Arquivo diário: segunda-feira, junho 8, 2020

Por ocasião da pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19), a 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Estado do Rio Grande do Norte, que deveria ter ocorrido em maio deste ano, foi transferida para junho, no período de 01 a 30 do corrente mês.

Para adquirirem a vacina e até 15 de julho realizarem a respectiva declaração de rebanho, os criadores locais deverão se dirigir à sede da Secretaria Municipal de Agricultura, da Pecuária e da Pesca de Macaíba, para declarar a vacinação dos animais e regularizar o rebanho.

“Contudo, conforme os decretos estaduais e municipais que restringem o atendimento ao público em várias repartições, mediante a possibilidade de contágio por COVID-19, informa-se que, excepcionalmente, a equipe da referida Secretaria irá receber exclusivamente os criadores para declaração da vacinação”, explicou o secretário da pasta, Ricardo Marinho.

Para tanto, algumas medidas de segurança serão tomadas para que o atendimento seja realizado, dentre elas, será atendido apenas um criador por vez, o mesmo deverá estar, obrigatoriamente, utilizando máscara, deverá higienizar as mãos com álcool em gel (70%) ou água e sabão, além de providenciar previamente as anotações das informações dos animais, como sexo e idade, para que o atendimento ocorra da forma mais ágil possível.

Ligue e agende o seu atendimento através dos contatos telefônicos: (84) 3271-6566 e (84) 98151-9480.

Assecom-PMM

O Governo Fátima através da secretaria estadual de Saúde divulgou uma nota afirmando que nos próximos 15 dias vai abrir mais de 60 leitos de UTI. Dentro desse número estão os dez leitos de UTI do Hospital Regional Alfredo Mesquita, em Macaíba.

Esperamos que realmente sejam abertos, pois a cidade tem registrado fila de espera por leito de UTI.

Vereador Dr. Antônio no PSB | Macaíba no Ar

Diante do falecimento do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Gelson Lima, o presidente em exercício da Câmara Municipal de Macaíba, Antônio França, convoca todos os vereadores para uma sessão extraordinária nesta terça-feira (09). A sessão será para empossar a nova recomposição da mesa diretora. Antônio França será empossado presidente, Socorro Nogueira, vice-presidente, João de Damião, primeiro secretário e Ana Catarina como segunda secretária.

Devido ao decreto estadual que visa evitar aglomerações, só será permitida a participação de servidores do Poder Legislativo e do Executivo. A sessão solene será transmitida através do Facebook da Câmara, a partir das 11h.

 

A Prefeitura de Macaíba decretou ponto facultativo para os dias 11 e 12 deste mês. Estão fora do decreto atividades desenvolvidas pela secretaria municipal de Saúde, como também as atividades de fiscalização.

PM/ASSECOM/Repórter: CB GLAUCIA

Na madrugada deste domingo (07), a ação rápida de equipes da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte frustrou uma tentativa de furto a uma agência bancária na zona norte de Natal.

De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), a central de atendimento recebeu uma informação de uma agente de segurança privada que a Central de Monitoramento, em Recife, teria constatado o acionamento do alarme da agência da Caixa Econômica Federal, localizada na av. Tomás Landim, zona Norte de Natal.

Com a solicitação do apoio da Polícia Militar, os militares se deslocaram ao local, tendo sido surpreendidos com disparos de arma de fogo por parte dos criminosos. Com a injusta agressão atual, os policiais revidaram à ação criminosa, atingindo um dos criminosos.

Com o controle da situação no interior da agência bancária, os policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) realizaram uma incursão no estabelecimento bancário, capturando um dos suspeitos ferido, que foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos.

Na ação policial, os militares conseguiram apreender três revólveres e quatro coletes balísticos, além de vários equipamentos utilizados para o arrombamento de caixas eletrônicos.

Todo material apreendido foi apresentado à Polícia Federal para a realização dos procedimentos legais e investigações necessárias do delito.

Agência Brasil – Pressionado a reduzir aglomerações durante a pandemia de coronavírus, o governo federal digitalizou 156 serviços públicos nos últimos três meses. Um total de 58 serviços em março, 45 em abril e 53 em maio passaram a ser oferecidos sem a necessidade de que o cidadão saia de casa.

O esforço elevou para 729 o número de serviços públicos digitalizados desde janeiro de 2019. Segundo a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que coordena o processo, a digitalização resulta em economia de R$ 2,2 bilhões por ano com a redução de custos e com o aumento de eficiência dos servidores públicos.

Segundo a Estratégia de Governo Digital, documento publicado em abril, o governo federal pretende alcançar os 100% de digitalização até o fim de 2022 e economizar R$ 38 bilhões em cinco anos, de 2020 a 2025. De acordo com a secretaria, a economia decorre da eliminação do papel, da redução da burocracia, da redução de erros e de fraudes e da menor necessidade de locação de estruturas, de manutenção de logística e de contratação de pessoal para atendimento presencial.

A digitalização de alguns serviços está diretamente relacionada ao enfrentamento à covid-19. O governo transformou em digitais 46 serviços da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), muitos dos quais considerados prioritários no combate à pandemia. Com 107,2 milhões de pedidos cadastrados e 101,9 milhões de pedidos processados até a ultima sexta-feira (5), o cadastro para o auxílio emergencial representa outro exemplo de digitalização, com o processo feito inteiramente pelo celular ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Otimização

Em relação aos servidores públicos, o Ministério da Economia considera a digitalização bem-sucedida por deslocar funcionários de tarefas operacionais para atividades especializadas, otimizando o trabalho. No caso do seguro-desemprego do trabalhador doméstico, digitalizado durante a pandemia, o serviço exigia 7,3 mil trabalhadores. Com o atendimento virtual, apenas 630 profissionais passaram a ser necessários, o equivalente a 8,5% do total anterior.

De acordo com a Secretaria de Governo Digital, a economia anual com o seguro-desemprego para domésticos chegará a R$ 357,9 milhões. Atualmente, o serviço é demandado por 280 mil trabalhadores por ano.