InfoMercado Dados Gerais, que foi publicado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Ao todo, o RN tem capacidade de gerar 4.450 MW de energia. Além de ser uma conquista, o marco representa a reafirmação do Rio Grande do Norte e sua vocação para geração de energia eólica.  O Estado tem aumentado sua capacidade instalada de maneira quase ininterrupta, sendo acompanhado por investimentos importantes nesse período. Atualmente temos 164 usinas em operação, 19 em construção e outros 84 projetos contratados, em que as obras ainda não foram iniciadas.

A secretaria estadual de Saúde divulgou nesta quinta-feira, 03, o boletim epidemiológico com os últimos dados do covid-19 em Macaíba. A cidade registra 279 casos suspeitos,  1199 descartados, 768 confirmados, 4 óbitos em investigação e 70  óbitos confirmados.

Os dados referente ao número de pacientes recuperados ainda não foram atualizados, a última divulgação informava 405 recuperados.

 

Em sessão remota nesta quinta-feira (3), o Plenário do Senado aprovou o projeto que altera o Código de Trânsito, ampliando para 10 anos a validade da carteira de motorista (PL 3.267/2019). Foram 46 votos a favor e 21 contrários, além de uma abstenção. De iniciativa do Poder Executivo, a proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados no final de junho. Como foi modificado no Senado, o projeto retorna para nova votação na Câmara.

O projeto estabelece várias alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB — Lei 9.503, de 1997). Entre elas, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passará a ter validade de dez anos para condutores com até 50 anos de idade. Hoje, a regra geral é de cinco anos de validade. A proposta também estabelece cinco anos para condutores entre 50 e 70 anos de idade; e três anos para condutores com 70 anos ou mais.

O texto determina que os exames de aptidão física e mental sejam realizados por médicos e psicólogos peritos examinadores e altera regras para o uso da cadeirinha ou do assento de elevação, acrescentando referências de peso e altura ao limite de 10 anos de idade. O projeto do governo também estabelece regras mais brandas para a retenção da carteira e para exames toxicológicos. Para a suspensão da carteira, o número de pontos pode chegar a 40, conforme a situação — o dobro do que é hoje.

Fonte: Agência Senado